1. Spirit Fanfics >
  2. Fallen Hero (Evil Deku) >
  3. Do fim para o Início

História Fallen Hero (Evil Deku) - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


E aí, e aí, e aí cambada !!!
Tudo de boas ou não ?

Bem, não preciso saber né ?

Tô ficando maluco pelo visto... Sei nem mais em qual tipo de escrita continuar a fic kk

Hoje o capítulo tá extenso, nem kratos pra ler tudo isso :^

Boa leitura ;)

Capítulo 17 - Do fim para o Início


Fanfic / Fanfiction Fallen Hero (Evil Deku) - Capítulo 17 - Do fim para o Início


Um dia após deixar a montanha, Deku tomou rumo para Shinjaku, ao menos foi o que ele pensou... Era aproximadamente 20:23 e o jovem chegava à estação ferroviária da cidade. 

Em um metrô próximo a entrada da metrópole de Yokohama, o jovem Χάος, acabava de desembarcar de um dos vagões do trem, agora pensa em ir visitar a U.A, enquanto sai da estação ele não parava de resmungar, puto da vida, por pegar o trem errado.

- NEM FUDENDO !! Acabei pegando o vagão errado e vim parar nessa merda de cidade novamente !!

Queria acabar com aquela organização inútil de vilões... -

Realmente não estava em seus planos parar na cidade na qual começou tudo.

Mas como ele foi pegar um trem que iria para Yokohama ao invés de Shinjuku !?

Enfim.

Como ele queria evitar ser reconhecido, havia vestido um moletom/sobre-tudo, com um grande capuz que cobria todo seu rosto.

Andando sem mais preocupações pendentes, Deku, pensou em algo que ainda não havia conversado com Barzal, sua criadora.

Não demorou para o garoto iniciar uma prosa com ela.

- Então Barzal, por que você escolheu o corpo de merda deste muleque inútil ? Eu não deveria escolher o meu hospedeiro não !? -

Todo estarrecido com sua situação atual, Deku, perguntava para a Morte o porquê dela ter o deixado no corpo de Midoriya.

Nada foi dito pela mesma.

Sem deixar escapar a pergunta ele repete mais algumas vezes até Barzal se manifestar. 

- Está bem, Χάος. Eu vou lhe contar o que aconteceu naquele dia, o porquê de você estar no corpo de Izuku Midoriya.

Sim... Este jovem já estava desistindo de sua vida, lembro muito bem, foi logo após seu herói favorito despedaçar suas últimas esperanças de se tornar um super herói. -

A voz que Barzal aplicava enquanto contava para Deku, era frívola e sem tons graves no timbre. 

- Não faça pausas !! É estranho caminhar e ao mesmo tempo prestar atenção em você, isso com nós dois nos comunicando mentalmente. Isto é um saco !! -

Sem perceber ele apressa o passo e entra em alguns becos que estavam logo a sua frente. 

Continuou resmungando e pedindo para Barzal continuar a falar sobre o acontecido. -

- Se acalme. Não é uma história muito grande.

Naquele dia, no terraço do prédio, lembro com clareza, este corpo havia despencado em tamanha velocidade e se chocado contra o chão brutalmente. 

Izuku Midoriya tinha se suicidado.

Isso foi o começo de sua nova jornada, ele em sua forma de "ser", alma, neste mundo, escolheu vir para o meu lado.

"Ele recusou os jardins e foi para os portões", o que diria naquele momento.

Me surpreendeu ao ver que o garoto buscou incessantemente por mim. -

Seu relato não parece muito curto não é mesmo.

Consumido pela impaciência e caminhando sem prestar atenção no caminho, Χάος, acabou batendo de frente com alguns bandidos e "Zé droguinhas" que habitavam aqueles becos por onde ele andava no momento. 

Tucker- Ei garoto ?! Não é muito novo pra estar andando por aqui !? 

Will- Vamos pegar tudo que ele tem ! 

Deku- Podem tentar, merda, vou ter que sujar meu terno com o sangue imundo de vocês... sorte que estou com um moletom por cima. -

Erguendo sua mão esquerda para frente ele cria uma Stunning Blade em sua palma e aponta para os barderneiros que o assolavam.

