1. Spirit Fanfics >
  2. Evil - Imagine Hot Jeon Jungkook >
  3. Chapter 1

História Evil - Imagine Hot Jeon Jungkook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus amores aqui estar mais um capítulo para vocês, espero que gostem ❤️

Desculpa qualquer erro e não desistam de mim.

Leiam as notas finais.

Boa leitura.

Capa e betagem por: @La_BelleMuse

Capítulo 2 - Chapter 1


Fanfic / Fanfiction Evil - Imagine Hot Jeon Jungkook - Capítulo 2 - Chapter 1

25 de janeiro de 2020


 KWAN S/N P.O.V


Vida de híbrida não é fácil!


Principalmente quando você não se dá muito bem com seu lado loba. É impressionante, deve ser pelo fato de que meu lado loba só saiu quando eu completei 16 anos, pior dia da minha vida! Quase matei minha melhor amiga, Kira Hale.


Ela é filha de caçadores e irmã mais nova do imbecil do Jungkook, ele é o típico garoto perfeito e isso me dá raiva, porque tudo que ele faz sai perfeito. 


A gente não se dá tão bem, apesar de que nós crescemos juntos. Mas, graças a ele, eu não matei a Kira naquele dia.


Ela tem uma cicatriz no braço, das minhas garras. Foi um estrago e tanto, mas ela disse que ia deixar aquilo como lembrança da nossa amizade. Ela é louca, isso sim.


Minha mãe morreu na hora do parto, então a única mulher que me criou foi a mãe da Kira, a Sarah. Seu marido morreu, um ano depois que minha mãe teve esse mesmo... fim. Uns anos depois ela ficou noiva do meu pai e eles se casaram.


Para mim não fez muita diferença, eu cresci chamando ela de mãe, mesmo sabendo que ela não era minha mãe de sangue.


Guri é o nome da nossa cidade, ela fica no interior de Seul. Os fundadores não eram tão bons com nomes. Mas o que posso fazer? Aqui nós vivemos em um tipo de “monarquia”, meu pai é o rei.


Exatamente, sou a filha do rei.


Resumindo; sou a princesa e a primeira na linha de sucessão, por ser filha legítima do Rei. Aqui na cidade, todos acreditam que existem seres sobrenaturais, mas ninguém além de nós da família real tem essa confirmação.


Se você é um ser sobrenatural, é proibido dizer sua verdadeira identidade.


Meu pai se chama Kwan Jiyong, um híbrido, porém ele não é puro que nem eu, no caso meu pai ele era um vampiro e foi transformado em lobo e se casou com minha mãe que era uma bruxa. Meu pai falava que a beleza dela deixava os homens loucos, mas ele foi mais rápido e a conquistou.


Diferente de outras princesas, se é que existe alguma outra por aí, — Já que eu nunca saí de Guri, pois meu pai nunca deixou — Aqui eu cresci aprendendo a lutar, atirar, a me defender e a usar meus poderes, então eu não sou uma daquelas princesas cheia de frescura, sou uma guerreira. E tenho orgulho disso.


Temos um campo de treinamento perto do castelo, e é lá que todos os seres sobrenaturais treinaram, temos de tudo lá; um hospital, biblioteca, sala de aula, literalmente temos de tudo por lá, inclusive alojamentos para os recém transformados que não conseguem se controlar ainda e são uma ameaça para os humanos.


Aqui na cidade, nós temos vampiros, híbridos, bruxas e caçadores. Todos nós vivemos em uma linda harmonia, — Pelo menos às vezes — Os humanos não sabem quem é sobrenatural, e assim conseguimos manter a paz e tem sido assim por anos.


Agora podemos falar sobre mim.


Sou uma hibrida pura. No caso nasci assim metade vampira, metade loba, tenho apenas 8 amigos, que na verdade somos todos uma família, crescemos juntos e podemos dizer que todos querem ser nossos amigos, pelo fato que somos da família real. E também, os meninos são verdadeiras beldades, a beleza deles é fora do comum, mas somos um grupo meio fechado, na verdade, a estranha do grupo sou eu.



Kim Namjoon e Kim Seokjin são primos e bruxos extremamente poderosos. Minha avó salvou eles durante uma guerra que teve e os criou como filhos, fazendo assim deles os meus tios, mas quem olha acha que somos irmãos. Também nunca tratei eles como tios, eles só usam isso quando querem algo ou para reclamar comigo.


