História Evil Angels - BTS (18) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Hobi, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kook, Min Yoongi, Park Jimin, Suga, Tae
Visualizações 22
Palavras 1.551
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie amores... como prometido aqui está mais um cap, e a partir dessa semana ainda, essa fic vai ser renovada todo sábado viiu? Beijoos😘

♡♡ Boa leitura amores ♡♡

Capítulo 2 - Positivo


Fanfic / Fanfiction Evil Angels - BTS (18) - Capítulo 2 - Positivo

13 Março, 2020

Estávamos extremamente ansiosas, por vários motivos... Mas os principais, era que estaríamos ao vivo na televisão, e qualquer erro, por mínimo que fosse, todos iriam ver. O segundo motivo, era que nunca nos apresentamos de verdade, na frente de tantas pessoas, com várias câmeras captando cada movimento, cada mínimo detalhe, cada expressão. E o terceiro e último motivo... estava na hora.

Nossas músicas, são uma mistura de rock e pop, e as coreografias são precisas e agitadas... Por isso eu sei que posso afirmar que o nosso Debut foi maravilhoso. Performamos por exatos 13 minutos e 46 segundos, agradeci mentalmente por não termos errado um passo sequer. Estávamos cansadas, suadas e ofegantes, mas tudo valeu a pena quando vimos a plateia nos aplaudir de pé. 

Com as luzes coloridas nos iluminando, olhei ao redor e vi todas juntas, sorrindo lado a lado, eufóricas por estar realizando esse sonho, e foi aí que eu percebi que era isso o que eu reamente queria para minha vida, que era isso o que realmente me fazia feliz...

...

Todas juntas: Hello, de are the Evil Angels (fazemos sinal de asas com as mãos enquanto falamos)

Repórter 1: Uau meninas... mesmo depois de uma grande apresentação como esta, vocês ainda estão cheias de energia... - sorrimos - me contém, por que Evil Angels?

Hellen: nos damos esse nome, porque ninguém sabe quem é quem de verdade, por exemplo, podemos ter carinhas de anjo, mas também podemos ser más por dentro... Mas claro que é apenas uma referência ao que se trata as nossas músicas, porque somos uns anjos por fora e por dentro - rimos novamente.

Repórter 2: vocês todas são tão lindas, sem exceção, me contém como é a convivência com pessoas de fora, com costumes diferentes.

Korinna: Pra falar a verdade, tá sendo mais fácil do que imaginávamos, pensávamos que ia dar muita discussão, mas acabamos que nos tornando irmãs, mesmo em tão pouco tempo.

S/N: e mesmo com costumes diferentes, estamos nos adaptando bem umas com as outras.

...

Ficamos mais uma hora respondendo a várias perguntas de várias pessoas, estávamos esgotadas mas mesmo assim o Bang Si-hyuk nos levou pra jantar para comemorar.

Todas: Evil Angels forever - gritamos, chamando a atenção de alguns olhares de reprovadores, mas não ligamos, estávamos no nosso momento...


Abril, 2020

20:46

Estava voltando do mercado sozinha, com algumas sacolas na mão. Haviam poucas pessoas andando despreocupadamente pelas ruas de Seul, dobro a esquina faltando apenas mais duas ruas para chegar no dormitório.

Estava tudo bem, até eu senti uma forte sensação de estar sendo seguida. Olho para trás, mas não vejo ninguém, continuo andando mas a sensação de está sendo seguida não passava. Sou interrompida de minha ansiedade, quando sinto ser jogada para um beco escuro que estava ao meu lado, sinto dois braços fortes me segurando contra a parede, enquanto uma outra mão tapava minha boca. Eram dois homens muito altos, e tinham um cheiro forte de álcool, eu estava apavorada, tentava gritar, mas o homem apertava ainda mais minha boca contra sua mão.

Homem 1: Se gritar será pior - disse sussurrando em meu ouvido.

O outro soltou um de meus braços e começou a me alisar, a cada centímetro percorrido pelo mesmo, me dava cada vez mais ânsia, estou com muito medo, em grande parte, porque sentia que iria morrer, e por outro lado, eu estava com medo por ainda ser virgem...

Enquanto o imundo me acariciava, o outro colocou o membro para fora, começando a bombeá-lo, a partir daí fechei meus olhos e senti meu corpo inteiro adormecer. A única coisa que sentia, era apenas as lágrimas geladas escorrendo por meu rosto. Sinto um dos caras acariciar minha intimidade, eu nunca mais uso saia na minha vida. Nesse momento, eu tentava me soltar de todos os jeitos, eu estava desesperada, mas nada adiantava, eles eram muito fortes, até que eu senti uma dor imensa entre minhas pernas. Depois desse momento eu não sentia mais nada, minhas pernas ficaram bambas, eu já sabia que iria desmaiar... só mais alguns segundos consciente e...

...

Estava sentindo fortes dores por todo o meu corpo, principalmente entre minhas pernas e em minha barriga. Ainda não havia aberto os olhos, mas eu sabia que estava em um hospital pelos sons dos aparelhos, e pelo cheiro forte de álcool e remédios. Permaneci um bom tempo assim, parada com os olhos fechados. Quando tomei coragem de os abrir, olhei ao redor, mas não havia ninguém, me perguntava se as meninas ou o Bang sabiam onde eu estava, ou se estariam me procurando, ou se fiquei inconsciente por mais de um dia.

