1. Spirit Fanfics >
  2. Fairy Tail: Demon Slayer ((Interativa)) >
  3. 1 Arco: Últimos Suspiros

História Fairy Tail: Demon Slayer ((Interativa)) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia, pessoal.

Sei que dei uma sumida do Spirit, mas é porque eu estava trabalhando na fanfic. Por conta de alguns comentário no capitulo anterior, eu decidi refazer o capitulo e colocar mais detalhes, pois quando eu comecei a ler o capitulo, percebi que poderia fazê-lo melhor.

A demora pra postagem do primeiro capitulo ( o oficial) foi por conta da minha animação em querer detalhar demais as coisas e o capitulo ficou grotescamente gigante e eu agora estou tendo que arrumar, para que assim eu consiga criar um padrão que eu possa postar os capitulos mais rápidos

(( Sério eu me empolguei demais, o capitulo deu mais de 20 folhas escritas no Word. Isso por que eu juntei o primeiro capitulo da fanfic anterior e acrescentei não só a introdução da Fallen Angel e dos protagonistas como também tive a criativa ideia de detalhar precisamente a história do oni, o demônio que será apresentado nesse capitulo))

Moral da história, estou tendo que fazer cortes no capitulo, revisando e ainda tendo que preparar o capitulo da minha outra fanfic e também refazer decentemente esse capitulo. Por isso peço desculpas pela demora, e prometo tentar me organizar logo para começar a postar capitulos dessa fanfic com mais frequência.

Eu ainda estou decidindo se vou fazer os Grande Jogos Mágicos na moldura no evento apresentado na obra de Fairy Tail ou se vou trabalhar esse arco na moldura do Torneio Mágico apresentado em Black Clover. Mas terei melhor essa reposta, após finalizar os retoques no primeiro capitulo.

Agradeço desde já a atenção de todos, o capitulo abaixo é o anteriormente postado com muito mais detalhes dos acontecimentos com a luta contra os demônios das luas sangrentas e que alguns nomes e situações apresentadas podem ser alterados no futuro.

Capítulo 2 - 1 Arco: Últimos Suspiros


Fanfic / Fanfiction Fairy Tail: Demon Slayer ((Interativa)) - Capítulo 2 - 1 Arco: Últimos Suspiros

 

 

[17h15m – Reino de Fiore – Trem do Infinito]

 

”... o trem do infinito circula o Reino de Fiore, dando a terceira volta pelas montanhas localizadas ao norte do reino. As altas altitudes, o nevoeiro íngreme e o ar frio ajudavam a esconder o trem e davam pouca visibilidade aos trilhos, escondendo quase que praticamente a existência do trem, com exceção do som produzido por esse e as lanternas frontais que iluminavam o caminho.

Na parte superior, em cima do trem, a primeira lua inferior, Seline observava alegre e entusiasta a paisagem do reino, conseguindo ver através da nebrina, enquanto se divertia em presenciar o desespero dos magos da Silver Star que permaneciam presos em sua armadilha, dentro do vagão principal do trem.

–  Caia no sono, nos seus sonhos mais profundos... – cantava a lua inferior, comportando-se de forma teatral. – E se um demônio vier, nos seus sonhos mais profundos... Esqueça-se de respirar nos seus mais profundos... Até mesmo no interior, dos seus sonhos mais profundos...

O interior do trem guardava um cenário de filme de terror, todos os passageiros dentro dele, mas o grupo de magos responsáveis pela proteção dos vagões encontravam-se caídos e desacordados, vitimas da “Eterna Sonolência” causada pelo demônio da lua superior residente no trem.

Tal visão ainda perturbava os magos permanecentes dentro do trem, Edgard Unigrwydd e Noah Redbullet eram os únicos que ainda residiam de pé e conscientes dentro do vagão.  Noah de longe era o mais alterado com a situação, além da sua magia devil slayer não ter tido nenhuma efetividade na lua inferior, a demônio usou suas habilidades para sabotar as investidas do devil slayer e causar múltiplos danos ao seu outro companheiro. Edgard se encontrava num estado péssimo, além da pressão psicológica, seu corpo se encontrava em péssimo estado, com múltiplos cortes espalhados, cada um com seu nível de profundidade. O mago de cabelos escarlates usa suas ultimas formas para manter um foco de luz frágil acesso, usando a sua magia “File Transfer” para isso. Os dois magos desgastados não conseguirem entrar uma formula de derrotar o demônio preso no trem e quanto mais o tempo passava, mas desesperados os dois ficavam, não encontrando uma solução para acordar as pessoas adormecidas.

