História Everything is blue - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Detroit: Become Human
Personagens Connor, Markus, Personagens Originais
Tags Connor, Detroit, Hank, Traci
Visualizações 71
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura...
E desculpem os erros

Capítulo 1 - 1- A realidade doeu... E foi muito


Fanfic / Fanfiction Everything is blue - Capítulo 1 - 1- A realidade doeu... E foi muito

 

Talvez no fundo Connor realmente sabia do porque ele atirou naquela android no eden club, ele não se arrependeu quando desligou a Traci ou talvez ele não tivesse desligado ela,  poderia apenas estar imovel, minutos depois ela teve certeza do que aconteceu, ele não tinha desligado ela estava a restaurando, logo sentiu o seu corpo voltando ao controle para ela no momento que o Gavin entrou com a arma na mão naquela hora os dois sentiram medo de ser delisgado que os androids tinham mas o connor ainda lembrou-se de que Traci ainda estava viva.
 Então quando seu controle foi restaurado, ela não existou em acertar a cabeça do Gavin antes dele desmaiar, Traci sentiu  em uma fração de segundo que estava livre de todo mal em Detroit, porem realidade a atinjiu quando viu a cabeça da Traci jogada no chão no momento ela apenas olhou para o Connor e dos labios de Traci só saiu um pergunta "Porque?" Quando ela começou a chorar Connor tentou se aproximar mas ela se afastou, Traci queria parar de sentir aquilo que os humanos chamavam de "Luto" ele abraçou a garota que não recusou sabia que precisava daquele abraço, quando eles se encostaram ele reparou que a pele em sua mão era tomada por um branco sintetico e quando olhou nos olhos dela e segurou sua mão ,os dois tinham se conectado aquele medo e memorias que ela tivera foram todos compartilhados com ele, depois de um tempo se olhando uma voz faz  e o barulho de porta abrindo fez com que eles olhassem para o lado  e tirando a mão que estava sobre a dela, hank se aproximou deles ele olhou a android em quanto seu rosto tomou uma expressão de surpresa ele rapidamente voltou a sua cara rabugenta normal  "vocês tem que dar o fora daqui!" ele sabia o que tinha acontecido por ali e viu que o Gavin tambem estava no meio da confusão hank deveria ter se virado com a policia mas ele teve que esperar o tão admirado detetive Reed contar o que avia acontecido na sala de evidencias depois de um tempo eles resolveram que era melhor deixar ela presa na sala de interrogação. Quando ela estava sendo algemada e levada ate a sala onde teria que ficar por horas, os olhos negros dela olharam dentro da alma de Connor com um pedido que ele não conseguiria decifrar.
 O rumo de Connor foi tomado ate Jericho onde Connor se juntou aos divergentes se tornando um e por um segundo enquanto ele pulava daquele local que teria sido a algumas horas Jericho suas engrenagens falharam, seu coraçao falhou  quando se lembrou de Traci ele perguntava a si mesmo como ela estava.

Sabe o que era estranho? Eles nunca trocaram palavra apenas sentimentos e memorias. E quando o elevador da cyberlife com dois guardas neutralizados abriu as portas Connor sentiu raiva quando ele escutou uma voz e era a de Rk900 que estava com uma arma apontada na cabeça de Traci "Tenho ordens de levar os dois com vida mas se não colaborar..." A garota lutava para se soltar mas ele apertou o seu pescoço a sufocando enquanto "Não connor pela revoluçao converta os androids!" Ela não conseguia drenar biocomponentes o suficiente estava ficando fraca, mas antes de ficar fraca o suficiente para se desligar um barulho de tiro e tomado no local, Connor olha desesperado para Traci que estava procurando onde teria sido um tiro ele se surpreende quando viu quem era, Hank que tinha acertado a cabeça do android "mostrem aos humanos quem são" o mais velho decidiu observar a "revolução android" no terraço daquele predio enquanto Traci e Connor caminhavam ate markus liderando agora um exercito de androids ate os policiais que tiveram a ordem de abaixar as armas enquanto do outro lado Markus beijava North. Aquela noites eles foram vitoriosos.

"Estamos livres?" dizia Traci enquanto abraçava o Connor, "e o que dizem..."

 

Os Androids ganharam casas e outras diversas coisas necessarias para se manterem os androids agora viviam com humanos para trabalhar tambem mas a cyberlife não aguentaria isso por muito tempo. 


Notas Finais


Obrigado por lerem ate aqui.
Esse primeiro capitulo so foi pra voces entenderem como a traci sobreviveu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...