História Falhar uma batida. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Apenas Um Show
Personagens Benson, CJ, Eileen, Margaret, Mordecai, Personagens Originais, Rigby, Saltitão
Tags Chad X Jeremy, Cj X Margaret, Morby, Saltitão X Benson
Visualizações 236
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então... Lembram que eu disse que eu enviaria o capítulo "já, já"? Então... Na minha cabeça eu RELAMENTE tinha ENVIADO o capítulo, hoje fui descobri que eu esqueci totalmente de postar o capítulo.

Desculpa ;-; Eu nem fiz o 4° ainda ;-;
Desculpa ;-;

Capítulo 4 - Olá?


O cio do Rigby foi doloroso, mais doloroso que o normal. Margaret estranhou isso, mas não fez nada, por enquanto. Durou 1 semana e meia esse cio tão doloroso para o garoto, que agradece aos céus por ter acabado.

- Foi doloroso, mas finalmente passou, né? - Margaret sorriu, colocando o prato com a torrada no balcão, bem a frente de Rigby.

- Gracas a Deus. - disse suspirando. - Alias, sabe onde está meu celular? - perguntou, pegando a torrada e a mordendo.

- Hum? Não, não sei. Onde você o deixou pela ultima vez? - perguntou sentando-se no balcão e mordendo a torrada em mãos.

- Eu não sei... Eu nunca lembro de muita coisa quando estou no cio. - disse pensativo, dando mais uma mordida na torrada. - Ah!

- Lembrou? - perguntou curiosa, bebendo um pouco do suco de laranja.

- Bem... - seu rosto corou um pouco ao se lembrar do toque que Mordecai deu em sua bunda, mesmo sendo sem querer e não intencional, ele ainda se lembrava disso. - Deve está com aquele garoto que me ajudo, lembra?

- O Mordecai? - perguntou confusa, mas por fim se lembrando que o garoto não lhe devolveu o celular.- Ah , sim, ele não devolveu o celular.

- Bem... Ele estuda na minha escola, se eu o ver hoje eu pego. - disse terminando de comer a torrada.

- Certeza que vai ficar bem?

- Claro, por que não ficaria? - perguntou confuso, se levantando da cadeira depois de beber de uma vez todo o suco de laranja.

- É que... - pensou, tinha uma ideia do por que o cio de Rigby fora tão doloroso e do por que que não queria sair de perto do garoto azulado. - Não... Não é nada. - sorriu, decidindi não dizer o por que, afinal não tinha provas e nem certeza disso.- Tenha um bom dia de aula, querido. - observou o garoto sair andando com sua mochila. - Será? - pensou mordendo de novo a torrada.

Como o habitual, Rigby chegou cedo, sentando na cadeira e escutando suas músicas em seu fone.

Seus fones foram retirados por Benson, que sorria enquanto observava o garoto encarar-lhe desanimado.

- Olá, Rigby. - sorriu animado, sentando-se na cadeira a frente. - Pelo visto seu cio já passou.

- Graças a Deus. - disse agradecendo mentalmente por ter acabado.

- Realmente, quando não temos nada para nos acalmar é horrível. - disse com uma cara tristonha. - Mas quando se tem um alfa... É uma delicia. - sorriu maliciosamente.

- Oh meu deus, Benson! Eu não quero saber sobre o que você faz no cio com o Skips! - disse fazendo uma cara de nojo.

- Nunca disse que era com o Skips. - sorriu safado, fazendo Rigby fazer um grande O em surpresa. - Mentira, é realmente com Skips. - riu da reação do garoto. - Se bem que... Provavelmente, se eu não tivesse encontrado Skips antes do meu cio chegar, não seria com ele, afinal, não sou obrigado a sofrer no cio.

- Como assim? - perguntou confuso.

- " Como assim?", você diz? - perguntou confuso. - Bem, não sei se é com todo mundo,mas, pelo menos, comigo, única pessoa que eu desejo no cio é o Skips, obviamente já tentei com outro Alfa, até com beta eu tentei, mas não conseguia...