– Edgard o que vamos fazer? – questiona Noah, visivelmente alterado. — Consegue localiza-lo?

– Não! – responde o ruivo. – Por mais que eu me esforce em utilizar o que me resta de magia, não consigo encontrar a localização exata desse demônio. – o ruivo tenta analisar toda a situação de forma calma, respirando fundo e procurando algum ponto fraco na maldição posta sobre o trem pelo demônio e que permitisse encontrar sua localização, mas em vão. – Droga! É como se... Ela estivesse em todo lugar.

Tais palavras causam certo pânico no coração dos dois magos presentes, presos na armadilha do sono infinito, com poucas possibilidades de escapar. Quando ambos são surpreendidos, pela presença de Seline que encarava os dois companheiros, com um sorriso delirante e entusiasmado nos lábios, presa de cabeça para baixo no teto, como um morcego.

– Eles... não podem mais acordar. – entona a demônio, lançando sobre o vagão uma densa escuridão, que encole tudo, incluindo a luz que Edward segurava, prendendo-os definitivamente na sua armadilha. – Eterna Sonolência! Isso é um pesadelo!

Todo o trem é completamente engolido por trevas profundas, que engolem e apagam toda a estrutura do trem, enquanto esse desaparece em meio a profundidade do túnel entre a montanha.

– Edgard!! – gritou Noah, numa ultima suplica desesperada, antes de ser completamente silenciado pela escuridão.”.

 

[18h25m – Reino de Fiore – Catedral Culto do Paraíso Eterno]

 

“... os gritos das pessoas correndo pelas ruas do reino de Fiore, podiam ser ouvidas, a capital Crocus estava em ruínas enquanto inúmeras criaturas deformes, feitas de pedra e lama aterrorizavam os cidadãos. Corpos desfalecidos e ensanguentados se espalhavam pelas calçadas e escombros da cidade como resultado da guerra que assolava o reino.  E observando tudo com um entusiasmo sádico,  se encontrava a lua superior Michelangelo no topo da catedral. A mesma estava com inúmeros jarros de barro e porcelana espalhados por sua estrutura, tais objetos eram o meio de locomoção do demônio, que possuía um aspecto espectral e sem pernas.

– Isso mesmo humanos imundos, apreciem minhas obras de artes. – referia o demônio às inúmeras criaturas monstruosas, criadas a partir da sua maldição, – Apreciam e dor e a perda pela arte verdadeira.  Aquela criada em instantes e eternizada para sempre em uma imagem...

O demônio não teve tempo de terminar seu monologo, plumas avermelhadas como se fossem adagas caem dos céus e perfuram as monstruosidades criadas. E antes que o demônio tivesse qualquer reação múltiplas agulhas escarlates, avançam em sua direção, tendo como alvo, os jarros aos quais se locomovia, tendo boa parte deles destruídos pela investida. E por fim, dos céus tingidos de crepúsculo caem uma chuva de espadas, que não apenas terminam de destruir os jarros restantes, como também predem a criatura demoníaca numa espécie de prisão.

– Humanos estúpidos como se atrevam a macular o meu corpo e destruir as minhas obras com suas magias imundas! – rosna o demônio, totalmente enfurecido.

– Que discurso bonito. – provoca Kazuo Stain com sacarmos, sobrevoando a torre da catedral, onde o inimigo se encontrava com suas asas carmesins. – Fiquei ligeiramente comovido com os elogiou proferidos por vossa *demondade real.

(( demondade: mistura da palavra demônio com majestade, trocadilho infame, mas tá valendo))

– Desista coisa gelatinosa, já descobrimos a fragilidade que se esconde na sua maldição. — Aponta Seiya Vermillion, surgindo pela lateral direita da catedral. — Além disso, você tem dificuldades para se locomover sem uso desses jarros.

Seiya trajava a armadura dourada de escorpião, cujo as habilidades da magia reequipar, lhe concediam velocidade e agilidade acima da média e o disparo de agulhas escarlates que promoviam uma profunda dor.

