História Eyes Of Devil - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook
Visualizações 2
Palavras 3.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa fanfic era pra ter sido postada na minha outra conta porém a burrinha aqui perdeu totalmente o fluxo da coisa e junto perdeu a conta também. Pois é seguimores não está fácil para ninguém.

Capítulo 1 - Presságio


Fanfic / Fanfiction Eyes Of Devil - Capítulo 1 - Presságio

 ❦ ════ •⊰❂⊱• ════ ❦

Correr, era a única coisa que aqueles dois podiam fazer.

Uma idéia inútil.

Eles sabem que o mal os alcançará.

Eles sabem que vão se exaurir. Que a esperança se derreterá e sucumbirá tão rápido quanto surgiu e que o fim é factual, iminente e inevitável.

Porém, preferem se agarrar loucamente a essa ideia do que dar-se por vencido, como um náufrago agarrando-se a uma âncora no momento do fim, só pra contar para o próprio vazio que ele lutou pela vida até seu último instante.

O pequeno bebê enrolado em mantas no braço da mãe chorava descontroladamente em desconforto por estar sendo balançado de todas as formas possíveis, seguindo o compasso desesperado e aturdido do choro da mãe. O homem à sua frente tentava, em vão, proteger sua família, o sangue descambando lentamente por seus braços, exibindo marcas de arranhões que atestavam brigas com outros demônios que lhe perseguiam.

- Eu não consigo mais, Jaehyun. Eu não posso prosseguir...

O homem olhou atordoado para a mulher a sua frente,a expressão de cansaço passeando por sua face, enquanto o pequeno bebê em seus braços se remexia procaz e agora tentava encontrar conforto no colo de sua mãe.

- Me deixe aqui, vá em frente. Proteja o nosso filho...por favor.

As lágrimas escorriam pelo rosto da nulher, que agora depositava o filho nos braços de seu marido, e junto desse ato, seus últimos suspiros de que tudo aquilo poderia acabar bem.

 •⊰❂⊱•

- JIMIN! JIMIN!

Era como se o subconsciente do garoto gritasse consigo mesmo de todas as formas, pelo menos era isso que ele acreditava até sentir seu corpo ir de encontro com a neve fofinha abaixo de seus pés e logo em seguida tiros e mais tiros serem disparados em direção do mesmo que tentava falhadamente se manter a salvo enquanto rastejava para perto de uma árvore pretendo usa-lá como escudo contra os disparos que não cessavam de nenhuma forma, pelo contrário, só se intensificavam mais a cada mísero segundo que se passava.

- Você está bem?

Jimin deu um pulo assustado ao sentir alguém apertar seu braço de maneira apressada e respirou aliviado ao perceber que se tratava de Namjoon.

- Eu estou...me desculpe Hyung, minha mente está me pregando peças o tempo inteiro.

Disse o menino de cabelos cinzas com os olhos meio chorosos por conta da adrenalina que se passava por todo o seu corpo, não que aquele acontecimento fosse algo para deixa-lós surpresos mas ainda assim abalava extremamente o pequeno.

- Não se preocupe com isso, venha precisamos ir. Depois falaremos com Jin, ele saberá o que fazer.

Namjoon disse puxando o mais baixo pelas mãos, os disparos já não eram tão contínuos como antes mas Jimin sabia que a qualquer momento poderiam voltar da mesma intensidade que antes ou até pior.

-Mas onde eles ?

Jimin perguntou um tanto preocupado enquanto observava toda aquela imensidão de árvores e neve. Eles eram um grupo de quatro pessoas mas tudo aconteceu muito rápido e todos seguiram por caminhos diferentes.

- Eu os perdi durante o tiroteio, não sei ao certo onde estão agora. Eles vão nos encontrar, é só questão de tempo até isso acontecer.

Disse o mais velho tentando convencer mais a si mesmo do que o garoto ao seu lado que se encolhia cada vez mais no casaco escuro que cobria seu corpo.