- Ah, entendi. - disse sorrindo, feliz por ter entendido.

- Me sinto expert perto de você, mas depois eu lembro que você só é inocente demais. - riu um pouco. - Ah! Sim, teve novidade enquanto você estava no cio.

- Quais? - perguntou curioso.

- Bem, é só uma. - sorriu. - Entrou um garoto novo.

- Hum?

- Sim, também achei confuso entrar alguem nessa época do ano... - ia falando, mas Rigby o interrompeu rapidamente.

- Não, não é isso... O nome dele é Mordecai? - perguntou curioso, parecia nervoso.

- Sim... Como sabia? - inclinou a cabeça para o lado confuso.

- Deduzi... - olhou para os lados, desviando os olhos dos de Benson.

- Hum... - encarou Riby com um olhar suspeito. - Recomendo falar logo o que aconteceu.- sorriu fraco.

- Aconteceu? - perguntou se fingindo de desentendido.

- Vamos logo, não enrola! - falou rápido e raivoso.

- Ta... - suspirou, recebendo um sorrisinho vitorioso de Benson. - Ele me ajudou quando eu estava no cio...

- Oh meu deus! Então quer dizer que você não é mais virgem? - falou animado , até mesmo chocado.

- O que? Não! Quer dizer, sim! Não é desse jeito que você está pensando! - emburrou a cara,inflando as bochechas, um tanto fofo.

- O que? Existe outro jeito de ser ajudado no cio? - perguntou confuso. - E vou dizer a verdade, ele é um pedaço de mal caminho.

- Ei! Você é um homem compromissado! - repreendeu Benson.

- Haha... - riu. - Ciúmes, bebê?

- Claro que não! - resmungou. - Bem... Eu entrei no cio naquele dia que você queria me levar pra casa, mas eu não deixei, na rua....

- Ah! Eu sabia que eu deveria ter ido com você! - falou rápido, interrompendo Rigby. - Próxima vez que acontecer algo do tipo eu vou te levar no colo! - falou resmungando.

- Ok,Ok... - suspirou, mas riu, achando graça do jeito de Benson. - Bem... Ele se segurou, eu acho... E eu quase abusei dele. - corou um pouco. - Eu não lembro de muita coisa, mas tenho certeza que se ele não estivesse lá, você me encontraria em um beco qualquer morto. - sorriu de lado.

- O que?! - disse chocado. - Não fala isso nem brincando garoto! - deu um tapa na nuca do garoto.

- Ai! - fechou os olhos, tocando sua nuca.

- Ah, ele chegou. - sorriu, observando Mordecai entrando na sala de aula.

- Quem? - abriu os olhos, observando bem o garoto andando com os fones de ouvidos. - Ah... - sua boca estava aberta e não saia nada dela.

- Não baba não, bebê. - Benson tirou Rigby de seu transe.

- Eu não estava babando. - resmungou.

- Bem, agora ao que interessa. - Benson sorriu, se levantando indo em direção do garoto, sendo encarado com um olhar confuso vindo de Rigby. - Ei. - retirou os fones do garoto azulado, fazendo-o encarar para Benson confuso. - Olá. - fez um breve aceno de mão sorridente.

- Oi... Hum... - tentava lembrar o nome dele.

- Benson. - riu da memória do garoto azulado, achou até graça.

- Oi, Benson. Desculpe, não consigo marcar nome direito...- coçou a nuca meio envergonhado.

- Tudo bem. - sorriu, acalmando o garoto. - Bem, eu só queria lhe agradecer.

- Agradecer?- perguntou confuso, ainda com a mão na nuca.

- Por ajudar o meu amigo. - seu olhar foi para Rigby que estava só observando, Mordecai seguiu o olhar de Benson.

- O-Oi... - Rigby gaguejou, fazendo um breve aceno de mão. 


Notas Finais


DESCULPAAAAAAA!
;-;
Até a próxima pessoas :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...