História Everything Has Changed - Jonghyun (SHINee) - Capítulo 60


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, Girl's Day, IKON, SHINee
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Hyeri, Jennie, Jinhwan, Jinki Lee (Onew), Jisoo, Jonghyun Kim, Junhoe, KiBum "Key" Kim, Lisa, Minah, Minho Choi, Rosé, Sojin, Taemin Lee, Yunhyeong, Yura
Tags Blackpink, Girl's Day, Ikon, Shinee
Visualizações 34
Palavras 1.759
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 60 - Friends Again


Fanfic / Fanfiction Everything Has Changed - Jonghyun (SHINee) - Capítulo 60 - Friends Again

Haru on

Yun maldita. Certeza que vai me encher o saco. Fui até o elevador com Taemin, que se despediu bando um beijo em minha bochecha. Hora de fazer o que combinei com Minah. Hora desse povo se resolver. Digitei a senha do apartamento de Jonghyun e entrei. Peguei Roo no colo e subi até o quarto de Jonghyun, que dormia plenamente. Peguei o seu celular que se encontrava sobre a mesinha da cabeceira e procurei o número de Sojin, não creio que vou fazer isso, ri com o nome salvo no número de Sojin...Enchi meus pulmões e mandei a mensagem

Eu: ''Preciso falar com vc. É muito importante. Tá ocupada?" 

Vagabunda ♥: ''Tá repreendido! O que vc quer comigo estrupicio? Sabia que são 7:20 da manhã? DE DOMINGO? VAI SE FUDE SEU DESGRAÇADO!''

Eu: ''É importante, Sojin''

Vagabunda ♥: ''Fala logo''

Eu: ''A gente pode se encontrar?''

Vagabunda ♥: ''Me encontra no restaurante da mãe da Yun, 14:30...É melhor ser importante''

Eu: ''Obrigado''

Vagabunda ♥: ''Vai toma no cu seu desgraçado te odeio''

Olhei a mensagem de Sojin e torci o nariz, odeia nada, vcs se amam. Apaguei a conversa e coloquei o celular no lugar. Desci as escadas e me deitei no sofá, o dia vai ser longo...

Haru off

 

Jonghyun on

Cheguei em casa um pouco cedo, depois de levar horas pra tentar acalmar a Taeyeon. Eu não acredito que eles fizeram aquilo. Me espreguicei na cama e fitei o teto lembrando do ''debut'' do The Deboche.

 Eu acho que todo mundo tem ou teve essa...Essa desgraça, essa pomba encapetada...Mais conhecida como amizade falsa. Sabe aquela? Que te troca por outra pessoa? A clássica!

Eu não troquei vcs! Eu não sou falso, aish...

  O pior de tudo é quando o bonito vem pra vc com 1001 desculpas...Que conseguem ser mais falsas que ele próprio...pra tentar! Ter alguma moral...  

Eu fui pedir desculpa na maior das boas vontades, nem tava dando desculpa. Fui super sincero falando com ela, e ela só faltou me jogar um tijolo na cara. Mas...tirando isso foi bem engraçado e criativo. Ri sozinho no quarto e me levantei descendo as escadas. Me dirigi até a cozinha e tinha um corpo atrás da porta aberta da minha geladeira

  — Que isso!?— Gritei e a pessoa, Haru, pulou assustada

— Quer me matar do coração?— Perguntou me fazendo rir mais— Podia começar a comprar umas nutella...

— Seja mais saudável, Haru-yah— Falei pegando um garrafa de água e me sentei no balcão

— Vc tem que se encontrar com uma pessoa daqui a pouco— Haru falou me encarando e a olhei pensativo 

— Como assim? 

— Restaurante da minha mãe, 14:30— Haru falou e arqueei as sobrancelhas— Vc e a Sojin

— É oque?— Perguntei me engasgando com a água e Haru apontou o dedo pra mim, rindo descaradamente

— Sua cara! Berro!— Revirei os olhos e ela continuou— Vcs tem que se resolver. Ela vai ir não se preocupe e ela também não vai te matar, minha vai estar lá...Ela te protege—Haru falou me fazendo rir. Tia EunMi, por favor me proteja.