– Está preso demônio, na nossa armadilha, como um rato engaiolado. – diz Kol Xerneas, se posicionando a lateral esquerda, mas próximo do lua superior.

– Vermes rastejantes, como vocês o mais baixo nível da escoria, ousam fazer frente a mim.

Diferente dos demais demônios das luas superiores, Michelangelo guardava uma personalidade elitista, detestando humanos, mas principalmente os que não pertenciam a nobreza.

O demônio ri de nervoso, completamente enojado com a aquela situação. Não conseguia acreditar que alguém tão superior como ele estava tendo que lidar com a plebe, e principalmente, havia caído numa armadilha orquestrada por esses. A união entre os magos das guildas Orion Beast e Blue Ghost serviu para prender Michelangelo, mas isso só deixou a lua superior ainda mais irritada, aumentando a pressão que havia no local.

— Humanos imundos, estão por causo me subestimando! — declara o demônio. — Pois saibam agora, que eu não terei o mesmo destino que Drowa e Eclat que caíram em suas estupidas artimanhas, mostrarei a vocês quanta dor e sofrimento a verdadeira arte pode causar.

O imenso poder mágico de Michelangelo começa a transbordar, surpreendendo o trio de mago, que vieram encarar tal demônio, mas que não esperavam tal nível de poder. O demônio da quinta lua superior começa a aumentar de tamanho, conseguindo se desprender da armadilha de espadas. Seu corpo gelatinoso e espectral, preso ao único jarro restante, expande imensuravelmente de tamanho. A coloração branca dos seus dedos mudam de cor, sendo tingidas por uma coloração negra, se estendendo  numa espécie de tinta preta, que borbulha um pouco a substancia, mas logo adquire forma, um monstro espectral com dentes e garras afiadas.  Mas Michelangelo não cria apenas uma criatura, como também inúmeras monstruosidades, que adquirem varias formas como: ogros, serpentes, lobos e ursos ferozes, quimeras, harpias, morcegos e muitas outras criaturas de aspectos deformados.

Criação de Arte Amaldiçoada: Tela do Paraíso Perdido! – Michelangelo na imensidão do seu corpo, observa o trio de magos encarar sua obra surpreendidos por tal feito. – Essa é a arte verdadeira!

Os três magos observavam a cena incrivelmente espantados, não tendo ideia de como iriam lidar com tal situação, prestes a serem engolidos pelo mar de monstros.

– E agora, como iremos lidar com isso? – O representante da Orion Beast saca sua katana, se pondo em postura de combate.

– Não faço ideia, não viemos preparados para esse tipo de situação. — responde Seiya, diante do questionamento de Kol. O antigo integrante da Lion Heart desfaz da sua armadura zodiacal de escorpião, assumindo uma armadura magica mais condizente com a situação, decidindo pela armadura zodiacal de peixe, que lhe concediam habilidades estratégicas.

Diante da duvida e da hesitação dos seus colegas, que temiam pelo fracasso da missão,  Kazuo como único mago classe S na equipe, se põe a frente da formação, encarando a morte quase certa de frente, enquanto o grupo de criaturas monstruosos avançava contra ele.

— Não sei como vamos conseguir lidar com essa abominação. – determina Kazuo, se referindo à lua superior sobre a torre, abrindo suas asas carmesins enquanto penas parecendo katanas se posicionam ao lado dele, prontas para o combate. — Não permitirei que mais que ninguém precioso morra nessa batalha!“.

 

 

[17h35m – Hiperdimensão – Terceira Prisão]

 

“... o confronto na terceira prisão estava preste a ser finalizada, a lua inferior dois, encarava suas vitimas derrotadas, se divertindo ao ver dos dois amantes caídos, tendo um que se apoiar no outro.

O combate anterior contra a lua superior 03 foi devastadora para ambos os magos e seus aliados. Hiroshi Dragneel antigo membro da Golden Dawn e Eileen Crow da Lotus Flower se encontravam desacordados, se estavam vivos ou mortos, infelizmente Malakhay Àtaktos e Sakura Miyumura não poderiam saber, já que após a chegada de outro demônio da lua sangrenta, complicou ainda mais a situação ambos os magos. Malakhay tinha inúmeros ferimentos e fraturas espalhados pelo seu corpo, sofrimento causado pela luta contra a lua superior, Ivar. O sangue do devil slayer manchava seu corpo e escorria pelos ferimentos, o mesmo estava preste a desfalecer de cansaço. Ao seu lado apoiando seu corpo com muita dificuldade, Sakura resistia menos machucada, porém igualmente desgastada quanto o namorado, com ferimentos expostos e partes dos seus trajes criticamente rasgados.

