História Exchange in Califórnia... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Cent
Visualizações 2
Palavras 778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem (Não sei o que falar ;-;)

Capítulo 1 - Day


Fanfic / Fanfiction Exchange in Califórnia... - Capítulo 1 - Day

(P.O.V Kailee)

Mais um dia feliz na minha vida... Me levanto da cama e coloco minhas pantufas, vou para o banheiro tomar um banho. Era 31 de dezembro (Ou seja, ano novo), depois de sair do banheiro coloquei uma blusa meio preta e uma calça preta, arrumei meu cabelo e fui para o andar de baixo.
- Bom dia, mãe – Falei descendo as escadas e vendo ela no sofá
- Bom dia, Kaka – Ela me chama assim desde criança
- Cadê meu pai? – Me sentei ao lado dela
- Saiu pra comprar uma mala – Ela deu de ombros

- Pra que? – Peguei meu celular para mexer

- Uai, pra viajar precisa de mala – Minha mãe pegou o controle para ligar a televisão
- Vocês vão viajar? – Fiz uma expressão confusa

- Deixa pra lá – Ela se levantou e foi pro quarto

- Estranho – Voltei a olhar pro celular e comecei a mexer

Algumas horas depois...
Meu pai havia chegado, estranho, porque ele só chega anoite (Mesmo quando não trabalha). Minha família não é muito de comemorar datas, seja qual for, por isso eu só tive três aniversários comemorados em todos meus 16 anos, eles são se socializam muito com as pessoas, deve ser por isso, não tem ninguém pra chamar, pra que vai fazer festa
- Pensando longe? – Meu pai abriu a porta de casa
- Oi pai – Ri – Por que tão cedo?
- Queria te ver mais cedo, posso? – Ele se sentou perto de mim
- Claro – Desliguei o celular e olhei para ele
- Sabe, eu acho que não somos bons pais – Meu pai olhou pra baixo
- Por que acha isso? – Isso é estranho, meu pai não costuma ser assim, para um cara de 32 anos, ele é muito calado, tem jeito de deputado velho, sempre tá de terno, só que tem um físico maravilhoso (Sim, meu pai é 16 anos mais velho que eu)
- Você quer realizar um sonho e eu e sua mãe estamos atrapalhando tudo – Ele colocou a mão no rosto
- Vocês só estão preocupados – O abracei
- Então, você vai estudar fora – Ele sorriu com água nos olhos

- Pai, não precisa fazer isso – Sim, era meu sonho, mas meu pai estava tão mal

- Digamos que eu já comprei tudo e você vai amanhã, então não dá pra voltar atrás – Ele riu

- Pai, eu te amo – Ri e o abracei – Obrigado

- Não precisa agradecer – Ele se levantou e foi pro banheiro

Fui pro meu quarto e logo depois minha mãe entrou

- Eu pensei em te ajudar com a mala, posso? – Minha mãe sempre respeitou meu espaço, deve ser porque ela sabe como é, ela me teve quando tinha 14 anos e  meu pai 16, dois doido da cabeça, mas não os culpo (Sei lá, não sei o que pensar)

- Pode claro, assim, a senhora me dá uns conselhos – Peguei a mala, que não é nem um pouco pequena e coloquei em cima da minha cama

- O pai tá bem com isso? – Minha mãe pegava umas roupas minhas
- Ele falou que sim, mas tenho minhas dúvidas – A gente continuou arrumando tudo, até meu pai entrar no quarto com uma mulher
- Kaka, essa é Müller, ela vai te levar pra Califórnia amanhã – Ele coçou a nuca
- Muito prazer – A mulher sorriu e comprimento minha mãe e eu 

- O prazer é nosso – Minha mãe sorriu junto
- Bem... Amanhã, ás quatro você pode estar aqui – Meu pai e mulher saíram do quarto
- Um motivo para eu ter medo dela – Falei voltando a arrumar a mala
- Até eu tenho – Rimos juntos
Após isso, fomos dormir. Acordei ás duas, deve ser ansiedade, bem, fui pro banheiro tomar banho e fazer minha higienes. Sai do banheiro e coloquei minha roupa, ‘’ah mas tá cedo’’ Não deixe pra amanhã, o que você pode fazer hoje. Coloquei um conjunto com uma blusa e uma calça, deixei meu cabelo solto mesmo e depois coloquei um ténis

Depois de 1h30m esperando, meus pais acordaram e estavam na cozinha, desci e vi eles com a tal de Müller, minha mãe estava servindo meu pai e Müller estava tomando café
- Bom dia, mamãe – Acenei
- Bom dia, Kaka – Minha mãe me olhou com brilho nos olhos
- Bom dia, papai – Me aproximei e dei um selar em sua bochecha
- Bom dia, Kaka – Me pai sorriu
- Bom dia, Müller – Sorri
- Bom dia, Kailee – É estranho não ouvir a frase ‘’Bom dia, Kaka’’ e sim ‘’Bom dia, Kailee’’ é, eu não saio muito de casa – Está preparada?

- Mais que preparada – Dei um sorriso confiante 

 


Notas Finais


Bem... Foi isso até a próxima, menor que três


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...