História Evelyn - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, Once Upon a Time, Rizzoli & Isles
Tags Evelyn Malfoy, Harry Potter, Severus Snape
Visualizações 20
Palavras 704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Lágrimas.


Já haviam se passado 4 anos desde o dia em que Evelyn dera a luz as duas meninas, as garotas viviam mais com os parentes do que com a própria mãe, que era obrigada a frequentar Hogwarts para que ninguém soubesse que a mesma havia tido duas meninas. Apesar da saudades que sentia, Evy acreditava fielmente que seus pais estavam cuidado das netas, pois até aonde havia visto, ambos tinham se apaixonado pelas crianças.
Finalmente havia chego as férias e Evelyn voltou para casa, estava louca de saudades das filhas e queria muito vê-las, mas para sua surpresa quando chegou não as encontrou, não encontrou nada, nem roupa, brinquedos, nada. Acabou entrando em desespero ao não encontrar nada sobre o paradeiro das meninas. 
Quando Narcisa chegou em casa, encontrou boa parte do local arrevirado, tudo bagunçado e sujo com o que parecia ser sangue, ao chegar ao seu quarto, viu a filha, sentada sobre a cama, olhando fixamente para a porta- Aonde estão as minhas filhas?– perguntou friamente, sem esboçar nenhum sorriso ou algo parecido, seus olhos brilhavam em um tom de azul, que demonstrava estar no último da sua raiva, haviam alguns cortes em suas mãos e pernas, provavelmente havia se machucado ao quebrar os vidros e vasos da sala de estar. 
Narcisa temeu ao ver a filha daquele estado, jamais a via a visto assim, tão transtornada, deu alguns passos e parou.- Filha..eu..– gaguejou e logo a morena levantou-se, Evelyn havia voltado a adotar os cabelos castanhos de nascença- Cadê as minhas filhas?!– disse. - Elas... lamento muito..- disse baixinho, baixando a cabeça- O que é? O que houve com as minhas filhas, Narcisa?– Evelyn estava transtornada, segurou os braços da mãe com extrema força, o que fez a mulher resmugar.- Elas morreram Evelyn! Nossa casa foi invadida e mataram as meninas– gritou a loira. Evy deu um passo para trás e desviou o olhar, passando a mão ensanguentada pelos cabelos- Não... não, você está mentindo! Aonde estão as minhas filhas?– gritou em desespero, olhou para a mãe e logo começou a chorar, caindo de joelhos ao solo, levando as mãos ao rosto.- Eu não estou mentindo, acha que a enganaria dessa forma? Mentiria sobre a morte das minhas netas?– perguntou e logo aproximou-se da filha, abraçando-a com firmeza.
Depois de muito chorar, Narcisa contou detalhadamente tudo o que havia acontecido e o porque de não ter comunicado a filha antes, o que fez a morena ficar extremamente irritada e sair porta a fora, não queria ficar mais nenhum minuto naquela casa, não queria ver aquelas pessoas que um dia chamou de pai e mãe, por quem tinha uma paixão e um enorme carinho, correu o máximo que podia, até chegar ao cemitério da família Malfoy, aonde procurou dentre os túmulos o túmulos de suas filhas, não queria acreditar que tudo aquilo havia acontecido, que tudo tinha chego ao fim. Que as duas pessoas que mais amava na vida estavam mortas por conta de um ataque, aquilo lhe cheirava a mentira, mas acabara confiando em sua mãe, afinal, por qual motivo Narcisa mentiria? Qual seria o motivo que levaria a própria avó a mentir sobre a morte das netas, ela não queria pensar nisso, não queria ter que pensar em algo tão doloroso, haviam esmagado seu coração o transformado em pó. 
Quando finalmente conseguiu achar os túmulos caiu de joelhos, realmente era verdade, ambas as meninas haviam morrido, suas menininhas, tão pequenas e indefesas, era tão apaixonada pelas filhas, queria ser a melhor mãe do mundo e agora, o que havia acontecido? Tinha se tornado relapsa, deveria estar com as meninas quando as mesmas precisavam dela, mas não, ela estava em outro local, tudo poderia ter sido diferente se ela pudesse ter ficado ao lado das meninas e as proteger de todo o mal.
Ela queria vingança e sobre o túmulo das filhas jurou, que descobriria quem fora capaz de fazer aquilo e acabaria, iria se tornar a Lady das Trevas, iria sim aliar-se a Lord Voldemort, como o mesmo havia dito quando a garota completara 9 anos de idade, iria acabar com todos, todas as famílias daqueles que tiraram suas grandes paixões e os seus motivos de ser uma pessoa melhor.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...