História Eu te odeio, mais que tudo - Capítulo 5


Escrita por:

Visualizações 293
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - O pior trabalho que poderia fazer


Q.D.T (segunda-feira 06/08/18)

P.O.V Felps

-As portas do infeno abriram novamente! -digo entrando no colégio junto com o Calango, logo vejo o pessoal, andei até eles junto com o Calango. -Cheguei!

-Finalmente, eu já estava saindo daqui. -T3ddy sendo T3ddy.

-T3ddy melhor amigo de todos os tempos. -digo irônico.

-Todos nós sabemos disso... -Batista fala.

-BATISTA! -grita uma menina, ela vem até nós. -Desculpa, onde é que tu tava? Eu não te encontrava em nenhum lugar. -diz a menina dando alguns tapinhas nele.

-Desculpa, eu vim conversar com meu amigos. -ela olhou ele, parecia que ia matar o Batista só naquele olhar.

-Tá, agora se sumir denovo, eu te mato. Eu não tô brincando. -ela foi embora. -quem é ela?

-Quem era? -disse Saiko.

-Era a sua namorada? -pergunta T3ddy.

-Eu não tenho namorada, ela é minha irmã. -Aaah tá.

-Você nunca contou que tinha uma irmã. -eu digo.

-Eu sabia. -Mike falou.

-Eu também. -Calango fala.

-Todos pra sala, hora da aula. -a voz da diretora é ouvida no sinal.

-Vamos pra aula. -Batista nos chama.

-Bora. -nós entramos na sala e sentamos nos mesmo lugares.

P.O.V Jv

~Ah não, eu não acredito que aqueles bando de babacas estão aqui, nem todos são babacas tirando o Felipe Batista~ Sou enterrompido dos meus pensamentos com o professor de geografia chegando na sala.

-Olá, bom eu estava vendo algumas notas e quase todas são baixas, vocês já sabiam do trabalho, agora esse trabalho vai valer pra nota. Eu irei escolher as duplas, mais isso só será explicado no final da aula, eu quero ver os seus cadernos vamos ver quem fez a tarefa de casa! (A-Uma coisa que sempre acontece, vocês provavelmente já saberão quais são as duplas)

Q.D.T (no final da aula, depois do trabalho explicado)

-Eu irei escolher as duplas, João Victor e... ~Não seja senhum dos babacas~ -Felipe Batista. ~Pelo menos não é tão ruim~

-Boa sorte! -Pac sussura pra mim.

-Nem tanta, ele não é o pior de todos. -falo.

-Ele tá certo. -Cellbit também sussurra.

-Tarik Pacagnan e Mikhael Linnyker. -que peninha do Pac agora.

-Se ferrou. -Luba falou, um pouco mais alto.

-Lucas Oliot e Lucas Feur... Feue.. -o Mark se embaralha no sobrenome do Luba.

-É Feuerschütte! (A-Se eu não me engano) -o Luba grita, irritado.

-Agora quem se ferrou foi tu. -Cellbit ri.

-Rafael Lange e Felipe Zaguetti. -porra!! O Rafa não merece isso.

-Deixa pra lá. -dou um abraço de lado nele.

-Que azar! -Ycaro entra na conversa.

-Carlos Ycaro e Rodrigo Ximenes. -tá de sacanagem? Piores duplas do mundo!!

-Já perceberam que sempre que a gente falam mal sas duplas dos outros, a gente mesmo se dá mal?! -pior que é verdade, mais nem tanto, dei sorte.

-Thiago Elias e Matheus Neves, Alan Ferreira e Rafael Montes. Pronto avisando denovo eu quero ele segunda! (A-Fingem que tem mais gente na sala, ok?)

-Você vão fazer o trabalho quando? Eu vou fazer sábado. -suspiro.

-Também. -todos falaram.

-Gente eu preciso ir! -Cellbit diz.

-Por quê? -Pac falou, encarando o Rafa.

-Por causa da pior pessoa do mundo, ele me mandou fazer um monte de coisas. -bufou.

-E o pior, você vai fazer o trabalho junto com ele. -eu acho que nem vai.

-Eu tenho certeza que ele vai me mandar fazer tudo sozinho, então vamos dizer que só é eu. -também acho..

