História Eu...Porque... EU - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Grandine, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel
Tags Drama, Gray, Lucy, Mirajane, Nalu, Nami, Natsu
Visualizações 72
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi desculpem a demora... o capitulo era para ser ontem, mas eu tava meio desanimado para escrever e sem ideias, emfim boa leitura

Capítulo 41 - Domingo de manhã


Após o sábado se acabar já era domingo de manhã, Natsu abria seus olhos de forma lenta, seu corpo estava dolorido, mas ele sente algo arder em seu rosto as lembranças começam a vir à tona, seus olhos rapidamente olham para a albina que dormia sentada em uma cadeira, com a cabeça sobre o colchão, a expressão de tristeza as olheiras e olhos inchados tudo aquilo faziam o coração de Natsu se partir.

-“eu jurei nunca mais deixá-la assim... e agora eu sou o culpado”- a frustração era evidente, mas a raiva era maior. –“meu pai... nem com isso resolveu aparecer...” – Natsu aperta o punho com força.

A raiva e tristeza vinham à tona, mas ao olhar para Mira ali ao seu lado o fazia se acalmar, sua mão começa a ir até o rosto  da mesma fazendo um leve carinho no rosto que levemente abre os olhos deixando natsu vermelho.

-”como ela pode ser tão linda!” .- os pensamentos de natsu vinham em sua mente.

Um sorriso vem no rosto de Mira ao ver Natsu ali acordado, a mesma se levanta e o abraça calorosamente.

-você me deixou preocupada... –Mira se enterra sobre o peito de Natsu, deixando algumas lágrimas caírem.

- desculpe fazer você passar por isso... – Natsu fala abraçando Mira.

-você podia ter morrido! – Mira fala meu em um tom triste, mas Natsu aperta o abraço a deixando mais calma..

-prometo que não irá acontecer outra vez... – Natsu fala e o silêncio toma conta do local até que Layla entra no quarto

-acordou... Fico feliz de vê lo bem – Layla fala sorrindo.

-quanto tempo preciso ficar?- Natsu pergunta.

-você pode ir hoje mesmo só voltar para tirar os pontos no rosto... – no momento a expressão de tristeza volta a Natsu, enquanto ele levava a mão até o curativo que tomava conta de metade do seu rosto.

-Natsu... Não se preocupe com isso! – Mira fala de forma doce e Natsu da um sorriso leve para a mesma.

-o que importa é que estou bem! – Natsu fala e vê Mira sorrir para ele .- bem então assim que puder quero ir para casa! – Natsu fala e Layla confirma com a cabeça.

-irei arrumar alguns papéis e você está liberado assim que eu terminar! – Layla fala saindo do local.

Mira olha para Natsu com uma expressão curiosa e o mesmo percebe.

-o que foi? – Natsu pergunta olhando para Mira.

-por que a pressa? Talvez fosse bom ficar mais um pouco. – Mira fala preocupada.

- eu já estou bem e também quero falar com meu pai... – Natsu fala levemente irritado ao pensar em seu pai. - porquê ele está me evitando e também me deve algumas explicações! – ele fala sério e Mira segura sua mão.

-entendo... Eles vieram ontem um pouco e logo foram. –Mira fala e vê Natsu confirmar com a cabeça.

Duas horas haviam se passado Natsu e Mira estavam saindo do hospital, o carro já estava os esperando em frente a porta de saída, Natsu e Mira caminhavam pelos corredores e acabam vendo Lucy junto de Layla as duas pareciam discutir sobre algo, até Natsu ouvir Lucy chamar Layla de mãe, mas o mesmo não falou nada e continuou indo para o carro.

Ao se aproximar Natsu fica visivelmente irritado havia três seguranças um iria levá-los e dois escoltá-los, mas aquilo não agradou Natsu. O carro seguia seu caminho Natsu se mantinha em silêncio, enquanto segurava a mão de Mira.

-você me parece nervoso... –Mira fala de forma calma.

-eu não consigo mais esconder nada de você não é – Natsu da um sorriso para Mira.

-está com medo de falar com seu pai?- Mira pergunta, enquanto segura a mão de Natsu de maneira firme.