 A terceira prisão, moradia de Ivar Fenrir se encontrava quase que totalmente destruída, o conjunto de montanhas e rochas altas que compunha quase todo o cenário, estavam na sua maioria em pedaços e destroços, devidos aos avanços violentos e precisos das duas luas sangrentas. Tendo o pôr-do-sol como espectador daquela difícil batalha.

– Desista! – afirma Suikyo, com um sorriso sádico nos lábios, se divertindo em provocar seu rival. – Não existe possibilidade alguma de você me derrotar nesse estado matador demônios.

Malakhay se levantava com dificuldade, sendo apoiado por Sakura, que mesmo não tendo forças para segura-lo, arranjava motivação para apoiar o namorado. E mesmo muito debilitado para lutar, o mago da Fallen Angel se coloca a frente do demônio. O coração de Sakura doía ao perceber a marca da guilda dos anjos caídos desaparecendo aos poucos do  ombro direito do seu amado e sabendo o que isso significava. Ao poucos o corpo machucado de Malakhay estava sucumbindo, tornado a chama da sua vida cada vez mais fraca.

– Eu ainda... Não acabei...

O moreno falava com dificuldades, os ferimentos causados não permitiam ele permanecer em pé com facilidade e sem apoio. E mesmo assim, ele lutaria novamente, principalmente por saber o que perderia se desistisse ali.  Além dele mesmo, precisava proteger sua amada Sakura, além dos seus amigos e Syrena, que se encontravam em grande perigo na atual situação. O devil slayer estava decidido não fraquejaria ali, naquele local em hipótese alguma.

– O que pode fazer com esse corpo todo machucado e prestes a falecer.

O devil slayer das chamas se desvencilhou da namorada, se mantendo em pé com muita dificuldade e cambaleando. Ao encarar Suikyo, o mesmo acendeu sua marca de devil slayer, fazendo brasas chamas azuis saltarem no ar e cobrirem todo o seu corpo ferido.

– Mesmo que a chama da minha vida esteja fraca, irei acendê-la e incinera-la mais uma vez!

A marca do caçador de demônios acende no corpo de Malakhay, cobrindo a parte esquerda do seu corpo com manchas negras que se assemelhavam a brasas. A marca intensificou a magia devil slayer, fazendo o mago de cabelos negros incinerar com mais intensidade as  chamas aos quais controlava. Sakura tentou fazer um ultimo esforço para ajudar seu namorado, porém sua ação se provou inútil. A maga estava desgastada demais, totalmente sem magia.  Vendo seu ultimo esforço fracassar, a maga integrante da Blue Ghost desejou com todas as suas forças que Malakhay saísse daquele confronto com vida.

O demônio ri diante da determinação do devil slayer e da fé de Sakura, vendo aquilo como sentimentos inúteis e reações desesperadas vindas de humanos prestes a morrer.

– De qualquer forma, depois deu apagar a chama da sua vida, terei prazer em me apropriar de todos os seus tesouros, o meu incontestável premio.  – a lua inferior libera a sua magia no formato de múltiplos trovões negros que saltam das pontas dos seus dedos e se transformam em nuvens negras carregadas de eletricidade.

– Tormenta do Demônio das Chamas Azuis!!

– Black Storm: Lança Histérica Tempestuosa!!

Malakhay como inicialmente se atira em um intensificado bombardeio de chamas azuis, que se assemelhava ao um cometa. Já Suikyo transforma seus relâmpagos negros numa grandiosa lança negra e se atirando em encontro com o devil slayer, numa investida definitiva e violenta. O confronto de golpe entre os rivais cria um imenso clarão que domina toda a terceira prisão, enquanto o fundo o pôr-do-sol que assistia tal confronto de intensidade, descansava e se apagava juntamente com a vida dos rivais.” .

