História Eu Winchester ? - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Adam Milligan, Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Mary Winchester, Miguel, Personagens Originais, Rafael, Sam Winchester
Tags Dean Winchester, Sam Winchester, Supernatural
Visualizações 15
Palavras 467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês, aproveitarem.

Capítulo 2 - Que diabos era aquilo ?


Acordo com dor de cabeça ainda pensando naquele pesadelo, me levanto, pego o celular e vejo que são dez horas da manhã, está tudo muito calmo... Me levanto e vou ao quarto dos meus pais; vejo a cama arrumada, logo desço as escadas e vou para cozinha e noto que á um bilhete na mesa.

Bom dia filha.

Eu e seu pai fomos fazer compras, preparei panquecas pra você, estão guardadas no armário de cima e o café é só esquentar. Daqui a pouco estaremos de volta.

Beijos.

Vou até o armário e o abro, pego o prato com duas panquecas grandes e o coloco na mesa, coloco o café para esquentar; enquanto ele esquenta, subo para meu quarto e arrumo a cama; assim que termino desço as escadas rapidamente e vou á cozinha e desligo o café. Pego uma xícara e a cafeteira e assim vou tomar café.

*

Termino o café e lavou a xícara e o prato, vou ao banheiro escovo os meus dentes e subo as escadas e vou para meu quarto. Vou ao guarda roupa e pego roupas limpas, toalha, e meu celular que havia dexiado em cima da cama.

15 minutos depois.

Saio do banheiro já trocada com o celular e a toalha nas mãos. Subo as escadas para ir até a áreade serviço.Quando estou indo até lá, vejo um homem no final do corredor, alto de cabelo preto, ele está olhando para o sótão... Fico pálida e trêmula, ele percebe minha presença, mas antes dele se virar eu corro para meu quarto e fecho a porta e jogo a toalha na cama. Pego meu celular e vejo uma chamada perdida da minha mãe, então decido ligar para ela.

Tess - Alô ?

Grace - Oi mãe, cadê vocês ?

Tess - Ah filha, eu e seu pai estamos presos no trânsito, mas logo chegamos. Está tudo bem ?

Grace - Uhum.

Tess - Bom filha preciso desligar, até mais tarde.

Grace - Até..

Ela desliga e eu fico na pensativa se devo ou não abri a porta, mas afinal que diabos era aquilo ? Acho melhor esperar alguns minutos.

Depois de quase meia hora, eu tomo a coragem e saio do quarto, e vejo que o homem não está mais lá. Vou até a portinha do  sótão, pego um varão e engancho na porta e o puxo, rapidamente a escada desce então vou até meu quarto, pego o celular e ligo a lanterna, subo para o sótão pensando no porque aquele ser estava olhando para cá. Subo e vejo móveis antigos, totalmente estragados com a aparência de que foram queimados, e caixas velhas.

Escuto o barulho da porta da frente, rapidamente desço e empurro a escada, logo ouço a voz dos meus pais, e então me sinto mais relaxada.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...