1. Spirit Fanfics >
  2. Expressar-se >
  3. Pipoca

História Expressar-se - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi!

Eu tive essa ideia ao ver o Hoseok dizer que se expressa melhor com o corpo, então eu pensei e... meu Deus

ATENÇÃO, É IMPORTANTÍSSIMO QUE ANTES DE LER VOCÊS VEJAM O VÍDEO QUE VOU DEIXAR NAS NOTAS FINAIS! É IMPORTANTE PARA VOCÊS IMAGINAREM A CENA PERFEITAMENTE! Vocês precisam saber cada detalhe para imaginar os VHope dançando todo boiolas ksajksajksaj

(O filme se chama Dançarina Imperfeita)

~Boa leitura! ♥︎

Capítulo 1 - Pipoca


— Mas que merda! — Taehyung gritou irritado.
 

Por algum motivo estranho — lê-se dia ruim —, Taehyung estava estressado demais e por isso, não conseguia se concentrar e pegar o passo complicado da coreografia nova que estavam ensaiando. E aquilo estava o deixando tão frustrado!
 

Os outros garotos queriam ficar para ajudá-lo com isso, mas o Kim insistiu que não precisavam e que estava tudo bem, mas não estava nada bem! Se sentia bobo por não estar conseguindo pegar um passo tão simples e queria chorar. Queria um abraço de Jimin naquele momento, mas o baixinho noventa por cento de certeza já havia voltado para casa.
 

— Amor, você precisa se acalmar, está muito tenso. — Esse é Hoseok, namorado do mais novo. O mesmo insistiu que ele fosse embora junto dos outros, mas o mais velho insistiu em ficar e tentar ajudar.
 

Sabia bem do por quê do namorado estar tão irritado. Aquela manhã não havia começado nada boa para ele e o resto do dia não havia sido diferente. Foi muito engraçado todos os desastres que aconteceram, mas teve que se segurar para não rir e acabar indo dormir no sofá.
 

O primeiro acontecimento do dia foi que Taehyung resolveu agradar seus Hyung's e seu Saeng fazendo um bom café da manhã, todo aesthetic! Mas as panquecas que eram para terem ficado fofas e apetitosas ficaram duras e queimadas, bem feias. Hoseok e os outros meninos tentaram comer, mas foi impossível! Os deu um dó muito grande de ver aquele brilho de expectativa nos 'olhinhos do Kim mais novo sumir e um biquinho formar em seus lábios! E então, depois que pediram comida fizeram questão de encher o garoto de abraços e 'beijinhos para mostrar que todos estavam agradecidos, mas não resolveu aquele 'biquinho triste e fofo.
 

O segundo acontecimento foi no almoço, pouco tempo depois do café da manhã. Taehyung resolveu não cozinhar daquela vez, Seokjin e Yoongi haviam preparado o almoço. O desastre aconteceu quando o Kim mais novo estava indo se juntar a mesa com os outros, já com o prato em mãos, mas Yeontan o fez tropeçar e derrubar tudo no chão. Além de seu machucado no joelho que Hoseok e Jimin fizeram questão de encher de beijinhos e colocar um band-aid.
 

O terceiro desastre foi no meio da tarde, já no estúdio de dança. Estavam todos se aquecendo e sem querer, em uma brincadeira inofensiva, Taehyung fez o namorado cair no chão e arranhar o braço na quina da mesa. Sangrou, mas não havia sido nada demais, o próprio Jung repetira isso várias vezes, mas o Kim ficou tão chateado e preocupado que parecia que o namorado havia levado um tiro! No mesmo momento do ocorrido correu rapidamente para pegar um 'saquinho de gelo e um kit de primeiros socorros dos estagiários. Os outros meninos acharam fofo e muito engraçado a cena, enquanto Taehyung estava desesperado e Hoseok apenas o deixando cuidar do arranhado, também achando fofo o jeito do namorado.
 

O resto da tarde tiveram um Taehyung emburrado e triste, e agora, o quarto "desastre" — para o Kim — que aconteceu é que o mesmo não consegue pegar a coreografia.
 

