1. Spirit Fanfics >
  2. Fake Boyfriend (Jung Hoseok) >
  3. A gasolina acabou

História Fake Boyfriend (Jung Hoseok) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece, não é?

Capítulo 12 - A gasolina acabou


Fanfic / Fanfiction Fake Boyfriend (Jung Hoseok) - Capítulo 12 - A gasolina acabou

— Anny... - Eunsook chamou batendo a mão na porta impacientemente. 

— O que foi? - Anny respondeu enrolando a toalha no corpo e abrindo a porta arreganlando um pouco os olhos enquanto olhava para a prima. - O quê? 

— Jin e eu vamos na cidade, no festival de primavera que está tendo, não quer ir? 

Anny franziu o cenho tentando se lembrar de que festival era esse, mas a data parecia nunca ter existido para ela, soltou um suspiro e deu de ombros. 

—Vou perguntar se Hoseok quer ir e te aviso mais tarde. 

— Certo, mas não demore, vamos sair as sete horas. - Eun sorriu animadamente dando as costas e saindo dali. 

Anny revirou os olhos e fechou a porta se virando para voltar ao banheiro e poder tirar a espuma de seu cabelo, mas se assustou ao ver os olhos de Hoseok grudados em si, o semblante ainda sonolento e cabelo totalmente bagunçado o deixava fofo. 

— Hoseok! Que susto. - Falou em tom alto, segurando a toalha com as mãos e soltando o ar. 

— Está devendo por acaso? Assustando atoa. - riu falando em tom baixo. - Quem era? 

— Eun, perguntou se a gente quer ir no festival de primavera. - respondeu seguindo até o banheiro sentindo o olhar de Hoseok ainda em si. 

— E a gente vai? - Hoseok perguntou se levantando e seguindo em direção ao banheiro, se escorando na porta e cruzando os braços não deixando de passar o olhar pela garota. 

— Eles vão sair às sete, se quiser ir é melhor se arrumar a tempo. - Anny respondeu se virando para ele e apoiando a mão em seu peito o empurrando para trás. - E saí daqui, eu quero terminar meu banho. 

Hoseok deu uma gargalhada assim que Anny fechou a porta em sua cara, balançou a cabeça negativamente e deu meia volta para a cama novamente, ainda tinha tempo de dormir mais um pouco e se arrumar na hora certa.


◆◇◆◇◆◇◆◇◆◇


— Estou dizendo, o vestival é incrivel, vocês vão gostar. - Eun sorriu alcançando a mão do namorado e entrelaçando seus dedos enquanto corria os olhos ao redor. 

O vestival seria feito em uma das praças da cidade, tudo era muito colorido e animado, o cheiro da comida das barraquinhas se espalhava por todo o local causando uma mistura muito boa no aroma, uma música tocava alto, ecoando por toda a praça e tinham muitas pessoas. 

— Uau! Não pensei que fosse ter tanta gente assim. - Hoseok murmurou olhando em volta e sorrindo. 

— É a festa mais esperada da cidade inteira, o pessoal fica bem animado. - Lisa respondeu. 

Não havia passado despercebido por Anny o interesse da garota em seu “namorado” e conhecendo muito bem sua família, sabia que devia tomar cuidado com Lisa, era cobra comendo cobra ali no meio e Anny não daria mole com isso. 

Da fazendo a cidade levava em cerca de quinze minutos e foi preciso que se dividissem em dois carros para chegar até ali, Hoseok e Anny foram no próprio carro junto de Jungwoo e Lisa e Eun e Jin trouxeram Yoongi. 

— Quer comer alguma coisa? - Anny ouviu Hoseok sussurrar em seu ouvido. 

A garota sorriu, balançando a cabeça de forma positiva e passando os olhos ao redor, apontando de forma discreta. 

— Podemos comer um espetinho? 

Hoseok sorriu achando fofa a maneira na qual Anny pareceu animada ao falar e levou o olhar até a barraquinha que a garota apontava, juntou a mão com a dela e caminhou lentamente até a barraquinha de espetinhos. Os pedidos não demoraram ficarem prontos o que deixou os dois bem felizes, principalmente Hoseok, que odiava esperar em filas. 

