História Experiência Feminina: Hero! - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Heroi, Luta, Romance
Visualizações 15
Palavras 905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente, finalmente mais um cap para vocês curtirem! ;3

Capítulo 40 - O que aconteceu entre a gente?


Fanfic / Fanfiction Experiência Feminina: Hero! - Capítulo 40 - O que aconteceu entre a gente?

Eu acordo no dia seguinte no quarto de Victor um pouco desorientada devido a ressaca, mas aos poucos eu me lembro do ocorrido da noite passada.

Nike: - Ai Nike... O que foi que você fez?

Logo a porta do quarto é aberta e quem entra é Victor com o café da manhã em suas mãos, ele põe sobre o meu colo e me da um selinho.

Victor: - Bom dia dorminhoca!

Nike: - Bom dia... Victor o que significa isso?

Victor: - Sei lá, eu só pensei em te fazer um agrado para agradecer pela noite incrível que tivemos!

Nike: - Bobo, você deve fazer isso para todas as garotas com quem você transa!

Victor: - É ai que você se engana... Se você fosse qualquer uma eu teria te pago um taxi para você ir embora depois da transa, mas aqui estamos nós, eu te servindo café na cama louco para ouvir da sua boca que isso vai se repetir mais vezes!

Nike: - Bom, eu ainda não sei se posso confiar em você!

Victor: - Não precisa, apenas vamos viver um momento de cada vez e depois você se decide se mereço ou não a sua confiança!

Nike: - Tá bom, mas acho que vou precisar de um taxi depois do café! – Digo comendo uma torrada.

Victor: - Eu faço questão de leva-la em casa pessoalmente!

Nike: - Faz é? Então, por mim esta de bom tamanho! – Digo com um sorriso.

Victor: - Eu já sabia que você era incrível antes, mas não sabia que era tanto!

Nike: - Eu achava que você era um babaca, mas talvez eu esteja enganada... Talvez! – Digo piscando para ele.

Victor: - Você é diferente de qualquer uma outra garota que já conheci, você... Você supera todas as expectativas!

Nike: - Isso por que eu nem sempre fui uma garota então não exagera!

Victor me olhava apaixonadamente eu quase podia ler o que se passava em sua cabeça.

Nike: - Você não tem medo de se arrepender por isso?

Victor: - Do que adianta viver se for para viver dominado pelo nosso medo? Devemos arriscar de vez enquanto não acha?

Nike: - ... *Ele conseguiu me deixar sem palavras... *

(Quebra de tempo!)

Como Victor havia prometido ele me leva para casa depois do café da manhã.

Victor: - Bom, como prometido!

Nike: - É...

Victor: - Algum problema Nike?

Nike: - Não, nenhum é que... Deixa pra lá, tchau! – Digo saindo do carro.

Victor: - Nike!

Nike: - Sim?

Victor: - Você pode contar comigo se precisar de ajuda!

Nike: - Não acho que contratar um mercenário vá me ajudar muito!

Victor: - Não se preocupe esse mercenário aqui trabalha por conta própria se for para você! – Diz com um sorriso.

Nike: - Bobo! – Digo sorrindo de volta.

Depois de me despedir eu entro em casa recebida pelas empregadas, chegando na sala de estar eu vejo minha mãe sentada no sofá mexendo em alguns papéis.

Nike: - Bom dia mãe!

Marta: - Bom dia minha filha, como foi a sua noite?

Nike: - Ai mãe foi incrível!

Marta: - E o rapaz, ele é bom de cama? – Pergunta sorrindo.

Nike: - É serio isso? Pergunto soltando uma risada.

Marta: - O que? Eu sou muito curiosa!

Nike: - Ele é muito bom mãe... – Digo me lembrando do momento.

Marta: - Ah garota! – Diz dando uma risada.

Nike: - Ei mãe, o que são esses papéis?

Marta: - Ah isso é coisa do seu pai... É sobre um laboratório secreto bem em baixo do nosso Edifício!

Nike: - O Âmbar... – Eu me aproximo e começo a olhar as papeladas junto com minha mãe.

Marta: - Veja nesse aqui, esta falando sobre o teste de um novo soro chamado de soro J... Que estranho!

Nike: - O que foi mãe?

Marta: - Aqui fala sobre o soro, mas não tem nada sobre seus componentes!

Nike: - Mãe você tem acesso há aquela área?

Marta: - Eu tenho acesso a todo o edifício, mas aquela área é restrita somente há seu pai e os cientistas que trabalham lá!

Nike: - Você sabe como podemos conseguir esse acesso?

Marta: - Acredito que sim, mas eu só vejo um problema nisso tudo!

Nike: - Qual?

Marta: - Eu não posso deixar você fazer isso sozinha!

Nike: - Mãe não se preocupe, eu sou muito forte sabia?

Marte: - Sim você é, mas um dos cientistas do seu pai é um grandalhão super-humano... Acredito que ele seja muito forte também!

Nike: - Por acaso esse cara se chama Balmond?

Marta: - Sim é esse o nome dele, mas como você sabe?

Nike: - Foi através de um contato!

Marta: - Você tem um contado lá dentro?

Nike: - Na verdade não, mas essa pessoa sabe muita coisa!

Marta: - Mesmo assim tome muito cuidado minha filha, essa historia não esta me cheirando bem!

Nike: - Agora que parei para pensar existe uma forma de entrar sem ser convidado, mas eu preciso falar com meus amigos!

Marta: - Existe? Bom, se for o caso você precisa ir o mais rápido possível!

Nike: - É, você tem razão mãe, obrigada! – Digo dando um beijo em sua bochecha.

Eu saio pela porta dos fundos voando para falar com Gustavo e Yasmin sobre minhas descobertas e também... Faz quase um mês que não os vejo, só envio relatórios e talz, mas nunca perguntei se estavam bem...


Notas Finais


Victor... Interessante!
Marta estará mesmo ajudando Nike?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...