História Everything Changes - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler
Tags Justin Bieber Colegial Festas Clustin
Visualizações 62
Palavras 4.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi meus amores

Capítulo 44 - Mentira, assunto desconfortável e ligação estranha


Claire Wood P.O.V.

Já fazia quase uma semana desde a última vez que vi Justin, nesses dias eu passei bastante tempo com meu pai, já que ele decidiu tirar uma folga para ficar comigo, e os pais de Chaz ainda não tinham voltado de viagem, provavelmente voltariam daqui cinco dias.

O jantar com o novo namorado de Pattie aconteceu alguns dias atrás e Justin disse que tinha sido "de boa", só isso. Mas eu decidi não prolongar muito o assunto.

Nesse momento eu, meu pai e Chaz estávamos almoçando uma lanchonete próximo do Centro de Los Angeles e eu me divertia enquanto meu pai tirava uma com a cara de Chaz.

- Por que eu fui ter a idéia de te trazer junto? Garoto do céu daqui a pouco a lanchonete fecha por falta de comida - disse ele olhando para o prato de meu amigo sério e Chaz deu de ombros.

- Qual é, tio, nem to comendo tanto assim - resmungou depois de engolir o pedaço de algo que tinha em seu prato.

Ele tinha pedido dois lanches grandes e uma porção de batata enorme, mais o refrigerante e o milkshake.

Levei um tapa fraco em minha mão quando peguei uma batata e o olhei indignada.

- É só uma batatinha - resmunguei encolhendo a mão.

- É a minha batata - retrucou e meu pai gargalhou alto.

- Egoísta - sussurrei mas acho que ele ouviu porque deu um sorrisinho de boca fechada e suas bochechas inchadas por conta da comida.

- Mas agora, Chaz, já que minha filha não me conta mais as coisas... me diga, quem é esse tal de Justin? - meu pai disse casualmente e eu tossi surpresa, com Chaz sorrindo brincalhão/ malicioso.

- Ele é quase seu genro - deu de ombros e meu pai me olhou curioso.

- Quando eu vou conhecer?

- Assim, o Chaz tá exagerando, a gente só fica né e ...

- Mentira! Eles gostam um do outro, essa é a diferença - me cortou e eu o lancei um olhar irritado.

- Hm... esse é o mesmo garoto que você foi em um encontro e que as meninas estavam falando que gosta de você? - fez uma pergunta que mais parecia uma afirmação.

- Ele mesmo, mas não é nada tão sério...

- Qual é, filha... você odeia encontros e mesmo assim foi em um, é um pouco sério - apontou e eu ri da "gíria" usada.

- Ok, eu gosto dele mas talvez não role nada mais sério que isso.

- Jovens e seu medo de títulos... - disse brincalhão, negando com a cabeça.

- Pai... - resmunguei querendo sair daquele assunto.

- Ok! Não está mais aqui quem falou - levantou as mãos como gesto de rendição.

Terminamos de comer e logos saímos da lanchonete, no caminho para minha casa Chris mandou mensagem dizendo para todos irem para a casa dele.

Meu pai nos deixou na casa dos Beadles e foi para casa sozinho.

Assim que entramos na casa notamos que todo o pessoal já estava ali, por conta das altas gargalhadas vindas da sala.

- E aí - disse assim que entrei no cômodo e cumprimentei cada um com um beijo no rosto e sentei no tapete ao lado de Jo.

Antes de ir para a área da pisicna eu e as meninas subimos para um dos quartos de hóspedes onde tinha alguns biquinis que eventualmente tínhamos deixado ali.

Quando descendo os meninos estavam dentro da água e eu sentei na beira da piscina próxima a Chaz e Justin.

- Meus pais compraram uma casa nova em Santa Mônica mês passado e eu tive a ideia de a gente ficar lá um tempo... É bem de frente para a praia. - disse Chris e todos ficaram animados.

- Eu topo! - fui a primeira a concordar, mas logo todo o pessoal também aceitou a ideia.

- Tudo bem, então que tal sábado? - perguntou Ryan e todos concordamos.

