História Ever After - Interativa DL - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Bela Adormecida, A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, Branca de Neve, Cinderela, Diabolik Lovers, Enrolados
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz"
Tags Diabolik Lovers, Interativas, Princesas Disney, Reencarnações
Visualizações 70
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIEEEEEEE!!!
Tava morrendo de saudades de vocês!!!!
Quem tava com saudade?
Desculpa pela demora, eu tava precisando mesmo desse tempinho de "folga"
O capítulo tá pequeno, mas é porque se eu fosse escrever uma coisa maior, eu ia demorar mais uma semana, e não iria ser legal, né?
Espero que gostem!
Boa Leitura!

Capítulo 5 - Capítulo 02 Parte 03


Fanfic / Fanfiction Ever After - Interativa DL - Capítulo 5 - Capítulo 02 Parte 03

- E aí, Harley? - Indagava a rosada com um enorme sorriso no rosto de felicidade ao ver todos os casais na formação para o começo da valsa. - Fala a verdade, sou uma gênia, ou não sou?

- Pare de ser tão convencida, Rosalie. - Cortou o orgulho a esverdeada cruzando os braços e estalando a língua do céu da boca em desaprovação. - Não estamos nem na metade e já quer comemorar? 

- Mas... Eles parecem tão apaixonados. - Lamentou-se Rosalie, que desfez o sorriso e olhou para Harley melancólica. - Parece até que gosta de me ferrar quando estou feliz.

- Não é isso. - Suspirou bem profundamente e cerrou os olhos. - Da última vez que fizemos isso, deu naquilo, todas morreram. - Abriu os olhos e voltou a sua atenção para Ayame e Ayato, que bailavam com os olhos fixos um no outro. - Mesmo assim, parabéns. O ruivinho parece ter gostado da Ayame.

- Amor, você acha que eu dou ponto sem nó? - Indagou divertida. - E esse vestido bafônico que eu coloquei nela ajudou, claro. - Focou os olhos em outro casal. - A Ayaka e o Reiji parecem ter se dado muitíssimo bem~.

- Ela é uma dama, foi criada de acordo. O mínimo que ela poderia ter feito é conceder uma dança a ele, não acha?

- Sim, porém... - Sorriu maliciosa - Acho que ambos se interessaram um pelo outro. Mesmo que ele seja vampiro, e ela uma humana.

- Realmente. Maya e Subaru também. - Acompanhou a rosada no sorriso. - Os dois pareciam que iam se engolir naquele jardim.

- O que não seria uma má ideia. - Recebeu um tapa na cabeça a rosada. - Itai, Rosalie! Você é muito bruta. - Choramingou e colocou a mão sobre a parte da cabeça que estava dolorida.

- Ainda bem que doeu, isso é pra parar de ser tão mente poluída. Criança.

- Hey! Você que é a velhota! Você deve ter alguns milhares de anos nesse seu cu aí!

- Acha mesmo que eu sou tão velha, sua pirralha?! - Indagou furiosa  Harley. 

- Claro. Vovó rabugenta. - Murmurou a última parte para si e cruzou os braços em sinal de pirraça.

- Corre agora que eu vou acabar com a tua raça!

- Hey! Olha! - O olhar das duas se direcionou para Laito e Umi que estavam quase se beijando, a esverdeada e a rosada estavam com os dedos cruzados para que tal ato acontecesse, porém a música acaba. - Puta que pariu! Essa foi perto!

- Mas, que porra! Se tivessem se beijado, aquele tritãozinho de merda já não existiria mais há tempos.

- Pois é, irmã. - Confessou Rosalie desanimada. - Parece que o destino será um pouquinho cruel conosco e com elas novamente.

- É necessário. Nada vem de graça.

{No fundo do mar...}

 No reino que ficava imergido em meio às águas, a população de sereias e tritãos estavam agitados e tensos. Era época de buscas para a princesa Umi, que desapareceu misteriosamente fazia dois dias.

 Já dentro do palácio, a rainha, estava observanto o seu tridente de ouro, melancólica pela falta da filha e aflita, porque a última coisa que havia feito para com a rosada foi discutir com ela, que foi um motivo para que ela saísse nadando depressa do recinto.

 A soberana possuía cabelos longos rosados, tal como a filha e os olhos verdes azulados, com sua calda em um tom de azul royal. Só não estava mais bela por causa de seu semblante de tristeza que a estava corroendo por dentro.

- Minha filha... Onde está você agora? - Murmurava consigo mesma. - A mamãe te ama muito.

- Rainha Marina? - Chamou a atenção da monarca um cavalo-marinho de coloração amarelada, com uma faceta séria. - Já procuramos por todos os lugares, nada da princesa Umi.

- Continuem procurando. - Exigiu firme. - Quero que encontrem a minha filha o mais rápido possível.

- Sim senhora. - Suspirou e se curvou, por fim saindo da sala do trono.

- O que foi que eu fiz?

 Numa parte mais sombria dos mares, estava o bruxo, e ao que parecia, não estava nos melhores dias...

- Não é possível! - Vociferava enquanto derrubava algumas poções de diferentes cores no chão, fazendo uma bagunça de cacos de vidro por toda a caverna onde ele residia. - Ela é melhor que eu imaginava. Terei de tomar uma providência, e rápido. - Levou a sua mão ao queixo e pensou, até que deixou escapar um sorriso maldoso de seus lábios. - Minha querida sobrinha terá muita dor de cabeça, a partir de agora.

{Na floresta, próxima a torre de Maya...}

 Uma mulher encapuzada estava seguindo um caminho com uma enorme cesta na mão, caminhando lentamente em direção a uma caverda com algumas vinhas que a circundavam.

 Ela adentrou a caverna, e por fim conseguiu chegar até a torre onde a nossa nova Rapunzel estava.

 Tirou o capuz, revelando-se com seus cabelos longos e negros e seus olhos vermelho sangue.

- Maya. - Seu rosto entrou em desaprovação. - Não acredito, ela fugiu mesmo. Acho que já até sei com quem. - A morena retirou de suas vestes uma adaga de prata e a observando com um olhar e sorriso sadistas. - Parece que terei de eliminar um certo vampiro que está interrompendo-me nos meus planos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...