História Even if i die, it's you. - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Jin, V
Tags Bts, Drama (tragédia), Hentai, Jin, Mistério, Romance Novela, Shonen-ai, Taejin, Taetae, Vjin, Yaoi
Visualizações 38
Palavras 293
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 41 - Descendo as escadas. ( Jin )


Fanfic / Fanfiction Even if i die, it's you. - Capítulo 41 - Descendo as escadas. ( Jin )


Um sorriso um tanto quanto animado tomou meus lábios quando ouvi o convite dele. Claro que eu acabaria por ficar animado. Por mais simples que fosse a situação me era claramente animadora, não havia um porque exato para isso, apenas me sentia animado em situações que envolvessem Kim Taehyung. 
Talvez pois eu sentia que podia abaixar minha guarda, eu confiava de forma até mesmo cega no mesmo. Coisa que era mais que rara quando condizia a mim, já que meu histórico não é nada limpo quando se trata de paranoias sem sentido e um tanto exageradas, ao menos em uma boa porcentagem das vezes.

-Eu não tinha certeza do que te dar e pensei em deixar que você decidisse o que queria... -Comecei a o explicar,  logo sendo interrompido pelo som estridente do telefone de Tae tocando, coisa que fez com que eu me calasse quase que imediatamente e o acompanhasse se afastar de mim com os olhos enquanto o atendia. 
Ao fim me coloquei a olhar o teto branco do quarto de maneira um tanto quanto avoada enquanto o aguardava finalizar a chamada recém iniciada.

Porém não demorou muito para que eu fosse tirado de meus pensamentos fora de sentido pela voz do maior, que parecia ter acabado de finalizar a chamada com aquele que se mostrou sendo seu tio. Me levantei de aonde estava sentado e o dirigi um sorrisinho fraco antes de arrumar a roupa que eu usava.

-Claro. -Falei de forma direta enquanto colocava um casaco qualquer que se encontrava sobre a cadeira em frente à minha escrivaninha, como de costume. -Vamos descendo então. -Falei enquanto abria a porta do quarto e descia as não tão grandes escadas da casa de forma avoada, olhando-o pelo canto de meus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...