1. Spirit Fanfics >
  2. Ex Amor >
  3. Cê tava bebaça

História Ex Amor - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi :)

Capítulo 2 - Cê tava bebaça


Fanfic / Fanfiction Ex Amor - Capítulo 2 - Cê tava bebaça

- Ah claro, você falou com seu namoradinho das antigas - Ana Clara diz em tom de ironia.

Conheci minha amiga quando já estava casada então ela não passou comigo a fase do Henrique. E pouco acreditará que namoramos um dia. Para ela era tudo coisa da minha cabeça. Um amor platônico que não queria assumir.

- Aninha. Não sei porque ainda conto as coisas pra você. - Dei ombros e continuei dirigindo - Pub?

- Cê  tá querendo  mesmo encher a cara né  - Minha amiga riu divertida.

- Faz muito tempo que não faço isso. - Respirei fundo como se tivesse um aroma diferente.

Henrique

- Onde você estava até agora? - Mariana perguntou escorada na porta da suíte. Olhei pelo espelho enquanto escovava os dentes. Sua cara era de muita raiva, os braços cruzados. Não queria acreditar que isso estava acontecendo de novo.

- Trabalhando  ue. 

- Até as 10 da noite? Você está de folga 

- Mari - segurei a escova em uma mão e a encarei de frente - Quando nos casamos você sabia muito bem que teriam dias assim. Teriam dias que eu ficaria até tarde na gravadora, no escritório. E muito mais que eu passaria dias fora.

- Isso era antes do Miguel nascer. Agora você não tem tempo pra gente.

- Isso não é verdade. - Terminei o que estava fazendo continuei a conversa - Sempre que estou em casa nós estamos juntos, saímos juntos, quantas sextas-feiras ao inves de estar tocando estou com vocês, hoje mesmo eu queria sair com vocês dois, jantar fora. Mas você como sempre estraga tudo. Eu estou sempre que posso nas reuniões, estou todas as datas com vocês, se não estou levo vocês comigo. Mesmo morto de cansado brinco com meu filho e nunca deixei de comparecer com você. E sempre dei a vocês do bom e do melhor e agora você vem insinuar que devo abandonar o meu sonho? 

- Você realizou seu sonho só acho que está na hora de parar. 

- Não - Balanço as maos em sinal de negação enquanto ela tenta me abraçar - Chega. Eu tô cansado de tentar te agradar e você ver defeito em tudo. Eu queria mesmo sair com vocês dois hoje mas pra mim chega. Não vou ficar aqui ouvindo suas ladainhas pra daqui a pouco você deitar na cama e virar as costas pra mim como sempre faz. 

- Aonde você vai Henrique? - Mari gritou furiosa atrás de mim.

- Pra qualquer lugar longe de você...

Enquanto dirigia sem saber pra onde.. liguei para o meu irmão, ninguém melhor do que ele pra esfriar a cabeça. Ao chegar onde combinamos Juliano já me esperava do lado de fora. Inquieto.

- Que demora Ricelly, tá maior gritaria aí dentro, deve tá bom. 

- Boa noite pra você também.

- Boa - Ele respondeu - Vem cá, você deixou a Mari sozinha com o Miguel?

- Me fala qualquer coisa hoje menos da Mariana. 

- O que aconteceu mano? 

- Ela é louca... - De longe vejo aquela mulher que sim pode-se chamar de louca, dançando em cima da mesa como se o mundo fosse acabar amanhã. - Não pode ser verdade.

- Onde você vai doido? 

- É a Natália. - Aponto para ela encarando Juliano.

- Que Nata...? Ah, deixa pra lá Henrique. 

Era tarde demais. Quando vi já estava puxando-a de cima daquela mesa, onde marmanjos babavam feito idiotas. 

- Ei - Uma moça baixinha loira, vestido meia coxa me deu um tava no braço. - Solta ela.

- Quem é você? 

- Quem é você cara? eu sou amiga dela. 

- Henrique - Natália pendurada com meu ombro disse e a moça ficou com cara de espanto. 

- Você está caindo de bêbada cara - A soltei no chão e ela não conseguia se equilibrar - E você como amiga dela devia ter vergonha disso. 

- Ela só está se divertindo. Sabe a quanto tempo ela não faz isso?

- Acontece que ela não é mais uma adolescente, ela tem filha em casa. O que a sua mãe diria Natália? - Perguntei a ela. 

- A mãe dela não está mais entre a gente, então deixa ela.

- Não. Ela vai pra casa comigo. Dona Rose ia querer isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...