 

 

[18h02m – Hiperdimensão – Segunda Prisão]

 

“... a batalha na segunda prisão prosseguia e Yosei Vermillion pela primeira vez, encarava um adversário com o corpo tremulo. A maga principal da Maiden Love tinha alguns ferimentos espalhados pelo corpo, mas nada muito sério. A maga classe S se encontrava amedrontada, mas não pelo seu oponente, e sim pelo que ele fez com suas companheiras. O cenário da segunda prisão era decorado por estatuas de gelo feitas de garotas, todas petrificadas sobre o gelo, servindo como objetos da coleção de Kirsch Lemillion, a lua superior dois.

A segunda prisão sendo a cede principal do Culto do Paraíso Eterno, guardava o mais belo ambiente, decorado com o mais belo jardim de flores azuis e brancas, além de um riacho reluzente e vários objetos de decoração. Porém como um grande colecionador e amante das mulheres, a lua superior 02, Kirsch Lemillion decorava o cenário com diversas estatuas de gelo, de garotas aos quais ele sequestra ou derrota, normalmente garotas cujo a beleza chamaram a sua atenção. Porém o pior dessa situação é que Kirsch mostrando uma situação ainda mais humilhante, normalmente utiliza as estatuas como objetos, alterando a posição das imagens e transformando essas em objetos como acentos, jarros, mesas entre outros.

E após suas primeiras investidas o demônio da segunda lua superior sangrenta, havia pegado na sua investida, quase toda a equipe de Yosei, transformando suas companheiras em mármore congelado. Ekaterina Leeuwen ex-membro da Lion Heart, Shinobu Sakura da Silver Star e Lydia Lurk da Maiden Love foram derrotas diante do grande poder de Kirsch e se encontravam, completamente congeladas, fazendo parte da coleção macabra da lua superior.

– Realmente acho triste ver uma jovem donzela tão bela suja de sangue e lama, se me permitir posso aliviar sua dor agora mesmo. E conservar sua beleza pela eternidade. – oferece a lua superior avançando para se aproximar de Yosei, tirando vantagem da sua incrível velocidade. – Inverno Infinito: Dança das Lotus Branca Demoníaca!

E novamente o demônio investe com o auxilio da maldição de inverno infinito, criando flores de lótus de gelo e avançando para causar um dano critico na sua adversária.

– Não se aproxime de mim!

Yosei saca sua espada Sutāgāden, usando a lamina carmesim para quebrar a investida congelante de Kirsch e afasta-lo com o impacto do golpe.

– Ainda irá teimar em lutar. — declara a lua superior, usando uma voz melosa com a intensão de convencer a maga a sua frente a desistir. – Inverno Infinito: Princesas de Gelo!

Usando o auxilio da imagem das princesas de gelo, golpe já anteriormente usando pela lua superior para subjugar os avanços das outras donzelas, Kirsch utiliza do ar congelado soprado pelas suas imagens, para jogar a maga da realeza contra uma das paredes decoradas da prisão.

— Aqueles que não tem poder, devem sucumbir e cumprir os caprichos dos mais poderosos. Você pode resistir o quanto quiser, mas no fim terminará pertencendo a minha coleção de flores brancas como as suas amigas.

Kirsch aponta para a coleção de estatuas congeladas, dando ênfase as companheiras de Yosei, derrotadas por ele.

A maga de cabelos loiro mesmo ferida e preste a congelar, lança uma nova investida usando o poder da sua espada para subjugar seu inimigo. Mas o demônio continua a usar suas Princesas de Gelo para afastar Yosei de golpeá-lo, jogando a maga novamente contra a parede.

– Desista bela donzela você nunca salvará suas companheiras.

– Não me importo com suas palavras doces, repletas de intensões falsas. — determina a Vermillion, não desistindo e se ponde de pé novamente. — Derrotarei você e logo em seguida irei libertar minhas companheiras da sua influencia nojenta.

– E não estará sozinha nessa.

Ao lado da maga da Maiden Love, surge Mayura Stronger, o último membro remanescente da guilda Golden Dawn. A aparição da maga surpreende tanto Yosei como a lua superior, que não esperava a chegada de mais uma donzela na dimensão ao qual tomava conta.  Após os jogos mágicos Mayura havia desaparecido, juntamente com Hisoka Portugal, não mantendo contato com ninguém, nem mesmo os antigos companheiros da sua guilda.

– Vejo que mais uma linda donzela, surgiu aqui em busca de encontrar a entrada para o paraíso eterno... – Kirsch que até então não estava levando as coisas a sério, puxa dois leques de ouro, cujo as lâminas eram igualmente afiadas e as manobra numa pose ofensiva. – Mais uma bela flor para decorar meu majestoso jardim de gelo, não poderia estar mais satisfeito.

