1. Spirit Fanfics >
  2. Ever After >
  3. Prelúdio: Extra, extra! Gothel capturada!

História Ever After - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


+ Eu queria postar essa fic quando tivesse pelo menos 5 capítulos prontos, mas me falta autocontrole então ;-; oi gente akskaskas perdoem se as atualizações demorarem, eu postei isso em um ato de completa impulsividade.
+ Avisos: essa fic é uma mistura de Enrolados (tanto o filme quanto a série) e Descendentes. Ou seja, eu juntei os dois universos e adaptei diversas coisas para que pudessem coexistir de uma maneira que fizesse sentido. Logo, enquanto em Descendentes a Bela e a Fera governam Auradon, aqui é a Rapunzel e o Flynn, ok? ^~^
+ Obrigada clarinha (@Lunybae) amor da minha vida pela capa perfeita que fez e por sempre me motivar quando tudo que eu quero fazer é ARRANCAR MEUS CABELOS POR CAUSA DESSA HISTÓRIA. te amo.

Capítulo 1 - Prelúdio: Extra, extra! Gothel capturada!


╔═══════════════╗ 

GAZETA DE AURADON 

╚═══════════════╝ 

MOTHER GOTHEL CAPTURADA

VILÃ É ENCONTRADA APÓS ANOS DE FUGA, MAS TRAZ CONSIGO SURPRESA INESPERADA

É com grande alegria e alívio em seus corações que os cidadãos dos Estados Unidos de Auradon acordam nesta manhã para receber a notícia de que, após anos foragida, Esther Gothel (a quem vocês também podem conhecer pelo nome de “Mother Gothel”) enfim foi capturada pela guarda real. Os crimes dos quais Gothel está sendo acusada atualmente são os mais diversos, indo da tentativa de assassinato do Rei José, na época em que este ainda respondia pela alcunha de Flynn Rider, ao sequestro e cárcere privado da Rainha Rapunzel por longos dezoito anos.

Por muito tempo, acreditou-se que, ao despencar da torre em que costumava manter a rainha aprisionada, a vilã finalmente tivera o que lhe era merecido e retornara ao pó, como deveria ter feito tantos anos antes — motivo pelo qual, evidentemente, nenhum corpo fora recuperado.

Infelizmente, quem pensava assim decerto nunca assistiu nenhum filme de terror ou sentiu-se no mínimo frustrado ao ter que testemunhar o assassino retornando para sua série favorita várias temporadas depois com razões absurdas que, aparentemente, justificavam porque ele havia sobrevivido a algo que nenhum ser humano normal deveria sobreviver.

Conselho pessoal desta quem vos escreve: Não confie que o vilão está morto até ver um corpo! E mesmo nesses casos, traga uma boa dose de desconfiança consigo… e quem sabe um martelo.

Poucos meses após o suposto óbito de Gothel, quando as pessoas retomavam seus afazeres diários e a paz enfim substituía o medo e a tristeza, registros de uma mulher de volumosos cabelos negros que batiam perfeitamente com a supostamente falecida Mother Gothel foram encontrados. A princípio, suspeitava-se ser apenas falatório do povo, como na fábula do pastor mentiroso e do lobo. Contudo, quando os boatos tomaram proporções alarmantes, a atenção da realeza foi despertada e, a pedido da Rainha Rapunzel, uma nova investigação sobre Esthel Gothel fora criada.

Será que teria sido aquele o fim derradeiro da vilã, ou será que Gothel havia enganado a morte e vivia para contar sua história?

A resposta veio cinco anos após sua morte presumida. Depois de tanto tempo à procura da vilã, Mother Gothel enfim foi capturada em uma pequena e reclusa cidade nas redondezas dos Estados Unidos de Auradon, não mais parecendo a mulher jovem e elegante que os cartazes de “PROCURA-SE” retraravam. Como punição pelos seus crimes, ao invés de ser mandada para a Ilha dos Perdidos (onde vilões e seus ajudantes foram banidos como primeiro mandato oficial decorrente da unificação dos reinos e ascensão de uma nova era para Auradon), Gothel foi sentenciada a viver o resto de seus dias na antiga torre que um dia fez a Rainha Rapunzel acreditar ser seu lar.

Contudo, talvez a notícia mais chocante venha agora: Gothel, que de algum modo conseguiu sobreviver durante todos esses anos sem a Flor do Sol, foi encontrada enrugada e envelhecida, mas também saudável e — preparem-se para o choque! — com uma criança recém-nascida. Isso mesmo que vocês leram: a vilã teve um filho!

