História Exército- Yoongi - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oii

Capítulo 2 - Não acredito


Fanfic / Fanfiction Exército- Yoongi - Capítulo 2 - Não acredito

Grávida ?

Dou um grito ao ver o resultado.

-Aí meu Deus, aí meu Deus, aí meu Deus- falo várias vezes sem acreditar no que estava acontecendo- Como vou cria essa criança sem o Yoon aqui? E se ele não quiser ser pai? 


Coloco a mão na minha barriga e dou um pequeno sorriso, mas talvez, beeemm talvez, os três testes tenham dado errado, melhor marcar um exame de sangue. 


Jurava que tínhamos usado preservativo, mas ao lembrar da nossa última noite 

~Três semanas atrás~

- Yoon mas você tem que ir mesmo?- falo enquanto abraço ele- Não é justo você ir e me deixa aqui 

- Pequena, isso é importante pro meu país e pra minha família, vai passar rápido esses dois anos- Faço um biquinho- Mas só pensar em ficar dois anos sem seus beijos, sem seus Abraços, sem seus toques e sem seus gemidos.


 Ele beija meu pescoço e vai subindo os beijos até meus lábios, o beijo começa romântico mas em poucos segundos se transforma em um beijo cheio de luxúria, desejo e mão boba. 

Yoongi me empurrou com certa força em direção a parede, meu corpo todo estava arrepiado, suspiros involuntários já escapavam de meus lábios. 


Suga passou as mãos pelas minhas coxas e segurou-as firmemente, me pegando no colo e me levando para nosso quarto, ele se sentou na ponta da cama e eu sentei em seu colo, uma perna de cada lado, iniciei outro beijo, ainda mais intenso que o anterior, aos poucos fui tirando sua camiseta, deixando á mostra aquela pele tão branca quanto algodão, dessa vez eu marcaria muito bem.


 Comecei a beijar e morder o pescoço dele e várias marcas já apareciam, algumas até bem roxas, Yoongi não poupava gemidos, o empurrei para trás, ficando por cima do garoto e fui marcando cada pedacinho de seu peitoral, até chegar em sua calça, a tirei devagar, o provocando ao máximo, já ia tirar sua box quando ele me empurrou com força para o lado, prendendo meus pulsos e mordendo minha orelha.


- Agora você tá ferrada.

- Acaba comigo 

Ele rapidamente abriu meu sutiã e fez com que eu gemesse alto quando sua boca começou a morder e beijar meus seios, marcando-os com vontade, fez o mesmo com minha barriga e foi descendo, distribuindo vários beijos pelo caminho, chegou no meu short e o arrancou junto com minha calcinha, sorriu maliciosamente quando viu minha expressão desesperada, logo começou brincar com minha intimidade, meus gemidos já estavam bem altos. 


Sua língua logo alcançou minha entrada e eu joguei minha cabeça para trás, suspirando alto, de repente ele para, mas não demorou muito para que ele me penetrasse, sem eu nem me preparar, soltei um grito que foi abafado pelos beijos do garoto.


 As estocadas já estavam rápidas e fundas, eu não conseguia conter nenhum gemido, ele apenas ficava ofegando rapidamente. 


Yoongi segurou minha cintura com força, fazendo mais pressão contra nossos corpos, o suor já escorria de nós dois e a cada gemido eu ficava mais perto de meu ápice, ele atingiu meu ponto G algumas vezes, enquanto eu via várias estrelas, eu cheguei ao meu ápice. Percebi que ele ainda não havia chegado, portando me apertei mais ainda contra ele e segurei seus cabelos com força, ele foi estocando cada vez mais fundo.


- Vai Yoon


 Ele chegou em seu ápice também. Nossas respirações estavam rápidas, falhadas, eu estava totalmente sem forças.

~Dias atuais~

Eu não me arrependia de nada, mas sei que será difícil, tomo um banho longo e relaxante, saio e visto uma blusa e um short soltinh, percebo que alguém chegou na minha casa e vou correndo pra receber. 

- Amiga você não vai acreditar, mas não conta nada pro Hose... Hobi - falo ao perceber ele- Olá 

- O que não pode me contar? 

- Então... Eu... Meio que estou grávida do Yoongi 

Minha amiga me abraça fortemente, o Hobi também, todos estavam muitos felizes. 

Os meses foram se passando e cada vez minha barriga ficava maior, já que eram gêmeos, um casal, Holy e Yuri, com o passar dos meses eles nasceram fortes e saudáveis.

Os meninos e minha amiga me ajudava em tudo, mas aquela pequena insegurança do Yoon não querer ser pai ainda é presente em mim.


O tempo passou, meus bebês já tinham 1 ano e 3 meses, e finalmente o dia que eu tanto tinha esperado chegou, Suga chegaria hoje do exército e a gente faria uma surpresa pra ele indo esperar o mais velho no aeroporto, nos arrumamos e saímos.

Ao chegarmos lá, percebemos que muitas outras pessoas e crianças resolveram fazer o mesmo que a gente.

E então ele chega, mais queimado pelo sol, com alguns arranhões, porém se possível ainda mais bonito. 

Mas ao ele ver a gente...


Notas Finais


Paro ou continuo? Me dêem idéias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...