História Euphoria - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 20
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fala meu povo!
Ansiosos pra amanhã? Eu to muitoooooo.
Mal consigo acreditar!
Votem muito! Nossos meninos merecem!
Fiquem com um capítulo super especial!

Capítulo 27 - Noivado?


Fanfic / Fanfiction Euphoria - Capítulo 27 - Noivado?

Após o anúncio da quebra da regra resolvemos sair pra comemorar afinal sairemos em turnê amanhã. Combinamos um local e todos saem pra se arrumar, merecemos nos divertir depois de tudo.

Chegamos ao restaurante combinado Eu e Nam, Suga e a Pérola. JK e Jin já nos aguardando sentados em uma mesa. Logo Hobi e V se juntam a nós também.

- Só falta o Jimin . Suga observa

- Onde será que ele está ? V pergunta

- Não sei, quando eu saí da gravadora ele já havia saído. Hobi constata.

- Será que esta tudo bem? Digo preocupada.

- Esta sim amor! RM diz.

Os minutos passam e nada do Jimin, olho em volta e os meninos não podiam estar mais felizes.

- Apareceu a margarida! Jin fala. - Onde você estava mocinho?

- Eu tenho uma coisa pra falar pra vocês. Ele diz.

- O que? Pergunto curiosa.

Jimin olha pra trás e estende a mão em direção a alguém e uma menina caminha graciosamente até ele. Fico abismada. Ela era loira e tinha cabelos longos, ela sorria mas parecia apreensiva. Ela parecia uma boneca. Ela para e da as mãos para Jimin e eu olho para os meninos que estão chocados.

- Pessoal, essa é a Cristal! Ele diz e a menina sorri. - Eu e ela estamos noivos!

- Noivos? Meu queixo cai com a notícia. Ele nao estava apenas namorando. Ele estava noivo. Um dos meus irmãos estava noivo.

- O que? Hobi exclama

- Sério? V completa

- Como assim? Digo confusa.

- Eu e a Cristal estamos juntos a um ano e meio. Ele começa falar. - Mantemos tudo escondido. Ela sabia da regra e mesmo assim concordou. Ele fala sorrindo orgulhoso.

- Estou chocado. Suga comenta.

- Como você escondeu isso tanto tempo? RM pergunta.

- Eu apenas agi naturalmente. Ele da de ombros. - Ninguém desconfiaria de mim se eu não desse pistas, vocês que não souberam guardar segredo. Ele ri olhando para Suga e RM.

- Impressionante. Digo surpresa.

- Mais um motivo pra comemorar! Jin exclama e todos comemoram o anuncio do noivado.

- Amor essa é a Safira e essa é a Perola! Jimin diz apontando para mim e depois para Pérola.

- Olá! Ela diz envergonhada.

- Ooi! Exclamo! Senta aqui. Digo empurrando RM mais para o lado.

- Cadê meu celular? Digo tocando no bolso da calça.

- Você deve ter deixado no carro. RM diz.

- Vou lá pegar. Digo levantando. - Já volto.

- Eu vou junto. RM se prontifica

- Não precisa. Eu ja volto! Digo correndo pra fora.

Passo pela porta e corro em direção ao estacionamento, está frio e eu quero voltar logo pra dentro. Abro a porta e procuro o celular por todo lugar.

- Achei! Digo abrindo o porta luvas. Levanto e quando fecho a porta sinto alguém me pegar pelos cabelos.

- Olá amiguinha! Grace fala me prensando contra o carro.

- Me larga vadia. Rosno.

- Você se acha muito boa né. Ela fala. - Acha mesmo que conseguiu o Nam pra você? Não mesmo

- A culpa não é minha se você não é boa o bastante. Digo tentando me soltar

- Cala a boca e se você contar pra alguém essa nossa conversa sua morte vai vir ainda mais rápido. Ela diz e me solta.

Coloco minhas mãos nos joelhos pra respirar fundo. Quando levanto ela ja nao está mais. Tento me arrumar e voltar pra dentro o mais natural possível.

- Onde você estava? RM pergunta preocupado e eu lembro da ameaça de Grace.

- Eu... Digo e RM nota meu desconforto.

- Eu ja volto meninos. Ele fala se levantando e caminhando até mim. - Vem, vamos conversar.

Acento com a cabeca e saímos pra fora, o frio me consome e eu abraço os braços de frio.

- A Grace me ameaçou. Finalmente conto. - Eu estava pegando o celular e ela apareceu falando coisas horríveis. Dizendo que se eu te contasse minha morte estaria perto. Digo e quando olho pro outro lado da rua Grace estava nos observando atrás de uma arvore com uma arma na mão. Minhas lágrimas brotam e descem causadas pelo medo. Eu não queria perder ele de novo.