Seria ótimo ir para a praia já que estávamos no verão e em Los Angeles faz muito calor.

Continuava sentada na beira da piscina com os pés na água, só que agora com os olhos fechados somente sentindo os raios de sol contra meu rosto.

- Não vai entrar? - ouvi Justin perguntar enquanto segurava em minha panturrilha e abri os olhos.

- Daqui a pouco.

- Chaz disse que seu pai perguntou de mim hoje - disse como quem não quer nada.

- Claro que ele disse... - disse sorrindo brincalhona e bebendo um gole do suco que Johanna tinha me dado.

- Você acha que ele aceitaria você namorando numa boa? - perguntou agora sem me olhar, graças a Deus porque eu quase engasguei de surpresa.

Demorei um pouco pra responder por conta da dificuldade para engolir o que fez ele voltar a me olhar e eu dar de ombros.

- Ele não é do tipo que implica com essas coisas.

Ele franziu o cenho e ficou em silêncio após assentir.

- Vamos brincar de briga de galo? - Gritou Marie e todos concordaram.

- Comecem vocês que eu daqui a pouco eu entro na água - eu disse enquanto me levantava, todos já estavam dentro da piscina.

- Eu e Chaz contra Ryan e Marie - disse Johanna e logo as duas meninas subiram nos ombros de seu par.

Marie empurrou Jo que ameaçou cair mas continuou firme e puxou braço de Marie a empurrando em seguida a fazendo cair toda desengonçada para trás.

- Agora Chris e Alice contra Justin e Claire - disse Johanna e eu pulei na água, próxima a Justin.

- Segura bem nas minhas pernas - disse assim que subi em seu ombro e ele assentiu.

Alice me derrubou depois de algum esforço e logo estava Alice e Chris contra Johanna e Chaz, como uma decisão final.

- Jo só pega leve tá - disse Alice sorrindo fofa quando Johanna sorriu maldosa e nós gargalhamos.

Marie começou empurrando Johanna enquanto Chaz segurava fortemente na perna da morena e ela revidava o empurrão, Chris não aguentou muito bem e tombou um pouco fazendo sua parceira cair e Johanna comemorar e bater suas mãos na de Chaz.

- Agora vamos trocar os pares... Eu e o Biebs, Claire e Ryan, Alice e Chaz e Marie com Chris. - disse Johanna.

- Primeiro vou eu e Ryan contra Johanna e Justin.

Subi nos ombros de Ryan e antes de Johanna subir em Justin ela gargalhou e sorriu maldosa.

- Ai cacete esqueci de passar protetor solar e meu ombro tá começando a arder. - disse antes de Johanna se aproximar e tentar me empurrar.

- Tadinha - zoou minha amiga e me empurrou pelo ombro, me fazendo resmungar e empurrar ela a fazendo cair.

Ela ela voltou para a superfície rindo.

Marie e Chris ganharam de Alice e Chaz e eu e Ryan ganhamos de Marie e Chris.

Já eram cinco da tarde quando decidimos sair da piscina e ficamos sentados nas espreguiçadeiras.

- Você anda bem selvagem com o Biebs hein? - disse Jo sorrindo maliciosa.

- Não entendi - franzi o cenho em confusão enquanto a olhava.

- Qual é, C. os arranhões nas costas do Justin...

- Não fui eu - disse baixo e dei de ombros.

Quando os meninos voltaram para a área da piscina o olhar de Justin veio diretamente em mim enquanto ele sorria.

- Você não tinha visto, né? - perguntou cautelosa.

- Não, você sabe que eu não reparo nessas coisas...

Levantei para pegar um sanduíche na mesinha perto da porta.

- Pega um pra mim - ouvi Jo pedir.

- Avisa seu pai que eu vou dormir aqui hoje? Os meninos vão ficar aqui também - disse Chaz parando ao meu lado e eu concordei com a cabeça.

- Aviso sim.

Voltei para meu lugar, entregando o sanduíche da Johanna e comendo o meu.