Sou cortada de meus pensamentos quando vejo Amanda entrar pela porta ao lado de Hellen com um café em mãos. Quando me veem acordada, correm em minha direção ficando ao lado da cama.

Amanda: amiga, como você está? O que aconteceu? Quem fez isso com você? - seu semblante era de muita preocupação.

Hellen: calma Amanda, não vê que ela acabou de acordar? Ainda deve estar exausta não é, flor?

S/N: confesso que estou um pouco cansada ainda... - dou um leve intervalo devido a dor - mas está tudo bem... eu não sei muito bem o que aconteceu, foi tudo tão... rápido, eu estava apavorada. 

Hellen: mas você se lembra de quem fez isso com você? Os médicos disseram que você teve sorte, porque provavelmente você está viva porque pensaram que você já tinha morrido, sabe se lá o que teriam feito com você!

Amanda: vira essa boca pra lá, não gosto nem de pensar nisso...

S/N: o bom é que pelo menos eu estou aqui... viva. Mas eu não me lembro dos rostos deles.

Amanda: deles? - pergunta ela com os olhos arregalados.

S/N: sim, deles! Eu me lembro apenas, que eram dois homens, fortes e altos, eles cheiravam muito a álcool, não lembro dos rostos pois estava muito escuro... por quanto tempo eu estou inconsciente?

Hellen: nós te achamos ontem, em um beco sujo, você estava demorando demais, então fomos todos atrás de você, foi um dos stafs que te achou, ficamos desesperadas ao te ver daquele jeito...

Amanda: e eu mais ainda... Ainda mais por saber que você ainda não tinha...

S/N: o que? Perdido a... virgindade? Pois é... acabei perdendo algo de forma tão brutal, algo que vinha guardando para a ocasião certa, mas não posso voltar no passado e reverter o que aconteceu... vou ter que aguentar isso.

Somos cortadas de nossa conversa por uma médica, que aparentava beirar os 30, entrando no quarto.

Médica: está na hora de eu examiná-la novamente meninas... 

Hellen: tudo bem, já estamos indo... voltaremos mais tarde tá amor? Não podemos vir muito para não chamar a atenção da imprensa. Vamos avisar as outras que está bem.

...


S/N Off

Autora On


Como prometido, as meninas voltaram para ver S/N, conversaram um pouco e em seguida voltaram para o dormitório. 

S/N recebeu alta no dia seguinte. Saiu do hospital escoltada de dois de seus seguranças, pois a mesma havia ficado traumatizada com as ruas de Seul. Quando saía, era com seguranças na sua cola, jogou todas as suas saias no lixo por medo de usá-las novamente, ainda mais porque a polícia não conseguiu encontrar os abusadores... ela pensava que tudo voltaria ao normal com o passar do tempo, mas o que ela encontrou foi ainda mais preocupações... 


Autora Off

S/N On


Julho, 2020

Estava me sentindo meio tonta e enjoada, mas não levava muito a sério, pois dês do final do mês passado que vinha sentindo esses sintomas. Mas ao contrário de mim, Belle me observava atentamente, eu sabia que ela estava preocupada comigo, mas eu não via nada de tão grave em uma simples tontura.

Fui para a sala, para assistir a um dorama qualquer. Alguns minutos depois, Amanda chegou na sala distribuindo chocolates que ela mesma faz, e que eu amo muito, mas quando fui pegar um, o enjoo veio novamente, mas desta vez com uma força, que me fez correr automaticamente para o banheiro.

...

Belle: você provocou não é?

S/N: sim mas...

Belle: nada de mas, você vem comigo, e não adianta dizer que não.

...

Ela me levou ao seu quarto e me entregou um caixinha contendo um teste de... gravidez? Nesse momento senti meu coração pesar.

S/N: p-pra quê isso?

Belle: eu não preciso responder não é? Agora entra aí e faz esse teste - ela aponta para o banheiro de seu quarto, mas eu apenas o olho - anda S/N, eu estou tão nervosa quanto você...

Engulo em seco como se tentasse juntar coragem, e entro no banheiro...

...

Belle: iai? Aqui diz que é um para negativo e dois para positivo..

S/N:... - fico um tempo em silêncio para processar o que estava acontecendo, enquanto Belle me olhava fixamente - ...dois... - disse num tom de voz tão baixo, que me pergunto se eu realmente disse aquilo.

Belle: o que você...? A quer saber - disse ela pegando o teste de minhas mãos, mas eu apenas continuei parada, apenas encarando o chão ao invés de um teste - DOIS??? Aí meus Deus... amiga vai dar tudo certo, nos vamos resolver isso, todas juntas...

Eu estou grávida, de uma criança que nem sequer tem pai... o que eu vou fazer?









Continua...?


Notas Finais


OBRIGADA POR CHEGAR ATE AQUI... Amo vocês MUITÃO.. 😋❤

Link da fic _O Colegial_

https://www.spiritfanfiction.com/historia/18-colegial--imagine-bts-hot-17739813

até o próximo capítulo!!

Beijos amorees 😁❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...