História Fall of alliance - 5sos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Candice Accola, Demi Lovato, Megan Fox, Zayn Malik
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Candice Accola, Dallas Lovato, Demi Lovato, Luke Hemmings, Megan Fox, Michael Clifford, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Queda, Romance, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 5
Palavras 2.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Three


Fanfic / Fanfiction Fall of alliance - 5sos - Capítulo 4 - Three

Michael Clifford on


As coisas ocorriam conforme o planejado, felizmente a obra da boate acabou antes do combinado, e agora minha maior preocupação era organizar a reabertura. Kaya andava de um lado para o outro com caixas de bebidas e com Elleanor na sua cola.


As duas me olharam enquanto deixavam as caixas de vodka no chão.


- Perderam alguma coisa? - brinquei.


- Você vai ficar só sentado ai? - Kaya perguntou cruzando os braços na altura dos seios.


- Você tá muito folgado, tio gatinho. - Elleanor brincou.


De fato, Elleanor tinha razão nisso, mas eu esperava uma ligação importante aquele dia. Meus nervos estavam a flor da pele, pois tudo tinha que dar certo naquela inauguração.


- Tudo bem! - deixei a prancheta no banco ao meu lado no exato momento em que meu celular apitou indicando uma nova mensagem. - Eu já ajudo vocês, com licença.


xxx-xx-xxxx : não consegui ligar ainda, muita gente aqui. Assim que eu tiver uma folga te retorno.

Pronto, agora que a minha preocupação iria ser aumentada em um nível extraordinário. Era impossível não pensar em como todo mundo iria reagir quando soubessem, se iriam implicar ou simplesmente achar ok e dar de ombros.

me: ok, estou aguardando sua ligação! abraços.

xxx-xx-xxxx: abraços michael? Vc ñ muda mesmo gordon kkk

Guardei o celular no bolso e voltei para a área que as duas vampiras estavam, elas haviam deixado as caixas num canto e se sentaram no chão enquanto bebiam uma das garrafas de vodka, assim que notaram que eu tinha retornado me olharam desconfiadas, mas se mantiveram caladas por um tempo.

- O que foi? - perguntei coçando a cabeça.

- Responde você, tio! - a ruiva disse primeiro assim que se levantou.

- É Mike, o que foi? - a loira completou.

- Quando foi que vocês se tornaram cúmplices? - cruzei os braços.

- Não foge da pergunta, tio gatinho! - Elleanor falou gargalhando.

- Cadê o Luke? É com ele que você 'ta trocando mensagem? - Kaya perguntou caminhando até onde eu estava.

- A gente vai ficar jogando conversa fora ou vamos trabalhar ?

As duas se olharam novamente, deram de ombros, mas depois caíram na gargalhada. A capacidade de perdão e o controle de Elleanor era admirável, tanto eu quanto Luke estávamos bastante orgulhosos do quão rápido ela aprendeu a controlar seus poderes e sua sede de sangue.

Mesmo com Luke fora, a boate deveria se inaugurada na data de hoje. Depois que Elleanor e Calum firmaram realmente o namoro deles para o conselho dos lobisomens, meu esposo sabia que eles iam enfrentar muitas coisas juntos, então teve que viajar para França junto com meus primos, Ashton e a bruxinha Sage. Aquele relacionamento era o início de uma nova era para os vampiros e para os lobisomens, não só de Perth, mas do mundo inteiro.

Felizmente conseguimos organizar tudo com muita folga, Elleanor e Kaya foram encontrar Kylie e Alissa que estavam organizando as luzes na área vip e onde o DJ ficaria. Tínhamos pensado em uma atração que chamasse bastante atenção, mas como a boate estava fechada a tanto tempo, era certeza que a reinauguração iria bombar.

Maya acabou ficando também, mas voltou para o hotel, pois Margot apareceu num portal a convocando e ninguém havia entendido aquilo. Ela prometeu que estaria aqui hoje, só não tenho certeza da hora, mas eu queria que aquela bruxinha estivesse realmente aqui, acabei me apegando a ela e a sua irmã.

Peguei minha prancheta junto com a caneta e comecei a dar check em tudo que já havíamos concluído quando meu celular tocou.

- Michael!! - a voz gritou do outro lado da linha.

- Você demorou. - briguei.

- Eu não podia falar naquela hora, Zayn está impaciente por causa da transformação da sua filha.

- Elleanor não é minha filha, Aurora.

- Meu querido, você criou aquela garota, se você não é o pai dela eu não sei quem é e ele não é o Vlad!

- Nós vamos discutir isso de novo? - revirei os olhos.

- Quantas vezes forem necessário pra te fazer entender.

- Cala a boca Thompson. - falei tentando me manter sério.

- Você me ama, Clifford. - ela disse antes de dar uma risada alta. - Mas diga , o que é tão urgente?

- Você deveria estar em Perth, não acredito que esqueceu do nosso combinado.

- Não esqueci, estou indo pro aeroporto agora! Dei uma desculpa pro Z que iria ver meus pais em Londres.