 •⊰❂⊱•

[Alguns anos antes]

A noite não demorou muito para chegar, deveria ser de todas as formas uma noite repleta de alegria já que Jennie e Jaehyun ganhariam o primeiro de seus muitos outros filhos, mas nada do planejado aconteceu, Jennie começou a sentir contrações extremamente fortes e o marido logo correu em busca de ajuda e a mesma logo veio. Uma mulher que era muito conhecida aos arredores da cidade por ser uma parteira de muito talento invadiu a casa e assim que colocou os olhos em cima da pobre mulher que se contorcia em cima de sua cama e gemia pela dor passando por todo o seu corpo, temeu que o pior acontecesse por sabia que ali, havia algo errado, algo muito errado.

- Algo não está certo, ela não deveria sangrar dessa maneira.

A mulher disse enquanto lutava para estancar o sangue que saia do baixo ventre da mulher, Jaehyun se encontrava segurando forte e encarando os olhos sôfregos de sua amada, a mesma lhe retribuía o olhar na mesma intensidade, parecia saber exatamente todas os pensamentos ruins que cercavam a cabeça do marido.

- Você precisa ajudá-la, salve minha mulher e meu filho. Eu imploro.

O homem disse enquanto sentia lágrimas escorrerem por sua bochecha, não conseguia entender o porque de tudo aquilo estar acontecendo, seria algum tipo de castigo?

A parteira pediu que Jaehyung se retirasse do local e mesmo relutante ele a obedeceu, sabia que era a melhor escolha, não suportaria ver sua mulher sofrendo daquela forma, não queria ver seu pequeno filho sofrendo enquanto lutava para tentar de alguma forma sobreviver. Ao sair de sua casa sentiu o frio forte vir de encontro com sua pele, todo o seu corpo se arrepiou mas não era lá um arrepio bom e sim mais uma sensação ruim.

Você pode salva-lá, apenas faça a escolha certa meu caro.

Jaehyun se virou para os lados em busca da voz extremamente assustadora que era direcionada a sua pessoa e não encontrou por ninguém, talvez só estivesse de todas as formas surtando com os gritos de sua amada que vinham de dentro de sua casa e que invadiam seus ouvidos de forma bruta fazendo seu corpo estremecer.

Você sabe muito bem que só precisa fazer uma escolha, uma única escolha.

Dessa vez a voz soou mais próximo de Jaehyun fazendo o mesmo olhar para atrás na esperança de que tudo aquilo fosse somente sua mente lhe pregando peças ao tardar da noite e da situção em que se encontrava mas sentiu seu coração disparar ao encara a sombra de uma figura masculina escorada na parede de sua casa, a mesma caminhou calmamente até que estivesse de frente para o homem que estava totalmente aterrorizado.

A pessoa se tratava de homem, tinha um corpo humano igual a de todos os outros mas ainda sim tinha um toque um tanto sobrenatural, seus olhos, de uma tonalidade totalmente vermelha faziam com que Jaehyun quisesse confessar todos os desejos e luxúrias presentes em sua alma, nos lábios da figura assustadora havia um sorrio um tanto maldoso como se previsse que Jaehyun fosse escolher exatamente o que ele queria.

- Que...quem é você?

Tem certeza que não me conhece? As pessoas falam de mim o tempo inteiro.

- O que você quer?

Você vai saber disso quando for a hora certa.

O homem disse antes de se aproximar um pouco mais de Jaehyun e o mesmo apagar completamente.

 •⊰❂⊱•

Já faziam longos minutos que Jimin caminhava acompanhado de Namjoon, os cabelos acinzentados batiam contra seu rosto e o menor levava as mãos aos mesmos á quase todo segundo na tentativa sem sucesso de tira-lós de seu rosto., era uma cena adorável senão fosse trágica.

Os olhos na mesma intensidade de cor que os cabelos rondavam em busca de algum sinal de seus amigos que haviam se perdido dentro da floresta a alguns minutos atrás.

- Não acho que seja seguro continuarmos por aqui Hyung.

