1. Spirit Fanfics >
  2. Eu Te Quero >
  3. Desejos Ardentes

História Eu Te Quero - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Dean e Sam beberam uma bebida batizada que tem um efeito estranho sobre a libido 🔥🔥🔥
Vamos ver o que vai acontecer com eles agora?

Bora lá 😍😍

Capítulo 1 - Desejos Ardentes


Fanfic / Fanfiction Eu Te Quero - Capítulo 1 - Desejos Ardentes

-Olha aí Dean, se é realmente este o lugar?-Sam olhou para, a frente da boate de luzes multe coloridas, onde tinha um segurança na porta parecendo um ogro.

Dean olhou para o papel com as instruções que Bobby lhe passou.

- É aqui mesmo -Dean fez uma cara sem vergonha- E olha maninho, você tem que incorporar o papel pra não desconfiarem, não esquece.

- Que papel?! O que você não me contou Dean?- Sam já estava começando a ficar puto com o irmão, sabia que não iria gostar de nada daquilo ali.

-Para de reclamar, Sam -Dean caminhou para a entrada da boate .

-Dean, mas olha isto ai... é, é uma boate gay, cara. Nada contra, mas não vou incorporar o papel não -Correu para alcançar o irmão -sério se fosse uma faculdade, ou um hospital...

-Olha só, Samuel, o Bobby disse que o metamorfo que procurarmos esta nesta boate, usando as pessoas e as roubando, estamos a um passo de pega-lo.- Virou para o irmão- Vai amarelar agora? Qual é Sam, é só fingir que somos um casal apaixonado, que entramos, e ninguém desconfia .Agora, anda e para de frescura, já encaramos coisas bem piores que isto!

-Esta bom, então seremos um casal apaixonado -Sam desistiu de bater boca com Dean sabia ser inútil. – Já acham isso da gente mesmo. – deu de ombros.

-Sim, é isso aí, agora me segue!

Pararam enfrente ao grandão, que os olhou desconfiado.

Dean e Sam se olharam, sentindo bater o desespero. O que o segurança estava esperando?

-Oi, tem espaço pra mais um casal ?– Sam perguntou, puxando Dean pela cintura-Ouvimos falar que esta boate é ótima e oferece quartos de luxo aos casais -Deu um beijo apaixonado nos lábios de Dean que ficou estático, pego de surpresa- Sabe? É a primeira vez dele, e ele esta muito ansioso. – confidenciou.

Um sorriso se formou no rosto do gigante de músculos salientes.

-Estou vendo que o casal é bem apaixonado, a noite vai ser quente.

-Ohh...se vai -Falou Dean recobrando o fôlego e fuzilando o irmão com o olhar, olhar que o segurança interpretou como de paixão.

Sam deu de ombro e puxou Dean pela mão, entrando na boate.

O salão era cheio de mesas e com casais bem apaixonados trocando carícias , na pista tinha alguns casais dançando ao som romântico do momento.

-Vem Dean, estamos sendo observados -Sentaram em uma mesa, as cadeiras bem próximas.

-Cara, não estou vendo o metamorfo, em lugar algum, ele pode ser qualquer um -cochichou no ouvido de Dean, pra não chamar a atenção.

-Mas garanto que ele deve estar aqui, e se ele nos descobrir antes do Bobby chegar, estamos ferrados! Já notou que aqui não tem nada de prata?

- Oi meus amores - uma linda garçonete, com generoso decote debruçou perto deles, colocando duas latas de bebidas na mesa-Cortesia da casa aproveitem.

-Obrigada querida, sim iremos aproveitar -Sam falou, e segurou o rosto tarado de Dean de olho no decote da garota, e o beijou nos lábios, dessa vez mais lentamente e sussurrou-Te amo meu amor, quero você inteirinho só para mim.

A garçonete se afastou para dar privacidade ao casal apaixonado.

Dean olhou aborrecido para Sam, droga o irmão estava o enlouquecendo, pondo a prova de fogo sua sanidade mental, aqueles beijos estavam mexendo com sua libido mas do que queria admitir.

-Para com isto! Não pode me beijar a toda hora não, Caralho!- forçou a voz sair firme.

-Estamos numa boate gay, cara, somos um casal, vão desconfiar se continuar a devorar a garçonete com os olhos.

-Esta bem, entendi -Dean olhou para aquela boca sexy que o beijara a pouco e desviou o olhar -Nada melhor que uma bebida pra relaxar, vai! Bebe a sua ai. – empurrou a lata do moreno para ele.