- Só ele pra cair nessa. - gargalhei. - Não esqueça de usar os filtros do carro.

- Nunca. - ela disse e eu pude ouvir o som de poeta batendo. - Até daqui a pouco, Mikey.

- Até Thommy.

- Não me chame assim, falamos sobre isso.

- Tchau Thommy.

Desliguei a ligação antes que ela me matasse e era provável que fizesse isso quando chegasse em Perth, Aurora odiava aquele apelido, e eu sabia as consequências que teria, principalmente por não te-la chamado pro casamento.

Elleanor Lewis on



- Tio Mike, você tem que ficar calmo, vai dar tudo certo. - Alissa disse sentada na cama, enquanto Mike tentava escolher qual blusa usar.


- É tio gatinho, vai dar tudo certo, já está tudo encaminhado, só falta a tal Aurora chegar e a boate abrir, não tem mais o que fazer. - sorrir tentando reconforta-lo.

- Vocês não deveriam estar se arrumando, como as outras? - ele perguntou se virando para nós duas.

- Que eu saiba só temos dois banheiros. - Alissa disse simples e eu e Mike a olhamos rindo.

- A gente não ta na sua casa minha querida, estamos na minha, o que não falta é banheiro nessa casa inclusive. - falei levantando da enorme cama dos meus tios.

- Por um momento eu esqueci disso. - Alissa disse rindo.

- Anda logo vocês duas, sempre tem coisas que ficam pendentes na última hora. - tio Mike disse e ambas concordamos saindo e fomos para o meu quarto, onde Alissa jogou suas coisas.

(...)

A boate já tinha sido aberta, e por sorte nenhum imprevisto muito grande aconteceu, a não ser o fato da tal Aurora ainda não ter chegado. Tudo bem que a mulher vem de longe, mas isso é falta de comprometimento.

Tudo estava indo como o planejado, estava tudo tão lindo, as luzes estavam perfeitas e convidativas como os planos, cada vez mais o local enchia e todos pareciam se divertir muito.

- Onde aquela vampira de araque ta? Por Luke. - tio Mike falou me fazendo querer rir, mas eu não o fiz pois ele estava muito nervoso, mas foi tão fofo e engraçado lhe ver usando os nossos bordões.

- Michael, a mulher ta vindo de não sei onde, la da Escócia, fica calmo. - Kaya disse pondo a mão no ombro do loiro.

- É da Irlanda, Kaya. - ele bufou e voltou a olhar para baixo, onde dava pra ver toda a boate, já que estavamos na aérea VIP.

Uma luz forte e brilhosa apareceu no fundo do pequeno lugar e todos nós olhamos, já sabendo o que viria a seguir.

- Cheguei. - a bruxinha sorriu levantando as mãos e logo a luz desapareceu atrás de si.

- Onde você estava esse tempo todo? - Mike perguntou cruzando os braços.

 Você sabe que a Maggie me chamou, Mikey. - a morena sorriu e tio gatinho deu de ombros olhando para frente novamente.

- Eu to começando a achar que essa mulher não... - minha fala foi interrompida por um grito, e todos nós olhamos para a entrada do lugar.

- Michael! - uma mulher alta, com os cabelos brancos e curtos, gritou, deixando as várias bolsas que estava segurando no chão e correndo para o encontro com Mike, que a abraçou a pegando no colo.

- Aurora, você já deveria estar aqui há uma hora. - ele deixando a mulher no chão e depois a abraçando de novo - Que saudade de você sua, arg. - ele disse a abraçando mais uma vez e eu não consegui não revirar os olhos.

- Para com isso, Ella. - Alissa disse baixo ao meu lado e eu a olhei como se não tivesse feito nada.

- Você nem me chamou pro seu casamento, seu desnaturado. - a tatuada disse rindo e bateu de leve no peito do meu tio.

- Você não iria vir de qualquer jeito Aurora! - Michael falou rindo e a menina jogou as mãos pra cima.

- Não interessa, eu tinha que ter um convite formal a punho implorando pra eu ser sua madrinha ainda por cima, melhor, eu tinha que ter você de joelhos me pedindo pra ser sua madrinha. - ela disse e eu eu mordi minha língua para não dizer nada. Me virei de costas, me apoiando na mureta para olhar a boate e ouvi tio Mike rindo alto.

- Você não merece nem minhas mensagens Aurora. - ele disse me fazendo rir - Vem, depois colocamos o papo em dia, você precisa animar essa boate. - o ouvi dizer e senti uma presença ao meu lado, me virei e vi Alissa.

- Por que você ta com ciúmes da Aurora? Ela é uma grande amiga do tio Mike. - a morena falou e eu dei de ombros.

- Só não fui muito com a cara dela. - torci o nariz e olhei para baixo.

Ficamos um bom tempo conversando ali, Kylie se juntou a nós, e logo o barulho da música eletrônica mais animada foi ouvida nos auto falantes da boate.