— Hobi, eu quero chorar! — Exclamou, totalmente frustrado, sentando no chão, exausto de tentar e tentar e não conseguir.
 

— Amor... — Hoseok também estava triste de ver o namorado do mesmo jeito. — Você não está conseguindo porque está irritado, você sabe. — Ficou em frente ao homem e se agachou, ficando na sua altura. Colocou o dedo indicador no queixo do maior, levantando o seu rosto deprimido e abaixado, o fazendo olhar em seus olhos, tendo sua atenção. Então, se levantou, indo para o meio do cômodo, com seu reflexo no centro do enorme espelho. Sorriu para o mais novo e continuou: — Vem cá.
 

Taehyung mesmo contra sua vontade, se levantou, curioso com o que o namorado iria fazer. Ficou ao seu lado no espelho, mas virado para si, o olhando curioso.
 

Apenas sinta a música, bebê...
 

Hoseok conectou seu celular na enorme caixa Bluetooth e o colocou no chão, colocando "WOW" de Zara Larsson para tocar.
 

Aproveitando que estava agachado e com a música já tocando, começou sua dança. Se levantou suavemente, sentindo a vibe.
 

O namorado o olhava de um jeito tão estranho, que se estivessem em um desenho animado um grande ponto de interrogação estaria em cima de sua cabeça. Nunca haviam dançado essa música.
 

O som do piano começou e Hoseok começou a dançar no ritmo, a música estava apenas no começo, mas sabia cada batida para fazer seus movimentos, e os fazia perfeitamente.
 

Baby, I'm not even in a gown

I'm just in a T-shirt on the couch

The way you want me makes me want you now

The only thing you have to say is...
 

Chegou perto de Taehyung, esse que estava parado observando tudo, o envolvendo para perto de si calmamente, colocando a mão em sua cintura em um toque suave, continuando com os passos calmos.
 

And I feel this way...
 

Passou a mão por seu rosto, o fazendo fechar os olhos e abaixar a cabeça de modo sútil, apenas aproveitando a vibe da música.
 

with no chemicals in my system
 

Colocou a mão por debaixo de seu braço esquerdo e o fez se erguer cada vez mais alto na batida da música, ainda colados.
 

Babe, It's incredible
 

O fez colocar a mão levantada em seu ombro e o puxou para mais perto, envolvendo ainda mais suas mãos na cintura fina, colando suas testas, bem próximos.
 

When you're touching me...
 

Jogou um pouco o tronco de Taehyung para trás, o fazendo girar em seus braços.
 

yeah, that says it all, you said it all
 

O separou de si e o girou novamente, mas agora como em uma valsa, o trazendo para perto em um movimento suave e rápido. Taehyung estava com os olhos arregalados, totalmente extasiado com o que estava acontecendo, mas nada falava, estava gostando muito daquilo.
 

Baby, I'm not even in a grown
 

Com os corpos colados, andou três passos com o Kim o acompanhando e o jogou para trás, ainda o segurando. O contato visual que fizeram nesse momento foi o mais intenso e romântico que tiveram.
 

I'm just in a T-shirt on the couch
 

Ainda naquela mesma posição, Hoseok fez movimentos com a mão direita, como se passease a mão de forma sútil pelo corpo do maior, como ondinhas agitadas no mar.
 

The way you want me makes me want you now
 

O levantou e segurou em suas duas mãos, assim o girou e o trouxe para perto de si novamente, bem próximos, só que dessa vez colando as costas do mais novo em seu peitoral.
 

The only thing you have to say is...
 

O fez saltar no ar girando com seu corpo. Chegando ao chão, com sua mão segurando na dele, o puxou novamente de frente, naquele mesmo contato, com as testas grudadas.
 

Make your jaw drop-drop
 

Se soltou do abraço e dançou alguns passos sozinho
 

Saying, my, drop-drop-drop

Make you say: Oh my God

My, drop-drop
 

e puxou Taehyung para perto de si novamente, ficando atrás do corpo esbelto, fazendo passos de costas coladas com a dele.
 

Make your jaw drop

Make you say: Oh my God
 

Rodopiou e continuou os passos, abaixou o tronco de Taehyung como se fosse um apoio e rodopiou novamente em sua costas, o envolvendo na música.
 

