História Eyes Never Lies - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM)
Tags Bangtanboys, Bts, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Suga
Visualizações 11
Palavras 667
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 41 - A dor em seus olhos.


Fanfic / Fanfiction Eyes Never Lies - Capítulo 41 - A dor em seus olhos.


revistando Jun com cautela, mantive meus olhos atentos a qualquer movimento. quando tive certeza que ele não havia escondido nenhum brinquedinho perigoso consigo e o liberei.

Namjoon:-limpo, se for uma armadilha. juro que vou enfiar um bala na sua cabeça. digo o encarando profundamente.

Jun:- não duvido. mas precisamos ir, S/n precisa de ajuda. disse, podia ver seu corpo tremer nervosamente.

Namjoon:- me guie ate lá. deixe as mãos onde posso ver. falo indicando para ele andar em frente.

ele fez oque tinha pedido, caminhou rápido apesar de seus ferimentos.

Namjoon:- o que houve contigo?. pergunto incomodado com aquilo.

Jun:- só o que os traidores recebem. descobriram que entreguei a todos, ai pode imaginar. mandaram alguns brutamontes darem um jeito em mim. disse calmo, como se apenas estivéssemos falando do tempo.

Namjoon:- oque aconteceu com eles?, e por que agora trocou de time?. falo encarando suas costas.

Jun:- Culpa, cansaço, arrependimento,amor. passei muito tempo cego, apenas me segurando num pequeno fio de esperança. pode imaginar, ver isso em outra pessoa e no momento seguinte assistir enquanto aquilo se desfaz. enquanto o brilho se apagar dolorosamente. estou sentindo o cansaço em meus ossos, o esgotamento da minha alma. éo que torna pior e ser o causador e permitir que fizessem isso a S/n. disse me olhando sem realmente me ver, ele parecia reviver algo obscuro e doentio. resumimos nossa caminhada em silêncio, cada qual com seus pensamentos. o corredor que havíamos entrando era sem saída, enfiei o cano da arma nas costelas dele pronto para atirar.

Jun:- calma e uma parede falsa, ela está mas a frente. disse me olhando.

Namjoon:- okay, apenas tire ela da frente. falei dando um passo para trás.

observei Jun pressionar a parede com o corpo, uma tábua se desprendeu, Jun empurrou a tabua para o lado como uma porta deslizante. pelo o ombro dele pude ver o resto do armazém.

Jun:-: eu a deixei mais ao fundo. Z.T encheu ela de tranquilizantes, S/n ainda está em choque e tem febre. quando estiver com ela a leve para um hospital urgentemente. falou sério.

Namjoon:- Por que não disse logo, se apresse e me mostre onde ela está!. falei sentindo minha raiva avançar novamente.

Jun se apressou, acho que minha cara expressava o suficiente para dar medo nele. um grande portão de ferro enferrujado me separava de S/n. Jun abriu o suficiente para uma pessoa, me surpreendeu que aquilo não fez o barulho. seguir sentindo o acelerar do meu coração. aquele lugar tinha sido feito de oficina a muito tempo atrás, mas hoje era um depósito cheio de caixotes por todo lado.

jun me levava com passos rápidos e forte, os sons de nossos sapatos estavam sincronizados num ritmo feroz.

S/n estava encolhida entre duas caixas, pálida e trêmula. corri para seu lado sem me importar com Jun. me ajoelhei ao lado dela tocando seu rosto levemente. o calor que emanava dela me assustou.

Namjoon:- S/n estou aqui...S/n acorde. digo a pegando no meu colo.

seus olhos se abriram um pouco, estavam fora de foco. sua testa franzida com o esforço para entender oque acontecia.

S/n:- Nam...Namjoon? e você mesmo?.perguntou incerta

Namjoon:- sim, estou aqui pra te buscar S/n. digo beijando suas bochechas.

S/n:- verdade!??... não, não . vá embora. ele..ele vai..te matar. não posso ver, não quero mais ... fuja.. corra corra corra. falava freneticamente, enquanto se movia loucamente.

Namjoon:- shh tudo bem, vamos correr os dois. confie em mim. dizia em seu ouvido.

o som de ferro batento assustou a todos nós.

Jun:- vocês devem ir agora, vou segurar o máximo que puder. tem que forçar as janelas com tábuas presas nelas, podem seguir em frente serão fáceis de achar. disse olhando em volta.

Namjoon:- e você, vamos todos juntos. digo o pegando pelo o pulso.

Jun:- vá, apenas cuide dela por mim OK. falou sorrindo levemente.

Namjoon:- então ao menos fique com sua arma. falo lhe entregando a arma .

Jun:- agradeço. disse pegando a arma e saindo sem nos olhar.

agarrei as pernas de S/n e comecei a carregar-la. podia sentir S/n segurando minha camisa com dedos fracos quando começamos a ouvir os sons do combate a nossas costas.


Notas Finais


Desculpem pela demora. aguentem um pouco mas que estamos quase no fim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...