O celular da Kylie tocou e ela atendeu dizendo que era a Candice, tanto eu quanto Alissa mandamos um beijo para ela e rimos pela morena ter se pendurado em mim para fazer isso.

Voltei a olhar para as pessoas abaixo de nós e paralisei ao ver aqueles fios loiros e logo em seguida a mulher me olhar sorrindo cinicamente.

- Meninas. - pus a mão em seus ombros, e sei que elas me olharam e depois olharam para onde eu estava olhando assustada - Aquela ali é a Amethista ou eu tô ficando louca?

- Ué, onde? - Alissa perguntou tentando olhar para onde eu apontava.

- Essa cansativa de novo não. - Kylie conseguiu encontrar a tal loira que eu achava que era Amethista. - Como ela conseguiu sair de Mosnann...

Isso não podia está acontecendo, não quando tio Luke resolveu viajar, tio Mike não teria como resolver isso, ele era sensível demais para lidar com aquela cobra nojenta.

- Não consigo achar essa vaca! - Alissa reclamou e me fez rir.

- Você não está perdendo nada. - a coreana disse ainda olhando pra frente.

- Quer saber, como eu fui liberada do meu trabalho hoje, vamos dançar e eu tenho que me alimentar. 

- Droga, as vezes eu esqueço que você é um deles.- Alissa revirou os olhos.

- Me respeita garota. - dei um tapinha no seu ombro e ela gargalhou.

A pista de dança estava bem movimentada, eu tinha que dar meu braço a torcer, aquela vampira era boa mesmo. Mas tinha alguma coisa nela que não me cheirava bem, só não sabia o que era.

Já faziam alguns dias que eu não me alimentava, a saudade do meu lobinho me fez perder a sede, mas hoje com tantos cheiros estava realmente muito tentador.

- Tenha cautela. - Tio Mike disse atras de mim. - Escolha um alvo e se aproxime devagar, nós somos como gatos.

- Eu sei, você é o tio gatinho - sorri.

- Falo sério, Elleanor - ele me repreendeu. - Foco!

- Okay.

- Quando digo que somos como gatos, é por que eles são cautelosos demais, para um gato dar um bote ele se aproxima lentamente do alvo e só ataca quando percebe que a situação é favorável a ele, certo? - assenti. - Então aja como um gato, use todo seu poder de sedução, seu controle para o humano não gritar e o faça esquecer de tudo quando acabar.

Guardei aquele ensinamento na memória, nunca havia pensado nos vampiros como gatos, e até que a metáfora usada pelo tio Mike fazia sentindo. Diversas vezes eu ficava observando Milú caçar ou menos brincar com os insetos lá de casa e ela demorava horas até realmente chegar perto deles. Quando cheguei junto as minhas duas amigas, elas já dançavam com outras duas garotas.

"Rápidas"

Me infiltrei no meio daquele monte de gente, eu tentava pelo menos parecer sexy e provavelmente a missão já tinha falhado antes mesmo de começar. O ritmo da música que Aurora mixava mudou e acabou ficando mais lenta, só que a mistura com a batida acelerada de alguma outra música, que eu não conseguia identificar fez eu me sentir transbordando sexualidade.

Fui surpreendida quando senti duas mãos macias passearem pela extensão dos meus braços.

- Sozinha? - a voz perguntou sussurrando no meu ouvido, um sorriso de satisfação brotou nos meus lábios assim que me virei e encontrei a dona da voz. - Isso deveria ser um crime!

- E você vai me punir por isso? - a desafiei.

- Quer ser punida? - ela disse se aproximando um pouco mais.

Enquanto ela encarava o azul dos meus olhos, a música se tornou minha arma principal, pois a batida era envolvente. Pude sentir uma de suas mãos tocarem meus cabelos e me puxarem de leve.

Aquela energia que já conhecia tão bem invadiu meu corpo inteiro, pude senti-la se concentrando na ardência da minha garganta. Um sorriso de satisfação brotou nos meus lábios quando ela aproximou sua boca do meu ouvido, mas antes que ela falasse algo eu a hipnotizei.

"- Você não se lembrará de nada, eu beijei você e só. Entendido? - ordenei e ela assentiu.

Minhas presas foram liberadas assim que ela pôs os cabelos pretos para o lado e me mostrou seu pescoço. Dei uma lambida antes de cravar meus caninos na jugular dela e a ouvir gemer de dor, pus a minha outra mãos na cintura dela e a trouxe para mais perto. A sensação de poder tomou conta de mim e eu tive certeza que aquilo agora fazia parte do que eu me transformara, a cada gota de sangue que ingeria pude sentir minhas células sendo revigoradas, eu havia nascido para ser isso, para ser vampiro.

- Ella, seus olhos e sua mão estão chamando atenção. - Kaya disse me fazendo soltar a mulher. - Se concentra, ruivinha ou feche eles.


Notas Finais


Oi loves!

O que acharam da Aurora?

Elleanor ainda é uma garotinha de 04 anos né? Com poderes muito mais fortes, diga-se de passagem...

Gostaram do capítulo?

love you all xx.

Bjoxx Drica 💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...