Jimin disse se encolhendo ainda mais seu corpo contra o casaco azul que usava, uma sensação ruim corria pelo pequeno de cabelos cinzas, ele sabia que tinha alguma coisa errada.

Aquilo estava fácil demais.

Jimin parou seus passos e fitou a neve abaixo de seus pés, ele tinha certeza absoluta que algo estava por vir, sentia que havia alguém machucado e que se tratava de um dos seus amigos, queria sair dali mas ao mesmo tempo seu corpo se negava a correr.

- Jimin nós precisamos ir, temos que achar uma maneira de encontrar os outros.

Nmajoon disse e Jimin o encarou com um olhar assustado enquanto abria e fechava a boca na tentativa de alertar Namjoon sobre a figura atrás dele mas Jimin se viu perdido na imensidão dos olhos avermelhados do ser que devolvia o olhar na mesma intensidade.

- Ora ora, mais o que temos aqui?!

O homem disse fazendo Namjoon se virar de imediato e se preparando para atacar.

- O que você quer?

Namjoon perguntou enquanto mantinha sua adaga em punho e tentava distrair o ser para que Jimin pudesse sair dali, já que era a ele que o homem queria.

- Bom, acho que você sabe muito bem. A verdade é que eu estou bem impressionado, vocês estão durando bastante.

O homem de cabelos negros disse enquanto andava em volta dos dois sem muita emoção e mantinha seu olhar firme para o garoto de cabelos cinzas encolhido em seu casaco, o demônio podia sentir o medo tomar conta de todo o corpo do menor a cada segundo que se passava, como ele sabia disso? Bom, ele era um demônio e até se outra pessoa normal o visse saberia que estava com assustado, o cheiro de seu medo juntamente com um cheiro de baunilha e Deus era viciante e intenso que foi capaz de deixar o moreno meio desnorteado por alguns segundos e não perceber a aproximação de Jimin.

- O que está fazendo Jimin?

Namjoon perguntou enquanto arregalava os olhos vendo Jimin se aproximar ainda mais do demônio que por instinto recuou quando sentiu o toque quente do garoto contra sua pele um tanto gélida.

Foi uma questão de segundos até Jimin conseguir fazer suas delicadas mãos entrarem em contato com a pele da testa do demônio e se ver em um completo inferno, perdido em angustia e dor. Viu um garotinho pequeno de cabelos lisos, olhos negros e um sorriso revelando seus dentes fofos que se assimilavam a um coelho, viu o garotinho correr para os braços de uma mulher que supôs ser a mãe da criança e em seguida Jimin sentiu seu corpo seu jogado com brutalidade contra o chão e o mesmo gemeu de dor.

- O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?

O maior avançou contra Jimin e Namjoon se meteu na frente atacando o derrubando o demônio contra o chão enquanto tentava de forma falhar acerta a adaga em alguma parte do corpo do demônio, os dois ficaram de pé e travaram uma briga nada amistosa ao ver de Jimin.

Namjoon transferia murros sem interrupções contra o rosto do moreno que revidou com um chute fazendo Namjoon cair de costas no chão e se por de pé rapidamente, sentiu seu corpo ferver e em seguida chamas avermelhadas saírem de suas mãos e seus olhos tomarem uma tonalidade da mesma cor. O fogo consumia tudo ao redor dos dois mas nem assim o demônio exitou e continuou a atacar com toda a sua força fazendo Namjoon se irritar ainda mais e o derrubar novamente contra a neve fofinha e imaculada a baixo de si.

Jimin estava estático com tudo que viu da vida do moreno mesmo que ele o tivesse interrompido e isso de certa forma assustou Jimin por mais que ele ainda não tivesse total controle sobre seus poderes, as visões continuavam a chegar, a dor que o garoto sentiu continuava a chegar sobre todo o seu corpo, tudo em relação ao demônio parecia atingir o pequeno descendente dos arcanjos em cheio.

Jimin finalmente conseguiu se mover e levantar bem a tempo de tirar Namjoon de cima do moreno.