-Tadinho, eu tenho pena de você. Mais eu sou pior eu vou ficar com o protetor do anti-social. -Guaxi abraça o Cellbit.

-Meu deus, nossas duplas são horríveis. -murmuro.

-Pois é, eu também tenho que ir pro quarto, eu quero dormir. -um burro preguiçoso, meu deus..

-Além de burro é preguiçoso. -Pac fala.

-Me deixa! -ele grita.

P.O.V Waifu

-Me deixa! -saio do pátio (A-E quando vocês foram pra essa porra de pátio?) e vou pra dentro do Colégio passo por alguns corredos e em fim meu quarto, perai esse é meu quarto? Ele é! Deixa eu ver, pego minha chave e vejo que é o 209, estamos no 199 ops não é esse. Ando mais um pouco e vejo alguns quarto, procuro pelo 209, agora sim! É esse destranco e entro no mesmo, vejo o Rodrigo deitado mexendo no seu celular.

-Tá apaixonado por mim? Não para de me olhar. -ele diz e rapidamente saio do meu transe percebo que fiquei corado, fecho a porta. -Tranca. -diz com uma voz rouca que me fez arrepiar, (A-Por quê?) tranco a porta jogo minha mochila perto da minha cama e me jogo na mesma. -Adiantando o assunto, na minha casa ou na tua?

-Hãn? -digo confuso.

-O trabalho, burro. -ah..

-Eu não sou burro! -me sento e o olho. (A-Não é mesmo! Só que falta muito QI para você)

-Até seus amigos te chamam de burro, eu tenho certeza que essa demora toda foi que você errou o número do quarto, denovo. -se levanta da sua cama e ficou perto da minha.

-Aff, me deixa, é a segunda vez que falo isso hoje. -e milésima essa semana toda.

-Não me importo, na minha casa ou na tua? -repetiu.

-Na tua, minha mãe vai fazer um monte de perguntas sobre você, ela vai encher meu saco dizendo que você mudou. E muito, pra um babaca. -sussurro na última parte.

-Olha a boca! -aponto pra mim. -Se falar que eu sou um babaca denovo, olha que meus pais estão trabalhando de noite. -ta porra.

-Vai ser de noite? -pergunto.

-Sim, você já sabe onde é, já foi várias vezes quando criança. Ainda se lembra? -não...

-Não, faz anos que não vou lá! No caso 6 anos. -se eu tenho dessezeis.. É tá certo!

-Eu te encontro sexta na frente da escola. -falou firme.

-Eu pensei em sábado. -eu tenho certeza que ele vai falar "eu tenho compromisso".

-Sábado eu tenho compromisso. -sou o novo vidente, me contratem.

-Haha, já até imagino o "compromisso". -digo fazendo aspas com os dedos.

-Como assim? -pergunta confuso.

-Ir pra farra, tenho certeza que é isso. -ele me olha.

-Olha só! Temos um vidente, mais eu vou pra casa da minha namorada ok! Eu tenho uma, não vou pegando qualquer uma por aí. -eu nunca falei isso.

-Tá eu só não consigo amenizar uma coisa, como é que você mudou, por quê você mudou? -eu realmente não sabia, estou maia confusondo que já sou.

-Isso é tudo culpa sua! -culpa minha? Mais que porra.

-Minha? Me diz, o que eu fiz? -menino doido..

-Não se fassa de desentendido! -desentendido? É o meu cu!! Isso foi meio errado e se pensar.

-Como assim? -eu me levanto e fico na frente dele.

-Me dá licença. -ele tenta sair mais eu seguro seu pulso.

-É se sério o que foi? Eu gostava muito de você, da sua amizade. -eu realmente sentia aquilo.

-Se gostava mesmo, não tinha feito o que fez! -puxou o seu braço e saio do quarto. Mais eu só penso um uma coisa. ~O que aconteceu com você Saiko?~ me sento na minha cama e fico pensando só nisso.


Notas Finais


Ycaro, Ycaro.. Você só vai descobrir daqui a dois caps, eu acho, então esse foi o capítulo de hoje! Espero que tenha gostado.. Até a próxima e fuii..

Revisado: Sim, mais se tiver erro avise.
Por: Luh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...