And you never felt this type of emotion~
 

Ofereceu a mão para Taehyung e este a acatou, percebendo o pedido, se sentindo muito mais calmo e bem mais solto, finalmente se juntando a dança com o namorado.
 

Make your jaw drop-drop

Saying, my, drop-drop-drop

Make you say: Oh my God

My, drop-drop

Make your jaw drop

Make you say: Oh my God

And you never felt this type of emotion
 

E para acabar, Taehyung pulou em seu colo, entrelaçando suas pernas ao redor da cintura do namorado, que o segurou firme. O contato visual não foi cortado nenhuma vez, e agora parados, olhando intensamente um para o outro, pareciam enxergar a alma de cada um. Apenas uma palavra poderia resumir o que o casal transmitia depois disso tudo:

 

 

 

 

 

 

 

 

Tensão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Isso que rodeava o casal naquele momento.
 

Com as testas encostadas e as respirações ofegantes, o contato visual era intenso, ardia como fogo.
 

Depois de alguns segundos daquele mesmo jeito, Taehyung iria falar alguma coisa mas Hoseok o calou no mesmo minuto.
 

O beijou.
 

Um beijo que transmitia tudo o que estavam sentindo naquele momento. Um ósculo profundo e quente, quase que desesperado, como se necessitassem um do outro como precisassem de ar. Um beijo perfeito, que apenas eles sabiam dar. O encaixe perfeito das duas bocas.
 

— Vão para um quarto! — O beijo foi cortado no mesmo momento ao que os outros membros entraram na sala, acabando com o clima, todos muito surpresos com o que viram. Taehyung se assustou junto de Hoseok ao que os outros apareceram de repente. Riu tímido pelas palavras de Jimin, escondendo seu rosto na curvatura do pescoço do namorado, totalmente envergonhado e vermelho. O mesmo achou tão fofo que selou os seus lábios antes de deixá-lo no chão.
 

— Vocês viram tudo? — Hoseok perguntou, também envergonhado. — Pensei que já haviam ido embora.
 

— Tudo! Até gravei! — Jimin falou. — Resolvemos esperar vocês.
 

— Foi incrível, Hyungs!
 

— Nunca vi vocês dançarem uma coreografia do tipo.
 

— Foi muito lindo de se ver! Deveriam fazer mais.
 

Taehyung apenas riu, todo sem jeito e sem saber o que dizer. Hoseok o abraçou por trás, achando muito fofo o jeito do namorado, amava o ver envergonhado.
 

Depois do acontecido, o casal viu o vídeo e achou realmente muito lindo o que fizeram. Apenas deixaram os seus corpos serem livres, deixaram seus sentimentos tomaram a posse, expressando o amor que sentiam um pelo outro pela arte da dança.
 

Como já havia dado a hora, voltaram todos para casa.

 

Já de noite, Hoseok resolveu que iria dormir no quarto do namorado aquela noite, já que nos outros dias haviam dormido no quarto dele.
 

Taehyung tomou banho primeiro e foi até a cozinha preparar uma pipoca para assistirem algum filme enquanto o namorado tomava banho. Ele estava normal, com um short verde escuro que sempre usava e uma camiseta preta. O cabelo já seco todo 'enroladinho, fofo, e estava com um 'cheirinho de morango por seu corpo todo pelo seu creme corporal ser desse odor. Hoseok amava sentir aquele cheiro todas as noites, assim como Taehyung amava sentir o cheiro de baunilha do mais velho todas as noites.
 

Resolveu lavar a louça para ajudar seus Hyungs e seu Saeng enquanto esperava Hoseok.
 

Se passou algum tempo e já estava quase terminando quando foi surpreendido ao sentir um corpo quente o abraçar por trás de repente, dando um pulinho de susto, mas logo sorriu bobo, já sabendo quem era.
 

— Você está tão cheiroso... — Fungou a nuca do de cabelos pretos, que se arrepiou e contorceu o pescoço pela cosquinha.

 

— Hobi!
 

— Não posso mais sentir o cheiro de morango do meu namorado?
 