Min Yoongi, Jung Hoseok e  Kim Taehyung são vampiros. Mas o Hoseok é um bruxo também e ele é adotado, eles são filhos do braço direito do meu pai, o general Min, que é responsável por treinar os recém transformados.


Park Jimin é um lobo ômega, filho do segundo braço direito do meu pai, general Park. Ele  fica na sede em Seul de olho no conselho a mando do meu pai, claro.


O Jimin...ele é tão fofo que nem parece que pode arrancar a cabeça de alguém em meio segundo. Ele consegue se transformar em um lobo, e fica lindo quando se transforma — como se já não fosse lindo em sua forma humana, puff.


Kira Hale é minha melhor amiga, a gente nasceu com horas de diferença, temos a mesma idade; 21 anos. Ela é filha de Sarah com o Marcus, no caso, a Hale é uma caçadora. E sério, ela sabe usar facas como ninguém. A verdadeira mestra na arte das facas.


E por último, mas não menos esperado, o Jeon Jungkook. Mas por aqui ele é apenas Jungkook Hale, pelo fato de que ele pode ser considerado o príncipe de todos os lobos, mas a vila dele foi atacada. Os pais dele eram grandes amigos da Sarah e do Marcus, ao que parece.


O Jeon é um alfa lúpus e caçador, ele tem 23 anos e é o frio em pessoa, e um verdadeiro bad boy.


É difícil não ter uma menina que não queira ele ou um dos meninos.


A gente vive brigando desde pequenos, o jeito dele egocêntrico em tudo me irrita, mas é estranho ao mesmo tempo, eu sinto algo quando ele chega perto de mim, principalmente o cheiro dele... é perfeito, mas ele não precisa saber desse detalhe. Claro que não — puff mais uma vez.


Todos nós crescemos juntos, minha mãe diz que nós somos uma matilha, basicamente somos isso mesmo, mas eu amo eles e daria minha vida por eles, inclusive pelo idiota do Jeon.


Em meio a devaneios, fui arrancada deles após sentir algo pesado ser jogado em cima de mim.


— Feliz aniversário, princesa! — abri um sorriso.


— Feliz aniversário, Kira! — exclamei olhando para a minha amiga, que abriu um sorriso e me abraçou animada. Logo voltamos andar.


— Que cara essa? — ela perguntou olhando para mim e eu suspirei.


— Eu tive aquele sonho de novo, é sempre a mesma coisa, eu vejo uma fênix, vejo um guerra, vejo mortes, e sempre que eu acordo eu não consigo dormir mais — expliquei de modo simples.


— Porque você não chamou a mim ou a um dos meninos? Teria ido te fazer companhia e sei que eles também, você deveria contar para seu pai, tem algo estranho nisso — após sua fala, vi que Kira pôs-se a pensar, meio preocupada.


— Não queria incomodar, e eu vou falar com ele em breve...amiga, posso te fazer uma pergunta? — ela confirmou.


— Eu ouvi da mamãe que o Jungkook costumava dormir comigo quando eu tinha pesadelo...era verdade? — seu sorriso largo me deu a resposta desejada, porém a deixei terminar.


— Segundo a mamãe, sim. Ela disse que vocês não desgrudavam, mas as coisas tiveram que seguir outro rumo...olha, chegamos! — entramos na faculdade atrasadas, eu, Kira, Jeon e o Jimin cursamos Arquitetura. Nam, Jin e o Yoongi cursam administração, e o Hoseok e o Taehyung cursam Medicina veterinária.


Como havia dito, chegamos atrasadas, o professor olhou feio para a gente, mas deixou a gente entrar. Kira foi sentar junto do Jimin e eu do Jungkook.


Sim, infelizmente tinha que sentar junto dele. Tentei mudar antes, mas não deixaram.


Senti seu olhar em mim, mas ignorei. Me sentei no lugar e já fui pegando meu material, logo começando a anotar as coisas.


— O Quadro tá lá na frente, não em mim — resmunguei e ele riu baixo.


— Feliz aniversário, lobinha — parabenizou perto de mim e eu me arrepiei, desviei meu olhar para si e o maldito Jeon sorriu de lado, dando uma piscadela e logo voltou a olhar para a frente...cretino.