Tanto a imagem das Princesas de Gelo, como as Lotus Branca Demoníaca avançam enquanto protegem Kirsch, que detestava ter seu amado e belo corpo ferido, sendo um dos poucos demônios a jamais ter conhecido o sentido da palavra “dor”.

Mayura se posicionou mais próxima de Yosei, encarando sua aliada.

– Que demônio horrendo! — acusa a morena, analisando o cenário onde se encontrava e focando seu olhar principalmente nas estatuas de gelo. — Desvalorizando garotas de maneira tão humilhante, somente para que seus caprichos sejam atendidos.

– Espero que entenda o fato de você estar me ajudando, não apaga as coisas horríveis que vocês causou no passado e nem perdoa as suas condutas com as varias pessoas a quem você prejudicou. 

Mayura encara sua rival, com um olhar firme e decidido. Roseirais cobertos de espinhos afiados brotam do chão, circulando as magas como forma de deseja, enquanto cresciam e se expandiam pelo cenário da segunda prisão.

– Mas é exatamente por isso que eu estou aqui nesse momento, para espirar um pouco dos meus pecados. – determina.

A maga da Maiden Love sorri levemente, se contentando com a resposta da sua antiga rival. Enquanto Mayura saca a sua lâmina dos roseirais, o Caçador de Copos.

– Só não espere nenhuma gentileza vinda da minha parte quando isso terminar. – declara Yosei. — Afinal não somos amigas e jamais seremos.

– Jamais esperaria outra conduta que não seja essa vinda de você.

E juntas as antigas rivais avançam contra o demônio a sua frente, decididas a encerrar o capítulo que as prendia no passado e abrir um novo capitulo com as portas abertas para o futuro.”.

 

 

[18:50h – Hiperdimensão – Primeira Prisão]

 

“... Em um campo de gelo completamente devastado, cercado por uma floresta de árvores longas e robustas, cobertas pela neve do inverno infinito da primeira prisão, a lua superior um, conhecida como a mais poderosa. Observava o horizonte, desconte por nenhum dos seus adversários ter sido digo de rivalizar sua lâmina da vingança, Uramasa.

A equipe de magos formada por: Drake Blan ex-membro da Lion Heart, Jasmine Alberona da Silver Star, Eiji Dragneel antigo integrante da Golden Dawn e Ryoma Yashiro e Shiro D. Yami  da Orion Beast foi completamente massacrada pela investida feroz de Edgard Vonguard. Nenhum dos magos foi páreo contra o poder da espada do demônio da primeira lua superior, sucumbindo mesmo após varias investidas.  Tal desempenho não agradou o demônio que esperava um desafio satisfatório que finalmente o levaria a uma morte honrosa.

Em meio aos seus companheiros caídos, Shirou D. Yami levantou-se uma vez mais para encarar o demônio, ao qual guardava um grande ressentimento. Mesmo após tantos séculos, ele continuava impotente diante de poderoso inimigo, que sozinho havia acabado com o grupo de cavaleiros mágicos mais fortes enviados e não teve nenhuma dificuldade para subjuga-los.

– Vai continuar a luta? Ou pretende seguir sobrevivendo de maneira tão desonrosa! – exalta o frio demônio, segurando sua lâmina, enquanto permanecia de costas observando os céus nublados da primeira prisão. — Engraçado que eu sempre escutei que os humanos eram capazes de acender as suas vidas e fazer fatos inimagináveis acontecerem. Mas no final, não passou de palavras vazias e sem sentido, outra débil limitação dos humanos.

Cambaleando e muito ferido devido as investidas que sofreu e com o rosto ensanguentado, o devil slayer segura com firmeza sua espada, apontando para o demônio que curioso vira de costas para encarar o loiro a sua frente.

– Você subestima os humanos e acredita de mais na sua força... — declama Shirou, permitindo pela primeira vez, os sentimentos guardados há muitos séculos finalmente serem libertados. – Saiba agora que os humanos não são fracos, mesmo defeituosos somos incrivelmente determinados... E um coração forte e destemido pode operar milagres!

A lua superior rindo pela primeira vez, se anima com as palavras proferidas, aceitando o desafio de enfrentar o devil slayer mais uma vez.