Comecei a mexer no celular e recebi uma mensagem.

De: Trevor
Para: Claire
Festa quarta-feira 9 p.m. na minha casa... Avisa o pessoal.

- Gente, Trevor pediu pra avisar que quarta-feira tem festa na casa dele, 9 horas. - disse um pouco mais alto para todos ouvirem.

- Tava mesmo demorando pra ele dar uma festa nas férias... - comentou Chaz.

Tirei uma foto de todos nós reunidos e postei no instagram sem legenda.

Quando deu 10 da noite eu decidi ir embora, assim como as meninas e subimos para trocar de roupa, colocando a mesma que estávamos antes.

- Vai querer carona? - perguntou Marie e eu assenti, todas as meninas tinham vindo com ela.

Nos despedimos de todos e quando estávamos saindo da casa Justin segurou meu braço.

- Não quer que eu te leve?

- A Marie vai me levar, obrigada - Sorri fraco.

- Você sabe que a casa delas é para o lado oposto.

- Não tem problema, é rápido - disse Johanna se aproximando e me puxando levemente pela mão.

Nós entramos no carro e logo Johanna começou a falar.

- "Não quer que eu te leve" o cacete, fez merda agora quer compensar? - disse indignada.

- O que ele fez? - perturbou Marie, olhando pelo retrovisor.

- Ele tá com umas unhadas nas costas - respondeu Jo.

- Ah, eu nem vi - disse Alice.

- Eu só descobri quando a Jo falou, além do mais todo mundo sabe que a gente não assumiu nada - dei de ombros.

- Assumiram o sentimento e você não pega mais ninguém faz tempo, não precisa aliviar pra ele. - disse Marie.

- E você não ficou com ninguém mesmo depois que ele ficou com a amiga da Alisson... ele tá errado! - disse Johanna me olhando séria e eu levantei as mãos como quem se rende.

Logo elas mudaram de assunto e não demorou muito para chegar na minha casa.

- Não precisa surtar, mas dá um gelo nele pelo menos... - pediu Johanna antes de eu descer do carro e eu gargalhei assentindo.

Entrei em casa e meu pai estava na sala assistindo alguma série policial.

- Pensei que viria só mais tarde - disse ele quando sentei ao seu lado.

- As meninas quiseram vir embora e os garotos vão dormir lá, Chaz pediu pra te avisar - dei de ombros.

- Ok, que tal a gente assistir um filme de terror? - perguntou sorrindo.

- Quero! Vou só tomar um banho pra tirar esse cheiro de piscina de mim e já volto - informei e subi as escadas rapidamente.

Entrei no meu quarto e fui logo para o banheiro, lavei meu cabelo e meu corpo e logo saí, vestindo um pijama de calor.

Sequei mais ou menos o meu cabelo, deixando ele úmido.

Peguei meu celular e desci as escadas devagar enquanto via as notificações, só tinham algumas sobre a foto que postei mais cedo.

- Vamos assistir Invocação do mal 2? - perguntou meu pai assim que apareci em seu campo de visão.

- Pode ser.

Meu pai deu play no filme e bom, ele era assustador no mesmo nível que o primeiro filme.

Assim que terminou o filme meu pai foi dormir, porque iria trabalhar no dia seguinte e eu fui para meu quarto assistir alguma série.

Decidi assistir Teen Wolf, eu tinha começado essa série alguns dias atrás por indicação de Allison, ela estava viciada.

Cheguei a assistir cerca de 5 episódios, mas desliguei assim que iniciou o segundo episódio da segunda temporada porque estava morrendo de sono.

Acordei no outro dia, na verdade de tarde, com Chaz me chamando dizendo que não queria almoçar sozinho.

Lavei meu rosto, escovei os dentes e desci para a cozinha, encontrando meu amigo já se servindo e Angie riu assim que me viu.

- Eu disse que ela iria almoçar comigo - avisou Chaz e eu neguei com a cabeça rindo.

- Se você deixar comida pra mim, não é? - arqueei a sobrancelha brincando e ele fez uma careta.

