História Extras Percico - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Luke Castellan, Nico di Angelo, Percy Jackson, Will Solace
Tags Curtas, Drabble, Nico Di Angelo, Percico, Percy Jackson, Pernico, Sexo, Shortfic
Visualizações 256
Palavras 835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, como vão vocês?
Aqui está mais uma curtinha.
Espero que você gostem.

Capítulo 9 - Puppy training


Nico fechou os olhos e respirou fundo, seu estomago se revirando de ansiedade.

Era novidade, essa coisa que ele e Percy compartilhavam. Uma hora eles eram amigos e colegas de trabalho, e na outra, puff! Percy o convidava para sair, nove meses de namoro e só agora Nico tinha tido coragem para dizer o que realmente gostava. Quer dizer, Percy era seu primeiro namorado, mas uma parte dele sempre quis saber como seria deixar que alguém o controlasse de verdade, sempre precisar mostrar uma frente forte com medo do que as pessoas fossem achar. Ali ele estava seguro.

Esse era o momento, podia sentir em cada célula de seu corpo e em cada pelo que arrepiava ao ouvir o barulho das chaves contra a fechadura. Às suas costas, a porta da entrada foi fechada e passos vieram em seguida, distantes, mas se aproximando pelo corredor em direção a ele, junto do ruído de roupas sendo tiradas.

Nico apertou as mãos contra o corpo, atrás das costas, e lutou contra a vontade de querer virar o rosto e olhar para trás. Mas ele era um bom garoto e ao invés de seguir suas vontades, se certificou de estar seguindo cada uma das instruções que que seu mestre havia lhe dado, ouvindo dentro de sua cabeça a foz firme de Percy dizer cada palavra.

Levou as mãos ao pescoço, verificando a pesada coleira de couro negro que havia colocado e as deslizou para baixo sem nenhuma roupa para atrapalhar, vestindo apenas uma gaiola de aço maciço que comprimia seu membro do jeito certo e sentindo o anel peniano prendendo suas bolas, o impedindo de ter qualquer tipo de orgasmo. Se colocou na posição que seu mestre havia lhe ensinado, ajoelhado no chão com as pernas abertas e mãos atrás das costas, e esperou até que Percy estivesse perto o suficiente, e só assim abriu os olhos.

Percy o puxou com força pelo cabelo em sua nuca e o beijou suavemente nos lábios. O contraste entre as duas ações fazendo sua cabeça girar.

— Como foi o dia do meu bebê? Você fez o que eu pedi? — Nico acenou que sim, lutando para permanecer quieto e na posição, seu corpo querendo amolecer nos braços de Percy.

Percy puxou seu cabelo com mais força e um gemido choramingado fugiu dos lábios de Nico, a primeira regra já sendo quebrada.

Nico deveria sempre responder com palavras.

— Sim, eu...ah... eu fiz o que você pediu. Senhor. — Nico completou, mantendo a coluna ereta e pernas abertas.

Percy sempre deveria ter acesso a todos os cantos do corpo de Nico, essa era a segunda regra.

— Eu tenho certeza que sim, querido. Mas nós precisamos ter certeza.

Percy deu a volta ainda segurando os cabelos negros entre os dedos e se colocou no meio das pernas de Nico, o fazendo levantar a cabeça e abrir os lábios, Percy abriu o seu zíper com uma mão e tirou o membro grosso e longo com a outra, a ponta da cabecinha já babando.

Nico se sentiu arrepiando e acenou novamente, engolindo em seco. Era a primeira vez que fazia um boquete. E se ele não fosse bom nisso? Treinar com dildos era diferente da coisa real.

Só tinha um jeito de descobrir.

Fechou os olhos e deixou que Percy o colocasse na posição que quisesse, abriu bem os lábios e sentiu o gosto amargo e desconhecido explodindo na boca, sua língua se movendo igual ao que havia visto um ator pornô fazer, roçou a pontinha da língua na abertura da glande e deslizou a boca para baixo, mais fundo e mais molhado, sua língua indo junto e massageando por toda a extensão, relaxando os lábios em seguida.

— Hmmm bebê, você aprendeu direitinho. Mais apertado, isso, vai... — Foi quando Nico sentiu o ar abandonar seus pulmões e sua gaiola se apertar como nunca havia acontecido antes.

Percy segurou firme em seus cabelos e se afundou nele, indo o mais fundo possível, rebolando e movendo rapidamente os quadris, sem lhe dar qualquer chance de respirar. Percy moveu sua cabeça como se ele fosse um objeto qualquer e gozou fundo em sua garganta, fazendo gozo ir para todos os lados, abaixo por sua garganta, escorrer para fora de sua boca e até sair por seu nariz, o arrancando do membro que ainda se contraia e soltava alguns jatos de sêmen, o olhando fixamente nos olhos com uma expressão que Nico não havia visto antes, não no rosto bondoso e gentil do homem a sua frente.

Achava que estava apaixonado.

Percy o segurou daquele jeito por mais um momento, observando Nico engasgar, chorar e tremer, lutando para respirar a cada folego e passou os dedos na bagunça de seu rosto, secando as lagrimas e limpando o sêmen que escorria por seus lábios e pescoço.

— Tão lindo, Nico. Você nunca esteve tão bonito. — Percy acariciou seus cabelos como se tivesse falando com um bichinho de estimação e o puxou pelo colar da coleira, o fazendo engatinhar até o quarto que eles dividiam.


Notas Finais


Comentários? Talvez pedidos?

Obrigada por ler.^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...