História Experienced Love - JIKOOK - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Hello Venus
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Eunwoo, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinjin, Jungkook, Kai, Lime, Mark, MJ, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Exo, Got7, Homossexualismo, Jikook, Namjin, Vhope, Yaoi
Visualizações 75
Palavras 1.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi desculpa n tenho nem oq falar, espero q gostem; -; fiz com muito carinho >…<

Capítulo 10 - Ten


Fanfic / Fanfiction Experienced Love - JIKOOK - Capítulo 10 - Ten

Quinta-feira

JUNGKOOK POV

– Não sei, queria fazer algo especial... —disse pensativo. Me ajeitei no sofá. – Me ajuda, eu vou enlouquecer.

Yoongi revirou os olhos antes de abrir a boca.

– Conhecendo o Jimin, se você apenas se ajoelhasse e pedisse ele explodiria de felicidade... Mas eu tenho uma ideia daora...– sorriu maldoso.

         ♢

Eu conversei com Yoongi, eu decidi pedir o Jimin em namoro, para quê adiar mais, não é? Então neste sábado o convidarei para um lugar especial. Ainda tenho tempo para me preparar psicologicamente e fisicamente para isso.

–No que está pensando? — Kai chamou minha atenção enquanto lavava a louça.

– Em uma nova cor pro quarto, cansei do azul. – disse e recebi um olhar desconfiado.

Dei de ombros e fui assistir algo pra passar o tempo. Ouvi batidas na porta e me levantei apressadamente para abrir a mesma.

– OOOOOi... Lime? — acabei por fazer uma careta. Nada contra, mas eu esperava que fosse outra pessoa.

Ela riu.

– Desculpa te decepcionar, dessa vez não é o rabetão. — brincou e corei.

Ultimamente Jimin não tem aparecido. Não brigamos nem nada, ele apenas diz estar ocupado com algumas coisas.

Dou uma espiada na cozinha, que agora estava ocupada pelo casalzinho, que ainda não é casal.

Após vinte minutos de puro tédio, procurando algo bom na TV, Lime volta e se senta do meu lado, com uma cara não muito boa desta vez.

–Precisamos conversar sobre Jimin.

Escutei atentamente tudo que ela disse e entendi o motivo de Jimin não me deixar o visitar.

Ele estava emagrecendo.

Eu não acreditei quando ouvi.

         ♢

JIMIN POV

– Eu não acredito que você fez isso... Por que contou pra ele?

– Jimin, você sabe que isso está errado, você já desmaiou duas vezes esta semana, não vou deixar que continue com essa idiotice.

Fiquei em silêncio.

– Maninho... Você é lindo assim, não precisa mudar nadinha e tenho certeza que o Jungkook também pensa assim.

– Eu vou para o meu quarto. — me retirei da sala, deixando Lime com uma expressão triste na face.

Eu sei que ela está certa.

Mas eu queria ficar mais bonito pro Jungkookie.

Talvez seja bobagem mesmo.

Peguei meu celular e meu coração deu uma parada ao receber uma mensagem dele na mesma hora.

“Vamos bater um papo, mochi? Estou te esperando.”

Droga, eu ainda fico nervoso como uma menininha quando o assunto se trata de Jeon.

Em meia hora eu já havia tomado banho, estava escolhendo uma roupa para vestir quando Lime entra no quarto. Eu me desculpei com ela, acho que a mesma não estava esperando isso.

Pus um moletom rosa e uma calça preta qualquer. Me olhei no espelho e suspirei.

Acho que vou mudar a cor deste cabelo amanhã.

Fui andando à casa de Jungkook. Talvez para que demorasse mais, por eu ser medroso. Quando cheguei a porta estava aberta, pelo jeito Kai não estava em casa. Encontrei Kookie largado no sofá, estava pensativo.

Parei em sua frente e cocei minha garganta já que o grandão não havia percebido minha presença.

Ele desviou sua atenção para mim e sorriu de orelha a orelha. Confesso que estou confuso.

– Está lindo.

– Sério? — perguntei arqueando uma sobrancelha.

–Sério .— se ajeitou no sofá e bateu no mesmo para que eu sentasse.

Passamos a tarde assistindo filme e comendo baboseiras, coladinhos. Não estava mais me sentindo estranho. Jungkook não tocou no assunto e comecei a me questionar se Lime havia mentido para que eu parasse com meu plano de emagrecer.

– Jungkook... — o chamei e ele assentiu para que eu continuasse— A Lime...

– É, ela me contou. Eu espero que você tenha tomado juízo, isso é muito errado.

Dei um sorrisinho e lhe dei um beijo rápido.

A quinta e sexta-feira passaram rápido, a faculdade continuava bem e nossos amigos estavam planejando viajar juntos no próximo fim de semana.

Sábado, 17:30

Jungkook havia me chamado para sair, estaria tudo bem se ele me dissesse para onde iríamos. E agora eu não faço ideia do que vestir, por que não faço ideia de para onde vou.

Por que faz isso comigo, Jungkook?

Liguei pro Yoongi, pedindo conselhos sobre moda. Bom... ele não é a melhor pessoa para que eu possa pedir isso. Ele me disse para vestir algo fofo e quente ao mesmo tempo, apenas.

