História Fake Love - JIKOOK ABO - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), SHINee
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Taemin Lee
Tags Fake Love, Jikook, Jikookabo, Namjin, Vhope
Visualizações 85
Palavras 643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


—Taemin, o que faremos agora? — Jimin disse aos prantos enquanto seu namorado o abraçava. — Como  vamos contar aos nossos pais?

Uma gravidez inesperada para Jimin aos seus quinze anos. Os dois não haviam  tomado cuidado em sua primeira noite de amor, no que acabou dando nisso.

Era tão difícil um ômega engravidar fora do cio, por isso Taemin nem lembrou de usar proteção. O Alf também estava com medo, nunca passou pela sua cabeça ser pai aos dezessete anos, mas ele amava Jimin, Temin daria um jeito nisso.

—Amor, calma. Iremos resolver isso juntos, não irei desistir de nós e do nosso bebê.

Quando Jimin ouviu aquilo não pôde deixar de sentir um pouco de felicidade. Ele amava tanto Taemin quanto seu filho que não havia nascido ainda.

♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪♪

Três anos depois

Jimin estava destrancando a porta quando sentiu alguém segurar seu pulso. Era Taemin.

—Onde você pensa que vai? —perguntou ele.

Jimin piscou confuso. Ele havia esquecido de avisar Taemin?

— Eu vou me encontrar com meus amigos. Não te avisei?

— Não avisou.

Estranho, Jimin pensou. Taemin o olhou de cima a baixo com reprovação.

— Isso são roupas de um ômega que tem filho usar? Quem vai cuidar do TaeHyung?

Jimin arqueou as sobrancelhas. Taemin estava estranho nesses últimos meses.

— Taemin, o que está havendo com você? — o Park estava com uma expressão enraivecida. — Tenho dezoito anos, não preciso mais de pedir permissão a alguém para poder sair de casa. Além do mais, você pode cuidar do TaeHyung, afinal, você é o pai dele.

Taemin aumentou a força que segurava o pulso de Jimin.

— Você também é o pai dele.

— Taemin — Jimin suspirou — , faz tempo que eu não saio com o pessoal, sinto falta deles e eles de mim —tentou puxar seu pulso de volta, mas sem sucesso.— Você passa o dia todo fora, sai com seus amigos, volta só no dia seguinte e nunca me fala nada. TaeHyung sente sua falta...e eu também.

Taemin ficou vermelho, mas de raiva.

— Você não vai sair dessa casa, não sem a minha permissão

Jimin riu incrédulo.

—É sério isso? —  disse ele e sentiu Taemin aumentar a força que segurava seu pulso — Taemin, está me machucando.

Taemin o olhou estranho.

— Jimin, eu sou o alfa desta casa, você me deve respeito e...

—Respeito?— Jimin estourou.— E quando você me respeita? Quando foi que você se tornou tão idiota ao ponto de achar que manda em...

Jimin parou de falar ao sentir o tapa queimando sua bochecha esquerda e em seguida viu o olhar furioso de Taemin. Ele o bateu, Taemin nunca tinha feito isso.

—Eu mando aqui Park Jimin! Eu que sustento tudo!— Taemin começou a usar sua voz de alfa. Jimin sempre foi sensível a isso, por isso já estava encolhido com a cabeça entre seus joelhos segurando o choro preso em sua garganta. — Você não presta par nada Jimin! Por isso, se você se atrever a sair por aquela porta sem me consultar antes, eu vou embora para sempre!

Jimin arregalou os olhos se esticou suas mãozinhas para segurar o tecido da calça de Taemin.

— Taemin, não. Eu te amo, não faça isso, eu...

Jimin se sentia tão inferior naquele momento. Mas o que ele faria sem o homem que ama, como ele cuidaria sozinho de seu filho, como ele viveria?

—Appa...?

Jimin olhou para trás de Taemin, o pequeno TaeHyung estava parado ao lado do sofá, coçando com as costas das mãos seu olho direito. Tao fofo.

—Tae...Por que não está dormindo? Jimin perguntou se levantando e indo até seu filho de apenas três anos.

—Porque eu ouvi você e o papai gritando...

Jimin olha para trás e só vê a porta se fechando num baque alto, Taemin havia saído e sabe se lá que horas ele voltaria. O Park ainda não se esquecera do tapa que levou de Taemin, ele parecia tão assustador. Algo dizia a Jimin que não seria apenas aquela atitude do alfa que o decepcionaria.


Notas Finais


Olaaaaa mais uma fic, essa tem um tema mais pesado. Mas eu espero que vcs gostem.

Ate o próximo capítulo💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...