  — Por que vc não foi na festa ontem?— Perguntei olhando pra ela— Vc devia ter ido ver o debut do The Deboche

The Deboche, grupo mais debochado da Coreia— Falou rindo— Atoa, tava com preguiça...queria ficar em casa de boa...Dai o Taemin chegou e...

— O Taemin?!— Perguntei rápido

— Sim...

— O que o Taemin foi fazer lá? Vcs estavam sozinho? Park Haru! 

— Calma, vc não é meu pai sabia?

— Haru...

— A gente não fez nada— Falou calma, mas eu não estava calmo nem um pouco

— Eu não quero saber, Haru!

— Jonghyun, para com isso— Falou brava— Não aconteceu nada. Vc acha que eu faria uma coisa dessas? 

— Desculpa pequena— Falei indo até ela e a abraçando— Vc é como se fosse minha irmãzinha, eu quero te proteger

— Mas é o Taemin 

— Mesmo assim, não importa quem seja— Falei e caminhamos até a sala onde Haru se sentou de frente pra mim

— É estranho— Ela começou— Eu gosto do Taemin, mas...

— Mas...?

— Eu acho que eu tô namorando— Haru falou e arregalei os olhos assustado

— Como assim acha que namorando?

—O nome dela é Lara...

  — Uma garota?— Perguntei e Haru me olhou incrédula

— Não sou unilateral, sou mente aberta— Ela falou um pouco brava e assenti com a cabeça—Sou meio a meio e nunca vou esconder isso...Vc deveria saber.

— Não sabia...Desculpa— Falei e ela me lançou um meio sorriso— Mas por que vc acha?

— A gente fica...E sempre que ela me vê me beija e parece que estamos juntas mas...A gente não tá.  

  — E vcs já conversaram sobre isso?— Perguntei e ela negou com a cabeça— Então pronto, é só uma amizade colorida...Eu acho.

  — É...Acho que sim, olha a hora!— Haru falou se levantando num pulo— Vc tem que se arrumar pra reconquistar a confiança perdida da Sojin

  — E a Yun? Vc não quer me ajudar com isso também não?— Perguntei já de pé

—Se duas pessoas estão destinadas a ficar juntas, eventualmente eles encontram seu caminho de volta

  — Tirou essa frase de onde?— Perguntei rindo e Haru me mostrou o dedo do meio

— Gossip Girl.

(...)

  Cheguei no restaurante e já fui entrando na cozinha, pronto pra cumprimentar a mãe de Yun

  — Tia EunMi!— Gritei correndo pra abraçar a mais velha

— Jonghyun, meu filho— Falou retribuindo o abraço— Que saudade, como vc tá?

— Bem, omoni e a senhora?

— Ótima! E os meninos?

— Tá todo mundo bem— Sorri e ela sorriu de volta— Eu vou tentar me desculpa com a Sojin, omoni

— É eu estou sabendo— Ela falou e de meu um tapa no braço— Tem que se desculpar com todos

— Eu vou, omoni— Falei rindo e ela riu de volta— Se a Sojin tentar me bater, a senhora me protege. 

— Protejo— EunMi gargalhou me fazendo rir. Saí da cozinha e me sentei em uma mesa mais no fundo. 

Assim que vi Sojin pondo os pés no restaurante, sabia que teria que conversar verdadeiramente sobre o assunto. Esperei que ela fosse até o balcão cumprimentar a mãe de Yun e depois chegasse até mim e sentasse a minha frente.

  — Eu quero que vc vá pro caralho, Jonghyun. Eu quero que vc se foda muito. Eu estou com um ódio puro e genuíno por vc e eu não quero saber de porra nenhuma eu só quero que vc se foda

  — Sério, Sojin?Eu estava lá por vc, nas suas horas mais difíceis. Eu estava lá por vc, nas suas noites mais escuras — Sojin me olhou séria. Era dessa forma que ela teria que escutar — Mas eu me pergunto onde vc estava? Quando estava no meu pior momento...E vc disse que sempre me protegeria. Então eu me pergunto onde vc estava?