-não é bem medo... Mas sim eles terem me escondido tantas coisas nesses anos... – Natsu fala pensativo.

-eles devem ter seus motivos… -Mira fala pensativa, mas logo percebe natsu deitando sobre seu colo e fechando os olhos .- Te amo… - Mira fala de forma carinhosa.

Com Lucy

Lucy estava na sala de Layla e parecia estar irritada sua voz estava alterada, mas Layla evitava dar alguma resposta concreta para a mesma.

-vocês realmente não ligam mais para mim. - Lucy fala irritada.

-Lucy... Aqui não é lugar para isso! – Layla fala de forma calma. – podemos conversar em casa oque acha? – Layla pergunta, mas aquilo irritou ainda mais Lucy.

-em CASA, SÉRIO... JÁ FAZ UM ANO QUE NÃO NOS VEMOS EM CASA SO QUEREM SABER DE TRABALHO E TRABALHO. - Lucy grita irritada, Layla fica surpresa em ouvir aquilo, mas por causa da raiva Lucy não parava de falar – NÃO LIGAM SE ESTOU BEM, NÃO SABEM NADA SOBRE O QUE ACONTECE COMIGO, ME RESPONDE QUANDO FOI A ÚLTIMA VEZ QUE ME VIU EM CASA? –Lucy pergunta gritando, mas Layla não consegue responder, apenas abraça Lucy que começa  chorar.

-desculpe Lucy... –Layla se mantinha abraçada a filha.

-vocês... Não tem... O direito de decidir meu futuro... –Lucy fala chorando nos braços da mãe. – não podem... Obrigar alguém a casar... Sem amar a outra pessoa... – a voz de Lucy sai de forma fraca, como uma faca atravessando Layla.

- só queríamos garantir um futuro a você... – Layla fala ainda abraçada a Lucy.

-não façam isso... Eu imploro, não quero casar com alguém nunca vi na vida e não sente nada por mim apenas quer o dinheiro da família... –Lucy continua a falar e Layla sentia a tristeza na voz de Lucy ela sabia que era errado, mas não conseguia dizer não a o marido.

Do outro lado cidade.

Zeref lia alguns papéis e um sorriso de vitória havia em seu rosto, mesmo assim algo ainda o incomodava e Acnologia estava em sua sala sentado em uma cadeira.

-me responda... Por que um garoto de dezessete anos não ficou com medo... – Zeref encara Acnologia que não consegue responder. – de nada adiantou... Igneel continua investigando... – Zeref solta os papéis.

- o que o senhor está planejando? –Acnologia pergunta curioso.

- só temos uma coisa para fazer... – Zeref sorri. - a garota albina... Se pegarmos ela teremos Natsu na nossa mão! E consequentemente Igneel também... – Zeref começa a rir

-entendo... Iremos fazer o possível para pegarmos ela! – Acnologia se curva de forma educada e começa a se retirar da sala.

Acnologia sai da sala e Zeref se mantém com um sorriso no rosto.

-“a fortuna dos Heartfilia será minha!” – Zeref olhava a foto de uma garota loira, enquanto ria. -“com a fortuna dos Eucliffe e dos Heartfilia, eu finalmente terei o que preciso...” .- Zeref larga a foto e olha pela janela com um expressão calma. –aquilo que você não realizou eu irei realizar... – Zeref fala baixo, até uma batida na porta ser ouvida. - Entre!  .- Zeref fala e um garoto de cabelos verdes entra na sala.

- senhor. –Freed fala de forma educada.

- tenho um pedido para você. – Zeref fala de forma calma. – queremos que reúna informações sobre Mirajane Strauss. – Zeref continua calmo.

-por que ela... –Freed pergunta curioso e um pouco preocupado.

-ela é nosso próximo alvo... algum problema com isso – zeref fala levemente irritado.

-não senhor... – Freed responde assustado.

-você está dispensado! .- Zeref fala fazendo sinal para Freed sair.

Freed sai da sala, mas seu rosto estava sério,  ele sabia se não fizesse o que Zeref mandou seria o fim para ele, sabendo disso Mira iria sofrer nas mãos dele também, o medo era evidente eles estava assustado mal conseguia respirar.

 


Notas Finais


comentem favoritem, próximo capitulo na quinta... ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...