1. Spirit Fanfics >
  2. Everything. >
  3. Alexander Evans.

História Everything. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi, eu voltei! Esse capítulo vai servir mais pra vocês conhecerem o Alex (Daniel Sharman). <3
Lembrem-se de favoritar a história!

ELENCO:
* Sasha Andrews (Sofia Carson)
* Mãe da Meri: Lucinda Jones (Sharon stone)
* Avô do Alex: Nathaniel Evans (Matt Frewer)
* Kalina Diaz (Danielle Campbell)

Capítulo 2 - Alexander Evans.


Fanfic / Fanfiction Everything. - Capítulo 2 - Alexander Evans.

ALEX EVANS

 

Meu nome é Alex Evans. Sou neto do grande empresário Nathaniel Evans, que por acaso mal convive comigo, então eu praticamente moro sozinho nessa casa enorme. Meus pais morreram em um assalto a mão armada quando eu tinha 8 anos. Meu pai estava se candidatando a prefeito de Bellstone e minha mãe era professora de biblioteconomia da universidade. Tenho 9 tatuagens, não tenho uma cor favorita, mas gosto de usar preto. 

Nasci e cresci em Bellstone. Eu viajava muito quando era criança, já que meu avô não podia me deixar na cidade sozinho enquanto viajava a negócios, ele preferia me deixar sozinho em um quarto de hotel. Passo maior parte do tempo lendo ou tocando violão ou piano. Já fiz algumas aulas de muitos instrumentos, era o jeito do meu avô de compensar quando ele faltava meus aniversários ou passava o natal viajando. Passei a maioria das épocas festivas com a Rosa, ela trabalha aqui desde a morte dos meus pais, digamos que ela me criou enquanto criava sua filha, mesmo assim não sou próximo dela, não acho que ela iria querer sua filha com alguém "problemático" como eu.

Esse ano começam as aulas na universidade, entrei na faculdade aqui em Bellstone, eu poderia até ir pra longe de toda essa merda de cidade, mas os professores de música daqui são considerados os melhores,então estou querendo ver no que pode dar. Não sei como vai ser esse ano, tenho alguns amigos que vão fazer algumas aulas comigo e outros que desistiram universidades antes de tentar entrar nelas, não que eu me importe. Sem contar que vou ter que encontrar com a Kalina, atual pequeno caso, ela tende a exagerar em tudo que faz, isso faz dela um pouco descontrolada. Ela já disse que me ama algumas vezes, sempre fica decepcionada por eu não responder como ela quer, e não é culpa minha se ela não cai na real, sempre esperando que eu seja o príncipe encantado dela, quando eu nunca disse que nós temos algo sério, sinceramente, não sei se estou afim de aguentar as crises dela por mais tempo do que já aguentei. 

 

 KALINA DIAZ 

 

Sou Kalina, meus amigos me chamam de Kali. Esse ano finalmente começam as aulas na Universidade Bellstone e vai ser mais que perfeito. Sei que chamarei muita atenção no campus esse ano, como sempre as pessoas são facilmente atraídas por mim, e eu não falo só dos garotos. Mas não ligo pra isso, porque eu tenho olhos somente pra uma pessoa, uma pessoa que está sempre em sintonia comigo, Alex Evans. Ele não tem só um nome bonito, como é a pessoa mais inteligente, e bonita que eu conheço. Infelizmente, o Alex tem um defeito, um que tem atrapalhado nossa relação maravilhosa, ele é muito tímido pra expressar seus sentimentos, por esse motivo, ele ainda não se declarou oficialmente pra mim, mas como eu entendo ele como ninguém, sei que ele me ama. 

 

É isso, finalmente chegou o primeiro dia na Universidade. Esse ano decidi me abrir a novas experiências e isso inclui passar um tempo no dormitório do campus, cuidei pra que minha colega de quarto fosse alguma amiga minha, pra que eu não tivesse que dividir meu quarto com alguém que não conheço. Me divertir nesse período vai ser uma das minhas prioridades, quero ter muitas histórias pra contar, e posso acreditar que terei muitas sobre minha época de aulas, entre festas dos alunos e minha popularidade em todas as turmas.

 

Entro no meu quarto, algumas caixas estão no chão juntamente a malas que trouxe de casa com a ajuda de um aluno que se ofereceu. Agradeço ao garoto e dou a ele uma nota de 40 pratas. Me certifico de que está tudo limpo pra guardar minhas roupas no armário e começo a arrumar tudo, eu mesma. Escuto algumas batidas na porta e vou até ela, quando abro me deparo com uma menina alta de cabelos longos e escuros me encarando, ela pensa bem antes de falar algo, dando uma pequena pausa que foi quebrada por minhas sobrancelhas levantadas incentivando ela a dizer algo.

