História Eu uso o sorriso - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Acontecido, Agir, Aguento, Ajuda, Como, Disso, Favor, Livrem, Mais, Nada, Não, Por, Preciso, socorro, Tivesse
Visualizações 5
Palavras 442
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Se você está lendo,por favor,esse é o terceiro aviso,esse texto provavelmente não vai fazer diferença na sua vida, não gaste seu tempo lendo isso, você pode comer,ver vídeos, conversar com seus amigos,sair ao ar livre,ler algo que preste,estudar,entender alguma matéria na qual você tem dificuldade...
Por favor, dê meia volta.

Capítulo 1 - Não leia.


Abuso.

Iremos falar sobre abuso.

Eu sou contra a todo e qualquer tipo de abuso.

Eu fui abusada,durante anos,pelo meu avô paterno,no qual eu não gostava nem de olhar na cara.

Nojo.

Tudo o que eu sinto é nojo.

Nojo,de mim,nojo dele,nojo do meu corpo,nojo das minhas roupas,nojo das minhas genitálias.

Eu sinto nojo extremo.

Eu evito pensar nisso,mas é inevitável.Todas as noites eu choro cansada de pensar no quão estúpida eu fui em não contar a ninguém.

Inútil.

Me sinto inútil.

Não fui capaz nem de me defender,ao invés de lutar pelos meus direitos,eu fiquei calada,remoendo meus sentimentos dentro de mim mesma.

Não fui capaz de contar aos meus familiares.Poucas pessoas sabiam sobre isso.

Medo.

Senti medo,muito medo.

Minha família descobriu e agora não tem mais volta.

Vergonha.

Eu não contei por vergonha.

Muitas mulheres sofrem de abuso todos os dias.Muitas não contam pelo mesmo motivo que eu tive.Ja tentei inúmeras vezes contar,mas sempre que conseguia a coragem,eu lembrava de como aquilo me machuca.Sentia vergonha de contar o que acontecia e,acharem que era mentira.

Não.

Não era mentira,realmente me dói só de lembrar. Não vou me esquecer apenas passando em um psicólogo.

É uma ferida que dura pra sempre.

Não são roupas, não é corpo, não é aparência, não é charme.

Eu não tenho culpa, o único doente aqui é você.

Insegurança.

É o que eu sempre senti.

Insegurança faz parte de mim. me sinto insegura de sair de casa, insegura de falar com desconhecidos, insegura de passar ao lado de homens mais velhos.

Idade.

Tenho doze anos.

Não lembro quando começou.aconteceu muito rápido.

Se não tivessem descoberto poderia acontecer algo pior.Iria me sentir culpada se ele fizesse algo com minha prima de quatro anos também.

Imagem.

Não me importo com minha imagem.

Eu só saio para ir a escola. Não me importo em me maquiar, me depilar, me perfumar.

Quanto menos atenção eu chamar,melhor.

Não aguento.

Não aguento tudo isso na minha cabeça.

Não confio em ninguém, minha mãe, meu pai, meus amigos. Ninguém.

Babaca. Sou muito babaca.

Me importei tanto com os outros,que decidi não me importar comigo mesma.

Me entristece tanto ver,outras mulheres passando pelo que eu passei,sem denunciar.

Eu não denunciei.

Quando denunciaram era tarde demais.

Morte.

Ele morreu no dia 03/07/2018.

Diabetes.Sua perna já estava necrosada,tinham duas notícias.

Ele poderia amputar a perna, porém ele não iria aguentar,ou,ele não amputava,e não aguentaria da mesma forma.

Perdão.

No fim,ele pediu perdão.

Sinto em lhes dizer,mas, perdão, não vai me deixar menos triste,eu não vou simplesmente sair pulando alegremente por aí como se nada tivesse acontecido.

Você me traumatizou, você me deu nojo, nojo, nojo, nojo, nojo.

Eu entro em desespero quando algum homem chega perto demais.Sinto dó deles, não sabem o que aconteceu. Não têm culpa do que você fez, do que você causou.

Um estrago enorme na minha mente, um sentimento horrível no meu coração.Um desabafo para pessoas desconhecidas que,eu nem sei se vão realmente ler isso.

Eu 

Me

Sinto

Um

Monstro







Notas Finais


Obrigada por ler.
Denuncie,antes que algo pior aconteça.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...