História Fallin' all in you - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Visualizações 58
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Isso tá sendo praticamente uma maratona de capítulos kskskskks.
Tô tentando adiantar eles porque minhas provas tão chegando e logo depois vai ter joeepar, que é uma competição entre as escolas da minha cidade, enfim, ai eu vou ficar com pouco tempo.
É isto, continuação do capítulo anterior.
Boa leitura.

Capítulo 18 - Party


Fanfic / Fanfiction Fallin' all in you - Capítulo 18 - Party

P.o.v Shawn Mendes

- Ainda não consigo acreditar que você conseguiu organizar tudo isso sem eu nem perceber. - Falei abraçando a minha loira por trás, já tinha comprimentado todos os convidados e voltei pra ficar com a Gabi.

- Você é meio lerdo. - Ela disse se virando pra mim e eu fiz uma cara de bravo vendo ela rir, apertei sua cintura desnuda por baixo na jaqueta.

- Sou meio o que? - Disse com a voz autoritária provocando ela.

- Meio lerdo. - Respondeu pausadamente com a boca perigosamente perto da minha, me distraí olhando pra sua boca e ela riu puxando meu lábio inferior com os dentes.

- Não foi isso que eu me lembro de você ter dito ontem. - Ri baixinho recebendo um tapa dela.

- Você é um tarado, Shawn. - Riu comigo passando os braços pela minha nuca me fazendo arrepiar.

- E você gos... - Fui interrompido pelos meus amigos que chegaram perto da gente fazendo uma bagunça, até os meus amigos do Canadá estavam no meio.

- Sua vez de virar, gatinho. - Cameron fez uma voz fina enquanto Nash me entregava uma dose de tequila.

- Você sabe que eu sou fraco pra bebidas, cara. - Tentei relutar mas até a loira se juntou aos meus amigos.

- Vira, vira, vira. - Começaram a gritar em um coro e eu me rendi virando a bebida e sentindo seu amargo na minha garganta.

- Eu só quero dizer que... Eu sou seu fã, cara. - Jack G disse já alterado pela bebida me fazendo rir.

- Melhor parar de beber, bro. - Dei tapinhas nas suas costas e ele negou com a cabeça rindo.

- Você se deu bem, cara. - Ele mudou de assunto do nada olhando pra Gabi que conversava rindo com Matthew, Cameron, Nash e Sun.

- Com certeza. - Concordei me aproximando dos outros e pegando Gabi pela mão.

- Shawn, a sua sobrinha não para quieta, tá te desejando parabéns. - Sun disse passando as mãos na barriga enorme e eu dei um beijo na sua bochecha rindo, abracei minha loira por trás e beijei seu pescoço vendo ela olhar pra mim sorrindo.

- Ei, pessoal. - A música parou e toda a atenção foi voltada pro Dj no palco. - Só uma pausa, porque agora vocês vão assistir um vídeo. - O vídeo começou a rodar, eram fotos minhas desde pequeno, com família, amigos, na escola, as últimas fotos eram com a Gabi, vídeos nossos fazendo palhaças, momentos em que eu dormi sem querer, em eventos.

Estava tão concentrado no vídeo que nem percebi quando a minha namorada saiu dos meus braços, só fui notar isso quando o vídeo terminou e eu vi ela encima do palco com um microfone na mão enquanto me olhava sorrindo.

- Shawn Peter Raul Mendes, mal sabia eu, mas à 22 anos atrás a dona Karen tava pondo você no mundo, e Karen, muito obrigado por isso. - Falou arrancando risadas. - A um tempo atrás se alguém me perguntasse alguém importante na minha vida eu demoraria muito pra responder, talvez eu nem respondesse, sempre fui muito fechada em relação aos meus sentimentos, mas ai, apareceu o Shawn, ele foi chegando tão de fininho e tomando uma proporção tão grande, que hoje em dia se alguém pedir pra eu citar uma pessoa importante na minha vida, eu não vou demorar nem dois segundos pra dizer seu nome. Eu passei a semana toda pensando no melhor pra essa festa, procurei seus amigos de infância, e suas comidas preferidas, eu fiz tudo pra que saísse perfeito, ainda sim você merece muito mais que isso, sua personalidade doce, alegre e que se importa com as pessoas cativa todos ao seu redor. Hoje de manhã eu percebi que quem ganhou o maior presente fui eu, porque de alguma maneira eu ganhei você, não quero gastar muito do tempo de vocês, então... É isso, babe, feliz aniversário, eu te amo muito. - Terminou de falar e desceu do palco vindo até mim, todos aplaudiam e eu tinha minha boca aberta em um perfeito "o" além dos meus olhos marejados.

- Te amo, babe. - Segurei em sua cintura puxando ela pra um beijo, não havia mais nada ao nosso redor, nem barulho, nem pessoas, tudo que importava agora era a gente.

