História Eu Voltaria Por Você - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance Gay
Visualizações 40
Palavras 1.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


hello! demorei? nada né só um pouquinho.
como prometido o cap ta maiorzinho ;)
p.s: n sei se perceberam mas eu tirei o nome "uma semana" do titulo da historia. pq? bem pq esse "uma semana" fazia mais sentido na primeira parte da historia. mas agora só o "Eu Voltaria por Você" faz jus ao nome. blz? é isso boa leitura!!!

Capítulo 60 - Melhor Amigo de Volta


Na segunda-feira quando chego na escola, vejo Kaique conversando com a Tamires, todo cheio de sorriso. Só espero que esses sorrisos sejam sinceros, e não para me causar ciúmes.

- oi! – sinto Marcela praticamente pular em cima de mim.

- oi, iae?

- aquilo é o Kaique? – apenas concordei.

- eles voltaram? – dei de ombros.

- sei lá.

- você não é o amigão dele? devia saber. – falou ela toda ciumenta.

- ta com ciúmes?

- eu? Claro que não! – falou ela me puxando para sala de aula. – você está bem com isso?

- o Kaique com outra garota? – ela afirmou com a cabeça. – sim, eu acho. Acho que estou superando tudo, eu gosto do Kaique, gosto muito, ainda sinto muito amor por ele, mas não mais aquele amor...

- o Kaique mudou tanto né? Depois de tudo que vocês tiveram ele teve a cara de pau de começar a ficar com a Tamires dias depois. Ele se afastou...

- acho que ele ficou muito magoado Marcela. - a interrompi, Kaique não merecia cem por cento de culpa -  Eu tão bem estava assim, fugindo de muitas coisas, mas é por que doe, ele encontrou a Tamires, não sei se o que ele sente por ela é real. Mas se ele estiver feliz com ela isso é o que importa, eu só quero vocês a meu lado. É só do que eu preciso agora. – ela sorriu.

 

As aulas foram entediantes e demoras as segundas sempre eram assim, até as aulas era chata.

Kaique mal conversou com a Tamires na sala. Mas na hora do intervalo eles dois saíram juntos.

Eu Marcela, Gabriel e Tiago fomos lanchar. E jogar conversa fora, logo a namorada do Gabriel se juntou a nós.

 

A semana passou até rápido. O Kaique continuava a conversar com a Tamires, eles dois sempre estavam conversando e rindo. Bem se ele queria me atingir, estava começando a dar certo! como se não baste agora ele mal fala comigo. E começou a dar em cima de algumas meninas da sala. Até o Gabriel percebeu. Mais alguns dias se passaram e descobri através de uma amiga (Priscila) de Marcela, que o Kaique tinha voltado com Tamires.

Parece que ele estava fazendo tudo aquilo para me provocar, beijava ela na minha frente, trocava caricias quando me via passando por perto, e o pior é que a provocação ta funcionando, eu estava ficando puto com ele. Não por ciúmes, mas por perceber que tudo aquilo era de propósito.

 

- por que não vai pergunta qual é a dele? – Marcela pergunta.

- para quê, isso vai mudar alguma coisa? Tamires é namorada dele. eles podem fazer o que quiserem – Marcela me olha em tedio.

- ele ta te provocando! Até o Gabriel percebeu.

- não sei se devo me meter na vida dele...

- claro que deve. Vocês são amigos... – suspirei pesado.

- tudo bem Marcela. Eu falo com ele. – ela sorriu orgulhosa.

- cara sinceramente eu não to gostando nem um pouco desse Kaique, o que porra esta acontecendo com ele? – dei de ombros.

- não tenho ideia. Também não sei quem é esse Kaique.

 

Assim que tocou para os alunos voltarem para sala, fui até Kaique que estava sentado próximo a lanchonete, junto a Tamires e outros garotos.

- posso falar com você? – perguntei assim que fiquei de frente pra ele. Ele se pois de pé.

- claro.

- a sós.

- já voltou amor. – falou se inclinando para beijar Tamires, revirei os olhos e comecei a andar. Kaique vinha logo atrás. Comecei a andar pelo longo corredor em direção a quadra, que estava fechada. Antes da entrada da quadra tem uma sala onde não tem porta é praticamente abandonada. Entrei nela e ele me acompanhou.