- Será rápido e doloroso, não se preocupem. 

O corte desta belezinha só arde muito se eu manter a lâmina cravada em seu corpo de merda.

HaHa Haaah... Venham me matar seus filhos da puta !! -

Ele foi para o ataque enquanto Barzal retorna a falar sobre o Izuku Midoriya.

- Não pensei que após seu próprio suicídio ele viria até mim pedindo para ser reencarnado.

Seu "ser" exalava tristeza e ao mesmo tempo uma determinação aguçada. Uma luz excitante emanava fortemente daquela pequena e frágil esfera denominada alma.

Posso dizer que estava fascinada pelo o que estava acontecendo naquele momento. 

Me pedia para que o reencarnarse com uma individualidade. 

Isso eu não poderia conceder à ele.

Foi então , nessa hora, que decidi criar você, Χάος, e prender no "ser" do garoto.

Claro que tenho meus interesses por estar participando disso tudo com ambos.

Por enquanto continue fazendo o que eu lhe instruí desde o começo. -

A voz de Barzal continuava em um tom calmo e frio.

Deku ouviu tudo enquanto corta, dilacera e queima os corpos já sem vida dos "Zé droguinhas" que ousaram o enfrentar.

Sua face estava com um grande sorriso farto, um semblante insano vazia uma boa contraste com as manchas de sangue nas bochechas e testa, suas mãos estavam sujas com aquele líquido vermelho que os corpos jorravam.

Gargalhadas típicas dele eram espalhadas pelos becos, nada ousaria cruzar seu caminho no momento. 

Arrancou a cabeça de Will e erguia com a mão esquerda, logo serrou o punho e a tornou em apenas cinzas com suas chamas negras enquanto os olhos já mortos do rapaz o encaravam. 

Levou sua mão direita à face enquanto fitava a esquerda ainda ensanguentada. 

Com gargalhadas e falas apuradas e graves Deku zombava do que acabou de ouvir de Barzal.

- Então esse inútil realmente havia se matado !? Que fudido fracassado !!

GhA HAHA HAAAH !!!

PATÉTICO !!!

Bem, afinal isso é o que todo derrotado sem valor igual à ele costuma fazer neste mundo não é ?!

... Mas... É, compreendo... um pouco.

Não se preocupe Midoriya, eu vou acabar com este mundo que só te fez sofrer. 

A sociedade excluí aqueles que não tem individualidade, vou aniquilar tais individuos e depois toda a sociedade !

Isso é porque eu quero, ouviu bem seu arrombado !? -

A estranha fumaça, neblina, que ele criou quando atacou o vilão de lodo, surgia novamente, estava se espalhando entre os becos rapidamente, o que ele pretende fazer ?

Tem algum nexo nisso !? Midoriya nem deve o escutar, na verdade o que ele deve estar fazendo ?

Bom, melhor deixar isso de lado por enquanto. 

Desta vez parece que a neblina que se iguala a escuridão da noite, é um pouco tóxica.

Barzal volta a falar com o jovem. 

- Não use tanto poder mítico, já lhe permiti usar uma boa quantidade naquelas várias Jingoku Moon que você criou antes. 

Precisa matar individualistas mais fortes se quer retribuir o favor que estou lhe prestando. -

Sem mostrar se importar com o que ouviu, Deku, começa a caminhar normalmente mais uma vez.

Ele precisa ficar atento pois está sendo procurado, foi visto causando as mortes e destruições por diversos bairros de Tóquio. 

Sua popularidade está a nível de vilão rank S, o mesmo não se importa como taxam ele.

Na U.A seus colegas seguiram treinando e estudando normalmente, pelo que aparenta, mas quase todas as noites, todos eles se juntavam em um dormitório e ficavam de conversa.

(Lida) Vocês souberam que o Midoriya foi visto perto do Monte Tangawa a quatro dias atrás !?

Pensei que a União tinha o levado como refém naquele dia, no estádio... -

(Uraraka) Estranho né ?! 

Por algum motivo não encontrei muitas informações sobre ele, a mídia está encobrindo tudo à seu respeito.

(Denki) Ânimo minha gente !! Tudo vai voltar a ser como era antes, não é mesmo !? -

Lida havia começado o diálogo com seus colegas como de costume. 

