1. Spirit Fanfics >
  2. Every magic has its price >
  3. "Poxa, ia ser surpresa."

História Every magic has its price - Capítulo 56


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente. Obrigado por sua paciência e compreensão. Amo todos vocês. Espero que gostem...

Capítulo 56 - "Poxa, ia ser surpresa."


Pov Narrador

  Era domingo, o fim de semana acabando e outra semana já começando. Emma conversou com as Grey (Já que Addison havia adotado o nome de Meredith.) e marcaram o almoço pra hoje.


  Emma acordou bem animada, Regina nem queria levantar. Logo Ruby e Lara estavam no quarto com elas.

- Vamos, mãe! -chamou Ruby.

- É, tia Regina. Levanta! -puxou Lara. Emma lembrou que Regina sentia cosquinhas, logo comrçaram uma guerra.

- Parem. Parem! -falou Regina sem ar de tanto rir. - Eu vou levantar! -falou e logo pararam as cosquinhas.


- Meninas, vão ajudar suas avós com o café. Já descemos. -falou Emma.

- Eu vou sentir saudades disso. -falou Regina quando as meninas saíram.

- Por quê? -perguntou Emma fazendo a cama.

- A Ruby vai pra faculdade daqui a dois anos, a Lara vai se sentir sozinha. -falou levantando.

- Não se dermos um irmãozinho pra ela. - falou como se fosse uma coisa normal.

- Você quer ter mais filhos? -perguntou Regina na porta do banheiro.

- Claro que sim. Pelo menos mais um. Adotado. -falou terminando de arrumar a cama. - Você está bem com o almoço? - perguntou.

- Tô sim. Eu acho até bom. Sei lá. -falou entrando no banheiro.

  Fizeram suas higienes, e desceram.

- Bom dia, mães. -falou Emma entrando na cozinha com Regina.

- Bom dia, filha. -responderam Callie e Arizona juntas.

- Bom dia, Speedy. Arizona, Callie. Lara. - falou Regina sentando na mesa.

- Bom dia, mães. -falaram as meninas juntas.

- Bom dia, pequenas. -falou Emma sentando ao lado de Regina. - O que vamos fazer pro almoço? -perguntou.

Pov Regina

  Estavamos na mesa, tomando café. Eu, Emma, as crianças e minhas sogras.

- O que vamos fazer pro almoço? - perguntou Emma.

- Lasanha! -falou Ruby. - E se juntarmos receita da mãe Regina com a mãe Emma e a tia Spencer? -perguntou comendo panqueca.

- Boa ideia. Todos de acordo? -perguntou Arizona.

- Sim. -responderam todos juntos.


  Terminamos o café, limpamos a cozinha e minhas cunhadas chegaram.

- Oi gente! -falou Blair entrando em casa.

- Oi, madrinha. -falou Lara indo abraçar Blair. - Cadê a minha madrinha? - perguntou.

- Tá brincando com a Zari, lá fora. - respondeu a morena. E logo vi Lara sair pela porta correndo. - Cuidado, Lara! -falou Blair.

- Oi maninha. -falou Emma vendo a irmã na sala.

- Oi, cisne. -falou vindo para a cozinha. - Regina. Eu quero falar com você. Podemos? - perguntou.

- Claro. -eu respondi indo pra sala. - Sobre o que queria falar? -perguntei mesmo sabendo do que era.

- Ontem nós não conseguimos conversar... - falou. - Eu realmente, quero me desculpar e pela Spencer também. Ela está lá fora pra destrair a Lara. Mas nós sentimos muito por ter te tratado daquele jeito e por deixar a Aria fazer isso com vocês. - completou.

- Blair, eu perdou vocês. Porque vocês estavam só protejendo Emma. Sua irmã. Eu faria o mesmo se tivesse uma irmã. -falei olhando em seus olhos. - Na verdade, eu e Emma temos novidades. -completei levantando. - Vamos? -a chamei.

