História Fallen - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Anjos, Demonios, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 85
Palavras 2.355
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Fairy Tail


Lucy estava começando a se preocupar, depois do confronto que tiveram com Jellal, Natsu ficou apagado por cinco dias seguidos, ele não se movia, às vezes parecia que nem estava respirando, por outro lado suas asas pareciam cada vez melhores, as fraturas estavam praticamente curadas, as penas que havia perdido já estavam sendo substituídas por novas,.

No fim do quinto dia Lucy chamou novamente, Porlyusica, mas a curandeira não pode fazer nada, aquele sono profundo parecia ser natural uma forma do corpo do anjo se curar de todos os ferimentos que sofrera.

Dois dias depois Lucy estava sentada em uma cadeira ao lado da cama em que Natsu estava quando ele finalmente acordou, mas diferente da primeira vez não foi de forma pacífica, em um momento ele estava deitado de bruços as asas amarradas com as tiras de lençol servindo como um cobertor no outro o quarto  foi dominado pelo fogo, ele pulou da cama completamente alucinado, as asas se libertando das ataduras improvisadas, se tornado duas chamas incontroláveis.

Lucy não teve nem tempo de se espantar, quando a primeira labareda se acendeu, ela sentiu seu poder ser drenado, sendo sugada para dentro de um enorme relógio, um segundo depois o som de uma campainha sou, Leo surgiu em frente ao anjo, um imenso leão em duas patas vestido uma armadura de batalha.

-Você ousa ameaçar minha princesa de novo,Caído?- Como se não bastasse a aparência assustadora que assumia a voz de Léo, estava completamente diferente, parecida com o rugido de um leão.- Da última vez ela foi clemente, mas dessa não haverá perdão para você.

O anjo incandescente nem olhou para o pesadelo que era o espírito de leão, seus olhos estavam embaçados, como se ainda estivesse dormindo, as chamas cada vez mais intensas transformando o quarto em um inferno flamejante.

Leo rosnou, em direção ao anjo, um som tão profundo e animalesco que os móveis do quarto vibraram, ele estendeu as garras que começaram a brilhar, atacando o anjo, que somente usou uma de suas asas para bloquear o leão.

-Maldito-Leo rugiu de raiva uma de suas mãos estava toda queimada, as garras tinham se tornado cinzas.-EU VOU ARRANCAR ESSAS MALDITAS ASAS.

Para a surpresa de Lucy, Natsu pareceu voltar a si com esse comentário, mas ao invés de se acalmar, ele ficou ainda mais furioso, seus olhos começaram a emitir uma luz vermelha como duas brasas, um halo de fogo surgindo acima de sua cabeça.

    -Você pode tentar, gatinho.- Ele abriu as asas o máximo que podia, um redemoinho de fogo surgiu na frente de cada uma, rodando a uma velocidade assombrosa, ele colocou as asas para trás, até que elas se tocassem.- Experimente o Bater das asas do D…

    -JÁ CHEGA!!!!!- Lucy saiu de dentro do relógio, se colocando entre os dois, Leo parecia a ponto de ter um ataque do coração, enquanto Natsu olhava curioso para ela.- Se qualquer um dos dois idiotas destruir mais alguma coisa na minha casa, eu vou pessoalmente matar vocês.- Ela olhou de um para o outro, até que Leo voltou a sua forma humanoide, e Natsu apagou suas asas, e com elas todas as chamas do quarto que inesperadamente estava intacto, sem uma única parte queimada.- Agora escute aqui seu anjo de araque, essa já é a terceira vez que você tenta me transformar em cinzas, na próxima eu vou depenar a suas asas.

    As feições de Natsu mudaram muito rapidamente, primeiro foi fúria, depois confusão, até se tornar um sorriso quando percebeu que a loira não falava sério apesar  de estar com muita raiva.

    -Pode tirar esse sorrisinho da cara.- Natsu sabiamente desmanchou o sorriso.- E vá agora mesmo se vestir.- Ela parou para pensar por um minuto.- Melhor ainda vá tomar um banho.

    -O que e “banho”?- O olhar que recebeu da loira o fez tremer de nervoso- Estou falando sério, eu não faço a menor ideia do que significa “banho”.

    -Ela está mandando que você vá se lavar, seu idiota, tirar a sujeira e o suor do corpo, com água.- Leo parecia estar falando  com um retardado, começando a sorrir quando viu uma veia saltar na testa do anjo.

    -E você vai ajudá lo Leo.- O leão congelou completamente, começando a suar frio.- Ensine para ele como usar o chuveiro. - O leão abriu a boca para negar a ordem da loira, mas sabiamente se manteve em silêncio Lucy estava de péssimo humor.-Você tem algo a dizer?