— Você sabe como eu fico quando você faz is... Ah! — Hoseok mordeu sua nuca de leve, rindo provocante da reação do mais novo. Ah, e como sabia como o mesmo ficava só de beijinhos no pescoço. Todo manhoso.
 

— Você foi tão perfeito lá... Dançando junto comigo... — Começou a distribuir beijos pela nuca do garoto, que havia parado de levar a louça por não conseguir mais se concentrar. — Lembrar de você descendo até o chão me faz ficar tão... — Sussurrava todas essas palavras, o calor já ardia no corpo do maior, e no de Hoseok também, como fogo. — Me faz ficar tão...

 

— Amor... — Taehyung inconscientemente, aproveitando que seus corpos estavam colados, rebolou fraquinho o bumbum no membro coberto do moreno, aproveitando que o mesmo o encoxava pelo abraço. Mordeu o lábio forte ao que Hoseok pressionou seu quadril para frente, o encoxando com vontade pela sua atitude, o fazendo gemer dengoso. — Te faz ficar tão o que, Hobi-ah? — Perguntou já ofegante, provocativo, já sabendo a resposta.

 

— Você sabe que eu me expresso melhor com o corpo, Taehyung...

 

Taehyung

 

Amava quando Hoseok o chamava pelo nome em momentos assim, com a voz rouca e sensual...

 

Após essas palavras Taehyung se virou, ficando frente a frente do namorado, o beijando ferozmente, necessitado. Só pôde perceber naquela hora que Hoseok estava sem camisa e apenas com uma calça moletom, atiçando-o ainda mais.
 

Hoseok impulsionou sua bunda para cima, o fazendo pular em seu colo e entrelaçar suas pernas ao redor de sua cintura. Sem parar o beijo em nenhum momento foram se dirigindo ao quarto, quer dizer... Tentaram.

 

Foi impossível não prensar Taehyung contra a parede antes apenas para o beijar com mais vontade antes de continuar seu trajeto. Pouco se importando se os outros garotos iriam ficar: "Que merda de barulho é esse?", mas não tinham culpa, o desejo carnal de ambos os dominaram por completo.
 

Continuando o trajeto, finalmente chegaram ao quarto de Taehyung. Hoseok o jogou na cama não brutalmente, subindo em cima de seu corpo, entre suas pernas, continuando o beijo. Taehyung soltava muxoxos disparados durante o ósculo pelo mais velho fazer questão de apertar sua coxa e sua cintura, judiando de sua sanidade. 

 

Separaram-se pela falta de ar e se olharam intensamente, sem dizer uma única palavra, apenas tentando arrumar a respiração para continuar. Hoseok via uma galáxia inteira naquele olhar e Taehyung olhava uma galáxia inteira a sua frente, Jung Hoseok.

 

Taehyung sorriu travesso antes de inverter as posições e ficar por cima, sentado no sexo do namorado. O beijou novamente e ousado como era e como amava rebolar no colo do Jung, iria rebolar, rebolar com vontade.
 

— Se ajeita aí, amor. — Pediu e levantou um pouco para Hoseok encostar suas costas no batente da cama para ficar confortável e subiu novamente em seu colo.
 

Beijou o pescoço do menor começando com seus movimentos. Gostando dos gemidos roucos que o namorado soltava, o incentivando.

 

— Você faz isso tão bem, merda... Ah...
 

Deixando o pescoço do moreno de lado, passou a olhar em seus olhos, sorrindo provocativo, passando a rebolar com mais intensidade só para provocar.
 

— Hmmmm... — Mordeu o lábio inferior, jogando a cabeça para trás, gemendo pela fricção de seus membros e de sua entradinha sedenta para sentar com vontade, sabendo que Hoseok olhava cada reação sua. Sabia que o namorado amava ver suas expressões durante o sexo.

 

Hoseok em um movimento rápido tirou a blusa do corpo do de cabelos pretos, a jogando em qualquer lugar, e de surpresa...
 

— A-Amor? Ah! — Gemeu manhoso quando o namorado começara a chupar seus mamilos tão sensíveis, nem percebeu que seu rebolado se tornou mais pressionado e rápido pelo tesão. — Hmmm... Sim...

