1. Spirit Fanfics >
  2. Evil heir (Jay Park) >
  3. Não me importo

História Evil heir (Jay Park) - Capítulo 35


Escrita por:


Notas do Autor


Eu meu povo lindo maravigold da unnie❤🤪💐

Capítulo 35 - Não me importo


No capítulo anterior


Ouço o alarme da Yakuza soar, será que é fogo? Vejo alguns dos membros correndo pelo corredor e saio da cela da Yuna fechando a mesma.


Rony _Corre em minha direção. - Chefe algum prisioneiro fugiu.


Jay - Quem?


Rony - Não sei ainda senhor.


Jay - Me leve até a cela dos Min agora. _O mesmo acenti me guiando até as celas próximas da saída.


Por que um prisioneiro importante está perto da saída se deveria está nas profundezas do caralho? Quem foi o imbecil que trouxe eles pra cá? Estavamos de frente para cela, mas não tinhamos as chaves.


Rony - Eu vou lá em cima pegar as chaves em sua sala.


Jay - Não demore Rony.


Quem deve ter fugido? Isso nunca aconteceu antes, quer dizer aconteceu sim, mas eu que o ajudei a sair, se esse prisioneiro fugiu então alguém de dentro o ajudou com certeza, será alguém da Máfia? Não posso culpá-los só por não confiar neles, afinal agora estamos do mesmo lado. Preciso fazer o Kai ficar na Coréia, quando ele põe algo na cabeça não tem quem tire e isso me preocupa, se ele sair de perto de mim então não terei como protegê-lo, ele não me contou os detalhes sobre os caras que tentaram sequestrá-lo, Kai está um pouco estranho comigo desde quando chegou e eu realmente não sei o motivo..


Rony _ Vem em minha direção segurando a chave. - Foram duas pessoas que fugiram, parece que conseguiram capturar uma delas. _Abre a porta e eu não vejo ninguém.


Entro na cela e estava vazia, como esse monte de lixo ousa fugir de mim depois do Yoongi matar meus pais, sai da cela empurrando o Rony e me dirigi a cela da Yuna e a abri, a mesma ao me vê ficou assustada e se encolheu no canto da cama, mas a puxei pelo braço jogando ela no chão e fiquei por cima dela.


Yuna - O que está fazendo?


Jay - A morte chegou mais cedo para você, não deveria ter me distraído para o maldito Min fugir. _Tiro minha pistola da cintura e começo a dar coronhadas na cabeça dela.


Continuei batendo e batendo, senti alguém me tirar de cima dela o que me deixou mais irado ainda, me virei jogando a pessoa longe e comecei a dar vários socos.


Mino - Jay? O que está fazendo? 


Paro antes de dar o próximo soco voltando a mim e percebi que eu estava batendo no Rony, o mesmo estava com o lábio sangrando e seu rosto estava bem vermelho como resultado dos meus socos.


Jay - Rony? _Saio de cima do mesmo me sentando no chão tentando entender porquê eu fiz isso, como não reconheci o Rony? 


Me levanto do chão e vou caminhando até o fim do corredor passando pelo Mino.


Mino - Conseguimos capturar a mãe do Yoongi, não quer vê-la?


Jay - Não, me deixe sozinho, tranque-a na cela e não deixe ela fugir.


[........]


Depois de ouvir sobre os sentimentos do Kai eu fiquei mais confusa ainda, ele é o tipo de homem que eu gostaria de viver e o Jay é meio que o oposto do mais velho, eu não posso reclamar do Jay porque ele está me tratando muito bem e nos damos bem, fico sempre lembrando dos dias felizes que passei com Kai e penso que talvez poderíamos voltar a ser assim sempre.


Os dias continuam tediosos, não tem nada para mim fazer e eu também não posso nem ir ao shopping ostentar o money do Jay, ele já comprou tudo que eu preciso, as roupas, sapatos, acessórios, jóias e etc... O miserável já fez isso para mim não inventar nenhuma desculpa para sair, só fico pensando até quando eu vou ficar presa em casa, isso é um relacionamento abusivo no meu ponto de vista, mas no do Jay é super normal, idiota.


O moreno mais jovem voltou para casa sem o Rony o que é bem estranho já que o branquelo vai atrás do Jay em todo lugar, e ele está irritado com alguma coisa, Jay entrou em casa batendo a porta e passou direto por mim como se eu fosse invisível, primeiro o Kai agora o Jay e o povo ainda acha que minha vida é fácil, fui atrás do mesmo para saber o que aconteceu.


- O que foi Jay? Bri.. _Sou interrompida.


Jay - Se você quiser alguma coisa do mercado então mande outro comprar, não sou seu empregado. _Cospe as palavras me deixando chocada.


Eu sempre soube da personalidade instável do Jay, mas não esperava esse tipo de resposta dele, esse filho do cão, só queria saber se ele estava bem..


Voltei para sala chateada e me sentei no sofá, pela cara da Rosa ela também ouviu o miserento sendo escroto comigo.


Rosa - Não fique triste s/n, o Sr.Park sempre foi assim, mas tenho certeza que algo aconteceu e ele vai te pedir desculpa.


- Estou cansada Rosa.


Rosa - Tenho certeza que ele vai se desculpar, não se estresse e pense no bebê. _Me entrega uma caneca. - É chá de camomila.


Deu 21h e a Rosa foi dormir e eu fiquei assistindo tv até a hora de dormir, não queria subir e dar de cara com Jay já que dividimos o mesmo quarto, o que fazer?


Será que ele já está calmo agora? Faz umas quatro horas que ele está no quarto então acho que já deve ter passado o momento raiva dele, respiro fundo e desligo a tv indo até a escada subindo degrau por degrau devagar.


Entrei no quarto sem fazer barulho já que ele pode estar dormindo, não sou do tipo que atrapalha o sono dos outros, vejo que o mesmo está deitado e vou até o banheiro escovar os dentes antes de dormir, termino de escovar e pego um creme anti estrias para passar na barriga, quero continuar maravigold depois da gravidez, depois de passar o creme lavei as mãos e fui direto para cama me deitar.


Me cobri e fiquei de costas para o Jay, não deu dois minutos para cama se mexer e um braço rodear minha cintura/barrigão de grávida, tirei a mão do mesmo brava com o que ele falou mais cedo e como Jay é insistente colocou novamente a mão.


- Eu não quero falar com você Jay Park.


Jay - Você realmente está brava, falou até meu sobrenome. _Debocha.


- Me deixe dormir em paz, não me toque. _O mesmo me puxa de maneira brusca fazendo eu me virar. 


Jay - Eu posso tocá-la quando eu quiser, para isso você está aqui. _Acaricia meu rosto. - Preciso de você agora.


- Você disse que respeitaria minha gravidez, eu vou fazer cinco meses semana que vem.


Jay - Não me importo com a sua gravidez.


- Se me tocar eu grito. _Ameaço com o cu que não passava uma agulha..


Jay - Se gritar eu mato o seu bebê. _Os olhos dele estavam escuros e eu não conseguia reconhecê-lo.



Notas Finais


Oh loko😦


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...