História Falling For You -Limantha - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 343
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não revisei muito o capítulo. Então perdoem qualquer erro e boa leitura, meus anjos

Capítulo 2 - Mistério do Planeta


Fanfic / Fanfiction Falling For You -Limantha - Capítulo 2 - Mistério do Planeta

"Vou mostrando como sou e vou sendo como posso.

Jogando meu corpo no mundo,

andando por todos os cantos e pela lei natural dos encontros,

eu deixo e recebo um tanto."

POV. Samantha Lambertini

 As aulas acabaram e Tina chamou todo o pessoal  para ir almoçar no restaurante do seu pai, que não era tão longe do Grupo. Então passamos pelo Cora para encontrar o restante das FIVE, como era conhecido o quinteto formado por Lica, Tina, Ellen, Benê e Keyla, e fomos caminhando até o restaurante.

Estávamos eu, Lica, acompanhada pelo Felipe, Benê com o Guto, Keyla e Tato, MB e K1, Anderson e Tina, Clara e Fio e Ellen com o Jota. Resumindo eu estava segurando a maior vela da história de São Paulo.

Chegamos no local de destino e logo fomos guiados até uma mesa onde coubessem todos, sendo atendidos pelo próprio Senhor Noboru, pai da Tina. Fizemos nossos  pedidos, e logo MB se pronunciou, fazendo todos prestarem atenção nas suas palavras animadas.

-Bom meus caros amigos, a volta as aulas não pode passar batida né? Então pensando nisso o tio MB aqui –fala apontando para si mesmo- resolveu dar uma festa de inicio às aulas e será hoje mesmo na minha humilde residência que todos –aponta para cada um que está na mesa- sabe exatamente onde é –conclui o seu pensamento batendo palmas, animadamente

-Nem sei se vai dar, tenho que estudar –Ellen diz fazendo todos, menos Benê e Jota, revirarem os olhos

-Qual é Ellen, as aulas começaram hoje, um dia sem se afundar nos livros não vai fazer você zerar o Enem no final do ano –Disse, arrancando risadas dos meus amigos, menos do embuste Felipe, óbvio

-Samantha nem estuda e nem quer que ninguém estude –Felipe abre a boca e eu apenas dou o sorrisinho mais falso que consigo, antes de responder

-Estou pedindo pra Ellen não estudar hoje, por que quero a presença DELA lá, mas se você ta tão sentido, pode ficar em casa estudando, não vai fazer falta, meu anjinho –Digo cínica, e antes que ele responda, K1 se pronuncia

-Vocês não cansam dessa troca de farpas por causa da Lica? Aceita logo a Samantha nessa relação, Felipe. Não aguento mais tanto ciúmes de vocês dois. Acredito que nossa querida Heloisa não vai se importar com esse poliamor  –Ela fala em um tom brincalhão e eu apenas sussurro um “vai se foder” juntamente com uma risada amarga

-Não vou mais falar pra vocês que eu e Samantha não temos nada, somos melhores amigas, isso é um absurdo –Lica fala, calmamente, fazendo todos olharem para a mesma

"E passo aos olhos nus ou vestidos de lunetas

Passado, presente,  participo sendo o mistério do planeta."

-E fora que estamos muito bem, apenas eu e a Lica, não vou dividir minha namorada com ninguém, nem ela quer isso, ela é minha e ponto –Felipe fala em um tom possessivamente ridículo, enquanto abraça Heloisa, que estava sentada ao seu lado. Como minha amiga namorava um cara tão babaca como ele?

-Enfim pessoal, vamos comer que tenho que ir comprar os comes e bebes para mais tarde –MB fala, cortando aquela discussão que parecia não ter fim- E você Samanthinha –Aponta para mim com a cabeça- vai comigo para essa missão –Conclui, enquanto coloca a comida no prato, assim como todos os outros

Terminamos o almoço e cada um foi para sua casa, menos eu, que fui com MB e K1 comprar as bebidas e comidas para logo mais tarde

-Hoje é segunda-feira, não acha que está muito no início da semana pra dar uma social, MB? –Falo enquanto ele para o carro no estacionamento do supermercado

-E lá tem dia para fazer uma social e beber, Samanthinha? Todo dia é dia –Ele diz enquanto descemos do carro, e pude ouvir a gargalhada de K1, eles se merecem

Fizemos as compras, e, meu Deus, eu nunca vi tanta bebida sendo comprada, alguém ia sair dessa festa direto para um hospital, certeza

MB me levou para casa e antes que eu pudesse descer ele solta uma de suas pérolas

-Preparada pra pegar a Liquinha hoje? –Diz em um tom debochado. Ele não se cansa dessa história

-Quantas vezes vou ter que dizer que eu e a Lica somos melhores amigas? Jamais rolaria nada entre a gente, MB –Digo já irritada com aquela conversa

-Qual é, patricinha, a Lica é mó bonita, você não acha? –Katerine me questiona, com um sorriso perverso no rosto. Definitivamente eles se mereciam

-Claro que é, bonita é pouco, a Lica é linda pra um caralho –Falo lembrando o quanto a minha amiga realmente era linda – mas somos apenas amigas, jamais olhei para ela com segundas intenções, nem muito menos ela para mim –Digo soando verdadeira, até porque era a mais pura verdade

-Mas qual o problema em só dar uns beijinhos nela? –MB questiona, fazendo insinuação a um beijo com as mãos, reviro os olhos –Você vive dando selinho na Clara nas festinhas, não é com se nunca tivesse beijado uma menina antes –Ele conclui

-Selinho eu dou até na sua namorada  -Inclino minha cabeça até o banco do carona onde K1 estava sentada, roubando um selinho da mesma –Mas nunca beijei uma menina “a vera” e não vai ser a Lica que vai ser a primeira –Digo em um tom amigável, enquanto desço do carro

-Vocês ainda vão namorar, escreve o que eu to te dizendo, e eu shippo muito Limantha –Ele fala assim que fecho a porta, me fazendo virar em sua direção

-Minha carne é de carnaval, meu coração é igual  –canto, enquanto entro no meu prédio – Tá pra nascer a pessoa que vai fazer eu me apaixonar –Grito enquanto entro no prédio e vejo meu amigo dar partida com o carro

A probabilidade d’eu ficar com a Lica era tão nula que  era mais fácil eu ficar com o Felipe do que com ela, aquilo era tão sem nexo que não conseguia enxergar toda essa “tensão sexual” que quase todos dizem existir entre nós duas, só podem falar isso para tirar sarro conosco.

"Minha carne é de carnaval

O meu coração é igual

Minha carne é de carnaval

O meu coração é igual

Minha carne é de carnaval

O meu coração é igual"


Notas Finais


Músicas do capitulo: Mistério do Planeta e Swing de Campo Grande, ambos dos Novos Baianos. Criticas são sempre bem vindas, comentem o que estão achando. E o que será que vai rolar nessa festa do MB?
-Anna


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...