1. Spirit Fanfics >
  2. Exorcist Girls >
  3. Hanabi

História Exorcist Girls - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Hanabi


( Temari on )

Cheguei na empresa depois de sair da escola de Hanabi e já havia uma pilha de papéis para eu conferir. Enquanto olhava os documentos meu celular tocava como louco. Era Kankuro mais uma vez!

_ O que aconteceu agora Kan? Estou trabalhando!_ ele me parecia que estava sonolento.

_ Eu só queria te agradecer pela noite. E me desculpar. Estamos te deixando maluca nós sabemos. Só que só temos você para nós ajudar. Então tem só mais um pouco de paciência conosco._ sorri com suas palavras.

_ Se não precisa se preocupar. Estou bem e qualquer coisa me liga. Não importa a hora. Só me liga. Bem vá descansar e não deixe Maya pegar peso. Nós vemos depois._ voltei ao meu trabalho e o dia passou rápido. Logo estávamos atrás de um filhote de cruz credo que estava assustando as pessoas no parque. E apesar de ter que lidar com essas criaturas eu consigo descarregar minhas energias assim. Batendo, correndo e capturando criaturas com minhas amigas. Hinata foi pegar a Hana no colégio interno e na volta vai passar na casa dos pais para uma discussão bem básica que vai resultar em gritaria como sempre.

_ Vamos embora meninas. Temos que arrumar um quarto para a Hanabi. Logo elas irão chegar lá em casa._ logo estávamos em casa e Toneri estava voltando do porão.

_ A Hina já ligou. Está indo para a casa dos pais dela. E imagino que será dedo no... E gritaria. Vocês me entenderam._ preferiria não ter entendido.

_ Tudo bem. Vamos dar um jeitinho nessa bagunça._ cada uma foi para um cômodo da casa e eu fiquei com a sala. Estava quase terminando tudo quando começou a sair água da tv e a mesma ligou sozinha. Fiquei de pé olhando aquilo até que algo começou a sair de dentro da tv. A criatura parou na minha frente e ainda virou o pescoço para sair a água do seu ouvido. Fechei os punhos de raiva.

_ Toneri essa vadia está molhado nosso tapete._ ela veio com tudo para pegar meu pescoço mas lhe dei um soco forte.

_ Você vai limpar isso sua filha da mãe._ lhe bati tanto que ela se ajoelhou me pedindo para parar.

_ Você vai limpar essa merda!_ lhe deu um pano e ela foi limpar tudo e o Toneri chegou.

_ O que que aconteceu?_ ele olhou para a "garota" que estava esfregando o chão.

_ Ela fez bagunça e eu a fiz limpar._ ela olhou para ele e correu para os seus braços e ficou bonitinha. Se ela tivesse essa aparência não teria lhe batido tanto.

_ Querida não faça isso a Temari bate até devolver o dinheiro. Vamos lá, vou hidratar o seu cabelo. Vejo que nosso cronograma capilar está dando resultados._ Toneri é inacreditável, ele saiu com a garota que me olhou e deu língua.

_ Sua bruxa!_ só não lhe bati mais porque o Toneri a levou. E bem na hora porque neste momento Hinata entrava com Hanabi e um cara muito gostoso ao seu lado.

( Temari off )

( Hinata on. )

Cheguei no trabalho depois da conversa com a Sra Tsunade e minha chefe já abriu um sorriso enorme para mim.

_ Minha querida que bom que já chegou. Estou precisando de você no escritório._ eu já estava com o celular na mão para mandar uma mensagem as meninas para avisar do anjo que eu vi no telhado mas isso pode esperar um pouquinho. Segui a Mei para o seu escritório e ela fechou a porta.

_ Preciso que você veja esses documentos. E isso não pode sair desta sala._ apesar do que as meninas falaram sobre a Mei acho que posso confiar nela.

_ Tudo bem, vamos lá!_ fiquei trabalhando com ela um pouco e logo ela apareceu com um copo de água para mim. Mas quando peguei o copo ele se quebrou na minha mão. Mei me olhou chocada. E antes que ela falasse alguma coisa meu celular começou a tocar. Parece que ele leu meus pensamentos.

_ Oi Neji! Estava pensando em você. Me dá um minuto._ baixei o celular e olhei para Mei.

_ Vou chamar alguém para limpar sua sala já volto._ não esperei ela responder e sai pela porta.

_ Neji preciso de um favor seu meu querido._ ele deu um risinho anasalado do outro lado da linha.

