1. Spirit Fanfics >
  2. Eyes Off You >
  3. Capítulo Único - Eyes Off You

História Eyes Off You - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, tava com projeto de fazer uma oneshot de Kimetsu no Yaiba já faz um tempo, então decidi fazer do meu shipp favorito (Kanao e Tanjiro, mais conhecido como Tankana)
Comentem se gostaram e a depender do feedback talvez possa até fazer isso virar uma fanfic dps (se vai ser uma long ou shortfic eu decido depois)
Ah, e pretendo ainda hoje postar um capítulo de Lights, então fiquem ligados
No mais é isso, boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo Único - Eyes Off You


Era mais um dia cansativo para o jovem Kamado, seus treinos de melhoramento físico com Inosuke, Zenitsu e Tomioka estavam deixando-o muito cansado nos últimos dias, e assumir como um dos professores da academia de esgrima Kimetsu não facilitava para Tanjiro, tudo que ele mais queria era chegar em casa e poder descansar, poder se sentir em casa e claro, poder ver sua noiva, Kanao Tsuyuri

Tanjiro propôs à Kanao há quase um ano e meio, com a ajuda de sua irmã Nezuko - que cuidou da decoração em geral - e de Aoi, namorada do Hashibira e melhor amiga da Tsuyuri, ela iria organizar tudo na residência borboleta, assim, quando Kanao fosse visitar suas irmãs adotivas, ela teria aquela breve surpresa, a ideia dos três deu tão certo que acabou rendendo vários momentos fofos e engraçados dos recém noivados

-Kanao, cheguei - sem resposta, o rapaz que trajava uma camiseta quadriculada verde, uma calça preta básica e um sapatênis preto começara a ficar preocupado, ela não se atrasava no trabalho na floricultura, algo que a garota sempre amou fazer devido à influência de sua irmã mais velha, Kanae

Tanjiro então começou a pensar no que poderia ter acontecido com ela, ele pensou que pudesse ter sido sequestrada, assaltada, ou até coisa pior, ele começou a suar frio, se preocupava muito com a garota desde o primeiro dia que a conheceu, quando ela ainda era insegura e não tomava a iniciativa nas coisas, coisa que demorou muito a sumir, mas com a ajuda dele e de seus amigos, não há nem sinal daquele antigo estilo de vida dela

Depois disso, o Kamado decidiu procurar por ela pela casa, talvez ela só estivesse dormindo, talvez ela não tivesse o escutado, ele precisava ter certeza que estava tudo bem com ela, foi aí que, subindo as escadas em direção ao seu quarto, ele ouviu soluços abafados, já desconfiava o que seria aquilo, porém quis ter certeza

Ao abrir levemente a porta do quarto, percebeu que sua noiva estava deitada na cama, usando uma camisa branca e um shorts preto bem casual, ela abraçava o travesseiro e chorava um pouco, Tanjiro não conseguiu ver sua cara pois ela estava com a mesma enterrada no travesseiro, ela sempre dizia que ficava com uma cara meio inchada quando chorava, e não gostava que ele a visse assim, porém o mesmo não ligava, já disse várias vezes que ela era linda de qualquer jeito, e que acima de tudo, ele queria estar ali pra cuidar dela, e foi exatamente isso que ele se pôs a fazer

-Kanao, o que aconteceu? - ele sentou na cama e levou uma de suas mãos ao cabelo da garota, fazendo um breve cafuné nela, que se virou rapidamente e o fitou, seu rosto havia inchado, seu olhar era triste, seus olhos avermelhados indicavam que ela já chorava há um bom tempo, e sem dizer nada, ela apenas o abraçou com força, sendo retribuída quase que instantaneamente pelo seu noivo

Tanjiro já sabia o que fazer em momentos como esse, um abraço do mesmo, deixando ela próxima de seu pescoço e suas bochechas, onde ela pode sentir seu cheiro, nenhuma palavra sendo proferida, só aquele abraço, as sensações passando de um pro outro, e os carinhos que ambos trocavam eram a solução para qualquer problema que Kanao enfrentava - e o rapaz também amava como a garota fazia o mesmo quando ele estava triste

