História Eu te odeio, mais que tudo - Capítulo 11


Escrita por:

Visualizações 248
Palavras 1.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Babacas fazendo babaquices


P.O.V Luba

Eu estava indo pro quarto, mais quando eu abro a porta nem queria ter vindo aqui. ~Babacas fazendo babaquices~

-Desculpa T3ddy não dá, seu colega de quarto tá aqui. -diz a garota olhando pra mim

-Ele vai embora. -ele também olha pra mim, ele começa a beijar ela.

-Eu não vou sair do quarto, já que ele é meu. Se for assim me obrigue. -ele me olhou com raiva.

-Está mais destemido do que antes Lubixa, tchau T3ddy. Hoje não dá. -ela saio do quarto, mais antes ela dá um tapa na minha bunda.

-Sua vadia! -grito e fecho a porta.

-Conhece ela? -não magina! Conheci ela agora.

-Uma amiga. -jogo minha mochila perto da minha cama, e eu me jogo na mesma.

-Não podia chegar outra hora? -não.

-Você não manda em mim. -nem na puta que pariu.

-Mais podia. -vai se fuder.

-Você é minha mãe? Meu pai? Só eles mandam em mim, na verdade só as vezes eu tenho dezoito anos, então ninguém manda em mim. E se alguém mandasse você seria o último. -digo o olhando.

-Não pensava que viado dava coice. -te odeio.

-Você pode me chamar de viado, gayzinho de merda, entre outros que você me chama. Mais você nunca, nunca vai ver eu me rebaixar. -para um filho da puta como você.

-Pense no que quiser. -ele sai do quarto, a porta bate bem alto.

-Nunca vou me rebaixar ao seu nível T3ddy, nunca! -falo para mim mesmo.

P.O.V Mike

Eu estava na mesa junto com o pessoal, o T3ddy chegou bufando.

-Que foi?

-Eu estava quanse pegando uma mina, mais o Lucas atrapalhou tudo! Eu fico com mais raiva desse... desse... sei lá, nem me importo mais. -calma, paz e amor no coração.

-Nossa, ele te deixa muito irritado é? -perguntou Calango.

-Não, mais quando eu estava pegando ela. -revirou os olhos.

-Calma T3ddy. -falou o Saiko.

-Saiko? Eu soube que a Skii terminou com você, é verdade? -perguntou Batista.

-Sim é verdade, mais eu que terminei com ela, não ao contrário. -foda-se da a mesma coisa.

-Então quem é a garota. -,pois é.

-É isso, não é uma garota, é um garoto. -ele disse olhando pro T3ddy.

-Relaxa, só sou homofobico com o Luba. -ah.. Então é frescura mesmo?

-Então você não é homofobico, é só uma birra com o Luba. -digo.

-Tá ficando esperto. -vai se foder.

-Ah tá, agora quem é? -Batista olhou pro Saiko.

-O T3ddy previu o futuro. -Ycaro!

-Não, o Ycaro? -T3ddy disse.

-É... -ficamos calados, até o Calango falar.

-Feliz namoro! -deu um sorriso

-A gente só está curtindo, eu não sei especificamente o que é. -então não é sério?

-Eu já estava tirando minhas esperanças, foi muito cu doce. -verdade.

-O Batista está certo. -Felps disse.

-Obrigado. -falou irônico.

-Você não pretende juntar todos não, né? -perguntei.

-Claro que não, só quando vocês namorarem eles. -nunca?

-Haha, de depender do Felps isso nunca acontecerá. -Calango riu.

-Pois é. -concordo.

-Por quê eu? -perguntou.

-Cellbit. -todos nós falamos, o Felps deu uma risada.

-Ah, é mesmo. Mais esse é meu jogo. -tadin do menino. (A-Não mente pros mitos não)

-Você é malvado! -falamos novamente juntos.

-Parem de falar juntos! -bufou.

P.O.V Pk

-Você é muito fofo! -fofo vai ser a minha mão na tua cara!

-Sou não. -nem um pouco.

-É sim! -continuou.

-Vou pro quarto. -falo e ele me olhou.

-Vai lá, vai ver teu crush. -crush meu cu!

-Vai tomar... -levanto da mesa e vou pro quarto, o Thiago não está aqui, finalmente um tempo para ficar sozinho.. Mais aí ele chega.

-Oi. -deu um sorriso.

-Oi. -digo e sento na minha cama, pego meu celular e fico mexendo nele.

-Você já decorou a sua fala? -é impressão minha ou ele tá querendo puxar assunto?

-Sim e você? -não tiro os olhos do meu celular.

-Já, ah nós vamos ser o quinto a se apresentar. -ainda bem, não quero ser o primeiro.

