História Evolutions - Jikook (ABO) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Namjin, Universo A/b/o, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 223
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


como prometido, aqui estamos.
nada a declarar certo kjkkk

comentem, gente. eu fico feliz
amo vcs<3

Capítulo 11 - Hypocritical.


Fanfic / Fanfiction Evolutions - Jikook (ABO) - Capítulo 11 - Hypocritical.

Ponto de vista do Narrador.

A semana de licença médica que Jungkook tinha acabou. Tanto Jimin como Jungkook precisavam voltar para o colégio.

Jimin estava abalado pelo o que aconteceu com Taehyung. O garoto é tão alegre, não tinha inimigos. Não havia quem fizesse aquilo com ele. Não por maldade.

Já Jungkook não saiu do lado de Jimin nem por um minuto. Ele estava ciente de que o amigo de 'seu ômega estava mal, muito mal. Ele a todo momento tentava conversar com o garoto, tentando perguntar quem havia feito aquilo com ele. O Kim se recusava a dizer, não só por trauma. Ele tinha medo de que Yuki descobrisse e fizesse novamente. O ômega estava apavorado.

Jin não sabe do acontecimento ainda. Jimin pretende contar para ele, porém de uma forma que não o abale tanto. Algo que seria impossível. Isso abalaria qualquer um.

Ponto de vista de Park Jimin.

Chego no colégio, recebendo vários olhares de vários ômegas, betas, e, como já estou acostumado, de alfas. A maioria deveria estar curioso pelo fato de eu não ter comparecido ao colégio por uma semana. Mas não ligo, são apenas olhares.

— Jimin! Aí está você! — Ouço uma voz feminina, olho em direção e vejo uma menina, provavelmente uma ômega. — Minha festa de aniversário é nesse sábado, aqui está o endereço e horário. — Me entrega um convite rosa escrito meu nome no centro. — Não falte!

Antes que eu pudesse a responder, ela sai correndo lendo os nomes dos convidados, provavelmente os procurando para entregar-lhe os convites.

— Jin! — Assim que avisto meu amigo, o chamo. Ele vem em minha direção, o mesmo também segurava um convite igual ao meu. — Faz tempo que não te vejo.

— Bem, não fui eu que resolvi faltar uma semana inteira na escola. — Diz rindo, logo me abraçando.

— É... Escuta, Jin. Eu preciso falar com você. Na verdade, eu e Jeon precisamos. — Digo 

— Certo... — Diz desconfiado. — No intervalo, então?

— Pode ser. — Digo assim que o sinal da primeira aula bate, caminhando junto de Seokjin para a sala de aula.

(...)

Eu não consegui prestar atenção nenhuma na aula de biologia. Eu me sentia muito mal pelos seguintes motivos:

Primeiro: Taehyung se sentava do meu lado, na aula. Eu sempre conversava com ele, mas hoje foi diferente. Me senti extremamente mal vendo sua mesa vazia ao meu lado. 

Segundo: Seokjin é uma pessoa muito emocional. Eu tentei, de todas as formas, pensar em um modo de dizer que não o magoasse. Mas concluí que é realmente impossível.

Jeon estava em sua sala, assinando alguns documentos. Eu conversei com ele. O mesmo assumiu a responsabilidade de explicar ao Jin o que aconteceu com Tae.

Assim que levo Seokjin até a sala de matemática, tranco a porta e me aproximo de Jeon, que termina de assinar um papel e encara nós dois. Me sento em uma de suas coxas.

— Então... Seokjin. Eu vou tentar dizer isso o mais rápido possível. Você deve ter percebido a ausência do Taehyung no colégio hoje. Não? — Jeon diz. Aperto uma de suas mãos, que estava em minha cintura, nervoso.

— Ah, sim. Mas ele tinha dito que viajaria para visitar os pais, por isso não me preocupei muito. Mas por que a pergunta? Aconteceu alguma coisa com ele? — Diz, começando a ficar aflito.

— Jin, calma. — Digo.

— Acontece que o Taehyung apareceu ontem na minha casa. Ele foi abusado. Sexualmente. Ele está muito mal, nem consegue falar direito. — Jungkook diz de uma vez, encaro Jin e vejo uma lágrima descendo de seus olhos.

— Não... Não pode ser. — Diz com a mão na boca. — Não!

Me levanto e vou até Jin, ficando a sua frente.

— Jin. Calma, olha. Eu sei que é algo horrível. Taehyung não merecia isso. Ninguém merece. Nós vamos achar quem fez isso. Tenha certeza. — o abraço. Ele chora em meu ombro, o que me faz me sentir pior ainda.

— Se quiser, hoje você pode ir lá em casa o ver. Eu te levo, junto com o Jimin. — Jungkook acrescenta, tentando ajudar.

— Eu vou, obrigado. — Jin fala assim que retira o rosto do meu ombro.

Ponto de vista de Jackson.

Eu realmente estava com nojo de Yuki. Ele não é a mesma pessoa desde o ano passado. Antigamente, quando nós eramos do primário, ele era o alfa mais bondoso do colégio, nem realmente parecia que era um alfa de verdade.

Mas hoje, ele é mau, ciumento, vingativo. Faz de tudo só para ter aquele ômega para si, Park Jimin. Ele chegou ao ponto de abusar do melhor amigo do ômega. E claro, não foi a primeira vez.