A Tsuyuri aos poucos foi se tranquilizando, não importava o que acontecesse, sabia que o Kamado, seus abraços e seu cheiro sempre resolviam, aquilo trazia paz e tranquilidade, acalmava o humor dela e, por vezes, a deixava manhosa e dengosa, cabendo então ao maior enche-la de carinho e doces, escolhendo um bom filme e colocando uma coberta para os dois, Tanjiro achava aquilo clichê, mas amava aquilo, amava Kanao acima de tudo e cuidava dela como se sua vida dependesse daquilo... Ele realmente dedicava sua vida a ela, e ele sabia que ela faria - e faz - o mesmo por ele, aqueles dois eram inseparáveis, não importasse tempo ou distância, não havia quem ou o quê que separasse os noivos

-Eu lembrei da Kanae hoje... Uma moça que visitou a floricultura tinha o mesmo sorriso simpático e o mesmo carisma dela, a filha dela até lembrava um pouco a Aoi... Eu me sinto culpada ainda pelo acidente da Nee-san

Kanae Kochou, irmã mais velha de Kanao havia falecido em um acidente de carro quando a garotinha ainda era jovem, ela havia ido busca-la numa festa quando um motorista foi de encontro ao seu carro em alta velocidade, constatou-se que ele estava embriagado, o que explicava ele andar na contra mão, o choque foi tão intenso que deformou completamente o para-choque dianteiro do carro da Kanae, levando alguns estilhaços de metal para dentro que acertaram ela

Kanao, sabe, entretanto, que aquele acidente não foi culpa dela, não foi ela quem o ocasionou, nem a própria Kanae tem culpa daquilo, porém, toda vez que se lembra da falecida irmã, ela insiste em dizer que se não fosse por ela, talvez sua irmã mais velha ainda estivesse aqui, ajudando ela na floricultura e ensinando coisas belas sobre a vida

-Amor, respira, você não tem culpa daquilo... Kanao, mesmo que a Kanae tenha passado dessa pra melhor, ela ainda está conosco, nos observando de lá de cima, ela nunca deixou de estar no seu coração, e tudo isso aqui prova isso - Tanjiro segura suas mãos, fazendo um breve carinho em sua palma com o polegar - eu vejo muito da própria Kanae em você, sua doçura, seu jeito angelical, a calma e tranquilidade que você passa, tudo isso são traços que sua irmã tinha e você herdou, então não chore, sempre que se sentir culpada, fecha os olhos e tenta lembrar de todos os ótimos momentos que passaram juntas, tenho certeza que isso ajudará - terminou de falar com um sorriso, um sorriso que a Tsuyuri admirava tanto, e que lembrava o de sua irmã, aquilo tranquilizava ela, as palavras de Tanjiro serviram como um calmante naquele exato momento

Kanao abraçou Tanjiro com força e começou a chorar, lembrara que uma vez sua irmã disse que ela encontraria alguém que a faria feliz, que protegeria ela e cuidaria dela independente de qualquer situação, iria conhecer um garoto a qual podia amar e ser amada em troca, e foi no olhar de Tanjiro, nos seus pequenos gestos de bondade, no seu abraço, em suas palavras, seus carinhos e beijos que Kanao encontrou o amor da vida dela

A Tsuyuri naquele dia lembrou porque a morte de sua irmã não doeu tanto quanto ela achava que doeria, e era pelo fato de Tanjiro estar sempre presente, até em momentos como esse

Ela sabia que nunca mais estaria sozinha, sabia que não queria mais estar sozinha, e tinha certeza que Tanjiro não iria a abandonar, por isso ela não parava de olhar admirada para o rosto daquele jovem garoto que passou 5 anos ao seu lado, e tinha planos para passar o resto da vida ao lado dela, tudo que bastava para que isso acontecesse era apenas uma palavra

Sim.


Notas Finais


E aí? Como ficou? Confesso que tava bem nervoso pra postar isso, até mesmo pra escrever, então me perdoem pelos erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...