– Então mostre essa determinação inabalável que tanto os humanos se orgulham. Ao menos no seu fim, seja um oponente digno de encarar da minha espada Uramasa. – E o demônio volta a sua postura ofensiva, apontando a lâmina da vingança com múltiplos olhos demoníacos para o peito do viajante do tempo, mas precisamente apontando para o seu coração.

– Não permitirei que ninguém mais morra na minha frente. – o devil slayer de cabelos dourados acende a sua magia, gerando a sua marca de matador de demônios, que percorre a parte esquerda do seu corpo com listras negras como as linhas do tempo, liberando uma nova transformação. — Edward Vonguard essa é a obstinação de mais de 100 séculos, finalmente levarei a justiça a você pelos seus atos abomináveis.

A marca do caçador de demônios amplia o poder mágico de Shirou, que agora transborda trevas profundas na forma de uma aura que cobre todo do devil slayer.

– Finalmente um desafio a altura do poder da minha espada Uramasa.

E assim como com Shirou, a lamina do demônio da lua superior transborda uma aura mágica escura, transbordando em trevas. O demônio mais poderoso das luas superiores, finalmente se encontrava emocionado para um desafio. Pondo nesse duelo o desejo ambicioso de finalmente encontrar a morte honrosa há qual por muitos anos procurou. O poder mágico de ambos os rivais fazia o próprio cenário da primeira prisão estremecer e liberar uma forte nevasca. E finalmente após vários anos os inimigos predestinados colocariam o fim a inimizade que durou a mais de um século.”.

 

 

[20h12 – Hiperdimensão – Lugar Desconhecido]

 

“... num cenário completamente escuro e desconhecido, Syrena Febland finalmente despertava do seu sono. Ao se deparar com tal lugar, a maga S da Fallen Angel se perguntava onde havia de estar e como chegou aquele lugar, que mais parecia uma prisão onde toda a luz era absorvida.

– Que lugar é esse?

A frente dela, sentado numa espécie de trono se encontrava o líder dos demônios e o demônio principal causador de todas aquelas batalhas que estavam sucedendo sobre naquele momento.

– Que inestimável prazer em conhecê-la Syrena Febland. – declarou com uma voz cordial e aveludada.

– Arcadius!

E reconhecendo de imediato o líder dos demônios, após o incidente na morte de Johanna Dragneel, Syrena desembalou sua espada, segurando uma das cartas principais do Tarot Clow para se defender, caso fosse necessário.

O rei demônio ri com a pronuncia de tal nome, não sendo chamado por tal nome a vários séculos. Além de achar a atitude defensiva da castanha bastante divertida, porém nada ameaçador.

– Então você sabe o meu verdadeiro nome. — diz divertindo .

– Onde estamos? – questiona a castanha

– Aonde acha que estamos?— questiona o moreno, gostando de confundir a maga. — Não está reconhecendo esse lugar?

E ao observar melhor o cenário onde se encontrava, Syrena nota estar num cemitério repleto de lapides de pedra e mármore, quanto Arcadius estava sentando sobre uma pilha dessas lapides.

– Esse é o cemitério das esperanças perdidas, o lugar onde todos vocês irão terminar, após eu inundar esse mundo com trevas. — a maga da Fallen Angel se surpreendia com a quantidade de lapides que se espalhava na imensidão que cercava o cemitério. — Você agora compreende? Desde o inicio vocês nunca tiveram a menor chance!

– Syrena se surpreende com as palavras de Arcadius, a surpresa faz com que o corpo da maga fique paralisado e quando ela pensa tomar alguma atitude, algo também totalmente surpreendente acontece deixado até mesmo Arcadius surpreendido.

Uma intensa luz azul surge naquele cemitério, onde ninguém sem a permissão de Valentine poderia chegar, mas para infelicidade do mesmo, um homem vestindo trajes reais, de cabelos loiros, olhos castanhos e vestindo uma capa vermelha aparece sobre a imagem de um relógio, deixando o rei demônio, tanto quanto Syrena espantados.

– Mago Imperador! Alaric Christopher Kira!

Surge no reino do rei demônio, o mago mais poderoso do reino de Fiore e governante regente do reino. O confronto entre os dois seres mais poderosos estava preste a iniciar e era imprevisível o resultado que sairia desse encontro.”.

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...