História Fallin' All In You - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Colegial, Festa, Ídolo, Romance, Shawn Mendes, Viagem
Visualizações 110
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI POCS
nossa gente que saudades que eu tava de vcs MEU PAI ETERNO
essa fanfic eh a certa pra ler num dia chuvoso que vc só quer ficar de bobeira, bem diferente de Bad Reputation, que vc só passa raiva lendo
eu espero mto mto mesmo que vcs gostem
esse primeiro cap tá uma merda mas faz parte eu juro que vai ficar melhor não desistam de mim
PRETENDO ATUALIZAR ESSA FIC SEMANALMENTE, ok?
boa leitura

Capítulo 1 - I - Prologue


Inspirei fundo, sentindo a brisa marítima penetrar meus pulmões. Olhei em volta mais uma vez, observar a imensidão azul do mar parecia me trazer uma certa tranquilidade. Olhei para os meus pés, eles estavam quentes e vermelhos, reclamando da exposição solar incomum. Tirei os meus fones, me sentindo mal por ter parado de escutar Bad Reputation na metade e comecei a andar em direção ao oceano.

Enquanto meus pés entravam em contato com a água, eu lembrava dos acontecimentos desses últimos dias. Lembrei de cada segundo do Rock In Rio, e lembrei com ainda mais clareza cada segundo do show de Shawn Mendes, o dono das minhas playlists, do meu lado "fangirl" de 12 anos e, provavelmente, da minha conta bancária também.

Fui tirada pelos meus pensamentos por falas altas vindo do outro lado da pequena praia particular do condomínio em que eu e minha amiga estávamos. A casa de praia era do pai dela.

Eram três rapazes, eu não consegui ver seus rostos porque eu estava sem óculos, mas mesmo quase não enxergando nada, foquei no do meio, ele era enorme de um jeito sexy, provavelmente todo malhado, mas eu acho que de um jeito que não era exagerado. Comecei a prestar atenção no que eles falavam, e quando percebi que conversavam em inglês, fiquei mais curiosa ainda.

— Se você for até onde a água bata no seu peito, eu te dou cem pratas. — Um deles falou.

— Geoff, eu não acho que isso seja uma boa idéia. — o outro falou. Geoff? Esse nome não me era estranho, mas na hora não lembrei quem eu conhecia que também se chamava Geoff.

— Eu vou só por questão de dignidade. — o grandão por fim respondeu. Ele tinha a voz muito parecida com a de... Shawn?

Enquanto ele entrava no oceano, aos poucos, eu voltei rápido para a esteira onde estava a minha bolsa com meus óculos, e os coloquei em meu rosto, pra poder invadir a vida alheia enxergando melhor, então, o que eu vi quase me fez cair dura.

Geoff e Andrew, que trabalhavam com Shawn estavam na beira do mar observando o próprio Shawn Mendes entrar na água. Tive que me beliscar algumas vezes pra ter certeza que não era um sonho, parecia mais ser uma fanfic do que algo que aconteceria na realidade.

Meu coração acelerou e eu comecei a pensar em mil e uma maneiras de me aproximar deles e pedir uma foto sem chorar e parecer uma maluca, mas então, os meus pulmões travaram e eu comecei a correr na direção deles.

Shawn foi "sugado" de uma vez para o fundo e agora se debatia, provavelmente caiu em algum buraco com correnteza, daqueles que você não consegue ver nem sentir, e que podem facilmente te matar.

Geoff e Andrew esperaram um pouco, pra garantir que não era brincadeira, mas quando viram os braços do amigo trabalhando para que ele tentasse voltar a superfície, entraram na água de uma vez e começaram a nadar na direção dele. Merda. Mil vezes merda.

— Parem! Agora! — comecei a gritar em inglês com eles. — Vocês querem morrer afogados também?

— O que a gente faz? — Andrew começou a perguntar, desesperado. — Eu te disse que era uma ideia idiota, Geoff!

Como um estalo, lembrei de uma notícia que havia lido algum tempo atrás. Na Flórida, alguns banhistas fizeram uma corrente humana pra salvar uma família que estava se afogando. Como Shawn não estava no fundo, dava pra fazer essa corrente com três pessoas.

Tentei explicar a minha ideia pra eles do jeito mais fácil e rápido o possível, e em alguns instantes, já estávamos puxando Shawn de volta pra margem.

— Shawn! Shawn, acorda! — Geoff sacudiu os largos ombros do amigo, desesperado, então, colocou os dois dedos no pescoço dele, procurando por batimentos. — O coração dele... — ele tentou respirar e eu fiquei preocupada dele desmaiar ali mesmo. — Pararam. — Andrew saiu correndo em busca de ajuda, mas eu sabia que nós não tínhamos esse tempo todo.

Aproximei minha bochecha de sua boca e nariz e não senti nada, seu peito também não se movia.

— Pra sua sorte, você está na frente de alguém que sabe fazer RCP. — Falei, enquanto começava os procedimentos de ressuscitação. Nunca achei que aquele curso dos bombeiros na escola seria tão útil na minha vida.

Depois de várias compressões, arrumei a cabeça dele de modo que desobistruisse suas vias aéreas, e então, me inclinei pra frente para fazer respiração boca-a-boca. Eu já me imaginei beijando Shawn em várias situações diferentes, mas nunca pensei que esse seria o primeiro contato que eu teria com ele.

Continuei com as compressões e respiração até que que Shawn tossiu e cospiu água, eu me levantei de supetão e dei um passo pra trás, tonta de tanto alivio. Não sei o que teria feito se ele não tivesse reagido.

Mendes foi recuperando os sentidos, pouco a pouco. Eu me joguei na areia, respirando fundo, tentando reorganizar meus batimentos. Eu queria conhecer Shawn em um M&G, ou então esbarrar com ele na rua, não ter que salvar sua vida.

— Shawn, Shawn! Você tá bem? O que você tá sentindo? — Geoff começou a enche-lo de perguntas, Mendes tentou responder, mas nada saiu, e sua mão foi parar na garganta.

— Esperem aí. — Levantei e fui andando rápido em direção a minha bolsa mais uma vez, peguei uma garrafinha de água e voltei para eles, entregando o líquido pra Shawn, quem bebeu tudo de uma vez só.

— Consegue falar? — Geoff estava quase chorando a essa altura. Eu também. Não tinha certeza se era pelo fato do meu maior ídolo estar na minha frente ou por ele ter quase morrido em meus braços.

— Você me deve cem pratas. — ele falou, rouco.

— Eu vou te matar. Eu quase morri, sabia? — Geoffrey disse, Shawn tentou rir, mas sua garganta ainda estava esquisita por causa da areia e sal que ele engoliu com a água.

— O que aconteceu? — perguntou para o amigo, dessa vez finalmente me olhando, fazendo com que eu começasse a corar e minha respiração se desregulasse, eu não consegui interpretar suas feições.

— Uma hora você estava indo pro fundo, na outra você estava se afogando, ai a gente te puxou pra margem e você não estava respirando e seu coração também havia parado, e você está acordado agora graças a ela. — Geoff praticamente cospiu as palavras, Shawn demorou um tempo pra absorve-las, e quando o fez, olhou pra mim, agradecido, e sorriu.

E então, eu senti cada extremidade de mim tremer.


Notas Finais


por favoooooooor, comentem, isso ajuda tipo PRA CARALHO
a delícia de capa foi feita pelx powapowaj (obg ícone)
amo vcs
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...