História Eu te odeio, mais que tudo - Capítulo 13


Escrita por:

Visualizações 229
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - C-O-M-I-G-O


Fanfic / Fanfiction Eu te odeio, mais que tudo - Capítulo 13 - C-O-M-I-G-O

P.O.V Luba 

-Eu já estou perdendo a paciência! -digo me sentando na cama.

-Comigo? Nem percebi. -fala debochado.

-Você não desiste? Eu já disse que eu não quero, por quê não acredita? -bufei.

-Não da pra acreditar. -diz segurando o meu queixo.

-Me solta. -tiro a sua mão do meu queixo e me deitando, só dormir vai me tirar dessa impaciência.

-Por quê? -fala ele, com mais deboche na voz.

-Virou um Felipe é? Gzuis. -enfio a minha cara no meu travesseiro.

-Não, nunca serei pior do que o Felipe, nunca nessa vida! -???

-Finalmente, eu entendo o Cellbit. -olho pro T3ddy.

-E eu entendo o Felipe. -olhou devolta pra mim.

-Por quê ele é assim? -me sento na cama.

-Pergunta pra ele. -falou o óbvio

-E você acha que ele vai falar. -reviro os olhos.

-Não! Por isso. -deu um sorriso, o pior é que eu gosto desse sorriso, ele é lindo.

-Nem uma dica?

-Nenhuma!

-Mesmo?

-Uhum.

-Zero, zero, zero?

-Zero.

-Tu é chato!! -enfio minha cara de volta no travisseiro.

-Eu sei. -respondeu.

P.O.V Cellbit

-Ahh.. -digo o encarando.

-Uhum! Super verdade. -diz passando as mãos nos meus cabelos.

-Xispa!! Sai Felipe. -seguro a sua mão.

-Me obrigue. -me abraçou e por instinto eu cai na minha cama, doeu, doeu pra caramba.

-Aii! Isso doeu. -olho pra ele novamente.

-Que bom, queria isso. -me dá um beijo na bochecha.

-Vai embora, você disse que.. -ele me interrompeu.

-Eu sei, eu sei! Eu disse que não ia te incomodar, mais não disse irritar. -sai de cima de mim e fica do meu lado.

-Incomodar pra mim é irritar. -me viro pro lado dele.

-Pra mim não! -tocou o meu nariz.

-Filho de uma mãe!!! -digo irritado.

-Mais é claro, pai também! -disse debochado.

-Sai da minha cama. -ele ainda esta aqui, se ele não sai eu saio! Tento me levantar mais le me puxa.

-Daqui você não sai, você vai ficar comigo! C-O-M-I-G-O -elevou a voz no segundo "comigo".

-Não quero, nunca vou querer!! Me deixa em paz, agora SAI DA MINHA CAMA!!! -grito na última parte.

-Nãooo, por favor! Deixa eu ficar aqui. -ele me abraça.

-Não, sai daqui! -ele se separou e saiu da minha cama.

-Só lembrando, não vou ter piedade. -piscou pra mim e foi embora do quarto, por quê eu fyui fazer isso? (A-Porque tu é um Ycaro)

P.O.V Ycaro

Eu comecei a rir, loucamente e o Saiko olhou pra mim.

-Que foi? -se sentou do meu lado.

-Nada! É só o MeiaUm. -ele fez uma cara confusa.

-Quem é MeiaUm? Me fala! -tentou esconder o tom enciumado, mais eu percebi.

-Tá com ciúmes? -solto um sorriso.

-Não! Eu? Com ciúmes?! Nunca.. -ele olhou pros lados, tá com ciúmes sim! Não sou burro. (A-Tem certeza?)

-Tá sim, calma! Ele é só meu amigo. -me aproximo dele.

-Mesmo? -assenti, ele me abraçou.

-Aliás! Ele tem namorado, viu? -ele murmurou um " okay" eu estava com sono, então eu dormi fácil.

P.O.V Pac

-Nossa, não sabia que ele era tão.. Nem sei que palavra usar! -falou se sentou no meu lado.

-Eu não queria estar na pele do Cellbit, mais eu queria saber.. O porquê, ele faiz isso porque? -digo e ele abaixou a cabeça.

