História Facções - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7, Monsta X, Park Bo-young, Park Hyung-sik, TWICE
Personagens Jinyoung, Joo Heon, Kim Seokjin (Jin), Nayeon, Park Bo-young, Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Hyung-sik, Rosé, Show Nu, Won Ho
Visualizações 6
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo narrado pela Jisoo, desculpem a demora.

Capítulo 11 - Capítulo 11


Fanfic / Fanfiction Facções - Capítulo 11 - Capítulo 11

 Domingo 12:01 da tarde : 

Desde que chegamos em Gwacheon-si não consegui conversar com Rosé. Pois estávamos muito ocupados desfazendo nossas malas, só paramos agora para almoçar.

Jisoo : Rosé podemos conversar ?

Rosé : Claro.

Jisoo : Pode ser em particular ?

Rosé : Vamos para o meu quarto.

*Fomos para o quarto dela.*

Jisoo : Rosé, não podemos matar o Jin.

Rosé : Por quê não ?

Jisoo : Porquê ele é meu irmão.

Rosé : Como assim, explica essa história direito.

Jisoo : Você quer que eu te conte desde o começo ?

Rosé : Claro que sim.

Jisoo : Bom, você me conhece pelo nome de Kim Jisoo, mãe de dois filhos Kim Tzu-Yu e Kim Taehyung viúva a 7 anos. Certo ?

Rosé : Certo.

Jisoo : Meu nome na verdade é Kim Ye-Jin e eu não tenho não tenho 38 anos, na verdade eu tenho 24 anos.

Rosé : Se você tem 24 anos como é possível você ter uma filha de 20 anos ?

Jisoo : A Tzu-Yu não é minha filha.

Rosé : Então ela é filha do seu falecido marido ?

Jisoo : Na verdade eu nunca conheci o pai da Tzu-Yu.

Rosé : Espera eu não estou entendendo mais nada.

Jisoo : A 10 anos atrás eu tinha me envolvido com um rapaz às escondidas pois, naquele tempo nós éramos menores de idade. Meu irmão acabou descobrindo nosso namoro no começo do relacionamento ele nos apoiava, mas ele descobriu que meu namorado na época era neto de um traficante muito perigoso e ficou com medo que algo acontecesse comigo então ele proibiu nosso namoro. *Digo tentando segurar as lágrimas teimosas que insistiam em cair.*

Rosé : Continua, estou te ouvindo. * Me incentivou a continuar a contar a história.*

Jisoo : Nós continuamos a nos encontrar às escondidas com 16 anos ele assumiu os negócios ilegais do avô, foi aí que passamos a ter contatos mais íntimos. Ficamos juntos durante 3 anos.

Rosé : Por quê vocês se separaram ?

Jisoo : Uma tragédia separou a gente.

Rosé : Ele morreu ?

Jisoo : Não, mais provavelmente ele acha que eu morri. *Digo isso em lágrimas.*

Rosé : Por quê ele iria achar que você está morta ?

Jisoo : Estávamos eu e o Jin enfrente nossa casa conversando quando um dos capangas do meu namorado saiu de dentro do carro e apontou uma arma para o meu irmão que naquele momento achou que aquilo fosse um assalto então ele disse : 

— Pode levar tudo que nós temos, mais por favor não faça nada com a gente.

O capanga respondeu : 

— Acha mesmo que eu quero alguma coisa de você ? Você tirou tudo de mim, e eu vim fazer o mesmo com você, tirar o seu bem mais precioso. 

Naquele momento ele apontou a arma para mim e meu irmão acabou entrando em desespero.

— Por favor atira em mim, mas não atira nela. O que eu fiz com você ?

(@) — Como assim o que você fez ? Você roubou a minha namorada.

— Quem é sua namorada ?

(@) — Não se faça de desentendido, pois sabe muito bem que minha namorada é a Na-Yeon.

— Mais eu e a Na-Yeon somos apenas amigos.

(@) — Eu não quero ouvir suas mentiras, que saber você já está me irritando com esse seu rostinho bonito.

Depois dele ter falado a última frase, mirou em mim e atirou em mim próximo a minha clavícula direita. Me irmão tentou ir me socorrer, mais ele foi impedido pelo capanga.

(@) — Se afasta antes que eu atire em você, e antes de ir embora se quiser me enfrentar e só falar com o meu chefe Jin-Young pois só estou cumprindo uma ordem dele.

— Eu juro que vou me vingar de você e do seu chefe.

Foi a última coisa que eu ouvi antes de desmaiar.

Rosé : Espera de que Jin-Young você está falando ? Você está falando de Park Jin-Young? Meu tio ?

Jisoo : Sim. Por quê ?

Rosé : Jisoo se esse capanga que atirou em você for o mesmo que eu estou pensando ele traiu o meu tio e que fugiu para não ser morto, e além do mais o meu tio acha que seu irmão te mantém em cárcere privado fora do país sendo que você está mais perto do ele imagina. Mais continua a história.

Jisoo : Então, quando acordei esse capanga tomou um susto, pois provavelmente ele achava que eu estava morta e acabou perdendo o controle e batendo o carro. O capanga morreu, eu saí do carro e fui pedir ajuda as pessoas do outro carro. 

Quando desci e fui em direção ao carro vi uma menininha toda assustada chamando pelo o pai e pela a mãe, mais eles não respondia eu tirei esse menina de dentro do carro e fui verificar se seus pais estavam vivos, mas infelizmente tinha morrido a mãe dela usava um véu no rosto mais era muito bonita. Eu peguei os documentos dela e dos pais, os celulares que ali estavam e uma quantia de dinheiro que tinha em uma maleta e entreguei tudo a ela.

 Menina : Moça por favor me ajuda. *Mostrou a sua barriga para mim.* Está doendo muito. 

Jisoo : Resumindo daquele dia em diante eu assumi a indentidade da mãe dela, descobri que iria ser mãe.

Rosé : Jisoo ninguém desconfiou de você, por está diferente na foto da indentidade ?

Jisoo : Não, quando chegamos no hospital eu estava usando o véu da mãe dela e em relação a indentidade a mãe dela estava usando um véu também então só dá para ver somente os olhos.

Rosé : Eu vou te ajudar a salvar seu irmão.









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...