Assim que chego em casa, percebo que ele ainda não chegou. Pego um vaso de porcelana que havia em sua mesa observo com medo. Era preciso fazer aquilo, para salvar aquele ômega.

Respiro fundo, antes de elevar minha mão com o vaso e o atingir com tudo em minha cabeça. O impacto não doeu muito, mas alguns segundos depois uma dor insuportável toma conta de mim. Minha visão fica escura e eu perco o equilíbrio, caindo no chão da sala, até não ver mais nada.

Ponto de vista do Narrador.

Assim que Yuki chega em frente a porta de sua casa, desconfia ao ver o portão da garagem destrancado, não se recorda se foi ele mesmo que o deixou assim.

Ao entrar em sua casa, ele se espanta ao ver seu melhor amigo atirado no chão, com uma poça de sangue abaixo de sua cabeça.

— Jack? Jack! Acorda, o que aconteceu? — Pergunta desesperado, balançando o garoto abaixo de si. Ele obtém uma pequena reação do amigo, que aperta mais os olhos e balança a cabeça. — Jackson, o que aconteceu?!

Ajudou o mais baixo a se sentar apoiado no sofá.

— O-O garoto... Eu estava i-indo dormir, de repente eu senti essa pancada e desmaiei... — Diz zonzo, quase desmaiando novamente.

— Eu preciso ficar calmo... Não podemos ligar para a polícia, e a ambulância seria praticamente o mesmo caso... Eu tenho que pensar! — Yuki diz prendendo os fios de cabelo entre os dedos.

(...)

Três agonizantes horas depois, para Jackson, Yuki conseguiu fazer uma atadura em sua ferida. Ele então prometeu-se que se vingaria daquele ômega, não importa como, por ter feito aquilo com seu melhor amigo.

Ponto de vista de Park Jimin.

(Na casa de Jungkook)

Jin já havia visto Taehyung. O tempo aqui passou rápido. Quando percebemos, estávamos conversando e rindo. Porém, a qualquer momento que qualquer tentasse tocar, de qualquer forma o Tae, ele recuava com medo. 

Jungkook foi cozinhar algo para nós.

— Jin, você vai na festa da Lisa? — Jin questiona. — Ah, falando nessa festa, Tae, ela me pediu para lhe entregar o convite. Acredite, ela não quer que ninguém daquele colégio falte.

— Vocês vão, né? Porque sem dúvidas eu vou. Acham que eu perderia a festa do ano? — Digo, brincalhão.

— É... Talvez eu vá. — Taehyung diz pensativo.

— O único problema é o Nam. Ele deve ficar preocupado, já que meu cio já deve chegar. — Jin diz, coçando a nuca.

Enquanto estávamos conversando, só depois percebi Kookie nos observando—na verdade, me observando— e sorrindo. Sorrio de volta e abro os braços, de forma a o chamar. 

Ele vem até mim e me pega no colo, me levando para a cozinha onde terminava de cortar alguns legumes. Ele me põe sentado no balcão e volta o que estava a fazer antes.

— Você vai nessa festa? — Pergunta, sem tirar os olhos do que estava fazendo.

— Vou, a gente vai pedir um taxo para nos levar. Por quê? 

— Não é perigoso? Quer dizer, essa festa só deve acabar de madrugada, e seu pai estará dormindo, você vai voltar sozinho? — Preocupa-se, desta vez me encarando.

— Jeon, não precisa se preocupar. Eu dou meu jeito. — Sorrio. — Aliás, sua versão preocupada é muito fofa.

Ele sorri sem mostrar os dentes e vem até mim, pondo as mãos em minha cintura e beijando meu pescoço.

— Você é tão lindo, ChimChim. — Diz baixinho, me fazendo sorrir sem ao menos perceber e tombar a cabeça para o lado, fechando os olhos.

Seus beijos continuam, mas logo sobem para meu maxilar, logo para meus lábios.

Ele os sela rápido, sorrindo fofo pra mim, depois iniciando um beijo apaixonado. Era incrível como não havia nenhuma gota de malícia ali, apenas sentimentos de afeto.

— Eu te amo, Kookie. — Digo fofo, enquanto o mesmo faz carinho em meus cabelos.

— Eu também te amo, meu amor. — Ele sorri, desta vez mostrando os dentes. Como eu amo esse sorriso!

(...)

(Dia da festa)

Ponto de vista de Kim Seokjin.

Depois de muito tempo, conseguimos convencer Tae a ir na festa. Ele está muito traumatizado, porém precisa se distrair. Além de que deve frequentar um psicólogo.

— Jin, desse jeito nós não vamos chegar nessa festa nunca! — Jimin reclama, ao lado de Tae, que mexia em seu celular.

— Já estou indo! — Grito, descendo as escadas e dando um selinho em Nam.

— Você vai se comportar? — Pergunta baixo, sorrindo.

— Sim, senhor. — Respondo rindo. O abraço e corro até a porta e entro no táxi que já nos esperava.

Após entrarmos no veículo, Jimin já ria de uma foto que havia tirado dele sem querer, juntamente de Taehyung.

Ah, essa festa não vai prestar.


Notas Finais


obrigada por não desistirem <333
ficou bem pequeno, sim. o próximo será maior, eu prometo.
(não revisado)

até! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...