- Jimin, nós precisamos matá-lo e ir embora. Tem muit....

Namjoon sentiu seu corpo inteiro ser paralisado e viu os olhos de Jimin brilharem em um azul claro.

- Fique quieto Namjoon, eu sei o que estou fazendo.

Jimiin disse e Namjoon tentou se mover de todas as formas mais seu corpo não obedecia a nenhum comando seu, ele odiava quando Jimin usava esse tipo de poder e odiava ainda mais quando o pequeno de cabelos cinzas perdia o controle deles e ao julgar pela cena a sua frente era exatamente isso que estava acontecendo ali.

O demônio tentou reagir a aproximação de Jimin mas o garoto apenas jogou seu corpo de volta contra a neve, Jimin tinha uma aparência extremamente fofa e fraca mas isso era a última coisa a que o garoto de olhos cinzas podia ser assimilado.

Jimin colocou uma perna de cada lado da cintura do demônio e o mesmo viu os olhos de Jimin brilharem em um lilás escuro. As mãos delicadas do menor foram de encontro com a testa do maior outra vez trazendo a tona novamente aquela onda de sentimentos ruins que cercavam sua cabeça, o grito de dor de ambos ecoou pela floresta quando Jimin trouxe toda a dor física e emocional do maior a tona. Ele havia sofrido tanto por conta de ambição e luxúria.

Jimin se afastou do maior caindo exausto no chão.

- O que você fez comigo?

- Vai ficar tudo bem, Jungkook.

Jimin disse antes de liberar Namjoon e o mesmo bater com brutalidade na cabeça de Jungkook o deixando desacordado.

 •⊰❂⊱•

[Horas Antes]

- Yoongi, você não pode estar falando sério.

Namjoon disse quando Yoongi puxou do bolso seus tão preciosos canivetes táticos e os girou entre os dedos com uma mão enquanto com a outra mantinha o controle no volante do carro.

- Namjoon, estamos sendo perseguidos a quase cinco dias sem ter descanso algum, Jimin está sobrecarregado demais, você usa seus poderes de cinco em cinco segundos incinerando demônios como se fosse algum tipo passatempo e Jin nem consegue se manter em pé.

- Acho que Yoondi está certo, temos que descansar um pouco e recuperar as forças.

Jimin disse enquanto arrumava seu corpo no banco traseiro do carro e trabalhava em curar todas as poucas feridas abertas pelo corpo de Seokjin, marcas da recente luta que tiveram antes de roubarem o carro e sair daquele inferno que foi a casa dos quatro por pequenas seis horas antes de dezenas de demônios invadirem e começarem a atacar sem dó nem piedade.

Era aquilo que vinha acontecendo desde que Jimin completou seus dezoito anos de idade e agora com seus vinte e um aquela era a única forma de sobreviver que ele tinha presenciado.

Fugir e se esconder de demônios que eram completamente loucos para terem seu sangue em mãos.

- Você viu o que aconteceu quando paramos pra descansar a algumas horas atrás.

Namjoon rebateu enquanto encarava o corpo desmaiado de Seokjin pelo retrovisor.

- Ele vai ficar bem, não se preocupe.

Jimin disse já adivinhando o que se passava na cabeça do garoto de cabelos roxos.

- Namjoon, você mesmo está a beira de desmaiar de cansaço.

Yoongi disse intercalando seu olhar entre a estrada e o ser teimoso ao seu lado.

- Tudo bem Yoongi, mas assim que o sol dar seus primeiros fechos de luz nós vamos embora.

Yoongi sorriu minimamente enquanto acelerava a velocidade do carro e praticamente deslizava pelo asfalto coberto de neve e escuro, era perigoso estar aquela velocidade mas o garoto de cabelos negros tinha o controle de tudo ao seu redor.

Não demorou muito para os quatro estarem parados em frente á uma placa grande e em luzes neons vermelhas com inúmeras cetas apontando para o nome "Motel".

