1. Spirit Fanfics >
  2. Everthing Happens In Australia - (twice) >
  3. Viagem a Brisbane, Austrália

História Everthing Happens In Australia - (twice) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


olá, resolvi reescrever essa história, mesmo depois de eu ter terminado ela, porque fiquei com vontade de fazer continuação, mas para isso precisava modificar algumas coisas, mas a base dela continua a mesma. espero que gostem e boa leitura!

obs: desculpa os erros, tô com preguiça de ler e corrigir.

Capítulo 1 - Viagem a Brisbane, Austrália


Capítulo um: Viagem a Brisbane, Austrália

━━━━━ • ஜ • ❈ • ஜ • ━━━━━

Desde do ensino fundamental, Kim Dahyun e Son Chaeyoung se consideravam melhores amigas, as duas sempre se deram bem, sendo extremamente próximas e com uma enorme intimidade, por conta disso, viveram anos só convivendo entre si, por sentirem que não precisava de mais ninguém desde que tivesse juntas.

Uns anos se passaram e as duas já estavam no ensino médio, já nessa época, muita gente as shippavam, pois além de ver química entre as duas, tinham muitas interações, às vezes pareciam um casal, tanto que Chaeyoung adorava brincar que eram um.

Son adorava pegar na mão de Dahyun, fazendo a ficar com vergonha, pois todos as pessoas as encaravam por causa dessa ação repentina. Já Dahyun, por ser muito carinhosa, pegou a mania de encher Chaeyoung de beijinhos pelo rosto.

As duas adoravam se abraçar em momentos aleatórios. Faziam tudo juntas, não se desgrudavam nem para ir ao banheiro.

O que mais faziam as pessoas as shipparem é que Chaeyoung era muito safada com Dahyun, mas quanto via que a lerda da mais alta não entendia ou levava na brincadeira, Son simplesmente ria de nervosismos e falava que era zoeira.

Quando Dahyun ficava doente, Chaeyoung parecia que iria morrer sem sua melhor amiga a fazendo companhia na escola, assim que chegava em casa, corria ao seu celular e ligava de imediato para Dahy. Já a Kim, não fazia muito diferente de Chaeyoung quando ficava sem ela, apesar de Dahyun ter outros amiguinhos, nada se comparava a Chae, a pequena Kim ficava o dia inteiro triste e se sentindo vazia sem Son.

A menor entre as duas, adorava fazer declarações, claro que declarações de amigas, fazendo as fãs de seu shipp — colegas de sua sala — gritarem dizendo que tinham algo, fazendo as duas ficarem sempre coradas.

Os anos passaram e ambas necessitavam fazer faculdade, então por serem companheiras, resolveram que: como sonho de Chae era morar na Austrália e Dahyun estudar no Japão, elas combinaram de ir estudar no Japão, pois sabiam que teriam mais recursos e futuro por ter o título de ter feito faculdade no tão sonhado Japão, um país muito reconhecido e rigoroso, tanto na Coréia do Sul, como no mundo inteiro e depois morar para a Austrália e tentar uma vida lá.

Os anos passaram e ambas terminaram a faculdade juntas, venderam o apartamento que dividiam e usaram a grana para ir à Austrália.

Na Austrália, cada uma comprou um apartamento no mesmo prédio, fazendo virarem vizinhas. Chae logo em seguida conseguiu um emprego, mas teve que viajar para outra cidade, distante de Sidney, onde até então, estava morando com sua melhor amiga, e foi aí que a baixinha conheceu o amor da vida dela, pelo menos era o que ela achava ou queria que fosse.

Dahyun quando estava no Japão, no final da faculdade, conheceu Minatozaki Sana, então não deu tempo de Chaeyoung a conhecer também.

⃘◍!۪❁̸݂۫◞──⋅⋅⋅ৎ୨

Dahyun escutou uma música irritante do toque de seu celular e de imediato bufou, estava com dor de cabeça e aquela música chata não ajudava, resolveu atender após ver que era a Minatozaki.

— Olá, anjinha! — Sana falou e Dahyun percebeu que a garota tinha sorrido, mesmo do outro lado da linha, ainda sim era notável.

— Deixa eu me vestir, mas pode ir falando. — Dahyun acabara de sair do banheiro, ainda estava enrolada na toalha clara.

— Mas antes deixa eu ligar a câmera aqui, troca de roupa quando eu desligar! — Sana falou brincando e mesmo sem ter ligado a câmera, Minatosaki tinha certeza que a mais nova estava corada

— Você as vezes parece a Chae. Duas safadas! Vocês não tem vergonha na cara, né?

Dahyun tirou a toalha e se vestiu rapidamente.

— Em falar nela, ás vezes eu acho que você gosta da sua melhor amiga. — Sana falou fazendo Dahyun rir

— Ás vezes eu acho que você é meio doida, da onde tirou isso? — a garota já vestida, pegou seu celular novamente, em seguida se atirou na cama.

-—Ainda pergunta? — a mais baixa nem ligava mais para o que Sana falava, só ficou ligada para seu celular que estava vibrando muito.

— Terei que desligar. É a Chaeyoung enchendo de mensagens.

— Então me ligue mais tarde. Eu te amo, ok?

— Eu sei, eu sei. — Dahyun falou brincando e escutou Sana resmungar baixinho do outro lado — Eu te amo também, agora beijos e tchau.

Por fim, ela encerra a ligação e atende Chaeyoung que não parava de ligar e mandar mensagem.