A música voltou a tocar e algumas pessoas foram pra pista de dança, fiquei encarando a minha garota complemente apaixonado, até que uma mão nos interrompeu tocando o ombro dela.

- Oi, meu amor. - Os dois disseram juntos e receberam um abraço apertado da minha namorada.

- Então esse é o famoso Shawn? - O ruivo com uma barba perguntou.

- É ele mesmo, pai. - Ela falou vindo pro meu lado e segurando minha mão que suava frio.

- Parabéns, Shawn. - O moreno disse me dando um abraço.

- Muito obrigado, senhor. - Eu disse meio tenso.

- Esses são Ashton e Michel, meus pais. - Ela falou, mesmo que eu já soubesse.

- Parabéns, rapaz, e cuida bem do meu bebê. - O ruivo disse apertando a minha mão me fazendo sorrir.

- Pode deixar. - Eu disse e olhei sorrindo pra minha namorada ao meu lado.

- Para de se fazer de durão, Ashton, tá assustando o garoto. - Michel disse abraçando o marido.

- Tudo bem, tudo bem, bem vindo a família, garoto. - Sorriu meigo e deixou um beijo na testa da filha se afastando com o moreno.

- Viu? Eles nem mordem. - Sorriu meiga ficando na minha frente.

- Meu coração quase saiu pela boca, mas pelo menos eu conheci meus sogros. - Sorri abraçando ela pela cintura.

- Eles são uns amores, você vai ver. - Falou encostando a cabeça no meu peito.

- Temos que marcar um almoço pra toda família se conhecer. - Dei a idéia e ela concordou com a cabeça.

- Podemos pensar nisso depois. - Envolveu minha cintura com o braços escondendo o rosto na curvatura do meu pescoço e respirando fundo.

- Tá dengosa, hein, o que cê tem? - Perguntei me sentando em um mesa vazia e sentando ela no meu colo, ainda na mesma posição.

- Não sei, mas preciso me animar. - Ela disse se levantado, me jogando um beijo e indo ate a pista de dança onde suas amigas dançavam, começando a dançar com elas.

- Ei, cara, cadê o resto do pessoal? - Fui ate o bar encontrando khalid bebendo alguma coisa, provavelmente vodka.

- Todos aqueles bêbados na pista de dança serve? - Ele fez graça apontando pro local, eu olhei e não aguentei começando a gargalhar.

- Caralho. - Minha barriga doía de tanto rir, Cameron e Matt rebolavam de costas um pro outro, Jack estava sentado no chão cantando e Nash era o único sóbrio vigiando eles como uma babá.

- Isso é inveja que você não dança bem que nem a gente. - Matt disse embolado se aproximando com o resto do pessoal.

- Com certeza, cara, você tem que me ensinar. - Disse tentando controlar minha risada.

- Claro, gatinho. - Ninguém se aguentou e todos começaram a rir, Matt bêbado era quase um comediante.

Vi de canto de olho a Gabi se aproximar do bar, ela se apoiou no balcão se inclinando um pouco pra eu conseguir ver a poupa de sua bunda, eu ficaria com ciúmes se não soubesse que essa provocação é inteira e completamente pra mim.

- Vou querer uma vodka, uma rodela de limão e sal. - Ela pediu pro garçom se empinando mais pro meu lado, me fazendo morder os lábios ao sentir meu pau dar sinal de vida.

O garçom não demorou pra entregar o seu pedido, ela se virou pra mim sorrindo e colocou o limão na minha boca, apoiei minhas mãos na sua bunda enquanto ela chupava o limão que estava na minha boca, virou a vodka enquanto eu jogava a rodela de limão fora, pegou o sal e passou pelos meus lábios, chupando os mesmo pra sentir o salgado, aproveitei isso pra puxa-lá pra um beijo cheio de desejo, podia sentir a mistura dos três elementos na sua boca, apertei as mãos na sua bunda e ela arranhou meus braços, chupei seu lábio finalizando o beijo e ela sorriu.

- Ih, caraí, gozei. - Ouvimos a voz do Cameron brincando e rimos, mesmo a Gabi estando vermelha de vergonha.

- Acho que tenho que trocar minha calcinha. - Sussurrou no meu ouvido mordendo o lóbulo e eu ri baixinho no seu cabelo.

- Deixa que eu troco. - Falei ouvindo sua risada.

- Vem, vamos dançar. - Me puxou pela mão levando até, dançamos várias músicas, desde eletrônicas, até músicas brasileiras, o que me fez rir muito dos meus amigos idiotas.





Notas Finais


E essa manha da Gabi do nada, hein?
O que vocês acham? Heheheheh
Vamos interagir, manas(os).
Beijos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...