  Fomos pra cozinha, esperamos Spencer entrar. Ruby e minhas vieram pra dentro.

- Agora que estamos todos aqui... -começou Emma. - Eu e Regina, descidimos que vamos nos mudar. E a casa vai ficar pra vocês. - falou olhando pra Spencer e Blair.

- Sério? Eu não acredito. -falou Blair.

- Estou feliz por vocês. -falou Spencer nos abraçando.

- Isso significa que eu vou me mudar com vocês? Que nós vamos morar todas juntas? -perguntou Lara.

- Sim. Você gostou? -perguntei.

- Claro que eu gostei. Vou morar com minha irmã. -falou Lara animada.


 


  Fizemos o almoço, subimos pra tomar banho. Quando descemos, arrumamos a mesa e esperamos chegarem.

- Dinda! -correu Lara pra fora.

- Lara, cuidado! -gritou Emma. Eu ri, pois já não era a primeira vez que alguém gritou isso hoje.

- Nem tenta. -falei rindo.

   As Grey se desculparam comigo, nem todas. Só a Addison que mal falou comigo. Mas bem antes da hora do almoço, ela pediu pra falarmos a sós no escritório.

- Regina, sinceramente... Eu não sabia. Eu não sabia sobre o plano, sobre vídeo, sobre nada. Se eu soubesse nunca deixaria ela fazer isso com você, principalmente com Emma. Ela é minha melhor amiga, minha pessoa. Então eu realmente peço desculpas, do fundo do meu coração. Eu peço desculpas. -falou chorando.

- Addison... -começei e senti meus olhos molhados. - Eu acho que você foi a pessoa que mais me magou, mas também foi a pessoa que me pediu desculpas sinceras. Totalmente sinceras, que sente culpa. Mesmo sem ter. Não que eu ache que as mães de Emma, as Grey, Emma, Blair e Spencer não sintam culpa, mas você sente a verdadeira culpa. E você talvez seja a única que não tenha. -falei passando minhas mãos no meu rosto. - Eu realmente, sinceramente te perdou. -falei a abraçando.

- Mãe! Mãe! -gritou Bailey.

- Oi, querido. -respondeu a ruiva limpando o rosto.

- Você tá chorando? -perguntou abraçando a mãe.

- Não, querido. A tia Regina contou uma piada tão boa que me fez chorar de rir. -falou se levatando. - Vamos? - me chamou e chamou o garoto loirinho.

Saímos do escritório e fomos pra sala, estavam todos rindo e brincando.

- Vamos almoçar? -perguntei. E todos se levantaram. - Crianças, vão lavar as mãos. - falei e assim fizeram.


  Estamos agora todos envolta da mesa almoçando.

- Mãe, é verdade que nós vamos nos mudar? -perguntou Ruby.

- É sim. -respondi. - Vamos na corretora amanhã. -completei.


  Terminamos, e comemos a sobremesa. Spencer fez torta de pessêgo com sorvete de creme e todos amaram.


  Estamos sentados no deck do quintal, observando as crianças brincando com a Zari.

- Como está o processo de adoção? - perguntou Amelia.

- Estamos só esperando a juíza ter um horário. -respondeu Spencer.

- E então é menino ou menina? -perguntou Lexie.

- É um menino. O nome dele é Nolan. Tem 5 anos. -respondeu Blair pegando o celular e mostrando uma foto.

- Owh que fofo. -falei. - Eu e Emma estamos querendo mais um filho. - completei.

- Sério? -perguntou Arizona.

- Sim. Nós queremos adotar também. Mas só quando estivermos na casa nova. - respondeu Emma.

- E vocês? -perguntou Callie para Meredith e Addison.

- Poxa, ia ser surpresa. -falou Addison.

- Eu estou grávida! -falou Meredith animada.

- E você nem me contaram?! -Emma se fingiu de indignada.

- Iamos contar hoje. Antes de ir. -falou Addison.

- Estou feliz por vocês! -as parabenizei.