— Como eu amo te ouvir gemer, puta que pariu! — Segurou a carne farta da bunda do namorado em tesão, mordendo os lábios fortemente olhando nos olhos do mesmo.
 

Inverteu as posições, fazendo Taehyung se deitar. O beijou novamente, de forma ainda mais feroz e intensa.
 

Começou a descer seus beijos pelo tronco desnudo, parando em frente ao sexo do namorado. Levantou a cabeça, o olhando sorrindo travesso. Taehyung só soube morder os lábios pela visão e colocar a mão nos fios do menor, fazendo um pequeno carinho.
 

— Me diga, Tae... O que você quer?
 

— Ah, droga, Hoseok! Apenas vá logo! — Disse totalmente necessitado, não querendo participar dos joguinhos provocantes do mais velho.
 

— Mas eu não sei o que é para fazer, bebê... — Mentiu, adorando ver a expressão de tédio do namorado, o fazendo rir.
 

— Por favor, amor... Me chupa bem do jeitinho que só você sabe fazer... — Ditou manhosinho. Hoseok sorriu safado, nunca que recusaria um pedido desses! Tirou o shorts do corpo esbelto, sabendo que não haveria cueca ali, passando a beijar sua virilha, indo descendo e descendo...
 

Lambeu a glande, já ouvindo o outro gemer manhoso, o excitando. Amava ouvir os gemidos do namorado, tão necessitado, necessitado de si. Um de seus sons favoritos.
 

Logo começou a chupar o membro do garoto, o engolindo por inteiro e o tirando de sua boca apenas para beijar a cabecinha e engoli-lo novamente.
 

Taehyung arqueava as costas e quase gritava de prazer. Só não fazia porque sabia que os outros garotos estavam dormindo e não queria incomodá-los. Mas ainda sim, seus gemidos eram bem altos, não conseguia se controlar e Hoseok amava isso.
 

— Amor! — Chamou desesperado, mordendo os lábios e arqueando as costas. Apertava o cabelo do mais velho fortemente para descontar todo o prazer e o mesmo amava aquilo. Amava fazer Taehyung ir a loucura apenas com um boquete. — Não... — Tentou pedir para parar, mas estava tão fora de si que não conseguiu formar a frase completa. — Hobi... C-Chega! — Puxou a cabeça do mais velho para soltar seu membro e continuou. — Eu quero chegar lá com você dentro de mim... 

 

— Qual posição hoje, amor? — Distribuiu beijinhos por seu pescoço enquanto o esperava decidir. Seu membro doía e implorava por Taehyung, mas o dar prazer antes era o melhor prazer que Hoseok podia sentir.
 

— De quatro... E depois de ladinho! — Hoseok riu, achando fofo a última escolha. Sexo de ladinho é com certeza a posição favorita de Taehyung. Selou os lábios do mesmo em um selinho romântico e carinhoso antes de pedir:
 

— Empina 'pra mim, empina?
 

E assim Taehyung fez. Deitou por cima de seus braços e empinou bem a bunda. O treino na academia resultou naquela maravilha e Taehyung sabia usá-la muito bem para excitar o namorado, principalmente em shows, e o outro adorava aquilo.
 

Hoseok ficou estático por alguns segundos, mordendo o lábio apreciando a visão que tinha. Por céus, só queria se enterrar ali por inteiro! Sabia que Taehyung estava sorrindo por saber que apreciava a cena.
 

Ainda coberto pela calça, encoxou o namorado apenas por provocação, o ouvindo gemer. Colocou as mãos na cintura fina e fofa, acariciando-a. Taehyung sabia que Hoseok amava apreciar cada detalhe quando transavam, achava aquilo muito fofo e sexy da parte do namorado.
 

Sem mais alguma demora, Hoseok tirou a calça moletom, a jogando para qualquer canto, não precisou se preocupar com a cueca porque afinal, não a usava de noite.
 

Se esticou para pegar na gaveta o lubrificante que sabia que Taehyung guardava e passou em seu membro todo.
 

Taehyung era acostumado com seu volume mas, céus! Ele era tão apertado, sempre! É delicioso sentir suas paredes internas apertarem seu pau.
 