A jovem garota, Uraraka, estava pouco aflita com tudo que ocorreu nas últimas semanas. 

Denki tenta manter a alegria no ambiente mas ninguém o responde.

Sentados ao  lado de Lida, estão, Uraraka, Sen, Denki e Koji.

Em outro sofá estão Mineta, Momo, Sero e Tsuyu também participando da conversa. 

Próximo da entrada está Shinsou em pé e observando bem sereno.

(Mina) Ele foi visto então !?

O que aquele idiota pensa que está fazendo por aí ?!

Quando ele voltar vou ser a primeira a dar uma bronca nele !! -

Não se sabe se a garota está brava ou preocupada com Midoriya.

Mina não fica parada um segundo e percorre toda a sala andando sem parar enquanto mantém uma expressão pensativa e meio extrovertida.

Todos estão vestidos com uma roupa mais casual no momento.

(Sen) Eu não sei vocês mas eu já vou ir dormir - 

O cara mais despreocupado que existe, Sen Kaibara, não demonstra preocupação mas por dentro está bem tenso e mau com o que acontece atualmente com seus amigos.

(Mina) Você é bem calmo não é mesmo Sen ?!

Nem demonstra aflição pelos seus amigos e colegas !! idiota !!

(Momo) Ele deve estar tentando passar uma expressão de tranquilidade para não impulsionar todos à tristeza também, sei que você está se sentindo mal também neh Senchan. 

(Sen) Que !? Eu tô bem !! Enfim, já vou indo, até amanhã pessoal.-

Lida, Uraraka, Mina, Denki... Momo e Sen acabaram a conversa e o jovem Kaibara resolveu ir dormir. 

Enquanto ele saia Entravam bem barulhentos na sala, Mei e Tetsu, ambos chegaram com uma algazarra enorme. 

Perturbando todos Tetsu não parava de gritar, jurando, que quando Kirishima voltar, vai o intimar para um duelo, quer ver qual é mais resistente e forte. 

Ninguém suporta seus berros e o rejeitam de imediato.

Mei, após se aproximar do pessoal, estava tentando convencer Tokoyame e Uraraka a deixarem ela criar equipamentos e trajes para ambos testarem e usarem.

Uma bagunça atrás da outra neste local.

Mas nos EUA a situação era outra bem diferente.

O vilão Hyachimaru, estava de bom humor após Dr. Yuze ligar para ele e oferecer uma proposta bem interessante.

- Ainda não acredito que aquele desgraçado está com algo tão valioso !!

... Qh...Eh he heh...

Wahh HaHa... hah... Tenho que ir checar.

Sora ! Gyu ! Deixem as crianças para depois, não vou poder adquirir uma nova quirk ainda, não ousem deixá-las morrerem entenderam !? -

Seu mal humor havia dado as caras novamente.

Graças à sua quirk Nikutsumi e ao cansaço e fadiga de sua última batalha, Hyachi não está em condições de possuir uma nova individualidade, pois seu corpo não suportaria a pressão no momento. 

Todos que ele raptou ainda estão vivos, apenas foram vagamente torturados.

Todoroki, Kirishima, Ibara e Bakugou foram levados pelo vilão para servirem de novas quirks à ele.

Não estava muito feliz por não ter conseguido pegar Tokoyame e o Monoma. 

Queria suas quirks mas vai deixar para uma outra hora.

Gyu- Meu senhor, eu não vou deixar aqueles jovens morrerem até você retornar. 

Sora- Chefe, eu irei fazer o possível para os manter vivos e em bom estado de consumo. -

De joelhos em frente Hyachi, estava Gyu, ao seu lado direito, Sora, ainda em pé. 

O vilão estava com pressa então os dispensou e logo foi ao encontro de Kiba, na Rússia, usando sua Step Fos.

O que o Dr. Yuze conseguiu que atraiu a atenção de Hyachimaru afinal de contas !?

Já voltando para a União dos Vilões, Alguém havia retornado para "conversar" com Shigaraki.

- Eu vim eliminar esta organização ridícula. 

Mas.. 

Antes me digam.