  A tarde foi tranquila, antes de anoitecer todos foram embora. As mães de Emma levaram as meninas pra casa de Blair e Spencer. Então estavamos sozinhas.

- Sabe, nunca vi essa casa tão tranquila. - falou Emma quando saiu do banheiro.

- Eu também não. -falei me aproximando dela. - Mas não será por muito tempo. - completei a beijando.

  Nós fizemos sexo. Sexo não, amor. Sexo é quase uma palavra sem sentido, já o amor é algo que sem ele na sua vida, você se sente vazio. Mesmo que seja um amor por seu irmão, primo, amiga ou amigo. Não importa, ao contrário do sexo, o amor tem que ser significativo.

Pov Narrador

  Depois de fazerem amor, ficaram deitadas. Regina apoiando a cabeça no peito de Emma. E logo depois estavam dormindo tranquilamente.

  Pela manhã, Regina acordou primeiro. Escreveu um recado:

  Emma,


    Eu fui pro trabalho, vamos na corretora 15:30h. Não se atrase.


  R. Mills

  Emma acordou e viu o bilhete, mandou mensagem pra Elsa avisando para colocar na agenda. E se arrumou pro trabalho. Zari ficou em sua casa, pois Regina voltaria a noite.

Depois de um tempo, entrava no escritório.

- Bom dia, Elsa. -falou entrando no escritório com seu café na mão.

- Bom dia, Emma. -falou me seguindo. - Não tem nenhum projeto novo, nem reunião. -falou parando em frente a mesa.

Pov Emma

- Nada mesmo? -perguntei e ela confirmou com a cabeça. - Então, você liberada. -falei pegando minhas coisas.

- Ok. Tchau, Emma. -falou saindo.

- Tchau, Elsa. -falei pegando meu celular.


  Liguei pra casa e as meninas estavam na escola, liguei pra Spencer.

- Alô? -falou quando atendeu.

- Oi, Spencer. Tá precisando de mim pra alguma coisa? -perguntei indo pro carro.

- Na verdade, eu acho que não. -falou pausadamente. Ouvi uma voz no fundo. - Aliás, Blair perguntou se você poderia comprar umas coisas pra ela? -perguntou.

- Posso. Peça ela pra mandar a lista por mensagem. -falei entrando no carro.

- Ta bom. Beijos. -falou.

- Tchau. -falei desligando.

  Fui comprar as coisas que Blair pediu. Fui no restaurante, e depois fui pra casa. Minha agenda e a de Regina são compartilhadas, então olhei se tinha alguma reunião. E como não tinha, peguei meu celular pra ligar, mas na hora algum número desconhecido ligou.

- Alô? -falei sentando no sofá.


Foi anunciada uma chamada à cobrar.

- Oi, Emma? - falou.

- Aria? Como você tem corajem de me ligar? -perguntei.

- Eu só queria ouvir a voz que eu mais amo. -falou parecendo chorar.

- Aria, você não me ama. Você é obcecada por mim. Eu não quero saber de você. - falei.

- Emma, passamos 6 anos juntas. Eu realmente fiz de tudo pra ficarmos juntas. E não me arrependo de nada. -falou.

- Você não se arrepende? -perguntei sentindo lágrimas descerem. - Você me separou do amor da minha vida. Você MENTIU PRA MIM POR 8 ANOS! 8 ANOS! - gritei a última frase.

- Eu... eeu não queria. Não queria mentir pra você, mas eu tive. Você não ficaria comigo, se eu não fizesse aquilo. -falou.

- É claro. A Regina é o amor da minha vida, eu ia casar com ela. Eu iria completar 9 anos com ela. Você quase separou da minha filha. -falei passando as mãos no cabelo.

- Emma, me perdoa. Por favor. Pela vez que você foi na floricultura e esperiou o dia todo porque e alergia a orquídeas. Ou da vez que fomos pra Nova York e você ficou três dias de cama, porque andamos o dia todo, sem parar. -falou.