Os winchester’s tomaram suas bebidas em silêncio, sentindo o líquido gelado lhe refrescando a garganta, e com ela tudo estava bem mas leve.

Mas não demorou muito a sentir algo diferente, um calor, um fogo os queimando por dentro e despertando seus corpos.

-Sam sei não...acho que colocaram algo naquela bebida- Dean molhou os lábios os sentindo secos.

-É...porque ?-Dean olhou o moreno o encarar com cara de predador.

-Estou com um desejo louco cara, aqui- Tocou o órgão duro no meio das pernas- Vontade de fazer umas coisas loucas.

Dean sentiu o rosto esquentar, também estava com uma tara no moreno quanto ele , nele.

Se aproveitassem o momento, não teria problema, todos estavam fazendo isto ao seus redor, se abraçando se beijando.

Não sabe como ou qual foi o primeiro, só que estavam se beijando com intensidade.

A bebida começou a fazer efeito, atiçando o desejo dos dois num calor intenso que subia por seus corpos, pedindo pra ser saciado!

- Vem, vamos subir e dar um jeito nisto, antes de Bobby chegar- Dean sussurrou no ouvido do mais novo- eu estou muito duro cara.

Sam não protestou, também estava duro e louco de tesão.

Olharam em volta pra conferir, se estavam chamando a atenção de algum jeito, mas todos os casais estavam muito ocupados em apagarem seus próprios fogos! Nem os viam.

Os dois subiram as escadas apressados, o sangue correndo rápido pelas veias, no ritmo da adrenalina, por saberem esta fazendo algo proibido.

Sam abriu a porta e os dois entraram, mal a fechara, já voltaram a se abraçar afoitos.

- Cara, aquela bebida...sei não, mas ela me deixou estranho- Sam gaguejou , encarando Dean que estava se despindo e o imitou, queria sentir aquele o loiro bem colado em sua pele.

-Então relaxa, cara! E vem me foder -Mordeu o lábios malicioso- Quero ver esta coisa enorme que tem ai no meio das pernas em ação.

-Você não presta Dean!- Riu e agarrou o loiro, o beijando cheio de tesão, sendo correspondido com a mesma intensidade e urgência.

- Eu te quero Sammy! – Dean puxou o moreno, indo com ele para a cama. Os dois subiram na cama, tirando as últimas peças de roupa, com pressa e jogando para o lado.

Sam parou um instante , admirando o corpo perfeito do irmão, aquele pau duro e grosso, e aquela cara safada o olhando, Dean era perfeito!

Sam se abaixou, e abocanhou aquele pau turgido , e começou a suga-lo sem cerimônia.

-Ahhh...que delícia...vai! Não para ...ahhh não para não...- Dean gemeu, olhando Sam o encarando com desejo, enquanto o mamava em lentas chupadas o seu pau ,o fazendo gemer alto.

O moreno chupava sem pressa, se deleitando com seu pau na boca, seu gosto, seu tesão e seus gemidos profundos.

Depois de alguns tortuosos minutos, o moreno parou um instante de chupar seu pau, e beijou a virilha, em volta daquele pênis do loiro.

Sam lambia e cheirava o saco do irmão, era instigante aquele cheiro de sexo e tesão!

Dean estava tão duro, e todo melado, e aquilo tudo era por ele!

-Você é uma delícia, irmão! - Sam puxou o loiro pelas coxas, fazendo Dean cair de costas no colchão fofo. – Eu quero provar outro lugar nesse corpo gostoso , Dean – Sam afastou as pernas do mais velho e olhou alguns segundos para aquele buraquinho rosado e apertado que se contraia de tesão.

Dean sentiu o rosto queimar em uma mistura de vergonha e tesão quando sentiu aquela língua atrevida e quente violar o seu corpo sem nenhuma cerimônia nem o menor pudor!

- Sammy! Caralho! Que Porra de língua é essa?! – o loiro se contorcia com o prazer novo, e a intensidade daquele fogo que o consumia! A cada estocada daquela língua gemia mais alto.

-Vou fazer você sentir mas prazer, Dean -Molhou o dedo grande e grosso e forçou naquela entradinha rosada que se contraiu de prazer e medo.

-Para Sam! Porra isso vai doer,! -Olhou tenso para o moreno, mas não se afastou, estava com tanto tesão que a verdade é que queria sim ser fodido pelo mas novo - Não para....eu quero...cara ...nossa continua...