_ Eu sei querida por isso te liguei. Estarei no seu trabalho na hora que você sair e por favor, não beba com sua chefe. Eu não confio nela._ ele desligou e eu fiquei sem entender nada. Mas tudo bem, acho melhor fazer o que ele me disse. Fui até a copa e lá tomei água e só aí voltei para a sala de Mei onde a copeira já estava limpando tudo. Fiquei trabalhando mais um pouco e ela me chamou para almoçar em sua casa mas aí as palavras de Neji me atingiram a mente. " Eu não confio na sua chefe"

_ Me desculpa Mei mas preciso dar uma saída para comprar algumas coisas para a minha irmã. Fica para a próxima._ ela só acenou concordando e eu saí da empresa. Fui até o shopping e comprei um celular novo para Hanabi e mais algumas roupas. Olhei para o relógio e vi que estou um pouco atrasada e nas pressas para sair acabei trombando em alguém e acabei beijando a pessoa. Levantei mais rápido do que cai e dei de cara com um anjo de tão lindo que ele era. Um homem loiro de olhos azuis como o oceano. Ele ficou me encarando e abriu um sorriso.

_ Que bom que você não morreu!_ fiquei catatônica lhe olhando e com suas palavras. Ele saiu andando para longe mas quando me recuperei do choque saí correndo atrás dele mas ao virar na primeira esquina ele já não estava mais lá.

_ Será que era algum dos amigos do Toneri que fugiu?_ estou ficando louca tenho certeza disso. Voltei para o escritório e Mei estava lá caminhando de um lado para o outro.

_ Que bom que já voltou Hinata. Precisamos terminar nosso trabalho._ a segui para o seu escritório mais uma vez e foquei no trabalho mas eu notava seu olhar em mim e um pouco de nervosismo. Já estava ficando tensa com isso até que deu a hora de eu ir embora. Acho que vou pensar melhor na Ideia de mudar de emprego. Fui para o estacionamento e vi Neji lá de braços cruzados e encostado na parede me esperando. Apesar de não nos vermos muito ou melhor quase nunca sei que quando precisar dele, Neji vira me ajudar sempre. Lhe dei um abraço apertado e um beijinho no rosto. Ele sorriu para mim e olhou para um ponto atrás de mim e acabei seguindo seu olhar. Era Mei que estava nos olhando e sua cara não me aprecia muito boa.

_ Bem, você precisa de mim e eu estou aqui para você. Do que precisa meu bem?_ ele colocou o braço ao redor do meu pescoço e saímos em direção ao meu carro.

_ Tenho que ir pegar Hanabi no colégio interno e meus pais não irão facilitar muito já que a vida deles está um verdadeiro inferno._ ele deu um longo suspiro e entramos no carro.

_ Tudo bem então, vamos lá._ saí dirigindo rumo ao internato e no meio do caminho tive o vislumbre de um anjo outra vez no telhado. Mas não pude ver seu rosto. Quase uma hora depois chegamos na casa do drácula digo escola de Hanabi.

_ Bem, acho que Hanabi ficará feliz por nós ver._ comecei a bater no portão e nada de alguém aparecer. Por mais dez minutos ficamos esperando até que uma das irmãs chegou.

_ Quem são vocês? Estamos na hora das orações não podemos receber visitas. Voltem no domingo._ olhei para o Neji que deu um suspiro e pegou seu distintivo.

_ Sou o detetive Hyuuga e preciso ver a madre superiora. Vim buscar minha prima._ ela abriu e pelo visto estava aliviada.

_ Vocês são da família Hyuuga. Que maravilha, venham comigo por favor._ ela saiu apressada e nos a seguimos.

_ Por favor levem logo a menina Hanabi daqui. O internato não é mais um lugar seguro. Vou avisá-la para arrumar suas coisas. A madre pode não gostar, mas não cedam na decisão de vocês de levá-la._ ela saiu rumo as escadas e nós seguimos pelos corredores do lugar. Neji segurou minha mão com um sorriso.

_ Vai ficar tudo bem. Vamos lá._ a secretária da madre nos deixou entrar depois de esperar por mais cinco minutos. E lá vamos nós.

_ Madre eu vim buscar a minha irmã._ ela levantou e começou a andar pela sala.

_ Srta Hyuuga, a sua irmã precisa de disciplina e imagino que você tenha um emprego formal. Como terá tempo para educa-la como se deve?_ sorri para ela e lembrei das palavras da outra irmã.

_ Isso não será problema. Minha irmã será muito bem assistida por mim e minha família._ e isso não inclui meus pais e sim as meninas e Neji.

_ Seus pais sabem sobre isso? Eles autorizaram que Hanabi vá embora da escola sem se formar?_ Neji outra vez me ajudou.

_ Madre não se preocupe com isso. Minha prima e eu estamos fazendo tudo dentro da legalidade. Já que sou um homem da lei eu prezo isso mais que tudo. Portanto se Hinata diz que dá conta ela fará._ ela ainda quis discutir mas acabou sedendo. Ao sair da sala dela vi Hanabi já com as malas e com a freira que abriu o portão ela estava segurando sua bolsa com força.

_ É verdade que posso ir embora?_ sorri para ela e lhe abracei e ela se encolheu.