- Se não sobrar você come cereal - deu de ombros e eu mostrei o dedo do meio.

- Tem comida para os dois, crianças - Alertou Angie, sabendo que a gente continuaria com as alfinetadas.

Me sentei e servi um pouco do arroz e do bolo de carne para mim.

- Justin ficou com a maior cara de cu porque você recusou a carona dele - disse Chaz depois de um tempo em silêncio.

- Marie já tinha dito que ia me trazer - dei de ombros.

- Ele acha que você tá brava por algum motivo.

- Não estou, eu falei com ele normalmente ontem.

- Ele tem problema. - deu de ombros.

Após o almoço Chaz disse que queria ir até o shopping comprar um skate novo e eu concordei em ir com ele.

Assim que terminei de arrumar eu peguei minha bolsa e fomos para o shopping no carro de Chaz.

Eu comprei algumas roupas e Chaz acabou escolhendo dois skates porque ele não sabia escolher entre os dois e eu, como a indecisa que sou, não pude o ajudar.

*
Estava esperando Justin me buscar, já que o mesmo havia me convidado para almoçar lá, eu até tentei recusar mas Pattie fez questão de falar comigo pelo telefone.

Escutei uma buzina e saí de casa, logo entrando no carro de Justin.

- E aí, Drew. - disse assim que entrei e dei um beijo em sua bochecha.

- E aí... Minha mãe insistiu muito pra você vir?

- Não tanto, só pediu com jeito. - dei de ombros e ele arqueou a sobrancelha, desviando seu olhar pra mim por um momento.

- Quando eu pedi você recusou, agora ela pede "com jeito" e você vem numa boa?

- Claro, você me acordou, ela não. Precisava me ligar às nove da manhã? - dei de ombros.

- Beleza, da próxima eu nem convido - disse e revirou os olhos.

- Não se preocupe, sua mãe me convida - sorri convencida.

- Se ela visse como você trata o filho dela, ela com certeza não teria todo esse amor por você.

- Eu não apostaria muito nisso, já que você continua gostande de mim mesmo assim, babe. - Pisquei para ele, que sorriu incrédulo e negou levemente com a cabeça.

Logo chegamos em sua casa e assim que entramos a mulher que se eu não conhecesse não julgaria que fosse mãe de Justin, estava sentada na sala e quando nos viu sorriu abertamente.

- Oi, minha querida, como você está?

- Eu já volto - avisou Justin antes de subir as escadas.

- Oi, estou bem e a senhora?

- Eu estou bem, mas senhora está no céu. Você pode me chamar de você, eu já te disse - disse sorrindo e eu ri de sua simpatia.

- Ok.

- Que bom que está melhor, quando Justin perguntou se poderia faltar ao jantar com meu namorado para ficar com você eu não tive como recusar. - disse carinhosa e eu sorri assentindo.

Ficar comigo? Mas que merda...

Ouvimos passos na escada e logo Justin aparece em nosso campo de visão com um sorriso no rosto. Ele havia trocado a calça jeans por uma bermuda e continuava com sua regata branca.

- Vou ver se a comida está pronta - disse Pattie indo em direção a cozinha.

- Tudo bem? - perguntou se sentando ao meu lado no sofá e esticou o braço atrás da minha cabeça.

- Uhum - respondi sem olhar para ele.

Ficamos em silêncio assistindo ao programa que passava na televisão.

- E aí, conta como foi o jantar... - disse como quem não quer nada, agora o observando.

- Foi de boa, o cara não é tão ruim quanto eu pensava - deu de ombros e desviou o olhar rapidamente.

Mentiroso.

- Venham almoçar, crianças - chamou Pattie.

Fomos para a cozinha e eu sentei ao lado de Pattie, com Justin de frente para nós.

Ela tinha feito lasanha.

- Justin disse que você gosta de massa, então resolvi fazer isso - explicou e eu sorri.

- Eu adoro massa, obrigada... e está uma delícia!

- Que bom que gostou, querida.

- Então, o Chris falou mais alguma coisa sobre a viagem?