    -Não minha princesa, seu desejo e uma ordem

    -E quanto a você Natsu?- O anjo simplesmente negou com a cabeça.- Bom vá com o Leo, ele irá te mostrar onde fica o banheiro.

    A loira saiu do quarto pisando forte, murmurando coisas como “Anjo de araque”,”Leão idiota” e “Eu preciso urgente de uma xícara de café”

    

    ****    

Natsu ainda estava um pouco envergonhado por tudo que acontecera, estava no meio de um pesadelo cercado pelas formas escuras dos inimigos do céu, grande parte de sua legião estava morta ao seus pés, quando acordara em chamas frente a frente com um leão monstruoso, que estava em duas patas e vestia uma armadura, e ainda tivera a audácia de ameaçar suas asas.

A princesa do Zodíaco mais uma vez o surpreendeu, pulando entre os dois sem um pingo de medo, ainda dera ordens para ambos sem duvidar por um segundo que seria obedecida, a cada momento que passava em sua companhia, ela o fascinava mais.  .

-Você ainda vai demorar muito ai, idiota?- A voz do espírito de leão, sou através da porta do “banheiro’, Natsu não sabia o que aquela palavra “idiota” queria dizer, mas já não gostava nem um pouco dela. - A princesa está te esperando.

Natsu olhou para suas asas, garantindo que nenhuma pena estivesse suja de sangue, saiu de debaixo do chuveiro usando um pouco do seu poder para secar seu corpo, ele escondeu as asas novamente em suas costas,, vestindo os trajes estranho que o leão entregará, uma calça preta, uma túnica vermelha que fechavam com botões na frente, e botas pretas, ao sair do banheiro o leão estava encostado na parede logo em frente, sem uma palavra ele saiu em direção as escadas, Natsu o seguiu.

A princesa do Zodíaco, estava sentada em uma mesa repleta de comida,pães, queijos, carnes e sucos segurando uma xícara fumegante, Natsu sentiu seu estomago roncar, quase tão alto quanto o leão rosnou.

-Ainda bem que os dois idiotas não se mataram.-A loira ainda estava de mau humor, mas Natsu percebeu que não se incomodava tanto quando ela o chamava de idiota.-Natsu coma, que vamos sair em alguns minutos- Ele estava a ponto de perguntar o que eram minutos, mas decidiu deixar para depois quando ela estivesse mais calma, ele foi até a mesa puxando um dos estranhos bancos com encosto, comendo tudo que estava em sua frente.

-Para aonde vamos?    

-Eu vou te levar para a guilda, o mestre vai decidir o que vai fazer com você.- Ela tomou um gole de sua xícara, voltando seu olhar para o espírito de Leão.-Leo se você pretende nos acompanhar, e melhor você tirar essa armadura.

-Assim está melhor, Princesa?- Ele foi envolvido por uma luz dourada, a armadura desapareceu dando lugar a um traje preto.

- Preferia algo um pouco mais discreto que um terno, mas vai servir.- Ela colocou a xícara sobre a mesa voltando sua atenção para o anjo.- Você terminou Natsu?- Ele acenou confirmando ainda com a boca cheia de comida.- Então vamos.

 

****

O mau humor de Lucy desapareceu, assim que eles sairão de sua casa, Natsu agia feito uma criança que nunca sairá de casa, tudo que ele via parecia uma novidade, das flores de cerejeira ao barco que passava pelo córrego em frente a casa, o caminho até a guilda foi repleto de perguntas, ele parecia uma pessoa completamente diferente, não mais um guerreiro implacável, mas sim um homem normal, muito entusiasmado, mas normal.

A maior surpresa para ele foi a sede da guilda, um pequeno castelo de pedra cinzenta com um banner de uma fada pendurado em cima das imensas portas de madeira ele ficou parado encarando, a boca um pouco aberta.

-Bem vindo, Natsu, a guilda Fairy Tail, o lar dos mais poderosos seres do reino de Fiore.- Lucy não conseguiu resistir a pontada de arrogância em suas palavras- O que você acha, impressionante não e?

-Sim, muito, o poder mágico que estou sentido emanar deste lugar é incrível, sinto de humano que dominam a magia a deuses menores.- Ele parou, a encarando parecendo analisa as palavras que diria a seguir.- Mas porque tem um nome tão estranho, Fairy Tail quer dizer rabo de fada, Não e? Eu sempre achei que fadas não tivessem rabos.

Lucy começou a rir, afinal aquela era uma pergunta frequente que faziam a todos os integrantes da guilda.

    -E não tem, o nome foi criado a muitos anos pela fundadora da guilda, antes de as fadas saírem de seu exílio auto imposto, quando até mesmo os deuses achavam que elas fossem só um mito, era uma charada.- Lucy limpou a garganta , assumindo seu melhor tom de contadora de histórias.- “ Fadas tem rabo ou não? essa é uma eterna charada, uma eterna aventura” essa foram as palavras da primeira mestre, quando as fadas voltaram para esse mundo o nome permaneceu, agora um trocadilho com Fairy tale, um conto de fadas, uma aventura fantástica.

