1. Spirit Fanfics >
  2. Fake Boyfriend - Fack >
  3. Ele sempre estaria ali por Jack.

História Fake Boyfriend - Fack - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Ele sempre estaria ali por Jack.


Los Angeles - Califórnia

Atrasado! Era o que Finn Wolfhard estava. Atrasado para a escola e, o pior de tudo, atrasado para buscar seu melhor amigo em casa.

Céus, Jack vai cortar sua cabeça fora!

E foi nisso que Wolfhard pensou quando parou em frente a casa do menor e viu o Grazer vermelho de raiva. Seu pé direito batia no chão incessantemente e seus braços estavam cruzados acima do seu peito. Finn tinha absoluta certeza de que se eles estivessem em um desenho animado, fumaça estaria saindo pelas orelhas do garoto.

Ele estava fodido!

Finn, mais do que ninguém, sábia como Jack poderia ser difícil quando estava irritado e nada o irritava mais que atrasos. Algo que Wolfhard constantemente fazia.

— Você está atrasado! De novo. — O menino disse bufando e Finn revirou os olhos. 

— Se tá ruim, vai sozinho da próxima vez Grazer. Você tem um carro. — Provocou enquanto Jack entrava no carro e fechava a porta com força. — Só não quebra a porta!

O menor mostrou o dedo do meio para Wolfhard e colocou o cinto.

— Por que dirigir se eu tenho você para me levar nos lugares? — Disse com um meio sorriso nos lábios. Finn revirou as suas orbes pela segunda vez na manhã, dando partida no carro.

A real é que Jack tinha seus próprios motivos, e Finn sabia bem disso.

Seus próprios demônios lhe perturbavam sempre que ele pensava em dirigir um caro. O medo de tudo se repetir.

O caminho até a escola foi tranquilo e silencioso. Confortável.

Jack respirou fundo ao avistar a grama verde e recém cortada. Adolescentes por todos os lados, um típico ambiente escolar. O verdadeiro inferno.

Wolfhard parou o carro e ambos desceram, seguindo para a grande entrada da escola.

Grazer sentiu quando os olhares se voltaram para eles, do mesmo modo em que sentiu quando seu All star amarelo surrado tocou o chão.

Jack era popular, muito popular, e gostava disso. Atenção. Achava que essa atenção poderia tapar o vazio que sentia, mas ele nunca passava.

O garoto ao seu lado também tinha uma popularidade absurda. Era o "Rei da escola", como seus amigos sempre diziam. Mas diferente do menor, ele não ligava pra isso. Nunca ligou.

Mas eles nem sempre foram assim.

— Finn, eu já volto. Okay? — O Grazer disse e o maior assentiu. 

Jack andou até um grupo de garotos, mas ele ia em direção a um garoto em específico.

Asher Angel.

Ele parou abruptamente ao ver seu ex depositar um selinho em uma líder de torcida que acabou de chegar.

Não era uma líder de torcida qualquer, era Iris.

Ela o abraçou e ele passou a mão por volta de sua cintura fina.

Aquilo doeu! Jack queria negar, mas doeu. E doeu muito.

A verdade era que Jack ainda gostava do garoto. Eles namoraram por 8 meses. Não é fácil de esquecer.

Uma lágrima solitária rolou de seu rosto delicado, mas ele logo fez questão de a limpar.

Deu meia volta e procurou por Finn, tudo que ele queria era um abraço do melhor amigo agora.

Wolfhard estava com o time. Ele ria de uma piada boba que Gaten havia contado, mas assim que avistou os olhos marejados de Jack suas risadas cessaram e seu olhar brincalhão se tornou preocupado.

O maior abriu os braços assim que o garoto se aproximou mais e o aconchegou em um abraço. 

Jack chorava baixinho e Finn acariciava seus cabelos carinhosamente. O maior depositou um beijo na testa do pequeno e segurou seu queixo, levantando e o fazendo olhar pra ele.

Tudo que Grazer precisava agora era de Finn, e ele sempre estaria ali por Jack.

— Jackie, o quê aconteceu? — Ele disse e Grazer negou com a cabeça. Não queria falar disso na frente do time. Finn entendeu isso e apenas voltou a abraçar o mesmo em silêncio.

Os dois estavam em sua própria bolha, e nem notaram quando deu o sinal e todo mundo começou a entrar.

— A gente se vê no treino, Wolfhard. — Oleff se pronunciou, dando uma batida de leve no ombro do amigo e olhando para Jack. Se retirando com o resto.

— Finnie, eu não quero olhar pra ele! Eu tenho aula com ele agora e não quero ir! — Jack disse com a voz chorosa. Finn sabia de quem ele estava falando e travou seu maxilar.

Finn nunca gostou de Asher, e não escondia isso.

O mais alto apenas pegou na mão de Grazer, acabando com o abraço e o puxando para o pátio da escola. Para um lugar em específico, em baixo das arquibancadas.

Esse era o lugar deles, eles sempre iam pra lá. Felizes ou tristes. Esse era o ponto de encontro de ambos desde que eles entraram para essa escola.

Eles sempre foram melhores amigos, desde pequenos.

Ninguém ia lá, apenas eles. Na verdade, fazia muito tempo que eles também não iam pra lá.

Finn se sentou na grama, com suas mãos apoiadas sustentando o peso de seu corpo e suas pernas esticadas.

Jack apenas deitou, olhando para cima e com a cabeça apoiada na coxa direita de Wolfhard.

Eles ficaram assim por um tempo. Grazer estava perdido em seus próprios pensamentos e o maior apenas estava dando o tempo que o pequeno precisava para por seus pensamentos em ordem.

Apesar de tudo, o silêncio não era desconfortável, mas sim um silêncio agradável.

[...]

— Jack, você quer conversar agora? — Finn se pronunciou pela primeira vez depois de minutos em silêncio. Ele estava acariciando os cabelos de Jack e o mesmo suspirava como um anjinho.

— Quero... — Disse, com a voz mais fraca e rouca, se levantando e sentando com as pernas cruzadas. — Eu ia conversar com o Asher, tentar voltar. Você sabe que eu ainda gosto dele, é difícil de superar um namoro assim. Eu perdi minha virgindade com ele e isso é difícil de esquecer.

O maior ouvia Grazer falar atentamente, as vezes assentindo com a cabeça e permanecendo em silêncio.

— Mas quando eu vi ele com a Iris, eu congelei. Eu não sei o que deu em mim e não consegui controlar as minhas lágrimas. Aquilo doeu. — Uma lágrima solitária rolou pelo rosto delicado do menor e Finn a limpou delicadamente. 

— Jack, você sabe o que eu penso dele, certo? — Wolfhard perguntou. O menor assentiu e Finn continuou. — Ele te trocou pra ficar com uma líder de torcida qualquer. Ele te trocou pra ficar com a Iris! Você tem noção de o quão idiota e burro ele é? Ele não te merece e nem nunca te mereceu. Tu é incrível Jack Dylan Grazer, incrível! E se ele não consegue ver isso, outra pessoa vai. Assim como eu vejo.

O maior abraçou o pequeno e choroso Grazer, o apertando em seus braços em um abraço caloroso.

— Eu não sei o que seria de mim sem você, Finn Wolfhard.

— Você não seria nada. Eu sou a luz da sua vida! — Disse convencido e Jack revirou os olhos.

— Idiota.


Notas Finais


Capítulo parado mas é apenas o 1°, tenham paciência e me dêem uma chance por favor.

Até o próximo, tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...