— Vou entrar, bebê. — Avisou, mas antes, continuou: — Traz sua mão 'pra trás... — Pediu e Taehyung fez, deitando a palma para cima, já sabendo o que o namorado iria fazer. Amava aquele gesto com todas as suas forças. Hoseok entrelaçou suas mãos em um aperto gentil e seguro, e começou.
 

Enfiou tudo devagar. Os dois gemeram pelo prazer de se fundirem.
 

Taehyung adorava provocar naquela posição. Antes de Hoseok começar a se mexer, passou a se foder em seu pau, indo e vindo, frente para trás, podendo ouvir o namorado gemer alto, o fazendo sorrir satisfeito.
 

Olhou para trás, o vendo estático olhando para aquela cena. Se sentiu o homem mais gostoso do mundo com ele o olhando daquele jeito.
 

— Você não sabe o como é maravilhoso ver meu pau entrando e saindo de você... — Falou, sorrindo e mordendo os lábios, apertando a carne farta da bunda do namorado.
 

Parou com aquilo e Hoseok começou a se mover. O ritmo era lento, romântico. Puxou Taehyung para cima, fazendo suas costas baterem em seu peito. Sim, amava ficar daquele jeito com ele enquanto transavam.
 

Taehyung se ajeitou para ficar mais confortável e ainda sim empinadinho, com suas mãos na frente de seu corpo por apoio e suas pernas em W. Não era uma posição muito confortável, mas gostava dela, era fofa. E o melhor, poderia beijar Hoseok, mesmo que de um jeito bagunçado.
 

— Amor...! — Gemeu manhoso e arrastado ao que sentiu a ponta do pênis do namorado roçar em sua próstata. Mordeu os lábios e passou a acompanhar o ritmo do namorado, subindo e descendo sua bunda no ritmo em que era estocado. — Caralho... Isso é tão bom! — Gritou, totalmente cheio de tesão, jogando a cabeça para trás, sentindo Hoseok beijar suas costas.
 

— Você é tão gostoso, Taehyung... — Elogiou, dando uma mordida carinhosa no ombro do namorado para descontar o prazer.
 

Taehyung se deitou na posição inicial ao que suas pernas começaram a doer e o ritmo aumentou. Hoseok passou a o estocar com maestria, bem fundo e forte, os dois já não seguravam mais os gemidos. Rebolava e o estocava gostoso, Taehyung amava quando ele dava essas reboladas, técnica ótima que conseguiu aprender por praticar dança.
 

— Amor, amor, amor! — Gritou, totalmente necessitado, gemendo descontroladamente. Hoseok sorriu de lado, orgulhoso, havia atingido o ponto doce do namorado.
 

Trocaram de posições, sem parar de o estocar, ficando de "ladinho" como Taehyung queria. Levantando um pouco o tronco e se apoiando em seu braço Hoseok agora podia observar o que mais amava ver durante o sexo: Taehyung se contorcendo de prazer. Amava ver seus lábios inchadinhos sendo mordidos pela milésima vez, seus olhos se revirando junto de sua cabeça sendo jogada para trás por puro tesão. Era maravilhoso.
 

O barulho de seu escroto batendo contra as bandas do mais novo era forte, Taehyung apertava o lençol para descontar a vontade de gemer alto, mas não funcionava.
 

— Hoseok, eu- eu...! — Não conseguiu terminar a frase e jorrou sêmen, sujando seu abdômen, gemendo longo e manhoso, clamando pelo nome do namorado. Hoseok veio exatos cinco segundos depois, continuando a estocar para prolongar o orgasmo.
 

Saiu de dentro do interior do amado e caiu ao seu lado, os dois totalmente suados e ofegantes. O sexo dos dois era sempre assim: Intenso demais.
 

Com a consciência cem por cento recuperada, se aninharam, de conchinha, apenas aproveitando o carinho um do outro. Taehyung colocava os fios do cabelo de Hoseok atrás da orelha enquanto esse fazia um carinho em sua cintura. Os dois sempre carentes e amorosos após o sexo.
 

— Amor.
 

— Oi.
 

— A PIPOCA!

 

E aqui está o quinto desastre do dia.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...