Como vocês podem ser tão ingênuos ao ponto de causar destruição por aí e pensar que não receberiam sequer uma penalização por seus atos !? -

Apontando sua Katana para Tomura, Stain, passava um olhar para todo o cômodo no qual estava com os outros vilões.

Estão em outro tipo de bar, igual ao que tinha no esconderijo anterior.

Shigaraki não estava nem um pouco feliz e quase não se continha para cair na porrada com o assassino de heróis.

- Você venho até a nossa casa para nos exterminar, é isso mesmo !?

Não vou deixar você sair vivo desta vez. E Kurogiri, não pense em nos atrapalhar desta vez entendeu ?! -

Não era possível enxergar o rosto do vilão, mas, podiasse perceber que sua face era de alguém bem irritado no momento. 

Sua expressão estava séria e mostrava raiva e desprezo por Stain.

Sem medo ou hesitação, Stain prossegue com suas palavras.

Shigaraki não deixava escapar uma e também confrontava em palvaras o assassino.

- Você vai ser o primeiro que vou matar !! Seu vilão charlatão ! 

- Você vai sumir de vez, sou o boss aqui, devo proteger a guild de qualquer ataque inimigo. 

Você vai morrer hoje "Stain" !!

Aha HaHaHa Haaa... !! -

Uma luta se inicia entre Shigaraki e Stain.

Apenas Kurogiri e Twice estão presentes no local junto de ambos querendo se peitar.

(Twice) Espanca esse maldito !!! 

(Kurogiri) Não se distraia ou perderá, Tomura Shigaraki -

Tenko foi para a investida rápido e ágil, Stain, também sendo habilidoso e perspicaz, se esquivou de todas as tentativas de ataques que Tomura fez contra ele, Tentando o segurar e socar a cara, Tomura apenas desintegrou algumas mobilias e paredes nas quais tocou.

(Stain) Você só é de falar mesmo !!

Vai ser rápida a sua morte.

(Shigaraki) "Morrer" !? Eu vou concretizar a sua morte e sair vitorioso nesta battle !!

Seu assassino de heróis metido !

Vou ensinar a respeitar quem está acima de você !! -

Stain não dá trégua enquanto chuta e soqueia Tomura que devolve com a mesma moeda, sem demora o assassino puxa da bainha e crava uma de suas facas na perna de Tomura que recua rapidamente para longe.

Sangue pinga no chão e o vilão apenas se continha ainda "pistola" com Stain.

- Seu maldito !! Vou devolver o ferimento. -

Partindo rapidamente até Stain, Tomura tenta o acertar um soco de direita mas falha, em sequência tentou acertar uma joelhada nas costelas, mas, Stain defendeu com o antebraço, apenas sendo jogado um pouco para o lado.

- Se todos nessa organização são como você, então será fácil.

(Shigaraki) "Será fácil" !? Não sei do que você está falando mas a sua morte é que vai ser fácil.

Sei qual é a sua individualidade. 

Não funcionará comigo.

(Stain) O que você quer di- Ahhrg !? Quem que ?!

Ahn !?

Sua fedelha !!! Como ousa me atrapalhar !! -

Sem notar a aproximação de Toga, Stain acabou sendo atacado pela garota.

(Toga) É você mesmo Stain-sama !?

Não acredito, Não acredito !! É você ?! Hiiii !! Eu sou Himiko Toga !!

A minha empolgação só aumenta mais !!!!

Posso matar você e beber do seu sangue néhh ???  

(Stain) Mas o que !? Sua peste saia das minhas costas !! Me solte !! -

Toga realmente estava delirando de alegria enquanto se mantinha agarrada em Stain.

Corava como nunca antes, junto uma face de êxtase que entregava sua excitação e vontade assassina por Stain. 

 A jovem começou a desferir diversos golpes no peito do assassino.

A cada facada ela lamentava e gargalhava ao mesmo tempo.

Não controlava seu estado sinico e pervertido no momento.

(Toga) Desculpa !!! Seu sangue tem um cheiro tão bom Stain-sama !!!

Toga sente muito mesmo !!

DESCULPA !!! SEU SANGUE TEM UM CHEIRO TÃO BOM STAIN-SAMAAA !!!

POSSO PROVÁ-LO AGORA !?