_ Sim é verdade, vamos embora. Você irá morar comigo e as meninas. Muito obrigada irmã._ saímos do lugar e só então Neji foi lhe abraçar e ela fez uma careta de dor e resmungou um pouco.

_ Você está bem Hanabi?_ Neji perguntou preocupado.

_ Há... Sim, estou._ ela olhou para o chão quando respondeu e percebi na hora que era mentira.

_ Certo agora conta a verdade._ entramos no carro e Neji foi para o acendo do motorista.

_ Não foi nada Hina. Só quero ir embora._ Neji a olhou pelo retrovisor e sorriu.

_ Elas te bateram não foi?_ Hanabi deu um longo suspiro.

_ Sim. Mas já estou livre disse então valeu a pena. Só quero esquecer disso tudo._ olhei para Neji que só segurou minha mão.

_ Hina acho melhor deixar para ir no seus pais outro dia. Hanabi precisa descansar._ concordei com ele e mudei de assunto.

_ Não Neji eu quero que eles vejam as marcas no meu corpo. Para eles saberem o que a briga deles me causou._ dei um longo suspiro. Mas se ela assim quer assim será feito.

_ Tudo bem então, nós iremos e Neji pode controlar nossos pais. Mas Hanabi já consegui uma escola nova para você. Você vai adorar e começou na segunda._ ela sorriu feliz e começamos a conversar amenidades. Chegamos na casa dos Hyuuga e descemos.

_ Bem, vamos lá pode deixa suas coisas no carro Hana._ tocamos a campainha e papai abriu com uma cara nada boa.

_ Por que você está fora da escola?_ ele perguntou diretamente a Hanabi. Mas eu de um passo e fiquei entre os dois.

_ Eu a tirei de lá. Hanabi estava sendo maltrata e nem você ou mamãe estão preocupados com ela. Não sabe quantas vezes já fui naquele lugar. Mas hoje isso acabou. Ela vai ficar comigo!_ pensei que ele iria me bater e de fato iria mas Neji segurou sua mão.

_ Eu vou cuidar delas tio. Não levante a mão para as minhas primas. Já basta tudo o Hanabi passou naquele lugar._ ele puxou a mão e minha mãe apareceu na nossa frente. Hanabi levantou a camiseta e mostrou as marcas roxas nas costas.

_ O que vocês estão fazendo aqui? E o que aconteceu com você Hanabi? Brigou na escola?_ ela não parecia com raiva só fez uma pergunta.

_ Sua filha tirou a Hanabi do internato e agora veio aqui passar isso na minha cara. Tá vendo a educação que você deu a elas. Duas ingratas e mal criadas._ rolei os olhos para ele e mamãe suspirou.

_ Hiashi não torra a minha paciência. Se elas querem ficar juntas que seja. Eu não ligo._ mamãe me olhou e pela primeira vem em algum tempo ela sorriu.

_ Cuida dela direitinho Hinata eu confio em você._ meu pai ficou com mais raiva ainda e antes que ele começasse a falar Neji nós tirou de lá.

_ Onde você mora Hinata?_ dei o novo endereço e logo estávamos na frente a mansão do professor Xavier. Hanabi olhou para o lugar com admiração.

_ Uau Hina. Esse lugar é incrível. Quantos quartos tem?_ ela ia sair correndo mas Neji a segurou.

_ Calma aí baixinha. Espera a Hinata sair do carro primeiro._ ela respirou fundo e me juntei aos dois.

_ Bem aqui tem muitos quartos e você não terá que dividir com ninguém._ ninguém vivo pelo menos. Mas temos que controlar nossa caça para que Hanabi não se assuste.

_ Estou sentindo que aqui é o meu lugar._ toquei sua cabeça antes de abrir a porta.

_ Sim querida, e aqui ficaremos juntas com nossos amigos. Vamos entrar._ abri a porta e logo de cara vi Tema que olhou diretamente para Neji. Espero que Tayuya não veja isso ou lá se vai confusão.

_ Temaaaa...._ Hanabi gritou e correu para os seus braços e Tema a girou no ar o que fez ela resmungar de dor. Logo Sakura chegava também. Mas Temari queria ver o que ela estava escondendo.

_ Você está machucada querida?_ ela levantou a camiseta e mostrou as marcas.

_ Vamos Hanabi, em alguns minutos você não sentirá mais dor nenhuma._ Sakura saiu levando ela e as outras entraram na sala e os olhos de Neji foram direto para Tenten.

_ Boa noite meninas. Hum... Eu tenho que ir, foi bom vê-las._ ele saiu mais rápido do que entrou e eu não entendi nada. Credo.

_ Alguém sabe o que foi isso? Ele nem falou conosco._ as meninas deram de ombros com a pergunta de Ino.

_ Deixa isso para lá, depois o convidamos para um almoço. Bem eu estava pensando no que vocês me falaram hoje mais cedo. Acho que devo sair do meu emprego. E mais uma coisa, eu vi um anjo.

Continua....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...