— Lisa está dando em cima de você. - Anny afirmou puxando um pedacinho do espeto com os dentes e olhando para Hoseok, que assentiu, 

— Eu sei. - Murmurou. 

— E isso não te incomoda? 

Hoseok pensou por um momento e deu de ombros, ele sabia que Lisa estava dando em cima dele, mas sinceramente não havia tido o menor interesse na garota, não só por Anny, mas porque a garota em si não o agradava. 

— Sinceramente, eu não tenho dado muita ideia, então pra mim tanto faz. 

Anny assentiu levemente, comendo em silêncio. Hoseok era bonito e chamava a atenção, era um fato, a maioria das garotas que passavam pelos dois dava ao menos uma olhada no garoto, não que Anny estivesse com ciúmes, mas aquilo a incomodava um pouco, Hoseok estava porque era sua companhia, seu namorado e todos viam que ele estava com ela, então por que ainda olhavam? 

— Quer ver as outras barraquinhas? Os outros já sumiram. - Hoseok murmurou levando o olhar até Anny após passar o olhar em volta. 

— Pode ser, eu soube que tem barraquinhas de jogos, podemos ver alguns. - Respondeu animadamente. 

— Quando disse que viriamos a cidade eu confesso que imaginei uma coisa mais… caipira. - Hobi murmurou rindo fraco e jogando o palitinho na lixeira. - Mas me enganei. 

— O pessoal caipira geralmente moram longe da cidade, como meus tios. - Explicou. - Mas, de qualquer forma, ainda é um pouco… caipira

— É! - Concordou. - Mas é legal, eu gosto. Aqui todo mundo parece ser bem legal.  

— O pessoal é bem simpático, tem exceções, claro. - Anny riu dando de ombros e então passando o olhar em volta. - O que você quer fazer? 

— Pensei que fosse ser minha guia aqui. - Riu passando um dos braços pelos ombros da garota. - Vamos ver o que tem por aí.  

Anny sorriu, assentindo de forma positiva enquanto os dois andavam calmamente pelas pessoas, os outros já haviam se espalhado entre as pessoas e sumido de vista, então era apenas os dois e ambos agradeciam muito por isso, já que ficariam mais confortáveis assim. 

— Você não vai conseguir Hoseok, desiste e vamos comer. - Anny choramingou o cutucando no braço e fazendo uma careta ao ver Hoseok comprar mais três fichas pela quinta vez. 

— Vou conseguir sim, você pode comprar alguma coisa para comer e quando voltar vou estar com aquele panda. - Hoseok murmurou entregando uma das fichas novamente ao homem e segurando a arma com as mãos.  

Anny bufou baixinho e se virou para o homem. 

— Não venda mais nenhuma ficha para ele. - Falou antes de se afastar, seguindo até a barraquinha de salgados.

Hoseok revirou os olhos, dando uma risada fraca e voltando a atenção as latinhas a sua frente, fechou um dos olhos na intenção de conseguir uma mira melhor e então atirou, se sentindo frustrado ao ver que havia errado novamente, ele usou suas duas últimas fichas não tendo nenhum ganho nisso e bufou, se inclinando sobre o balcão. 

— Quanto você quer no urso? 

O homem riu, negando com a cabeça e então encolheu os ombros, esticando as mãos para alcançar a pelucia e a colocando sobre o balcão. 

— Quarenta e ele é todo seu. 

Resmungando baixinho, Hoseok tirou o dinheiro da carteira o entregando e pegando o urso, o segurando debaixo do braço e se assustando no momento em se virou, vendo Lisa parada bem atrás de si. 

— Trapaceando, uh? - Ela riu baixo. 

— Eu nunca disse que conseguiria o urso com as fichas. - Ele riu piscando um dos olhos e então olhando em volta, procurando por Anny. 

— Esperto. -Lisa riu se aproximando um pouco. - Então… Cadê a Anny? 