ANTES VOU ACABAR COM A SUA VIDA OKEEEY ??!!

(Shigaraki) Ei sua pirralha ?! Pare de me interromper !! -

Enquanto Kurogiri e Twice ficam calados observando a situação, Tomura logo age, não permitirá que Toga mate Stain já que ele quer fazer isso.

Toga não hesita em esfaquear simultaneamente o assassino, sem dó nem piedade, ela acertou várias facadas em seu peito até que caísse no chão, a mesma estava debruçada nas costas de Stain durante seus ataques. 

Stain- Merda... ! Sua maldita !! Me solt...te ?!

Tomura- Saia de perto dele, vou terminar logo com isso. -

Com um voz calma e vangloriada Tomura se aproxima de ambos.

Toga salta para longe de Stain e antes que Tomura chegasse mais perto, imensas labaredas de fogo azul escuro cobrem a passagem de Tomura até Stain.

- O que pensa que está fazendo Dabi !? Eu vou matar o Stain, não me interrompa. -

- Não posso permitir isso.

O assassino de heróis, Stain, é alguém bem importante para todos que vivem na sarjeta. 

Assim como eu, muitos, precisam que esse homem continue vivo. -

Dabi se move ate o balcão próximo de Kurogiri que observa a situação por trás do bem calmo, Toga se aproxima deles e fica olhando para Tomura, a garota está pensando se ele deve mesmo acabar com o Stain.

Tomura volta a falar com Dabi.

- Não me irrite garoto. 

Tenho que matar esse maldito. -

O corpo de Stain estava caído no chão próximo a porta de saída da sala com o pequeno bar.

O jovem, Dabi, se recusa a deixar que matem Stain. O assassino é alguém importante para pessoas iguais à ele.

Dabi- O que pensa em fazer depois !? Diga Shigaraki. 

Stain quer acabar com a era dos falsos heróis, o que você pretende com nós e a União !? -

No momento Dabi ergue seu braço esquerdo e na palma de sua mão cria uma pequena chama azul e a observa esperando pela resposta de Shigaraki.

O bar pouco iluminado logo estava coberto por uma luz azulada que as chamas de Dabi geraram.

Shigaraki- Não tenho que dizer mais nada para você ! Seu traidor maldito ! -

Dabi- Então vai ser assim !? 

Vou ter que mos-

Twice que havia se aproximado sorrateiramente o interrompe no meio de sua fala, apenas acertando uma cotovelada em sua nuca, Dabi não demora para cair no chão sem consciência alguma.

Twice- Eu pude ser útil !!! Ehe HeHe !!

Shigaraki !! Seja grato à mim !! -

Shigaraki- Eu !? E por quê ? Poderia cuidar desse "garoto problema" facilmente.

...

Mesmo assim agradeço, não se impolgue com isso.

Então, e agora... Acho que vou ter que acabar com o Dabi também. -

Twice estava pouco confuso mas decidiu ficar do lado da organização que o acolheu de bom grado. 

A União dos Vilões acabou se tornando sua nova casa e família. 

Bem agitada, Toga, começa a falar com Shigaraki. Sua euforia era notada facilmente estampada em seu rosto completamente vermelho no momento. 

- Teeenkooo-kun !!!! Deixe que eu mate o Stain-sama !!!!

Quero aproveitar que ele está incapacitado e pegar todo o sangue que puder !! -

A jovem está inquieta e bem corada enquanto fala com Tomura, quer dar cabo do Stain pelo que parece. 

Kurogiri apenas continuou observando a situação normalmente. 

Tomura não ligou muito para o pedido da garota e foi acabar com os dois caídos no chão, Stain e Dabi.

- Seu muleque maldito, e pensar que ficaria do lado desse atraso de vida... Bem, agora vou limpar o lixo de uma vez só. E dep... Ghan han ?!

 Me solte garota. Está me atrapalhando. -

O vilão estava acocado no chão olhando seus "oponentes" caídos, Stain ainda estava sangrando por conta das facadas. 

Toga segurou-se forte em sua garupa e o incomodou para que deixasse Stain com ela.

-Não é justo Tenkoooo !!! Eu quero, tenho, que acabar com a vida do Stain-sama !!! 