Dean gemeu alto ao sentir aquele dedo entrar fundo no seu cuzinho, encostando em algum ponto sensível ali, que espalhou ondas de prazer por todo seu corpo, o fazendo estremecer em um prazer que nunca sentiu antes!

Sentindo a entrega do loiro, Sam começou a bombar o dedo, rápido o penetrando fundo, e com a outra mão segurava o pau melado do irmão, e chupava o líquido do pré gozo que escorria naquela cabeça inchada.

-Delícia...hmmm ...gotoso Sammmy...-Dean gemia entre as sugadas. Quando sentiu que o loiro iria gozar, Sam parou.

Dean abriu os olhos, confusos e contrariado.

-Porra Sam! Você tinha que parar agora?! Na hora que eu ia gozar!

-Calma maninho, quero que goze comigo te fodendo bem gostosinho -Segurou o membro que latejava, dolorido de tesão, o masturbou, fazendo escorrer o pré gozo e com a mão lambuzou a cabeça do seu pau e o posicionou naquela entradinha que já estava preparada pra recebe-lo.- Nossa que cuzinho apertadinho e quente...hmmm...delicia...

-Ahhh....mete forte, vai cara! -Dean gemia se contorcendo debaixo do moreno.

Sam não demorou para atender o irmão, segurou a sua perna para cima e começou a dar umas estocadas mas profunda e enérgica se deliciando com os gemidos do loiro se fundindo aos seus, o suor escorregadio dos dois corpos em chamas e o prazer insano que o tomavam.

-Ahhh...vai...vai mete mas forte...noss Sammmy que delícia...

- hummm toma, é todo seu...toma...- Deu mas alguma estocadas profundas.

E os dois se perderam naquele prazer delicioso que dividiam, não se importando de gemer sem pudor, nem com alguns gritos que as vezes escapavam de suas gargantas.

Alguns longos minutos depois Sam meteu quase frenético no irmão, sentindo o orgasmo vir forte, e sentindo o mais velho retesar o corpo todo, e relaxar logo em seguida gozando abundantemente sobre a barriga e peito.- Sammmy...

-Hmmm...delícia....ahhhh...- Sam sentiu o prazer vindo intensamente, e explodiu em um orgasmo forte dentro daquele cuzinho quente e acolhedor.

Os dois caíram deitados no colchão, a respiração pesada, e o coração acelerado.

-Cara! Foi perfeito -Dean bateu no peito músculoso de Sam.

-Sim -Sorriu satisfeito -Agora apresse- se temos que descer antes de Bobby chegar.- Ali tem um banheiro vamos tomar um banho nos ajeitar e descer.

...

Os dois desciam as escadas impecáveis depois do banho, um sorriso cúmplice de quem eram parceiros no crime , e de quem iria com certeza repetir isso muitas outras vezes!

- Ai esta vocês! Onde vocês estavam?! Estou procurando por vocês a mais de meia hora!

- A gente tava...- Sam começou a falar meio atrapalhado, sem saber o que falar.

- Investigando os quartos do andar de cima – Dean terminou sério e Bobby olhou para os dois , desconfiado. Tirando dois frascos do bolso e entregando a ambos.

- O que é isso, Bobby? – Dean perguntou, olhando para o líquido azul dentro do frasco – trouxe sua própria bebida, foi? – zoou rindo.

- Espero estar errado, e que vocês não tenham tomado daquela bebida batizada do metamorfo e tenha transado feito animais lá em cima– falou sem mudar sua expressão séria e rabugenta – esse é o antídoto para a bebida.

Os dois se olharam surpresos.

- Claro que não tomamos Bobby! – Os dois negaram ao mesmo tempo.

- Então vamos para casa, eu já matei o metamorfo. Ele usava a bebida e enquanto as pessoas se entregavam a um sexo selvagem, ele se aproveitava para rouba-los.

- Ok Bobby. Você é o cara! – Dean bateu a mão no ombro do mais velho e saiu na frente indo para o Impala e Sam foi com ele.

Bobby entrou no seu carro e os dois no Impala e pegaram a estrada.

- Eu não sei você, Sammy, mas eu queria poder agradecer aquele metamorfo, me mostrou um lado seu que eu nunca iria conhecer sem a ajudinha dele, e ... – olhou para o moreno e deu um sorriso sexy – eu não quero perder isso nunca mais!

Sam sorriu concordando com o loiro.


Notas Finais


Beijinhos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...