— Oi! Meu nome é Sasha...Andrews. Serei monitora dos dormitório feminino desse prédio esse ano, estou passando de porta em porta pra entregar algumas coisas de boas-vindas aos novos alunos do campus — A garota tenta quebrar seu nervosismo com um sorriso forçado e me entrega formulários e mais algumas coisas embaladas, provavelmente protocolo não muito importante — Aqui tem uns esclarecimentos sobre as aulas, se precisar de algo, pode procurar por mim.. Meu nome é Sasha Andrews! 

— Você já disse isso —  Falo enquanto pego os tais formulários enquanto fecho a porta e a vejo recuar — Obrigada, mas não preciso de ajuda.

 

O primeiro dia só vai ter apresentações dos professores, esclarecimentos das aulas e essas coisas. O evento importante de verdade vai acontecer essa noite, casa do Bryan Mills, 20h e sem pais. Vai ser quando vou encontrar Alex de novo.

Meu pensamento é quebrado do nada quando escuto um barulho alto vindo do corredor, vou até a porta e abro em segundos. Olho em volta e vejo uma menina pegando livros do chão enquanto carrega algumas coisas sozinha. Ela percebe minha presença, me encarando com uma expressão de raiva que logo se desfaz.

— Desculpe se te assustei, derrubei alguns livros indo para o meu quarto — Vejo a monitora se aproximar e ajudar ela a pegar os livros caídos no chão.

— Tudo bem, só preste atenção e vê se toma cuidado. — A menina loira de cabelo preso e olhos azuis sorriu pra a garota que a estava ajudando, ela parecia preocupada, talvez de ter estragado algum livro. Fecho a porta e vou tomar um banho pra começar a planejar meu dia.

 

 MÉRIDA JONES

 

Mal cheguei no Campus e já fui desastrada o suficiente pra derrubar coisas e assustar uma vizinha de dormitório. Não que ela parecesse ser a vizinha mais simpática do mundo, talvez seja por eu ter acordado ela ou algo do tipo, mas diferente de uma garota que foi me ajudar assim que me viu tentando pegar meus livros no chão com uma caixa e um abajur na mão. 

— Oi, sou a Meri, muito prazer. Obrigada por me ajudar com isso. — A garota me deu um sorriso simpático — Sou Sasha, monitora desse prédio, então não se preocupe, é minha função ajudar. Qual seu quarto? Posso te ajudar a levar essas coisas até lá — Ela fala se levantando com os livros e pegando o abajur da minha mão.

— Um pouco mais em frente, quarto 302. — Falo e ela vira bruscamente com um sorriso nos lábios — Jura? Não acredito! Então além de ser sua monitora, serei sua colega de quarto! Caramba, que coincidência! 

Retribuo o sorriso enquanto ela pegas as chaves do quarto, ela me dá algumas informações que são importantes pra sobrevivência aqui, juntamente com formulários. O quarto já estava praticamente arrumado, então ela explica que por ser monitora, teve que chegar um dia antes para estar tudo pronto quando fosse receber os alunos. 

 

O fim do dia chega e eu estou meio cansada de organizar as coisas, checo meu celular pra ver se tinha alguma ligação perdida mas só encontro uma mensagem da minha mãe.

 

16:45 - Querida, divirta-se no seu primeiro dia, amanhã quero saber se fez amizades. beijo, mamãe.

 

Sorrio enquanto leio mas logo me distraio com o barulho da porta do banheiro se abrindo. Eu e Sasha tivemos tempo de conversar hoje enquanto eu arrumava algumas coisas do quarto, descobri que ela é uma pessoa muito viciada em séries e que adora chocolate, mas também que é uma ótima colega, talvez eu já tenha feito uma nova amizade.

— Hey, o chuveiro daqui é realmente bom. —  Ela fala enquanto anda enxugando o cabelo com uma toalha — Meri, será que você pode me fazer um favor? — Fala se virando rapidamente pra mim.

— Claro, o que é? 

— Preciso pegar algumas coisas com a minha mãe, ela mora em tipo uma mini mansão que ela trabalha já faz alguns anos, você pode ir comigo? Juro que não é longe daqui, e lá sempre tem uns doces ótimos, se eu fosse você não perderia. — Sasha fala com um tom de brincadeira, enquanto me olha seriamente.

— Me convenceu com os doces, vamos sim. deixa só eu pegar um casaco. — ela fica muito animada e me dá um abraço forte e depois pega as chaves do carro. — Qual é o nome da sua mãe? — Digo enquanto pego o casaco e ando em direção a ela, já saindo.

— Rosa. 


Notas Finais


O que acharam desse capítulo? comentem e favoritem <3
Beijinhos, até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...