- Comigo não, mas depois eu pergunto para o Chaz, ele deve saber de alguma coisa. - dei de ombros.

- Vão só vocês ou algum adulto junto? - perguntou Pattie.

- Acho que a irmã do Chris vai estar lá, mas não é certeza - respondeu Justin.

- A Cait? Faz tanto tempo que não vejo ela! - disse animada.

- Chris disse que talvez ela conseguisse uma folga dos estudos para ir - Justin deu de ombros.

- Depois eu falo com ela.

- Bom, Claire... fale um pouco sobre sua família, eu só ouvi você falar de seu pai, mas e sua mãe? - Perguntou Pattie puxando assunto.

- Bem, Justin já deve ter falado que ela mora em Nova York, por isso não mantemos uma relação muito boa, mas meu pai consegue fazer o papel dos dois para mim, eu não tenho muitos primos ou tios e tenho pouco contato com meu avô por parte de mãe, então é basicamente meu pai e eu - resumi um pouco e ela assentiu.

- E os seus avós por parte de pai? - Essa pergunta foi de Justin.

- Eles costumam nos visitar nas datas comemorativas.

Entramos nesse papo de família e acabei descobrindo que apesar de serem separados e o pai de Justin ter se casado novamente, os três mantinham uma boa relação e por isso os irmãos dele costumavam visitar bastante os dois.

- Bem, eu vou ter que sair para resolver algumas coisas, mas volto logo... Sinta-se em casa, Claire. - Disse Pattie após nós tirarmos a mesa e irmos para a sala, logo a mesma saiu.

Fiquei sentada esperando Justin descer de seu quarto, mas o mesmo estava demorando.

- Claire, sobe aqui - me chamou com um grito.

Assim que entrei em seu quarto notei que o mesmo estava no banheiro e me sentei em sua cama.

- Que tal a gente assistir um filme? - perguntou quando saiu do outro cômodo.

- Que tal você me dizer por que mentiu para mim e para sua mãe? - fui direta e ele fez uma careta.

- Opa...

- Tem algo a ver com os arranhões? - o interrompi.

- Ciúmes agora? - arqueou a sobrancelha.

- Na verdade, não... Eu sei muito bem que você não me deve satisfação porque não assumimos nada. Eu só quero saber o motivo de você ter que me envolver em uma mentira sua para a Pattie... não precisamos nem falar da parte que você também mentiu para mim. - disse fingindo serenidade.

- Eu não queria ir no jantar, então eu disse que iria te ver porque estava preocupado, porque assim ela não negaria. - explicou sentando na minha frente.

- Seria bem mais bonito se você dissesse que não queria ir, ao invés de inventar uma história e me colocar em uma posição desconfortável.

- Em que posição eu te coloquei?

- Se eu estou sabendo dessa história e sua mãe não está brigando com você agora é porque eu menti dizendo que estou melhor. Mas eu nem tava doente! - disse um pouquinho irritada.

- Beleza, eu não deveria ter mentido para minha mãe, mas ela até já marcou outro jantar, não entendo por que toda essa irritação - disse calmo.

Que raiva.

- Você também mentiu para mim quando mandou aquela mensagem e agora pouco quando perguntei do jantar. Por quê? - perguntei o olhando nos olhos.

- Eu não te disse porque sabia que você me daria uma lição de moral sobre minha maturidade - deu de ombros

- Ok, mas eu eu não te daria lição de moral, eu só acho que você conhecer o namorado da sua mãe faria ela ficar feliz - Dei de ombros e sorri fraco com ele assentindo.

- Ok, da próxima não coloco você no meio da mentira, beleza? - perguntou sorrindo e se aproximando para me dar um selinho.

Mas claro que eu não podia segurar a língua, não é mesmo?

- Andou dormindo com uma gatinha? - me referi aos arranhões, sorrindo maliciosa.

Foi nesse momento que ele desviou o olhar e coçou a nuca.

- No começo do ano Ryan apostou comigo que se ele tomasse jeito eu teria que dormir com uma menina que ele escolhesse e, bom, ele se apaixonou pela Alisson.