— Poxa, urubuzenta, faz o que? Dois meses que você não dá sinal de vida! Eu deveria te processar por me deixar preocupada. Nossa, se você estivesse aqui eu te socaria!

— Posso explicar, ok? — Dahyun virou de lado, que até então estava de barriga para cima na cama, sorrindo ao escutar a voz doce de sua melhor amiga novamente — Bom, eu conheci uma garota, eu nunca imaginaria nisso, mas eu me apaixonei por uma pessoa tão perfeita, isso é tão estranho, porque tudo que ela faz parece coisa de filme, ela tem uma família dona de uma empresa, é rica, porém humilde e tão gentil. Ela é diferente! — Chaeyoung suspirou de amores enquanto Dahyun estava com cara de cu do outro lado da linha — Eu irei me casar, Dahyun!

— O que!? — Dahyun tomou um susto tão grande nessa última frase, que acabou caindo da cama meio atordoada.

— Você está bem?

— Estou... — estava nada — Como assim você irá se casar? Quanto tempo conhece ela? — a garota que até então estava no chão, perguntou indignada enquanto se levantava.

— Irei me casar com Myoui Mina! Aquela bailarina japonesa. Eu a conheci no avião, ela sentou do meu lado e eu estava muito nervosa, sabe que me cago toda quando vou andar de avião, ela foi tão gentil, me ajudou e depois peguei seu número. Enfim... Por favor, vá ao casamento, será no fim de semana.

— Daqui uma semana? E só se lembra de mim agora?

— É que é aqueles casamento que tem que ser planejado em uma semana, entramos em um programa por ela ser famosa. Sabe, né? Uma futura bailarina filha de empresários. Como disse, os pais dela tem uma enorme empresa aqui na Austrália. Mas, amiga, ela é tão diferente que preferiu ir num avião qualquer do que particular, essa garota é uma deusa!

— Ah, legal. Não sei se irei poder ir, eu tenho muita coisa para fazer e isso foi do nada.

— Por favor, vá, você é minha melhor amiga! Preciso de você lá. — Chaeyoung falou manhosa, fazendo Dahyun concordar com um simples "ok" — Tenho que desligar, muito obrigada. Te amo. — assim a ligação encerra e não dá tempo nem tempo de Dahyun responder direito, fazendo a ficar alguns segundos com um bico nos lábios.

— Aigo! Eu também te amo, Son Chaeyoung... — Dahyun falou quase que em um sussurro triste, mas logo em seguida, ligou para Sana de uma forma toda atrapalhada.

— Oi, Dahy! — Sana parecia tão animada, que a Kim acabou sorrindo de leve.

— Eu preciso de você, Minatosaki Sana, agora o assunto é sério!

⃘◍!۪❁̸݂۫◞──⋅⋅⋅ৎ୨

— Respira, inspira e não pira, Dahyun! — Sana tentava a acalmar no aeroporto — Você tem uma semana para acabar com esse casamento, mas olha, saiba que você teve 12 anos para ficar com a Chaeyoung, provável de ela não te escolher... Bom, de qualquer forma estarei aqui para quando precisar.

— Você está agindo como se eu gostasse e quisesse algo com ela.

— E não quer? — negou fazendo Sana rir — Então por que está tão irritada assim e quer acabar com o casamento? Seu ciúmes com a Chae nunca foi tão grande como agora.

— Por que eu nunca tive que dividi-la, os namoros dela nunca passaram de um mês, e nem os meus.

— Certo, isso parece mais uma desculpa sem muito sentido. — a japonesa empurrou a menor que fazia bico para o corredor do aeroporto — Entra logo naquele avião e acaba com aquela mocreia.

⃘◍!۪❁̸݂۫◞──⋅⋅⋅ৎ୨

Finalmente Dahyun estava pisando no aeroporto de Brisbane com suas malas em mãos, seus olhos procuravam sua melhor amiga, que estava sumida em meio a multidão.

— Dahyun! — assim que Dahyun escutou seu nome ser chamado, ela largou as malas e saiu correndo em direção a voz tão conhecida por ela, pulou em seu colo e as duas quase caíram no chão — Senti saudades, e claro, obrigada por vir. Mina está nos esperando no carro.

— Eu também senti sua falta... Muito. — a garota soltou a, agora, noiva, e pegou suas malas novamente, seguiu Chae até o carro e avistou uma Ferrari Sergio Pininfarina, Dahyun acabou murmurando — Uau, bem humilde. — levou um tapinha de Chaeyoung que acabou escutando seu sarcasmo — Meu deus, ela é dona da Austrália para ter esse carro? — Dahyun falou sem nem se importar que Mina estava ali — Está com ela por dinheiro ou... — a Kim ficou em silêncio assim que percebeu o quão magnífica é a beleza de Myoui — Ela é da terra?

— Essa é a Mina, minha noiva, essa é a Dahyun, minha melhor amiga de infância. — Chae falou com um sorriso estampado no rosto, Dahyun nunca a viu tão feliz, acabou abaixando a cabeça meio chateada por não ter feito Chaeyoung tão feliz quanto a burguesa — Desde quanto tem a língua tão afiada? — Chae perguntou no ouvido de Dahyun, tentando ser discreta.

 —Desde quando você me trocou por essa aí. — Dahyun entrou no carro dando de ombros, ficou na frente juntamente a motorista, vulgo a tal Myoui Mina.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...