É apenas Toga que precisa, pode, fazer isso !! -

Ele realmente ficou incomodado, já que a jovem estava o balançando feito boneco de pano para todo quanto era lado.

Em um impulso de raiva ele se levanta e logo a tira de suas costas.

Começou a coçar sem parar seu pescoço enquanto prestava atenção em Kurogiri, que estava olhando para ele bem calmamente.

Shigaraki estava ficando zangado, uma sensação de frieza e impetuosidade era notada em seu olhar escarlate visto entre as aberturas nos dedos da luva. 

Tenko- Então, Toga, quero que me diga porquê devo entregar Stain à você. 

É alguma promessa, divida, sonho ? Quer tanto matar esse homem !? -

Shigaraki está seriamente incomodado com os atos da garota, no começo sabia que ela tinha um tipo de amor platônico pelo assassino de heróis.

Agora a mesma quer matar ele, mas por quê !?

Ela volta a se aproximar dele e ainda bem saltitante e alegre o encara e o responde.

Toga- No começo eu admirava o Stain, ainda o admiro muito, mas quero conviver em um mundo onde seja fácil de se viver.

Se a União dos Vilões, se você, Tenko-kun, se você pode fazer esse mundo existir...

Toga não vai hesitar em matar quem tentar impedi-lo !!!

O Stain-sama é meu !! Quero me tornar parte dele, ser ele !!!

Preciso ter todo o sangue dele !! -

Agitada e sem parar de se mover a jovem percorria toda a sala enquanto falava.

Shigaraki entendeu a situação mas ainda queria matar Stain.

- Eu não posso permitir isso, quem vai matar esse homem sou eu.

Você pode até quer-

- Não ! Me ouça Tenko Shimura !!!

Sou eu quem vai o matar. -

Rapidamente Toga se aproxima de Shigaraki e posiciona uma faca perto de seu pescoço, desta vez disse todo o nome verdadeiro do vilão. 

Com um olhar tenso e frívolo a garota encara Shigaraki.

Shigaraki se espantou e pensava:

"Como ela sabe todo meu nome !?"

"Essa pirralha não é tão ingênua"

"Quem além do mestre sabe meu nome verdadeiro !? E como ela encontrou para saber ?"

"Tanto faz não é. Ela só quer matar ele, então... Droga, já sei que medida tomar".

Levando a mão ao rosto Shigaraki retira a luva que escondia sua face.

Revela um rosto tranquilo e com algumas marcas e cicatrizes espalhadas pela boca e olhos. 

Sua expressão se mantinha calma e séria enquanto todos o encaravam abismados. 

(Tenko) Toga, você quer apenas o sangue dele não é !?

Após eu o matar, você pode fazer o que desejar com o corpo dele, não me importo. 

(Toga) Ãh ? Sério !? Mas mesmo assim ?!

Eu quero matar ele !!!

Será eu quem vai dar o golpe final no Stain-sama !!

Não pense que vou mudar de ideia só porque me mostrou esse seu rostinho todo cicatrizado. -

Toga não recua tão facilmente e se mantém firme na sua decisão. 

Tomura segura o braço que a garota empunha a faca e o distancia de seu pescoço. 

Sua voz está tensa e omitindo um tom mais grave que o normal do vilão. 

(Shigaraki) Pois então nós dois vamos o matar. Assim acabamos com esse problema idiota e desnecessário. 

(Toga) Como !? Ahhh Certo. Entendi ! -

Os dois se aproximaram de Stain ainda caído no chão.

(Tomura) Twice, amarre Dabi para o interrogarmos depois. 

(Twice) Por que eu !? Tá bem, tá bem !! -

Enquanto Twice se aproxima e põem Dabi sobre seus ombros e o leva para uma cadeira, Shigaraki continua se aproximando de Stain que está voltando à si.

(Chizome) Não vou permitir que vocês me eliminem !! Tenho que acabar com todos aqueles heróis charlatães e vocês, vilões sem rumo algum !!-

Em meio sua fala Stain começa a tossir sem parar e cuspir sangue. As feridas já o atordoavam.