    -Incrível.

    A loira seguiu até as portas da guilda com um sorriso enorme estampado no rosto, ela as abriu, sendo surpreendida por uma cadeira voando em direção a sua cabeça, anjo e espirito agiram depressa entrando na frente dela transformando a cadeira em nada, a guilda estava imersa em um briga completa, garrafas voavam de um lado para o outro seguidos de mesas e cadeira e por fim pessoas, o mais surpreendente é que em meio a todo caos ainda haviam pessoas agindo normalmente lendo, conversando, comendo e bebendo como se nada estivesse acontecendo

    -Eu acho que eu vou gostar deste lugar!!!- Lucy não estava nem um pouco surpresa, Natsu parecia o tipo de pessoa que se encaixaria perfeitamente na guilda, se o sorriso gigante que ele tinha ao olhar o caos fosse algum indício.

    Distraído com toda a confusão Natsu não percebeu o corpo, todo azul e despido da cintura para cima, voando em sua direção, até ser tarde demais, os dois homens foram para o chão, se levantando em meio segundo.

    -Porque você não sai do meio, Galinha frita?

    -Porque você não presta atenção aonde vai cair, cubo de gelo?

    Lucy não teve tempo de dizer nada, os dois começaram a lutar, se juntando a briga coletiva, como pensava Natsu se encaixou perfeitamente, na guilda ele lutava principalmente com Gray, mas batia em todos que entravam em seu ccaminho.

            -Mais um idiota, para guilda, era só o que me faltava.

    - Concordo com você princesa, mas eles parecem estar todos se divertindo.- Leo parecia louco para se juntar a briga, fazia muito tempo que ele não lutava pelo simples prazer de lutar.

    - Se você quiser pode se juntar a eles, eu vou para o bar ver se o mestre está por aqui.- O leão nem ao menos se despediu, ele se jogou na luta, acertando Natsu com um soco poderoso que o jogou do outro lado do salão, o anjo se levantou acertando um soco no rosto do leão ao mesmo tempo que dava um chute no estômago do gigante de gelo.- Será que todos os homens são idiotas, independente da espécie?

    Lucy se enfiou no meio da multidão, desviando de tudo que voava em sua direção, com a experiencia de alguem que fazia aquilo todos os dias, ela andou em direção ao bar onde uma linda mulher de cabelos brancos e olhos azuis, terminava de secar um copo.

- Lucy, a quanto tempo.

- Oi, Mira, como você está?

- Estou ótima, e você está bem? Faz mais de uma semana que eu não te vejo.

- Estive ocupada, tomando conta do idiota de cabelo rosa.- Ela apontou para Natsu que havia acabado de tomar um chute na cabeça, sendo arremessado  contra um homem de cabelos brancos.- O que acabou de acertar o Elfman.

- Como vocês se conheceram? - Lucy podia ver, os olhos da mulher se tornarem dois corações, conhecendo Mirajane, ela já deveria até ter imaginado o nome dos três filhos, que Lucy teria, com o Natsu.

- Depois eu te conto, Mira mas agora eu preciso falar com o mestre, ele está?

-Sim, bem atrás de você. -Lucy se virou a tempo de ver, os idiotas da guilda começarem a usar magia no meio da briga, e uma enorme sombra surgir no meio da multidão.

 

****

Natsu se sentia ótimo, a adrenalina de uma boa luta, sem ter que temer pela vida, uma simples comparação de habilidades o fazia se sentir vivo, feliz apesar de tudo que acontecera, ele estava sorindo feito um louco, tinha acabado de agarrar a perna do gigante de gelo, e usá lo para bater no espírito de leão, jogando os dois contra um grupo de pessoas, derrubando a todos, ele sentiu a atmosfera mudar quando alguns dos combatentes começaram a usar magia, ele não achava possível mais sentiu seu sorriso se alargar ainda mais.

No meio de toda a confusão, Natsu viu um homenzinho andando até ser atingido por uma mesa perdida, ele foi jogado no chão, Natsu já ia em direção a ele quando, o senhor se levantou, começando a crescer, até tocar o teto, todos no mesmo instante congelaram, olhando boquiabertos para o gigante.

-Quem foi o idiota que atacou essa mesa?- Ninguém respondeu, o salão que até poucos minutos atrás estava repleto de risadas ficou silencioso.- Vocês vão me responder ou não, Bando de idiotas?

- E você mesmo Hiperião?- O nomes escapou da boca do rosado, antes que ele pudesse reagir, o gigante olhou para ele em choque.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...