Tudo bem, eu ainda tinha algumas horas... Três horas para escolher, mas eu tinha que escolher logo, certo? Liguei pro Jin e pedi para me ajudar com uma roupa fofa e quente... E eu tirei a conclusão que amo o Jin com todas as minhas forças.

SeokJin veio em minha humilde residência, com um presente para que eu pudesse usar por baixo da minhas vestes.

Olhei receoso pra ele, mas o mesmo só me mandou relaxar.

– Ah, minha criança... Está crescendo. — ele disse emocionado, fingindo enxugar uma lágrima.

Ri e deixei tudo pronto no quarto.

20:15

– Vocês se veem todos os dias, por quê está nervoso? — Taehyung ria enquanto dobrava mais uma esquina.

– É um encontro, deixa ele amor. — Hoseok deu um tapa em seu ombro e direcionou um sorriso confortante à mim.

Sussurrei um “obrigado”.

Percebi que Taehyung havia parado o carro num estacionamento abandonado.

– O Jungkook mandou esperar aqui. — deu de ombros.

Vimos um carro preto se aproximando, reconheci Jungkook nele.

Conversamos por uns minutos, agradeci Hoseok e Taehyung pela carona e Jungkook pediu para que eu entrasse no carro. Ele estava extremamente bonito, aliás, quando não está?

Ligou o carro e conferiu meu visual descaradamente antes de partir.

– Você está uma delic- está lindo demais, abençoado de verdade. — coçou a garganta.

– Digo o mesmo. — Ri. – Já pode me dizer onde estamos indo?

Jungkook ficou em silêncio por uns minutos.

– Olhe à sua volta, não reconhece esse caminho? — disse e eu examinei o caminho solitário.

Mentira...

Olhei surpreso pra Jungkook. Não fazia ideia de que ele ainda lembrava deste lugar.

Ele soltou um risinho e eu arfei ainda surpreso, ficando em silêncio até o fim do caminho.

Chegamos ao que chamávamos de nossa pequena floresta. Besteira de criança, linda besteira de criança. Sua entrada eram duas palmeiras enfeitadas no meio de um pequeno monte, ninguém nunca soube como aquele lugar não chamou a atenção de outras pessoas, talvez fosse por ser escondida demais. Mas isso era bom, era ótimo.

Passamos pela pequena trilha e descemos até a pequena e caprichada cachoeira que havia ali, cercada por árvores e flores de variados tipos. Haviam alguns enfeites aqui e ali, iluminação para que pudéssemos enxergar. Nada exagerado, mas lindo.

No centro havia um xadrez e velas em cima dele. Jungkook me levou até lá para podermos nos sentar. Ele havia trazido petiscos e alguns doces que eu gosto, ficamos algum tempo conversando animadamente sobre coisas aleatórias. Nos beijamos muito, no que por pouco causou um incêndio por conta das velas. E então o Jungkook começou a falar demais... E o meu coração começou a bater mais forte, se é que era possível.

– Você é tão bom, eu simplesmente agradeço o tempo todo por ter você. É a melhor coisa que me aconteceu, e eu só consigo pensar em você, em todo o tempo. Isso tudo é tão clichê, mas eu percebi que é assim mesmo quando se está verdadeiramente apaixonado...

Lágrimas saiam dos meus olhos.

– Eu quero cuidar de você, de um jeito diferente agora. Quero ser o único a tocar em você, por fora e por dentro. Eu te amo tanto... Eu acho que já me desculpei por não ter dito antes, mas vou repetir esse gesto quantas vezes forem precisas. Por que você realmente merece isso, e muito mais. Você é o motivo de eu estar sorrindo agora e eu espero também ser o seu... Então, Park Jimin. Você aceita namorar comigo?

Será que eu sou muito besta por não conseguir parar de chorar num momento como esse?

Balancei minha cabeça afirmativamente várias vezes antes de pular em cima do meu agora namorado.

Ouvi um grito escandaloso ser interrompido.

– Tudo bem, já podem sair daí. — Jungkook grita brincalhão.

Todos os nossos amigos saíram de trás das macieiras, com caras de quem ganharam na loto.

Comecei a rir, eu estava realmente feliz.

– Quando eles chegaram?

– Eu disse para eles virem depois de uma hora. — Kookie respondeu e se levantou, me ajudando a levantar também.

– Tentei calar a boca dele, mas essa criatura não se segura. — Tae reclamou do namorado.

Hoseok fez um bico e o ignorou, indo abraçar o novo casal.

– Já estava na hora. — Jin e Namjoon se aproximaram.

– Isso aqui tá muito formal, imagina quando se casarem. — Yoongi chegou e Jungkook pulou em cima dele, arrancando uma careta incrédula de Yoongi.

Todos riram.

Taehyung colocou algumas músicas para tocar, bebemos um pouco e deixamos nossos amigos lá. Digamos que... Jungkook estava com pressa de voltar.


Notas Finais


OI DESCULPA DNV, prometo tentar não demorar mais (sei q ja prometi isso) mas é que tava realmente difícil p escrever, principalmente agora que estou seu meu filho(notebook).


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...