- qual é o seu problema? – perguntei assim que ficamos frente a frente.

- qual o meu problema? – repete minha pergunta, como se não entendesse.

- por que ta fazendo isso? Todas as vezes que vou chegando na sala ou no intervalo, quando você me ver começa a beijar a Tamires, ou alisa-la. Solta indireta para mim! Por que está fazendo isso? Combinamos de ser amigos Kaique! E isso não é você! – ele não falou nada por um tempo, apenas nos olhávamos, até ele respirar fundo.

- esse é o problema... eu não quero ser seu amigo! – ele falou, e por um momento não entendi o que ele queria dizer, mas entendi no momento em que ele se aproximou de me. Segurando meu rosto entre as mãos e me beijou, fazendo eu recuar e indo de encontro a parede. Empurrei ele, que me olhava, sua respiração estava acelerada.

- o que pensa que está fazendo!? – quase gritei.

- não entende que eu quero você? eu gosto de você!

- não, já tivemos nossa chance Kaique...

- por favor... – ele leva as mãos ao rosto e logo vejo algumas lagrima em seu roto – e-eu ainda sou apaixonado por você...

- mas que droga Kaique! – falei passando as mãos na cabeça irritado, por que ele estava dizendo aquilo? Por que só agora? Depois de todo esse tempo – você sabe que... droga! – exclamei novamente, eu não queria magoa-lo, eu não queria que ele sentisse o que eu senti quando ele virou o rosto para me como se não se importasse.

- diz! Fala! – ele gritava – anda eu preciso que você fale que não gosta mais de me....

- você sabe que gosto de você!

- não é desse gostar que estou falando... – ele abaixa o tom da voz - anda Miakel...

- não quero te magoar...

- mas eu te magoei! Por que não me dar o troco?

- eu não sou assim Kaique! você me conhece... eu jamais ia fazer isso com você. – ele não fala nada, apenas abaixa a cabeça. Levando as mãos ao rosto. Me aproximo devagar e o abraço.

- eu sei...sei que não faria isso... me desculpa... desculpa pelo que fiz a você... só me desculpa, as coisas poderiam ser tão diferentes.... Se... se – ele soluçava, e me apertava, como se eu fosse fugir dele – se eu tivesse pelo menos te cumprimentado naquele dia.

- eu já falei que te perdoou por tudo, você sabe... – ele desfez o abraço.

- eu... tenho um tio, o irmão do meu pai, ele mora longe daqui em outro estado, e ele quer que eu vá morar com ele, não quer me deixar sozinho aqui sem ninguém para cuidar de mim... Eu só estava te provocando, por que eu queria algo para me fazer ficar... mas eu sei que... não tem nada mais aqui pra mim. Nada mais me prende aqui. Me desculpa de novo por isso. – puxei ele para outro abraço.

- tudo bem, tudo bem – passei a mão em seus cabelos escuros e macios – vou sentir a sua falta, muita falta.

- também vou sentir muito sua falta. – sussurrou com o rosto enterrado na curva do meu pescoço com o ombro. Ficamos abraçado meio desajeitado por conta dele ser mais alto que eu. Mas era bom estar ali.

 

- e quando você vai? – desfazemos o abraço.

- quando entramos nas férias de julho.

- a Tamires?

- sabe que eu não gosto dela, ela sabe disso. Como eu disse nada mais me prender aqui. – falou.

- bem... ainda temos muito tempo até você ir embora, não é mesmo? – ele sorriu concordando. – então quer ser meu melhor amigo nos próximos quatro meses? – ele sorriu largo.

- será um prazer! – falou e nos abraçamos novamente. Agora eu tinha meu melhor amigo de volta. Pena que seria por pouco tempo. 


Notas Finais


postei e me mudei para bem longe do Brasil! kkkkk

p.s: desculpem os erros. comentem o que acharam!
p.s 2: não me mantem, sou muito jovem para morre. n fiquem bravos comigo, ta? 😗;) tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...