E foi ai que minha ficha caiu. Todos os nossos "momentos" , se é que podem ser chamados assim, foram falsos. Eu estava sendo iludida, traída. Eu levei ela pra dentro da minha casa, aceitei quando ela disse que só moraria aqui se sua filha viesse. Eu acreditei numa mentira por quase 9 anos, e eu não magoei só a mim mesma.

   Foi aí que a ficha caiu, eu naquele dia poderia ter perdido tudo. Mas eu consegui. Eu e Regina voltamos, Ruby e Lara estão mais unidas que nunca, e minhas amigas todas aceitam Regina.

- Emma? -me chamou tirando dos meus pensamentos.

- Adeus, Aria. -falei.

- Emma, não des... -desliguei e subi proeu quarto.


Deixei a banheira encher, e procurei uma roupa pra vestir. Era 10:45h, como meu compromisso era à tarde, coloquei despertador para 14:45h. Pois passaria no colégio para buscar as meninas e depois no trabalho de Regina.


Entrei na banheira, e lá fiquei por quase 1 hora. Sai do banheiro de roupão, e vesti um camisetão e uma calça de moletom, não sequei nem os cabelos. Desci e pedi comida pelo aplicativo. Comi e deitei no sofá.


  Acabei pegando no sono, não sonhei com nada, ou não me lembro. Quando acordei foi com o despertador do meu celular. Subi e me arrumei. Vesti uma calça jeans, uma camisetão preto e minha jaqueta preta. Penteie meu cabelo, fiz um coque meio alto e despojado.


  Peguei minha bolsa e saí de casa.

- Oi mãe! -falou Lara entrando no carro.

- Cadê minha mãe Regina? -perguntou Ruby entrando e colocando o cinto.

- Vamos passar agora no trabalho dela. - falei arrancando o carro.

- A gente vai ser as casas hoje? -perguntou Lara.

- Vamos sim. Achamos melhor vocês nos ajudarem a escolher. -falei.

  Conversamos o caminho todo. Quando chegamos no prédio onde Regina trabalha, madei mensagem pra ela.

WhatsApp on

Eu: Oi, amor. Tô aqui embaixo.

Rainha: Já estou descendo.

Eu: Tá bom. Não esqueça de trancar a porta do escritório.

Rainha: Tranquei. Já estou no elevador. Bjs.

WhatsApp off

  Logo vimos ela saindo do elevador. Ela caminhou até o carro, quase saltitando. Eu ri de como ela andava alegre. Abriu a porta e sentou, colocando o cinto.

- Oi, amor. -falou quando colocou o cinto.

- Oi, minha rainha. -falei rindo. - Como foi o dia? -perguntei antes de arrancar o carro.

- Foi cheio. Muitas decisões, reuniões e chatices. -falou parecendo desaminada. - Mas vamos fazer um novo produto com aroma de pêonias. -falou sorrindo.

- É a nossa flor! -falei sorrindo.

- Eu sei, por isso a linha se chama Cisne. - falou.

- Elas não são fofas? -sussurou Ruby pra Lara.

- Nós ouvimos, Ruby. -falamos juntas.

  Vimos muitas casas, mas uma chamou nossa atenção. Assim como imaginamos. Um quintal grande, com piscina. 6 quartos. Sala de estar, cozinha, e sala de jantar em conceito aberto. Banheiro pra todos e pronta pra mudança.

- É essa? -perguntei pra Regina.

- É essa. -falou. As meninas amaram a casa, tem escolas perto, faculdades, tudo. É perto da casa das Grey, da casa de Spencer e Blair, e perto de nossos trabalhos.

- Quando podemos mudar? - perguntei.

- Assim que o dono receber o deposito e der as chaves da casa. -falou. - Provavelmente amanhã, mesmo. - completou.

  Passamos no nosso banco e fizemos o deposito. A corretora falou que na tarde do dia seguinte, a casa estaria vazia. Contratamos uma empresa de mudança.


    E quando vimos, já estavamos na nova casa.



   


Notas Finais


Beijinhos😘...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...