História Eu vi o amor em seus olhos - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 52
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii gente, o capítulo tá grande? Tá grande, mas tem uma coisa boa pra vcs lá no final, eu só não sei se escrevi direito mas tudo bem.
Espero que gostem 😘

Capítulo 2 - Ele voltou!!!


Pov' Narrador

Depois que Lucas saiu da casa de Mary, ele foi para a casa da melhor amiga dele, para conversar sobre o que aconteceu.

Pov' Lucas

Depois do acontecido, eu fui para a casa de Wendy, minha melhor amiga desde a infância. Eu fui direto na casa dela, porque ela já sabe de tudo que aconteceu, eu tinha contado a ela quando estava indo ver ela. Eu toquei a campainha e logo abriram a porta.

- oi Lucas. Entra - disse ela preocupada comigo.

- oi Wendy - disse triste e entrando na casa dela.

- vamos no meu quarto que é melhor, ninguém vai atrapalhar a gente lá - ela disse pegando no meu braço e indo em direção ao quarto dela. A gente entra e ela fecha a porta. - me conta tudo o que aconteceu, detalhe por detalhe - ela disse curiosa e preocupada ao mesmo tempo.

Eu contei tudo o que aconteceu detalhe por detalhe como ela pediu, ela ficou surpresa com a história, e estava disposta a me ajudar no que eu precisasse.

Ela era a melhor amiga que alguém poderia ter. 

Pov' Mary

Depois que eu desliguei o telefone, fui na cozinha para pegar um pode de sorvete, que por coincidência já estava lá, peguei o pote e voltei para a sala assistir TV, em quanto minha companhia não chegava. Uns 15 minutos depois a campainha toca e eu vou ver quem era.

- ainda bem que vc chegou, eu tô precisando muito de vc - eu disse abrindo a porta sem saber quem tava lá.

- ainda bem que eu vim aqui, não era para isso mas eu tô aqui para te ajudar - disse um garoto alto, loiro e de olhos verdes, ele é lindo por fora mas por dentro...

-  John? O que tá fazendo aqui? Eu não te liguei - eu disse não entendendo o que ele fazia aqui, e a pergunta que mais me preocupava, o que ele queria.

- eu vim ver vc. E saber o por que não apareceu ontem no bar, mas parece que vc tá esperando alguém então eu vou embora - disse ele com uma cara de coitado e se virando para ir embora.

- john, espera. Pode entrar, mas tem uma condição: vc não vai tentar nada comigo, só se eu deixar - eu disse saindo da frente da porta. Ele se virou, fez uma cara de raiva mas entrou do mesmo jeito.

- tá eu não faço nada - disse com um tom sarcástico.

John Williams, ele foi o meu último namorado antes do Lucas. Ele foi a primeira pessoa que eu me apaixonei, que eu amei, mas também foi a primeira pessoa que mais me magoou, mas só de pensar nisso eu fico com raiva e triste ao mesmo tempo. Foi ele que eu ia encontrar antes de ver o Lucas.

- eu fui, mas quando cheguei lá encontrei meu namorado beijando outra - disse sentando no sofá e ele me seguindo. 

- vc tem namorado?! Não sabia disso. Não sabia que já tinha me superado - disse ele com um tom sarcástico e com uma cara de debochado. 

- meu querido eu já te superei faz tempo - eu disse como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, mas ai eu cai na gargalhada e ele junto. 

- mundo de assunto, vc lembra da época que a gente tava junto, nos melhores momentos - disse ele escostando a cabeça no escosto sofá olhando pro teto e depois para mim. 

- lembro, como eu não lembraria - disse também encostando a minha cabeça no sofá olhei pro teto e depois para os seus olhos verdes. 

- aqueles foram os melhores momentos ta minha vida, não mudaria nenhum deles - disse ele com um tom de apaixonado. 

- olha. Vc gostou de algum momento comigo, que bom saber disso - eu disse dando um sorriso. 

- eu não estou brincando eu amo cada momento que eu passo com vc. Mary eu te amo - disse ele com um tom de sinceridade e quando eu percebi eu tirei o meu sorriso do rosto na hora. 

- por que vc só me disse isso agora?! Logo hoje quando eu tô pra baixo - eu disse questionando-o. 

- eu não sei, talvez porque só tive a certeza agora. E já que vc tá pra baixo eu vou te deixar para cima - disse ele se aproximado de mim e logo me beijando. 

Eu consegui afastar ele, mas quando eu olhei no fundo dos olhos dele eu vi que ele tava falando a verdade, e beije ele de volta.

E como sempre um beijo com John Williams, nunca é só um beijo. Ele começou a tirar meu moletom me deixando só de sutiã e short, depois ele tirou a blusa dele, deixando o seu tanquinho a mostra. Mas ai eu recebi uma mensagem :

Xxx : desculpa não ter chegado ainda, o trânsito está horrível. Eu devo chegar ai daqui a uma hora mais ou menos. 

Mary : tudo bem, estou com uma boa companhia, sorvete e TV 

Xxx : então tá. Bjss

Mary : bjss

Em quanto eu escrevia, John ficava beijando o meu pescoço, o que fazia com que eu queria mais e mais ele.

- onde nós estávamos? - disse ele com um sorriso no rosto, voltando a me beijar e me deitado no sofá. Depois tirou o seu short, e logo o meu. As coisas começaram a ficar muito quentes. 

- espera! É melhor a gente ir para o meu quarto, vai que me pai chega de viagem - eu disse, e ele logo levantou, me puxou para ele e me deu um beijo que meu Deus do céu. 

Eu abaixei, peguei as nossas roupas, e fomos em direção a meu quarto. Chegando no quarto eu joguei as roupas no chão, fechei a porta e pulei no colo dele e comecei a beijar ele loucamente, ele foi em direção a minha cama, me jogou nela e foi pra cima de mim como se ele não transase a muito tempo. Tirou meu sutiã e minha calcinha e logo a sua cueca. Depois disso, foi tudo um borram de tão rápido que foi, mas isso não significa que foi ruim. 

- vc se superou dessa vez, amor - disse ele impressionado com o que havia acontecido. 

- obrigado, vc também foi bem. Não me chame de amor - eu disse dando um tapa no peito dele. 

Estava tudo bem, até que tocaram a campainha. Eu peguei o meu roupão, me visti e mandei o John se vestir. Fui em direção a porta e quando eu abri... 

Pov' Narrador   

Quem será que era? O que será que vai acontecer com a Mary e com o John? O que será que aconteceu para os dois terem terminado? 

Eu não posso contar muita coisa, mas eu tem ninguém me impedindo de dar um mini spoiler : eles terminaram por causa do que o John fez com a mãe de Mary, e não é o que vcs estão pensando. Cenas do próximo capítulo... 



Notas Finais


Gente não se esse capítulo tá ruim, e eu não sei escrever direito as partes mais quentes, prometo que a próxima vai ficar melhor
Um beijo pra vcs😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...