-Tá bom. -ficou parado, ele tá querendo conversar comigo..

P.O.V Ycaro

-Eu já contei a eles, que estamos curtindo, ficando... Foda-se!! -ele me deus vários celinhos.

-Eu também. -eu recebo um beijo, que é cedido de imediato peço passagem o Saiko cede.

-Eu te amo. -e eu mais ainda.

-Eu também te amo! -sou enchido de beijos. -Você é a melhor coisa que aconteceu na minha vida, e sempre será.

-Você é a coisa mais fofa do mundo, meu lindo. -que fofo.

-Você não sabe, o quanto que eu te amo. -ele me olhou.

-Sei sim! Não sou um burro como você. -vai se foder.

-Nossa, pra quê isso? -finjo estar indignado.

-Não sei, só sei que você me ama muito, muito mesmo, eu também. -que bbunitinho, as palavras.. Ele não. (A-Sinceridade master)

-Como é que tu acerta? -quero saber.

-Por que eu sou inteligente, e você não. -num vem com isso não.

-Eu sou ruim nas coisas, não sou burro! -verdade!!

-É burro sim, meu burro. -tu é um mó filho da puta, isso sim.

-Tá bom né. -faze o quê?

-Ô bixim fofin. -me abraçou, eu retribuí.

-Ô coisinha para! -peço.

-Nunca. -vai tomar no cu, Saiko!

P.O.V Cellbit

Eu já estava terminando o trabalho que o Felipe me mandou fazer, mais está muito difícil eu estou com muito sono. Não tinha café na cantina, acabou tudo.

-Termina logo! Eu quero isso pronto. -me apressou.

-As vezes algumas pessoas tem sono, muito, muito mesmo. Mais eu acho que você não sabe o que é isso. -,vive me mandando fazer essa Porras de trabalho pra ele.

-Depois a Cinderela dorme, agora vai terminar isso. -eu merecia isso?

Q.D.T (depois de tudo feito)

Finalmente eu terminei aquele trabalho que o Felipe mandou, saio da escrivaninha e me jogo na cama.

-A princesinha terminou? -ignoro completamente, dou um bocejo e o sono vem, mais uma pessoa muito irritante fica me chacoalhando. -Ei!

-O que você quer, Felipe? -digo olhando pra ele, minha voz está completamente sonolenta.

-Você parece bem mal, toma café que já está na hora da aula. -é sério?

-Não tem café. -maior vontade de ir pra aula.

-Eu tenho, bebe e vamos! -só agora que eu percebo que ele está com uma caneca na mão.

-Eu quero morrer.. -digo baixinho, pego o copo de sua mão e começo a beber.

-Vai se arrumar, vou te esperar. -ele vai até a sua cama e se senta.

Me levanto e vou até o armário, eu já tomei um banho então só vou trocar de roupa, entro no banheiro e tranco a porta, me despi e coloquei as outras, deixo as "sujas" em um cesto de roupa suja, destranco pego minha mochila.

-A princesinha já se arrumou? Não vai nem retocar a maquiagem? -eu ddoo dedo do meio. -Que deselegante.

-Felipe, eu não tô com paciência hoje. -saio do quarto e vou no corredor da sala.

-Ei! Me espera, eu ainda sou seu par esqueceu? -não, isso é um pena.

-Infelizmente eu ainda me lembro. -depois de uns 4 minutos nós chegamos na sala, o professor ainda não chegou vou até minha cadeira, me sento na mesma.

-Você tá bem? -ouço o Pac falar.

-Não, eu tô muito cansado. -respondo, abaixei minha cabeça.

-Por quê? -Ycaro perguntou.

-E isso é de se perguntar? É claro que é por causa do Felipe! -queria que ele morresse.

-Eita, é mesmo. -se lembrou.

-Eu só vou me concentrar, ainda bem que não somos os primeiros. -pelo menos isso me dei sorte.

-Pois é. -Guaxi faz um carinho em mim.

-Tenha uma boa sorte, migo. -Luba disse.

-Brigado, vocês são meus melhores amigos. -dou um sorriso pequeno.

-Onwtt, que fofo. -o Pac me abraça.

-Eu não sou fofo! Mais eu deixo passar. -sou bonzinho.

-Quando será que o professor chega? -o professor chega na sala. -Deixa pra lá.

-Deixo mais dez minutos pra vocês, depois vocês podem apresentar. -ainda bem.


Notas Finais


Tandin do CellBitch gente.. Tô com dózinha dele.. Então espero que tenham gostado! Amanhã tem mais. Até a próxima e fuii.

Revisado: Sim, mais avise erros.
Por: Luh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...