   — Estaria do seu lado te protegendo, se vc não tivesse agido daquele jeito! Cada hora que passou e as mentiras que contou...Quem é vc? Eu não te conheço mais

 — Lembra quando vc começou a namorar aquela menina? Nari? — Sojin assentiu olhando em volta — Vc fez a mesma coisa, se afastou de mim e todo mundo, acreditou em uma mentira dela ao envés de acreditar em mim. Eu não te conhecia mais também

   — Tá bom... Nossa amizade já passou por muita coisa

 — Estamos bem, então?— Perguntei cauteloso. Sojin levantou uma sobrancelha e suspirou. Era a forma dela dizer "E como eu posso ficar brava com vc, Jonghyun?" Eu sabia. — Que bom.

— Não quero brigar por esse tipo de coisa, tá legal?

—Eu sei, e eu também não! — Minha voz saia choramingada. Era como se eu estivesse pedindo desculpas por alguma coisa. E era quase isso—Desculpa por ter tratado vcs daquele jeito.

— Tudo bem. Eu que sou a errada.

— Não é. Vc tem o direito de não gostar dela — Respirei fundo — Só... não tem de me impedir de me aproximar.

— Pois é  — Sojin virou o rosto para olhar em volta. Meu coração se apertou.

— Escuta. Eu não quero nada com ela, okay? Somos só amigos — Falei baixo, me apoiando na mesa — O pai dela está traindo a mãe dela, com uma garota dois anos mais velha que ela. Eu preciso ficar do lado dela...Como um amigo 

— A gente ouviu vcs dois no quarto — Falou com cara de deboche — Na noite do restaurante...Só amigos, sei.

— Deus, Sojin..Já disse que somos apenas amigos. Era o consolo que ela queria no dia...Eu acho — Falei e Sojin parou o olhar em mim 

— E como vc acha que a Yun se sentiu? — Sojin falou e eu me calei, como ela se sentiu? Ela realmente tinha aguentado muita coisa, realmente estava cansada

  — Eu não...

— É vc não parou pra pensar sobre isso — Sojin me cortou rapidamente — Agiu como um babaca e ela te perdoou, só pra vc fazer a mesma coisa de novo.

— Eu vou consertar isso...De alguma forma, vou fazer com que tudo fique bem. — Falei e Sojin respirou fundo e assentiu — Vagabunda.

— Prostituta — Sojin falou rindo. Estamos bem de novo — Vem cá desgraçado, me dá um abraço.

— Sojin sua demônia, eu te amo — Falei abraçando Sojin — Me perdoa, Sojin...Por tudo.

— É claro que eu te perdoo. Perdoo porque também já precisei de perdão. Porque vou precisa de perdão ao longo da vida...Também te amo, Jonghyun, sua falsiane desgraçada

  — Me trate com respeito, piranha, safada — Falei e caímos na gargalhada, nem reparamos quando Haru parou ao nosso lado com um sorriso nos lábios

— Oi gente se algum de vcs quiserem me dar o moletom maravilhoso da minha casa de Hogwarts, eu aceito viu?

  — Eu compro pra vc — Falei e os olhos de Haru brilharam — Se não fosse por vc a gente não ia voltar a conversar

— Sério? — Sojin perguntou rindo

— Sim, foi a Haru quem te mandou mensagem.

  — Nossa, vou te comprar a varinha das varinhas, Haru-yah

— Não brinquem com meu coração — Haru falou colocando a mão no peito e fingindo um choro

— Qual a sua casa? — Perguntei

— Sonserina, melhor casa, vai toma no cu!

— Olha a boca — Repreendi e Sojin riu do meu lado — Pode comprar...a varinha também? — Perguntei e Sojin assentiu, peguei a carteira e tirei o cartão de crédito

— Vcs vão me dar mesmo? — Haru perguntou desacreditada e assentimos

— Vc merece — Sojin falou e entreguei o cartão pra Haru, que começou a dar mini surtos na nossa frente

— Mãe! Socorro, eu tô passada na farinha de mandioca! — Haru gritou pelo restaurante — Eu sou a herdeira de Sonserina, mãe! A varinha das varinhas será minha! Eu sou a filha do lorde das trevas!

— Se acostume, porque quando vc e a Yun se casarem — Sojin me empurrou com o ombro — A filha de vcs vai ser assim!

 


Notas Finais


Olá meus pequenos girassóis
AAAAAAAAAA EU AMO UMA AMIZADE
Gente eu ganhei um mini cacto muito fofinhooooo
Eai? Alguém aí é bruxo ou sou só eu?
Como disse a Haru: Sonserina melhor casa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...