- Amor, esta tudo bem. Ninguém vai te machucar e nem nos separar. Ele me abraça terminando com todo o frio do meu corpo. - Vem vamos pra casa!

- Mas e o jantar? Questiono

- A gente pede uma pizza. Ele sorri. - Quero mesmo ficar sozinho com você.

Sorrio e voltamos pra dentro do restaurante anunciando nossa saída. Eu também queria ficar a sós com ele. Eu sentia fala dele, do seu cheiro, do seu toque, do calor de seu corpo.

Fomos pra cobertura e mal entramos e RM ja estava devorando meus lábios. Eu sentia falta daquilo e jamais pensaria em recuar, afinal, ele era meu.

- Sabe. Ele fala parando o beijo. - Senti muita falta sua mas teve uma coisa que se superou.

- O que? Pergunto

- Os seus gemidos. Ele fala sussurrando em minha orelha.

Sua voz muda e no mesmo instante minhas pernas estavam nos levando para o nosso quarto. Ele tira a camisa e eu mesma tiro minha blusa. Eu não era mais a menina inocente que ele cuidou na primeira vez. Eu era a mulher dele, aquela que ia levar ele a loucura assim como ele me levava. Mesmo tendo feito isso uma vez com ele meu desejo era forte. Ele era lindo e eu não podia mais me controlar.

- O que foi que eu despertei em você? Ele brinca vendo eu tirar minha blusa

- Eu não sei também. Sorrio. - Mas porque não descobrimos isso juntos? Digo mordendo o lábio

O lado pervertido de Nam veio a tona com minhas palavras. Ele avança e logo eu caio de costas na cama e ele passa as mãos por seu cabelo roxo.

- Não me provoque mocinha. Ele fala

- Sinto muito amor, tarde demais pra isso. Digo passando a mão em meu pescoço e descendo ate meus seios.

RM se contorce quando vê o que eu faço mas eu não paro, sei que aquilo o provoca.

- Eu vou quebrar você. Ele diz enquanto vem pra cama.

Sua boca para em meu pescoço me fazendo gemer, ele sabe meus pontos fracos. Ele sabe de tudo! Suas mãos não demoram pra parar em minha calça a tirando rapidamente me deixando apenas de calcinha, ele tira a dele ficando apenas de cueca vermelha. Nao posso evitar morder o lábio ao perceber que aquele paraíso em forma de pessoa era só meu. Ali não existia mais nada alem de um casal de namorados sendo consumidos pelo desejo mais intenso.

- Eu te amo Kim Namjoon. Digo em seu ouvido enquanto ele brinca com meus seios ainda cobertos pelo sutiã que ele tira rapidamente.

- Eu também te amo. Seus olhos estão azul escuro e ele me beija puxando meu cabelo pela nuca me fazendo arranhar suas costas. Sua boca vai para minha intimidade e não demora pra ele atacá-la. Me contorço na cama enquanto seguro o lençol com força, ele penetra dois dedos enquanto brinca com meu botão sem parar, quando me dou de conta já estou gritando. Somos obrigados a parar quando o telefone da casa toca.

- Quem diabos está ligando numa hora dessas? RM diz irritado.

- Atende amor. Pode ser importante. Digo ofegante.

RM levanta e vai até o local do telefone que continua tocando. Não da 5 minutos e ele retorna com um sorriso mundial no rosto.

- O que foi? Pergunto curiosa.

- O andar de baixo ligou pra portaria dizendo que não consegue dormir com os nossos gritos. RM diz caindo na risada.

- MEU DEUS! Digo rindo envergonhada.

RM caminha até a cama em meio a risadas e deita do meu lado.

- Nunca tinha me acontecido dessa. Ele confessa.

- Amor o que vão pensar de nós? Digo olhando pra ele que está deitado sorrindo orgulhoso.

- Que somos bons de cama. Ele diz rindo ainda mais.

Nosso clima foi por água abaixo mas estávamos ali rindo como duas pessoas normais. Como eu amava ele, mesmo estando em cacos ele estava ali comigo.

Deito em seu peito e ele me abraça.

- Isso ainda não acabou. Ele me provoca.

- Pode apostar que não. Digo sorrindo.


Notas Finais


Surpresa! Jimin era o noivo!
E essa Grace? Vaca!
Safira e RM são a melhor definição de safadeza!
Até qualquer hora!
Beijos do Jin!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...