Tentando se proteger, Stain levanta do chão e atenta um ataque contra Shigaraki, com outra de suas facas ele arremessa e acerta o ombro esquerdo do vilão que não teve reação para defesa no momento. 

Em sua mão havia uma faca com sangue do Tomura, que ele obteve no ultimo ataque de mão armada.

(Stain) Não vai conseguir fazer nada se não puder se mover. -

Ao passar sua língua na lâmina ensanguentada da faca, Stain, paralisa Shigaraki na hora por conta de sua quirk.

(Stain) Nha Ha Haa Ha !! O que fará a seguir Shigaraki !? 

(Shigaraki) Mas que droga !! Eu vou acabar com você !!

(Toga) Deixe que eu vou fazer algo por ele e por mim !! -

Aos poucos Toga se aproxima sorridente e muito empolgada, fica ajoelhada ao lado do de Tomura, apoia ele em seus ombros, e caminha em direção de Stain já vencido pela fadiga e hemorragia.

A garota puxa uma faca de sua cintura e segue caminhando até o assassino, junto carregava Shigaraki que não dizia nada.

Apenas deixava escapar pequenos sons e grunidos por conta da dor no ombro e também em sua perna esquerda.

Toga põem a mão de Shigaraki junto do cabo da faca e o ajuda a segurá-la.

(Shigaraki) O que você está fazendo pirralha ? 

(Toga) Nós vamos matar ele juntos esqueceu !? -

A voz de Shigaraki estava menos tensa e agora em um tom mais calmo e tomado pelo cansaço.

Por contrário Toga se mantinha enérgica e bem disposta até em suas palavras. 

Sua alegria estava a flor da pele enquanto seu rosto ficava mais e mais corado ao ver Chizome, Stain, sangrando sem parar e também Shigaraki ao seu lado respingando sangue.

Kurogiri observa enquanto Twice está amarrando em uma cadeira no canto da sala o vilão Dabi, que ainda está desacordado. 

(Himiko) É AGORA !!! ME DESCULPA POR ISSO STAIN-SAMA !!

ME DESCULPA MESMO !!

Mas a União dos Vilões precisa criar o mundo pacífico que eu quero !! -

A garota ergue a mão de Shigaraki junto com a sua, entre elas se encontra uma faca de lâmina bem afiada e forma definitivamente rígida e bem forjada. 

Stain teve seu peito perfurado várias e várias vezes.

Tomura pediu para Toga desferir golpes nos ombros e coxas de Stain também. 

(Shigaraki) Disse que devolveria o ataque !! 

Ahaa Haaah HAAaah !!!

Junto ouviasse Toga com diversos gritos e sons de prazer por esfaquea-lo freneticamente com Shigaraki no suporte. 

Stain solta seus últimos suspiros e logo perde de vez a consciência e morre olhando em direção de Dabi e Twice.

(Chizome) Eu... Não posso... Não vou... morr... -

Outro vilão a menos no mundo não é mesmo !? Mas será que isso era necessário...

Saido da União um pouco.

Por volta das 01:00  Deku ainda vagava pela cidade procurando por vítimas. 

- Isso é tão nostálgico !

 Gwah Ha Ha Haaah HAH !!! 

Talvez eu faça uma visitinha na escola que estava antes.

Enquanto ele flertava pelos becos e vielas, Barzal, continuava a tentar o exortar a sair da cidade.

- Χάος eu disse para você sair logo desta cidade.

Há uma presença forte, não posso lhe dizer de quem ou quem a exala, seja quem for você deve sair daqui. -

(Deku) O que é !? Pare de me infernizar entendeu ?!

Pode me "queimar" se desejar !!

Tô pouco me fudendo pra tudo que você me ordena e diz !!!

He He Heeee !!!

(Barzal) Está bem, depois não me peça por ajuda pois não farei nada.

O que preocupa Barzal tanto assim !?





Notas Finais


Aí está né... se quiser comente qual tipo de escrita tá melhor, ou mesclo as duas com neste :^

A minha ortografia não é das melhores ;-;

Até um, talvez, próximo Capítulo, galera chavosa

(Deku) Cala a boca seu autor de merda !!! Gha HaHa Haaahh vai se fuder sacou ?!

Ehhh bye guys com esse não existe diálogo digno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...