— Oh, ela… - Hoseok parou de falar assim que viu a garota de longe, Yoongi estava com ela e E não passoi despercebido por ele que Anny parecia bastante desconfortável. - eu preciso ir, Lisa, a gente se fala mais tarde.

Hoseok se afastou rapidamente, segurando o urso panda em baixo do braço e seguindo até Anny e Yoongi. 

— Ei princesa, tudo bem? - Questionou assim que estava perto o bastante dos dois. 

Anny o olhou rapidamente indo para o lado dele e mantendo o olhar em Yoongi, que fez o mesmo. 

— Ah, cara, só estávamos conversando. - Riu, Hoseok notou que ele parecia um pouco bêbado. 

— Você bebeu? - Ele questionou. 

— Um pouquinho - fez uma pequena quantidade com os dedos - de nada. 

— Certo, então... Vamos indo? - Falou para Anny descendo o olhar até ela, que assentiu. 

— Não, não vai agora, An. - Yoongi choraminhou. - Eu estava te dizendo o quanto gosto de você, você não quer me dizer nada de volta? 

— Vamos. - Anny sussurrou para Hoseok, ignorando Yoongi e apertando a mão do namorado. 

— Yah! Eu estou falando com você! - Yoongi falou em tom alto, sua mão agarrou o braço da garota que se assuntou, encolhendo o corpo para perto de Hoseok. 

— Yah! Yoongi! - Hoseok interviu empurrando a mão do garoto a sua frente e o olhando feio. - Ela não te deu permissão para toca-la e não fale assim com ela! 

— Tudo bem por aqui? - Ouviram a voz de Lisa, que se aproximava aos poucos. 

— Está, é melhor cuidar dele. - Hoseok falou de forma irritada a olhando e então voltando a atenção a Anny, tocando as costas dela de leve com a palma da mão.  - Vamos, Anny. 

Anny assentiu silenciosamente, andando devagar enquanto comia o espetinho de queijo em sua mão, seu olhar recaiu em Hoseok e ela não pode evitar um sorriso, a expressão dele estava fechada, mas seus traços faciais ainda continuavam bonitos.

— Yah! Por que está me olhando assim? - Hoseok murmuro olhando para a garota e dando uma risada anasalada. 

— Por nada, não posso mais olhar para o meu namorado? 

— Pode, mas não essa cara de quem quer comer ele vivo. 

Anny gargalhou e balançou a cabeça, levando o último pedacinho do espetinho até a boca dele, que puxou o pedacinho de queijo com os dentes e sorriu. 

— O que vamos fazer agora?

— Não sei, quer ir para casa? Acho que já fizemos tudo de legal, eu só venho nessas coisas para comer mesmo.

— Por que eu não me surpreendo com isso? - Hoseok murmurou revirando os olhos e estendendo o urso para ela. - eu disse que iria conseguir, vai ver, você por perto me dava azar. 

— Se você quer saber, eu sou uma maré de sorte, Hoseok.  - Anny retrucou, segurando o urso contra o peito e dando um sorrisinho enquanto dava a volta no carro e entrava.

— Claro que sim. - Deu um risada, entrando no motorista e girando a chave, esperando qie a garota se ajeitasse para que pudesse dar partida. - Eu acho que passamos em muitas barraquinhas de comida, estou me sentindo cheio. 

— Hoseok, você comeu três Algodres doce, dois empanados, uns dez espetinhos de cada barraquinha, pipoca, é claro que você está cheio. - Anny gargalhou acertando um tapinha em sua perna. 

— Quem comeu isso tudo foi você.  - Ele retrucou fazendo a curva e entrando na estrada que levaria para a fazenda. 

— Claro que não, eu comi pouquinho. 

— Pouquinho? O tanto que você comeu alimentava mais uns dez de mim!

— Ah! Cale a boca Hoseok!

Ah! Cale.... Merda! - Hoseok murmurou assim que o carro começou a falhar, ele o jogou para o canto da estrada e olhou o painel fazendo uma careta. - Merda! - Repetiu. 

— O que foi? O que aconteceu? 

— A gasolina acabou.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...