-O Felipe sofreu muito, e ele desconta nas pessoas, e dessa vez foi o Rafael.. Não sei o porquê, não sei. -eu vou ajudar o meu amigo! E ninguém ai impedir.

-Hmm, eu pensava que você era um babaca.. Mais não é! -dei um sorriso, que foi devolvido.

-Todo mundo pensa, só que elas mesmas não a sabem o verdadeiro eu! -verdade..

-Algumas pessoas são assim, não querem saber a verdade, só a mentira. -digo e me lembro do meu irmão, saudades dele..

-Preciso ir, aqueles imbecis querem se encontrar, queria dormir! Não se dorme mais quando se junta com aqueles lá! -dei uma risada, ele era bem divertido.. Legal e bonito... Muito.

≈∞≈

P.O.V Pk

-É.. Não sei. -falei confuso, não sabia responder aquela pergunta.

-Não sabe? Tudo bem, mais que seja uma pergunta totalmente normal. -ele se aproxima de mim.

-Eu sou um pessoa depressiva, se não fosse pelo Alan... Eu não aguentaria esta coisa que chamamos de vida. -me delto na cama, estou cansado preciso dormir.

-Ei! Não fica assim, você vai superar isso.. Expectativas, tenha elas, eu e o Alan, sei lá mais quem! Vamos sentir saudades suas, e nem venha falar que a gente não precisa de você. -dou um sorriso, mais essas palavras bonitas não são o usuficiente pra mim, a coisas que eu mais quero mesmo e que todos.. Deixa pra lá.

P.O.V Batista

-Obrigado... -respondo corado.

-De nada, eu quero saber uma coisa! Como são seus amigos? -o olhei confuso.

-Como assim? "Como são seus amigos?" -repito o que ele falou, o mesmo me olhou.

-Sei lá, o que você acha deles? O que eles são pra você. -aahh, essa foi a pergunta mais fácil que fizeram pra mim.

-Eu acho eles legais, as vezes eu acho que... Eles não se sentem a vontade para contar o que eles mesmos sentem. É tipo... Não sei falar, eu sinto um carinhos por cada um.. -dou um sorriso.

-Quem é o mais perto de você? E o mais longe? -entendo o que ele quis dizer.

-O mais perto é o Mike o mais longe o T3ddy.. -me dou bem com o T3ddy, só que algumas vezes eu não entendo ele. Por isso que ele é o meu amigos mais longe.

-Aaah tá. -se ele perguntou algo pra mim, eu posso perguntar algo pra ele.

-E você? Já falei demais de mim! Quero saber mais coisas sobre você. -fez uma cara pensativa.

-Bom.. O mais perto o Pac o mais longe o.. Não tem mais longe, gosto de todos. -deu um sorriso, fiquei corado.. Não sei o porque.

P.O.V Luba

-Para!!! -meu deus! Que garoto chato!

-Nunca na minha vida, eu gosto de te irritar! LuBitcha! -ah, vá toma no cu!

-Percebi, agora me deixa. -empurrei ele, o mesmo caiu em sua cama.

-Vem cá, eu sou intrigante! Não é toda hora que um homem gostoso pede para se deitar com você. -que babaca! Idiota, imbecil.

-Olha, eu não sou um de seus brinquedos sexuais, não sou aquelas vadias que passa um na esquina e quer dar o cu! Eu não sou nada seu, você pode dar em cima de todo mundo.. Mais não pega ninguém. -ele me encarou, ele está bravo.. Não ligo.

-O quê? Quem você pensa que é? Você sabe com quem esta falando?! -se levantou e ficou na minha frente.

-Sim, eu sei! Um idiota, imbecil e babaca! -respondo, ele segurou os meus ambros e suspirou.

-Vou fingir que não ouvi isso, e te perguntar uma coisa. -era só o que me faltava!

-Que coisa? -respondo sem paciência.. O que eu não tenho.

-Quer ser meu ficante? -olho pra ele assustado, masoq?! Que porcaria de pergunta é essa?


Notas Finais


Gente façam que nem a Elsa "L3DDY GO!!!"
Eu quero que vocês veja isso aqui, se refere a capa

https://youtu.be/b0KLhjP9yZs

Espero que tenham gostado! Até a próxima e fuii!!

Revisado: Não, avise erros!
Por: Luh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...