História Everyday - Yugnior - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 36
Palavras 1.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, my babies 💜🖤

Capítulo 2 - Segundo


No dia seguinte, era sábado, Jinyoung dormiu muito pouco durante a noite e acabou acordando cedo.

Ele se levantou meio confuso, parecia que tinha guardado uma vaga memória do dia anterior já que ele não tinha dormido direito. Jinyoung lembrou que ele havia andado com Minah pelo hospital, ele lembrou de ter chorado, de ter conversado com outra pessoa e lembra de Minah falando que aquilo tinha que ficar entre eles, mas ele não conseguiu pensar no que ela queria dizer. Ele ficou um tempo sentado na cama, até que o médico chegou.

– Bom dia, Jinyoung... Já acordado?

– Bom dia...

– Normalmente você está dormindo quando eu venho aqui de manhã... Se sente bem?

– Não...

– O que está sentindo?

– Uma coisa estranha... Não sei...

– Alguma dor?

– Não...

– Enjôo?

– Também não...

– Hm... Vou fazer um exame rapidinho pra ver se tá tudo certo...

Jinyoung apenas assentiu. O médico se sentou na frente dele naquela cama e começou a medir os batimentos dele, e por um momento, se riu o coração dele acelerar de uma forma estranha.

– Jinyoung... Tá tudo bem mesmo? Tem algo que queira contar?

– Eu lembro...

– De que?

– Eu saí pra andar com a Minah ontem... Não lembro de muita coisa... Mas tem uns momentos que não se apagaram...

– Me conte o que você lembra...

– A gente andou um pouco... Conversou... Eu lembro de ter perguntado se ela achava que ia ficar tudo bem... E ela disse que sim... -Ele acabou por não contar sobre Yugyeom, até porque não lembrava direito o nome dele

– Quanto tempo você dormiu? Sabe dizer?

– Não...

– Faz tempo que você acordou?

– Não... Mais ou menos uns trinta minutos...

– Você se lembra de ter demorado pra dormir ontem?

– Não lembro...

– Jinyoung... Quando sua mãe chegar, vamos fazer uns exames mais pesados... Quero saber o que aconteceu...

– Tá bom...

– Bom... Qualquer coisa é só chamar...

O médico foi andando em direção a porta, mas Jinyoung logo o chamou.

– Eu posso sair com a Minah hoje denovo?

– Vou ver... Mas acho que sim... -Ele sorriu e saiu de lá

Jinyoung ficou sozinho no quarto por mais ou menos uma hora até sua mãe chegar junto com Minah.

– Bom dia, meu filho... Como se sente?

– Bem...

– Que bom... -Ela deu um beijo em sua testa

– Oi, Jiny...

– Oi... -Ele sorriu- Minah... Eu pedi pro médico pra me deixar sair com você... Ele disse que ia pensar...

– Pensar? Ele não deixa sair com frequência e a gente saiu ontem...

Os dois se olharam por alguns segundos e Minah arregalou os olhos ao perceber do que se tratava.

Logo o médico entrou na sala.

– Bom dia, meninas...

– Bom dia... -As duas responderam juntas

– Minah... Vá dar uma volta com o Jinyoung... Preciso falar com a mãe de vocês...

– Tudo bem... -Ela sorriu e saiu de lá com o mais velho

Quando os dois pegaram uma distância da sala ela encarou Jinyoung.

– Você lembra?

– Sim... Lembro de pouca coisa... Mas lembro...

– Que bom, Jiny!

O mais velho sorriu, por mais que ele soubesse que tinha lembrado por conta do tenpo que dormiu e não porque havia melhorado, ele estava feliz, ele gostava da sensação de lembrar.

– Minah... Qual é o nome dele?

– Yugyeom... Jiny... Não acha que ele pode estar dormindo?

– Se ele estiver dormindo a gente volta pro quarto...

– Jiny-ah... Você lembra do que ele fez?

– Não... O que?

– Nada... Deixa pra lá... -Ela sorriu

Minah queria que ele tivesse lembrado do que sentiu quando Yugyeom o acariciou, passou a mão em seu pescoço, mas ele acabou não lembrando.

Quando chegaram lá, viram Yugyeom sentado na cama, lendo o mesmo livro que no dia anterior.

Jinyoung bateu na porta com um sorriso no rosto e o mais novo logo o olhou.

– Jinyoung... -Ele sorriu

– Eu lembrei... Lembrei de você...

– Que bom! -Ele se levantou em um pulo enquanto Jinyoung ia até ele e lhe deu um abraço apertado- Fico feliz por você... Isso é uma coisa muito boa...

– É sim...

– Vem... Senta aqui...

Ele pegou a mão de Jinyoung e o puxou para a cama, Yugyeom cumprimentou Minah e os dois começaram a conversar alí na cama, eles ficaram um de frente para o outro, eles brincavam, riam, pareciam realmente estar se divertindo é bem viram o tempo passar. O médico de Yugyeom acabou entrando na sala e viu os dois se divertindo juntos.

– Hm... Olá rapazes...

– Oi... -Yugyeom falou enquanto sorria

– O-oi...

– Quem é o seu amigo, Yugyeom?

– Esse é o Jinyoung...

– Park Jinyoung? -Ele falou meio surpreso

– S-sim... -Ele respondeu

– Nossa... Nunca achei que te veria por aqui... Seu caso é bem famoso pelo hospital... Essa deve ser sua irmã, estou certo?

– Sim... Ela é a Minah...

– É realmente um prazer conhecer vocês dois... Mas... Seu médico sabe que você está aqui?

– Ele não sabe que eu tô aqui... Mas ele deu autorização pra sair do quarto um pouco...