O tempo passou rápido, já estávamos indo em direção ao refeitório. Por onde a gente passava, as pessoas olhavam. Eu já sentia o olhar do Jungkook em mim e no Jimin, que andava com o braço pelos meus ombros falando algo que eu não prestava atenção. Era sempre assim, e ele sabia que eu sentia o olhar dele. Isso me causava algo estranho, chegamos no refeitório e logo vimos o resto dos meninos. 


— Oi meninos — Falei dando um sorriso e indo abraçar eles.


— Feliz Aniversario, meninas! — Sorri e me sentei e ficamos conversando e comendo.


— Eu estava pensando aqui, hoje é o aniversário de vocês. O Suho e sua matilha vão dar uma festa, que tal a gente comemorar lá?  — Namjoon falou animado.


— Acho ótimo, e você, amiga? - Ela perguntou.


— Você sabe que eu não, sabe que eu não curto festas, melhor eu ficar em casa e vocês vão para a festa — Nunca fui a festas.


— Mas, princesa, a gente só vai se você for, é o seu aniversário! Não vamos te deixar sozinha. — O Tae fala de uma forma fofa e eu apenas reviro os olhos.



Eles ficaram me encarando, sabia que quanto mais eu recusasse ia ser pior, eles estão certos, tenho que me divertir, mas mesmo assim, sinto algo estranho.


— Mas hoje é noite de lua cheia… — Tentei minha última vez.


— Você  tá usando o colar? — Confirmei. — Então resolvida vamos a festa. — Eles começaram a comemorar e eu neguei com a cabeça.



O colar, minha avó me deu logo depois que eu quase matei a Kira, ela inibe meu lado loba, só que ultimamente eu acho que isso não tem funcionado muito, porque meu lado loba fica inquieto com o Jungkook por perto, é algo fraco, mas mesmo assim eu consigo sentir.


Ficamos conversando besteira, e logo deu a hora e voltamos para a sala no caminho vejo o Jungkook e a Irene, ela é louca por ele, mas ela é uma humana normal.


Ele beija ela com vontade, vejo ele segurando a cintura dela e por um momento pensei como seria se eu estivesse no lugar dela, mas trato de esquecer isso e entro na sala. Já vi ele beijando várias garotas...porque de repente isso tá me afetando?



[...]



O dia passou rápido, não sei se isso é bom ou ruim, no momento estou na biblioteca do castelo, eu sempre gostei de ler, estou vagando por uma prateleira nova, até que vejo um pequeno livro e que parece com um diário, ele tem a capa marrom, pego ele e vejo que está trancado, bufo, mas cai um papel de dentro dele e me abaixei pegando e lendo logo em seguida “Para abrir o diário diga a palavra do feitiço: aperuit  


— Então isso é um diário? Se é um feitiço apenas um bruxo pode abrir...aperuit...O que... — Parei de falar assim que o diário se abriu, franzi o cenho, como era possível? Se fosse um feitiço apenas um bruxo poderia fazer, estranhei, mas logo me assusto com a voz grave de alguém, assim derrubando o diário no chão. 


— O que você tá fazendo? O que é isso? — Me viro e vejo o Jungkook me olhando curioso e vindo pegar o diário, mas eu fui mais rápida e escondo atrás de mim, ele me olha desconfiado mas logo volta a falar — Enfim, a Kira ta te chamando para ir se arrumar, temos uma festa para ir e vocês mulheres demoram demais — Ele sai reclamando e eu guardo o papel no meu bolso da calça. Literalmente eu passei a tarde aqui. Saio de lá e vou em direção ao meu quarto, chego lá e vejo a mamãe e a Kira.


— Que bagunça é essa? — Tinham roupas minhas pela minha cama, e pelo chão.



— Filha, eu tentei impedir, mas você sabe como ela é — Mamãe falou sem graça.



— Credo, amiga, temos que ir ao shopping fazer uma mudança no seu guarda roupa, agora vai tomar banho que eu vou te deixar perfeita. — Ela me empurrou para o banheiro e eu neguei com a cabeça e fui tomar meu banho.


Espero que essa sensação de que algo vai acontecer não seja nada...




Notas Finais


Eita e já começou com as dúvidas...

Críticas construtivas são sempre bem-vindas.

Até a próxima.

Capa e betagem por: @La_Belle Muse


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...