Senti uma pontada de ciúmes? Talvez.

- Ah, essa aposta... - Gargalhei, lembrando das coisas que Chaz e Chris já tiveram que fazer quando perderam apostas desse tipo.

- Você sabia? - perguntou confuso.

- Ryan sempre aposta coisas do tipo com os meninos - dei de ombros e ele assentiu.

- Você não tá brava? - perguntou cauteloso.

- Não tem por quê estar brava, a gente se gosta e eu sinto um pouco ciúmes, mas sei que não me deve satisfação porque não temos nada oficial. - dei de ombros.

- E você gostaria de ter? - perguntou, agora focando em outra coisa sem ser meus olhos.

Já era a segunda vez que ele tocava nesse assunto em menos de uma semana.

- Justin... - comecei mas ele me interrompeu me dando um selinho e se afastou.

- Vamos assisti o filme? - perguntou novamente, mudando de assunto.

- Vamos, você escolhe um.

Tirei meu tênis e deitei, esperando Justin colocar o filme na TV.

- Vai querer pipoca?

- Se você for fazer eu quero.

- Eu ia pedir pra você fazer - disse sorrindo, querendo me convencer.

- Eu sou visita - dei a desculpa e ele revirou os olhos.

- Folgada, desce comigo pelo menos - disse fazendo uma cara fofa e eu bufei.

- Você é muito insistente - disse me levantando na má vontade e ele sorriu.

Descemos as escada e me sentei no em volta da bancada, enquanto Justin colocava a pipoca no microondas e cantarolava alguma música que não consegui identificar.

Justin separou duas latas de refrigerante que estavam na geladeira e colocou em cima da bancada, aproveitou para roubar um selinho meu, o que me fez sorrir.

- Sabe o que eu tava pensando? - perguntou enquanto parava em minha frente e ficava no meio de minhas pernas e colocou uma mecha de meu cabelo atrás da orelha.

- O que? - perguntei olhando em seus olhos e mordi o lábio inferior levemente quando seu olhar desceu para aquela região.

- Que você está aqui há algumas horas e nem me deu um beijo decente - respondeu enquanto acariciava minha cintura por cima da blusa.

- Você não está merecendo - dei de ombros.

- Por que não? Eu te dei comida, acho que mereço um pouco de carinho.

- Pattie me deu comida, então ela devia merecer carinho - sorri abertamente quando ele bufou indignado.

Beijei seu maxilar quando ele se aproximou um pouco mais e apertou levemente minha cintura.

Levei minha mão até sua nuca para acariciar o local quando ele juntou nossos lábios em um beijo lento.

O microondas apitou e eu me separei dele puxando lentamente seu lábio inferior com os dentes.

Sorri fraco quando ele se afastou mordendo levemente seu lábio avermelhado.

- Pega uma vasilha no armário debaixo do forno, por favor - pediu depois de abrir o microondas.

Fiz o que ele pediu e assim que colocou a pipoca na vasilha nós voltamos ao seu quarto.

Sentei ao seu lado na cama e ele estendeu meu celular, que estava tocando.

Observei o número e apertei o botão para recusar a chamada.

- Não vai atender? - perguntou confuso.

- Não, pode colocar o filme.

Justin apenas assentiu e apertou o botão para o filme começar.

Ele se deitou e eu fiz o mesmo, colocando minha cabeça em seu peito e abracei sua cintura, logo sentindo ele mexer em meu cabelo.

"Gente grande 2" era o filme escolhido, eu adorava aquele filme e ele quase me fez esquecer totalmente sobre o telefonema que eu havia recusado e as duas outras chamadas perdidas do mesmo número em meu celular.

O número não estava salvo, mas eu conheceria aquele número em qualquer lugar.

Mas por que diabos Ashley estava me ligando depois de tanto tempo?


Notas Finais


Sei que demorei 3 meses pra postar, mas espero aue vocês gostem do capítulo e continuem acompanhando a história.


xoxo da Triz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...