História Fã número 1 - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Bobby, Charles, Fillie, Finn, Millie, Onze, Stranger Things
Visualizações 9
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 10 - A troca de livros


Eu sai daquela sala parecendo outra pessoa. Estava me sentindo leve e diferente. E tive a sorte de fazer uma das melhores descobertas que qualquer pessoa, como eu, pode fazer. Encontrei meu abraço favorito. Meu lugar favorito. 

Meu?

Pera, não é nada disso. Ele nunca foi meu. 

O que eu estava pensando? Eu sou só mais uma fã...como eu pude pensar que em algum momento ele me notaria? Mas eu senti algo com ele, no nosso abraço... eu tenho certeza... 

 

-Millie-percebo Maddie na minha frente, estalando os dedos.

Que estranho. Ela não parecia estar ali há alguns segundos atrás.

-Oi Maddie.

-Me fala, o que foi aquilo?

-Ah, você acabou de conhecer o Finn, isso acabou de acontecer.

-Pare de ser sonsa. Você sabe o que aconteceu.

-Que? Não sei não.

-Ah, você viu o jeito que ele olhava pra você? Como ficaram um tempo naquele abraço?

 

Foi muito tempo? Pensei que tinha sido rápido!

 

-An, não, nada a ver. Eu sou só mais uma fã, nada de especial.

-Millie, sério. Eu vi aquilo. 

-Eu também-ironizo.

-Será que você estava mesmo naquela sala? Pois acho que não. 

-Chega de falar besteira Maddie, já disse que foi tudo normal. A gente se abraçou-o melhor abraço- tirou uma foto e só.

 

Que "e só" o quê. Eu estou me sentindo tão diferente depois de ter saído daquela sala. Só queria poder voltar, e repetir tudo umas mil vezes.

 

-Millieeee-olho pra ela assustada- viu, já tá voando de novo. Sabia que tinha acontecido alguma coisa. 

-Não foi nadaaaaa. Aff, que insistente você! Já disse, estou bem. Agora a gente pode olhar alguns livros?!

-Além de estranha, tá grossa... 

Só lanço um olhar daqueles pra ela que vem atrás de mim.

 

.......

 

-Posso ir ver os stands agora? Todas as fãs já foram embora.

-Pode, só não demora muito. Você tem meia hora.

-Ok, ok.

 

Saio da sala onde eu estava e vou para o stand de livros que era mais perto.

Começo a olhar por todas as seções, até chegar na minha favorita, "Mistério".

.......

 

-Vem, vamos ali-eu aponto animadamente.

-Mistério? Ah não, sabe que não gosto dessas coisas.

-Ah, eu vou então. Fique com seu drama aí.

-Que piada boa hein...

-Eu sei, eu sei. Sou muito piadista. Agora, se me der licença, vou ali.

-Claro, Madame.

Rimos alto e eu fui para seção de "Mistério".

Percebi ali um menino muito parecido com Finn, só que com um boné, que amassava um pouco dos cachos enquanto uns estavam caídos pelo seu rosto. 

Só posso estar ficando doida, o que ele estaria fazendo aqui?

Começo a olhar uns livros e acabo me distraindo com um, que já tinha lido. Mas, ler a sinopse dele matava a saudade e me dava um pouco do gosto do que é ler aquele livro. 

Estava tão distraída que nem percebi que alguém tinha esbarrado em mim, só quando ouvi a pessoa pedindo desculpas.

 

-Desculpa ter esbarrado em você, estava tão distraído com esse livro que nem...

-Finn?

-Millie?

 

Eu estremeço quando escuto meu nome sair da boca dele. Com Maddie era ruim, me irritava. Com ele, ah, era uma sensação tão boa.

 

-Me desculpa Millie. Estava tão distraído com esse livro, que nem te vi aí- ele sorriu, parecendo estar tímido.

-Ah, tudo bem. Eu também estava distraída com esse livro aqui- eu mostro pra ele, que pega da minha mão- ou, quem deixou?

-O livro não é seu ainda, então eu posso- ele fala dando uma risada.

-E nem será...

-Por quê?

-Eu já li esse livro... 

-E eu não. Tive uma ideia... que tal...

-Que tal o que?

-Que tal você ler esse livro aqui- ele me entrega o livro que estava na mão dele- e eu leio esse aqui. Quero saber se seu gosto pra livro é tão bom quanto pra música-ele sorri abertamente e eu retribuo.

-Fechado então- eu pego o livro da mão dele e quando fui sair sinto uma não me puxando de volta.

-Faltou apertar minha mão, Millie. Se não, nada feito.

Apertamos as mãos e uma sensação, parecida com a do abraço, passa por todo meu corpo, causando um arrepio. Era como a eletricidade e a, reação depois dela, o choque.

 

-Ah, eu pago seu livro e você paga o meu.

-Fechado.

 

Fomos ao caixa, e cada um pagou o livro do outro.

 

-Só tem um problema- ele disse parecendo preocupado.

-O quê?

-Como vou saber que gostou do livro? 

-Ah, não sei. Não vou te ver mais mesmo.

-Nossa, ok, eu sou tão ruim assim?

-Eu não disse isso.

-Pareceu.

-Não vou em mais nenhuma Comic Con, então não vou te ver mais. Entendeu agora?

-Ah sim. Isso a gente dá um jeito depois.

Um barulho estranho toca e eu logo percebo que é um alarme, vindo do celular dele.

-Desculpa, tenho que voltar.

-Ok.

-Tchau, e espero que goste do livro- ele me dá um beijo na bochecha e sai apressado.

 

-Tá, agora, o que foi aquilo?

 

*************************************************


Notas Finais


É TIRO FILLIE QUE VOCÊS QUEREM?

Vocês estão gostando?

Desculpa pelo sumiço e pelo cap grande, me animei um pouco escrevendo.
Espero que tenham gostado, então se sim, comenta e vota aqui, que eu continuo.
Amo vocês e obrigada pelo retorno que me dão!
Já estamos com 0.1k de views, muito obrigada!  Nunca pensei que chegaríamos a 0.1k, significa muito pra mim!
With all my love,
Maria💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...