O que à primeira vista parecia ter sido mais uma criança roubada foi facilmente desmentido pela Fada Madrinha que confirmou, com sua magia, que a criança de fato compartilhava do mesmo sangue de Gothel. E do mesmo modo que aconteceu com os filhos dos vilões que foram banidos para a Ilha dos Perdidos, o destino deste bebê que sequer veio a aprender a andar ainda já foi selado: passará, junto com a mãe, o resto de seus dias no topo da torre, sem poder sair. Essa, inclusive, foi uma das exigências de Mother Gothel, que recusou-se a entregar a criança e ameaçou matá-la caso não fosse atendida.

Era de se esperar que uma mãe fosse preferir, ao menos, mandar o filho para a Ilha dos Perdidos, onde poderia conhecer um mundo mais vasto que os 50m² da torre… mas não. Se a criança não permanecesse com ela, não permaneceria com mais ninguém. Fosse na torre os na Ilha dos Perdidos, ambos deveriam ficar juntos para sempre (palavras da própria vilã, que foram relatadas a nós através de uma fonte anônima!).

Pobre bebê, não é mesmo? Esther Gothel tentou ser mãe por duas vezes, e em ambas mostrou não ter o mínimo de estabilidade mental para a tarefa.

A Rainha Rapunzel, em comum entendimento com o Rei, não concordou em punir uma criança que jamais cometera nenhuma atrocidade apenas por causa de sua matriarca, especialmente com uma medida tão dura que um dia já fora infligida a si mesma. Tentou, inutilmente, dissuadir os envolvidos da ideia, mas ir de encontro a essa decisão era um problema: nem Gothel nem o conselho pareciam abrir mão de suas convicções. Segundo os membros do conselho, oferecer ao recém-nascido a chance de abandonar a torre sob a escusa de que não tinha cometido nenhum crime criaria um precedente capaz de libertar, da mesma forma, todos os filhos dos vilões e vilãs da Ilha dos Perdidos.

Isso sem falar nas ameaças de sua própria mãe de pôr um fim à vida da criança caso fossem separadas, claro.

Esse impasse, contudo, não parecia ser de tão difícil solução aos olhos dos cidadões dos Estados Unidos de Auradon. 

“Pois que apodreçam lá em cima!”, disse Rita Lightfoot, cidadã dos Estados Unidos de Auradon, quando perguntada sobre o que pensava da condenação de Gothel. “É como dizem: filho de peixe, peixinho é. A criança não tem culpa agora, mas a maldade está em seu DNA. Espere só até que cresça! Muito melhor que o tranquem lá em cima e esqueçam onde colocaram a chave!”

“É verdade que a criança não tem culpa agora”, afirmou um membro do conselho que preferiu não ser identificado, “mas mesmo que pudéssemos mandá-la para qualquer outro lugar que não a torre, o que garante que não irá crescer amargurada com os heróis que nunca lhe permitiram conhecer sua mãe? Pior: que a prenderam para todo o sempre? Além do mais, tem todo o problema acerca dos filhos dos outros vilões, como Malévola, Shan Yu, Jafar... É realmente uma questão muito delicada...”.

Posições contra ou a favor, é fato que, até o momento, Gothel irá para a torre com seu filho até que novo decreto acerca da matéria seja redigido — o que, ao nosso ver, ainda deve demorar no mínimo mais alguns meses, levando em consideração que a rainha está grávida de seu primogênito e confinada à cama devido a sua saúde frágil.

E com o futuro príncipe sendo apenas alguns meses mais jovem que o garoto aprisionado na torre, o que será que o destino pode ter planejado para essas crianças tão diferentes, mas que de certa forma encontram-se ligadas por um elo inquebrável?

Esta quem vos fala não tem a mínima ideia, mas podem apostar que está louca para descobrir!

— Matéria por Jane Porter


Notas Finais


+ Espero que tenham gostado!! Essa é a primeira vez que começo uma fic com um capítulo curto então estou um pouco nervosa ;-; no próximo vamos enfim ter uma olhada na vida do mark e como ele cresceu aksakskak <3
+ Caso queiram saber um pouco mais do universo, um jornal foi postado no meu perfil com alguns pequenos spoilers aksk
+ Jane Porter é a Jane de Tarzan. Eu queria alguém para escrever uma matéria e achei que dos personagens da Disney ela teria uma inclinação mais favorável para o jornalismo aksakks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...