- Reservado e discreto, boa escolha Yoongi.

Namjoon disse revirando os olhos e ouviu os três atrás de si sorrirem de sua feição estressada e cansada.

Jin havia acordado a alguns minutos antes e se encontrava apoiado em Jimin que tinha um sorriso mínimo nos lábios cheios e avermelhados, estava feliz pelo amigo estar bem - não totalmente, mas estava -, ele só precisava de algumas horas de sono.

- Acho que você precisar dormir pra ver se fica menos rabugento.

Jin disse fazendo com que o roxo lhe enviasse um olhar de raiva.

- Afinal, o único rabugento aqui é o Min Suga.

-Eu já disse pra você não me chamar assim.

Yoongi disse fechando a cara e os punhos em sinal de raiva também.

- Deus! Vocês estão estressados demais.

Jin disse e Jimin apenas sorriu observando os amigos discutirem entre si.

- Vamos logo, quando mais descansarmos mas cedo vamos embora desse lugar.

Namjoon disse e os três apenas concordaram indo em direção até a entrada do local. A parte interior era ainda mais chamativa do que a exterior, as paredes em um tom petrocom muitos detalhes dourados e vermelhos, alguns sofás espalhados pelo salão e no centro do local havia dois elevadores no Jimin supôs ser a passagem para os quartos na parte de cima do motel.

Ao lado de todo esse espaço havia um balcão e atrás do mesmo havia um homem, aparentava ter uns cinquenta ou sessenta anos e fumava um cigarro que exalava um cheiro horrível por todo o local, o mesmo tinha sua atenção voltada para uma revista na qual nenhum dos três garotos se deram ao trabalho de tentar identificar.

- Olá, iremos querer dois quartos.

Namjoon disse colocando uma boa quantidade de dinheiro sobre o balcão e o senhorzinho apenas lhe lançou um olhar como se não desse a miníma para a existência dos três ali e jogou as chaves em cima do balcão voltando sua atenção para a revista antes depositada em cima de uma cadeira ao seu lado.

- Sexto andar.

O homem disse e os quatro apenas se entreolharam e riram da situação entediante no qual o homem parecia estar, deram de ombros e apenas seguiram até o elevador adentrando o mesmo e apertando na tecla prateada com um número seis grafado.

As portas do elevador não demoraram muito a se abrir e logo os quatro já se encontravam andando pelos corredores, gemidos podiam ser ouvidos vindos dos quartos já que as paredes eram aparentemente finas. Jimin ainda não havia tido nenhum contato com aquele tipo de coisa, sabia do que se tratava mas ainda assim tinha uma aura tão pura e inocente.

- Jimin, você ficará no quarto com Jin. Ele ainda não está recuperado e eu sei que você vai ajudá-lo se ele precisar.

Jimin apenas concordou e abriu a porta do quarto se despedindo de Yoongi e Namjoon que haviam ficado com o quarto da frente.

Jimin seguiu ajudando Jin e o deitou sobre a enorme cama de casal varrida com cobertas de seda na tonalidade vermelha e preto. Jin se deitou na cama sentindo todo o seu corpo relaxar e arfou cansado antes de fechar seus olhos e suspirar por alguns segundos.

- Você se sente melhor?

Jimin perguntou enquanto caminhava até o banheiro.

- Sim , só preciso dormir um pouco, prometo que você fará o mesmo daqui a umas duas horas ou três.

Jin disse e Jimin apenas concordou com um sorriso no rosto, ele faria a primeira ronda afinal não podiam ficar despreparados. Ainda no banheiro Jimin encarou seu reflexo no espelho e suspirou. Seus cabelos cinzas estavam bagunçados e seus olhos assumiam uma coloração marrom, isso sempre acontecia quando ele usava demais seus poderes, assim que conseguisse descanso o cinza natural de seus olhos estariam de volta.

Tudo aparentava estar bem até um estrondo grande ecoar por todo o prédio.




Notas Finais


Comentem e votem isso ajuda bastante. Obrigada🎈❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...