– Hm... Menos mal... Vou só examinar seu amigo e já deixo vocês em paz... -Ele sorriu e se aproximou de Yugyeom

O médico fez uns exames rápidos nele e logo saiu da sala.

– Eu achei que ele ia brigar... -Jinyoung falou

– Ele é legal... Não ia brigar com você...

– Hm...

Minah se levantou por um minuto e foi até Yugyeom, ela falou alguma coisa no ouvido dele e voltou a se sentar. Yugyeom sorriu olhando para ela e apenas assentiu

– O que você falou?

– Não é da sua conta... -Ela sorriu

– Aigoo! Você é muito grossa... -Ele cruzou os braços meio emburrado

– Calma, bebê... -Ele colocou a mão no pescoço de Jinyoung- Ela não falou nada de mais...

Yugyeom começou a acariciar o pescoço dele de uma forma bem gostosa, fazendo ele ter a mesma reação que no dia anterior.

– Ah... Meu Deus... -Ele falou em um tom de voz bem suave

– O que foi? -Yugyeom continuou o que fazia

– N-não faça i-isso...

– Por que? -Ele não parou

– É tão bom... -Ele sorriu com os olhos fechados

– Então você quer que eu continue ou que eu pare? -Ele riu

– C-continua...

– Por qur gosta tanto disso?

– Não sei... É bom...

Yugyeom tirou a mão Dalí e se aproximou mais dele.

– Tem que ter um motivo...

O mais velho ficou em silêncio, apenas olhando para o rosto de Yugyeom.

– Tem algo que você queira fazer?

– Como assim?

– Você tá com vontade de fazer alguma coisa comigo?

– S-Sim...

– O que?

– Nada... Esqueça... Por favor... 

– Tudo bem... 

– Eu vou beber um pouco de água... Jiny... Não saia daqui...

– Tá bom... -Ele sorriu

 – Pode deixar que eu cuido dele... 

Minah sorriu e saiu de lá, deixando os dois sozinhos. Eles se olharam por alguns segundos e sorriram um para o outro.

– Ela nunca me deixou sozinho com alguém que elas nao confie...

– Isso é sinal de que ela confia em mim..?

– É sinal de que ela sabe que era isso que eu queria...

– Queria ficar sozinho comigo? Por que?

– Não sei... Foi só uma vontade... -Ele abaixou a cabeça

– Entendi...

Os dois conversaram por um tempo e logo Minah chegou.

– Jiny Oppa... Temos que ir... 

– Já?!

– Sim... Você já ficou bastante tempo aqui... 

– Pareceu tão pouco...

– Eu sei... Mas vamos... Por favor... 

– Vamos... Tchau, Yugyeom... 

– Tchau, pequeno...

Ele saiu de lá junto com Minah e foi para seu quarto. Jinyoung se sentou na cama com um olhar de decepção.

– O que foi, Jiny?

– Nada... 

– Eu sei que foi alguma coisa...

– Ele disse que gostava de mim... Mas amanhã eu não vou lembrar disso... 

Minah ficou em silêncio por um tempo, ela não tinha muito o que dizer sobre isso, então ela acabou apenas mudando de assunto para não magoar ele.

– Você tá com fome?

– Hurum...

– Daqui a pouco alguma enfermeira vem trazer a comida... 

– Hm... Tá bom... Você pode procurar a Omma? 

– Claro... Já volto... 

Ela deu um beijo na bochecha do mais velho e saiu de lá. Jiny se deitou e se cobriu, ele ficou olhando para a parede, tentando achar uma solução pra isso, mas nada que ele pensava iria realmente funcionar.

Seus olhos encheram de lágrimas e ele involuntariamente começou a chorar.

Por volta de uns cinco minutos depois, Minah apareceu com sua Mãe.

– Filho?! Tá tudo bem?

– Acho que sim, Omma... Só queria ficar com você um pouco...

– Aconteceu algo?

– Não...

– Por que estava chorando?

– Eu queria ficar bom logo... Eu queria poder lembrar das coisas... Das pessoas... Queria poder lembrar o que eu comi no dia anterior ou com quem eu falei... Queria lembrar se eu me diverti ou se fiquei trancado aqui mais uma vez...

Jinyoung começou a chorar mais, isso partiu o coração de sua mãe, tudo que ela queria era poder o ver feliz.

Os dois conversaram bastante, logo Jinyoung almoçou e passou o dia grudado com sua mãe.

No final daquele dia, Minah foi se despedir dele pois havia acabado o horário de visitas, mas ela estava com um caderno e um estojo nas mãos.

– O que é isso?

– É uma coisa que eu trouxe pra você... 

– Pra que eu vou usar um caderno aqui?

– Esse caderno é pra você usar todos os dias... Antes de dormir... Você escreve nele tudo que aconteceu no seu dia e depois pode ler pra saber o que aconteceu... Tipo um diário...

– Mas vai funcionar?

– Só se você ler...

Ele pegou o caderno e o estojo enquanto sorria.

– Obrigado... Eu vou usar...

– Só não deixe o médico ver... 

– Okay...

Ele colocou aquilo debaixo do travesseiro e se despediu da mais nova.

Antes de dormir, Jinyoung pegou o caderno e escreveu todo que havia acontecido, um sorriso bobo não saía de seu rosto enquanto escrevia sobre Yugyeom.

Ao terminar, ele escondeu o caderno novamente e se arrumou para dormir.


Notas Finais


Gente... Me perdoem por esse vacilo... Deixei de postar um capítulo semana passada mas foi pq eu não estava muito bem... Acabei me afastando de todas as minhas fics... Desculpa mesmo....

Espero que tenham gostado

Até o próximo capítulo

Kisses 💜🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...