1. Spirit Fanfics >
  2. Eu, Vocês e as Crianças >
  3. 167

História Eu, Vocês e as Crianças - Capítulo 166


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei! ❤

Capítulo 166 - 167


 A festa já passava das duas da manhã quando o DJ encerrou seu expediente e fechou a pista. Aos poucos todos iam saindo do salão e cumprimentando os recém-casados. Ycaro não se aguentava em suas pernas de nervoso. Ele não sabia o que fazer quando Saiko estava tão empolgado e se sentia mais do que inseguro. Ele sempre foi assim, não tinha jeito…Ele sempre ia se sentir insuficiente de um jeito ou de outro. No fim da festa sobraram apenas os de sempre e as crianças que cansadas bocejavam implorando por cama. Todos conversavam calmamente sobre a noite agradável, os buquês e os noivos do momento enquanto Ycaro mordia os lábios apreensivo o que não passou batido pelos olhos de Águia de Tawan

--Ycarozinho, posso falar com tu?-Tawan perguntou

--Pode sim-Ycaro tentou sorrir

--Venha cá

O Peruano puxou o amigo pra uma mesa distante da dos amigos e lá eles se sentaram

--Você quer me dizer o porque de tanto nervosismo?-Tawan o encarou curioso

--E-eu? Nervoso?-Ycaro negou-Não tô não…

--Não mente pra mim, Carlos-Tawan franziu o cenho-Você tá nervoso sim e eu tenho uma ideia do porque…

--Se sabe porque tá vindo me amolar, então?-Ele disse bicudo e Tawan revirou os olhos

--Tá bom, se você não quer falar sobre não vamos falar-Ele ia se levantar mas o Cabeludo o segurou pela manga

--N-Não…Eu quero falar…Só não sei como-Ycaro suspirou

--Simples, com a boca, macho-Tawan riu-Só me dizer o que tá guardando aí, Ycarozinho…

--Eu tô com medo, Tawo…De não ser bom o suficiente pro Saiko, sabe? Nós nos casamos e é ideal que depois disso venha a Lua de Mel e coisa e tal mas eu nunca me apavorei tanto com algo-Ycaro suspirou novamente-Eu sempre tive essa insegurança comigo, sempre acreditando que uma hora ou outra ele ia olhar pra mim e ver que eu não sou tudo isso e que pode achar alguém bem melhor mas eu sempre buscava guardar isso pra mim, Tawo. Mas hoje eu tô no ápice dessa insegurança-Ycaro encarou o amigo-Tô com medo de não conseguir atingir as expectativas dele…O que eu vou fazer se ele me olhar estranho quando eu estiver sem roupa? Eu sou só um Raparigo magricelo…

--O único olhar estranho que você vai receber do Saiko essa noite é um carregado de luxúria e desejo que ele tá guardando faz tempo-Tawan sorriu-Se tem alguém que te entende sou eu, Carlinhos-O Anci segurou as mãos do amigo-Quando eu tive minha primeira vez com o André também fiquei super nervoso, mas sabe de uma coisa? Essa insegurança é coisa boba, Ycaro. O André é o homem da minha vida assim como o Rodrigo é o homem da sua e por isso ele não vai se importar com sua pouca experiência, vai te olhar todo apaixonado e te dizer que você é lindo como ele sempre faz e então você vai ver que não há nada nesse mundo mais especial pra ele do que você-Tawo beijou as mãos do amigo-Você só precisa acreditar no sentimento de vocês e no quanto ele significa pra ambos que vai ver que tudo vai rolar de forma natural e vai ser perfeito…

--Você acha?

--Tenho certeza-Tawo se levantou beijando a testa de Ycaro-Tudo vai dar certo, Cabeludo. Só manter a calma e ser você mesmo, Macho

--Você tá certo, se eu ficar nervoso demais as coisas vão dar errado-Ycaro riu mais calmo se levantando também

--Aproveita bem a noite que amanhã vocês tem que ir no orfanato oficializar a papelada das crianças e partir daí vai ser difícil vocês fazerem qualquer tipo de coisa-Tawan fez bico

--Com vocês tá sendo assim?-Ycaro riu-Tá na seca, Tawo?-Carlos riu Alto e os presentes o encararam

--É o que?-Meia Um que ouviu Ycaro brincar com seu marido questionou

--Tu não tá dando conta, André?-Ycaro riu

--Conta de que?-Meia Um perguntou

--Tu sabe bem…-Ycaro sorriu de lado

--Ignora ele, Denguinho-Tawan disse corado

--Mas…-Meia Um ligou os pontos e fez cara feia-Mas vá catar coquinho na ladeira na seca tá a senhora sua mãe!

--Deve tá, chata daquele jeito não deve transar mesmo não-Ycaro riu

--Na seca?-Lukas perguntou pro irmãozinho

--Mas aqui tem água de sobra…-Dan disse confuso

--Vocês ainda tentam entender os adultos?-Mama perguntou-Façam igual a mim, sorriam e acenem-Marcos riu alto-Isso aí mesmo, Tio!

Os adultos riram e nada disseram

--Viu, sempre funciona-Mama sorriu e as crianças o encararam surpreso-Sou um gênio!

--A que pontos chegamos pra considerar o Mama um gênio?-Davi questionou

--Tá querendo morrer, é?-Mama bufou

--Ele é seu cunhado, respeita-Juliana disse brava

--Você não namora e eu sou seu irmão custa me defender?!

--Custa-Juliana agarrou o braço de Davi que sorriu fofo

--Vou cometer um crime de ódio aqui, fica só vendo

--Fica de boa, Lindão!-Laís bateu nas costas do menino-Ele não vai roubar sua irmãzinha de você…

--Por mim pode levar, ela é chata…-Mama disse dando de ombros

--Senta lá, Cláudia-Marco Túlio riu

--Até tu, Túlio?-Mama disse bicudo-Vocês me odeiam querem que eu morra!

O garoto saiu batendo o pé até chegar em Cellbit e pedir colo que logo o foi dado

--É um bebezão mesmo-Gustavo revirou os olhos enquanto acariciava os cabelos de um Victor adormecido com a cabeça em suas pernas

--É mesmo…-Laís riu também negando em seguida ao achar a carinha brava de Mama fofa


Notas Finais


Bão ou Não?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...